Friso cronológico
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Friso cronológico

el

  • 6,974 reproducciones

trabalho realizado no âmbito das comemorações do centenário da república pelos alunos do Agrupamento de escolas de condeixa-a-nova

trabalho realizado no âmbito das comemorações do centenário da república pelos alunos do Agrupamento de escolas de condeixa-a-nova

Estadísticas

reproducciones

reproducciones totales
6,974
reproducciones en SlideShare
6,972
reproducciones incrustadas
2

Actions

Me gusta
2
Descargas
32
Comentarios
0

2 insertados 2

http://servidor 1
http://62.48.232.37 1

Accesibilidad

Categorias

Detalles de carga

Uploaded via as Adobe PDF

Derechos de uso

© Todos los derechos reservados

Report content

Marcada como inapropiada Marcar como inapropiada
Marcar como inapropiada

Seleccione la razón para marcar esta presentación como inapropiada.

Cancelar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    ¿Está seguro?
    Tu mensaje aparecerá aquí
    Processing...
Publicar comentario
Edite su comentario

Friso cronológico Presentation Transcript

  • 1. Agrupamento de Escolas de Condeixa-a-Nova Comemorações do Centenário da República Friso Cronológico da República Cronoló Repú
  • 2. 5 de Outubro de 1910 1ª República 1910 - 1026
  • 3. A Proclamação da República Portuguesa foi o resultado do Golpe de Estado do Partido Republicano, mais conhecido como Revolução de 5 de Outubro de 1910 que naquela data pôs termo à monarquia constitucional em Portugal. A 5 de Outubro de 1910 estalou a revolta republicana que já se avizinhava no contexto da instabilidade política. Embora muitos envolvidos se tenham esquivado à participação — chegando mesmo a parecer que a revolta tinha falhado — esta acabou por suceder graças à incapacidade de resposta do Governo, que não conseguiu reunir tropas que dominassem os cerca de duzentos revolucionários que na Rotunda resistiam de armas na mão. 6º A
  • 4. Busto da República A imagem da República foi adoptada como símbolo da República Portuguesa, na sequência da implantação do novo regime, a 5 de Outubro de 1910. A imagem foi representada de várias formas, seguindo o modelo genérico da Liberdade de Eugéne Delacroix. A partir de 1912 o busto da República, esculpido por Simões de Almeida, torna- se o padrão oficial da imagem da República Portuguesa, sendo usado como efígie nas moedas de escudo e de centavos e colocado nas repartições públicas.
  • 5. O busto da República passou a ser considerado um dos símbolos nacionais de Portugal, a par do retrato oficial do Presidente da República, do brasão de armas, da bandeira e do hino . Tornou-se obrigatória a existência de uma reprodução do busto da República, em local de destaque, em todos os edifícios públicos. Entretanto, ao contrário do que aconteceu com os restantes símbolos nacionais, o uso da imagem da República foi caindo em desuso, sendo, hoje, raro. Pré - Escolar
  • 6. O verde-escuro, cor da Natureza, representa a Esperança, os campos verdejantes do país, e a Liberdade. O vermelho - escarlate simboliza o valor e o sangue derramado ao longo da história, e a Vida. A Esfera Armilar, amarela, e no centro, representa os Descobrimentos Portugueses. O Escudo de Armas, sobre a Esfera Armilar, consiste de dois outros escudos: Um vermelho com 7 castelos dourados, que, lendariamente, simbolizam as cidades fortificadas tomadas aos mouros por D. Afonso III. Representa a Independência de Portugal. EB1 do Avenal_1º e 2º Anos_Turma A
  • 7. O outro escudo, mais pequeno e branco: com 5 escudetes (Quinas) azuis, dispostos em cruz, com 5 pontos (besantes) que simbolizam os 5 reis mouros que D. Afonso Henriques derrotou na Batalha de Ourique, mas há quem diga que representam as 5 chagas de Jesus Cristo. Contando duas vezes os pontos de cada escudo central dá 30, que são "os trinta dinheiros por que Judas vendeu Jesus Cristo", ou os cinco ferimentos que D. Afonso Henriques terá recebido nessa batalha. Este escudo representa o Nascimento da Nação. EB1 do Avenal_1º e 2º Anos_Turma A
  • 8. Heróis do mar, nobre Povo, Nação valente, imortal, Às armas, às armas! Levantai hoje de novo Sobre a terra, sobre O esplendor de Portugal! o mar, Entre as brumas da Às armas, às armas! memória, Pela Pátria lutar Ó Pátria, sente-se a voz Contra os canhões Dos teus egrégios avós, marchar, marchar! Que há-de guiar-te à vitória! 6º A Letra: Henrique Lopes de Mendonça Música: Alfredo Keil
  • 9. 1910 - 1930
  • 10. Manuel José de Arriaga Brum da Silveira e Peyrelongue (Horta, 8 de Julho de 1840 - Lisboa, 5 de Março de 1917). Foi um advogado, professor, escritor e político. Primeiro presidente eleito da República Portuguesa. Mandato: 24 de Agosto de 1911 até 26 de Maio de 1915. EB1 de Sebal
  • 11. Turma B da EB1 Venda da Luísa
  • 12. FILME MUDO
  • 13. Portugal participou no primeiro conflito mundial ao lado dos Aliados. Neste esforço de guerra, chegaram a estar mobilizados quase 200 mil homens. As perdas atingiram quase 10 mil mortos e milhares de feridos, além de custos económicos e sociais gravemente Coimbra superiores à capacidade nacional. AOS SEUS MORTOS NA GRANDE GUERRA 1914 - 1918 6ºA
  • 14. Corpo Expedicionário Português O CEP foi a principal força militar que Portugal enviou durante a 1ª Guerra Mundial para França. 6ºA
  • 15. Joaquim Teófilo Fernandes Braga (Ponta Delgada 24 de Fevereiro de 1843— Lisboa, 28 de Janeiro de 1924. Foi um político, escritor e ensaísta português. Presidiu ao Governo Provisório da República Portuguesa: Outubro de 1910 a Maio de 1911. Segundo Mandato: 29 de Maio de 1915 até 4 de Agosto de 1915. EB1 de Sebal
  • 16. Bernardino Luís Machado Guimarães (Rio de Janeiro, 28 de Março de 1851 — Famalicão, 28 de Abril de 1944). Foi o terceiro e o oitavo presidente eleito da República Portuguesa. Mandato: 6 de Agosto de 1915 até 5 de Dezembro de 1917 (1º mandato) 11 de Dezembro de 1925 até 31 de Maio de 1926 (2º mandato) EB1 de Sebal
  • 17. No dia 13 de Maio de 1917, três crianças (Lúcia - 10 anos Francisco - 9 anos e Jacinta -7 anos afirmaram ter visto "...uma senhora mais branca que o Sol" sobre uma azinheira, quando apascentavam um pequeno rebanho na Cova da Iria, pertencente ao concelho de Vila Nova de Ourém. 6ºA
  • 18. As aparições repetiram-se nos cinco meses seguintes e seriam portadoras de uma mensagem ao mundo. As Aparições de Fátima foram a 13 de Maio, 13 de Junho, 13 de Julho, 19 de Agosto, 13 de Setembro e 13 de Outubro de 1917. A 13 de Outubro a aparição disse-lhes ser a Nossa Senhora do Rosário. 6ºA
  • 19. Cinema Português 1º A Centro Educativo
  • 20. António José de Almeida (Vale da Vinha, Penacova, 17 de Julho de 1866 — Lisboa, 31 de Outubro de 1929) Foi um político republicano português, sexto presidente da República Portuguesa. Mandato: 5 de Outubro de 1919 até 5 de Outubro de 1923 EB1 ANOBRA
  • 21. Cinema Português 1º A Centro Educativo
  • 22. Manuel Teixeira Gomes (Vila Nova de Portimão, 27 de Maio de 1860 — Bougie (Argélia), 18 de Outubro de 1941). Foi escritor, político e negociante e o sétimo presidente da Primeira República Portuguesa Mandato: 6 de Outubro de 1923 até 11 de Dezembro de 1925 EB1 ANOBRA
  • 23. 1 DE MARÇO DE 1925 – iniciaram-se as primeiras emissões da rádio, tendo como locutor Adriano Lopes Vieira, sob a direcção da Abílio Nunes dos Santos. 4ºAno da EB1 nº1 de Condeixa
  • 24. Abílio Nunes Dos Santos Primeiro Rádio Amador Português Programas da Rádio com mais sucesso Os Parodiantes de Lisboa, “Vira o disco”, “Radionovela”, “Teatro Mágico”, “Entre as dez e as onze” e “PBX”. 4ºAno da EB1 nº1 de Condeixa
  • 25. Manuel de Oliveira Gomes da Costa (Lisboa, 14 de Janeiro de 1863 — Lisboa, 17 de Dezembro de 1929). Foi um militar e político português, décimo presidente da República Portuguesa e o segundo da Ditadura Nacional. Mandato: 19 de Junho de 1926 até 9 de Julho de 1926 EB1 ANOBRA
  • 26. Na década de 30 surge o Ford A Turma B da EB1 Venda da Luísa
  • 27. António Óscar de Fragoso Carmona (Lisboa, 24 de Novembro de 1869 — Lisboa, 18 de Abril de 1951) foi um político e militar português, filho e neto de militares, e foi o décimo primeiro Presidente da República Portuguesa (primeiro do Estado Novo). Mandato: 9 de Julho de 1926 até 18 de Abril de 1951 EB1 da Ega
  • 28. Carmona foi um dos conspiradores do 28 de Maio 1926, assumiu o poder após o derrube do general Gomes da Costa, como Presidente do Conselho de Ministros (9 de Julho de 1926), sendo nomeado Presidente da República em 16 de Novembro de 1926. Foi eleito em 1928, ainda durante a Ditadura Militar, dando início ao período denominado Ditadura Nacional, e, já na vigência da Constituição de 1933, em 1935, 1942 e 1949, não concluindo o último mandato por ter falecido no decurso do mesmo. EB1 da Ega
  • 29. A Gripe de 1918 (frequentemente citada como Gripe Espanhola) foi uma pandemia do vírus influenza que se espalhou por quase toda parte do mundo. Foi causada por uma virulência incomum e frequentemente mortal de uma estirpe do vírus Influenza A do subtipo H1N1. 6ºA
  • 30. Pneumónica (gripe espanhola) Pneumónica - 1918 800000 Número de Mortes (aproximadamente) 700000 600000 500000 400000 Mortos 300000 200000 100000 0 s a ha al ia ça ia il do nh as ug al ál an an ni pa tr It Br rt et Fr U Es us Po Br s A do ã- ta Gr Es Países 6ºA
  • 31. No dia 27 de Julho de 1921, dois pesquisadores da Universidade de Toronto isolavam pela primeira vez a hormona fabricada nas células do pâncreas: a insulina. Esta descoberta permitiu controle da diabetes, até então mortal. 6ºA
  • 32. Abel de Lima Salazar foi médico e professor catedrático de Histologia e Embriologia na Universidade do Porto. Notabilizou-se como artista amador, além de ensaísta, historiador e crítico de arte. 7º B
  • 33. No campo da ciência, Abel Salazar criou novos métodos de técnica histológica, entre eles uma série de pesquisas tendentes a esclarecer a estrutura e evolução do ovário, criando o célebre método de coloração tano-férrico, de análise microscópica, que o irá tornar mundialmente conhecido. 7º B
  • 34. A travessia, realizada por Gago Coutinho e Sacadura Cabral, teve início em Lisboa, no dia 30 de Março de 1922 a bordo do hidroavião Lusitânia. 5ºF
  • 35. Alberto Sanches de Castro pilotou o primeiro avião em Portugal. Mas os heróis da aviação portuguesa foram Gago Em 1912, Alberto Sanches de Castro torna-se Coutinho e Sacadura Cabral o 1º português a voar em Portugal. que em 1922 ousaram tentar a longa travessia do Atlântico Partiram de Lisboa a 30 de Sul. Março a bordo do hidroavião Lusitânia, que tinha 1 motor, 1 hélice e lugar para 2 tripulantes. Levavam consigo apenas bóias de fumo, mapas, instrumentos de navegação para se poderem orientar, pois em grande parte do percurso não veriam mais que mar e céu. EB1 de BELIDE ; 1º-2ºA
  • 36. Gago Sacadura Coutinho Cabral A 18 de Abril, amararam junto à costa brasileira, causando danos ao hidroavião. Foram depois transportados pela Marinha Portuguesa até Fernando de Noronha. Um novo hidroavião, baptizado de Pátria, foi enviado pelo governo, e a 11 de Maio descolaram de Fernando de Noronha. Devido a novos problemas no hidroavião, voltaram a Fernando de Noronha, de onde levantaram a 5 de Junho, a bordo de um novo hidroavião, o Santa Cruz. Chegam ao Rio de Janeiro a 17 de Junho de 1922. 5ºF
  • 37. Hidroavião Lusitânia, no qual Gago Coutinho e Sacadura Cabral partiram de Lisboa em 30 de Março de 1922. Hidroavião Santa Cruz com o qual Gago Coutinho e Sacadura Cabral cumpriram o último troço do trajecto entre Lisboa e Rio de Janeiro. EB1 de BELIDE ; 1º-2ºA
  • 38. O assassinato de Sidónio Pais foi um momento traumático para a Primeira República, marcando o seu destino: a partir daí qualquer simulacro de estabilidade desapareceu, instalando- se uma crise permanente que apenas terminou quase 8 anos depois com a Revolução Nacional de 28 de Maio de 1926 que pôs termo ao regime. 6ºA
  • 39. 2ª República 1926 - 1974
  • 40. José Mendes Cabeçadas Júnior (Loulé, 19 de Agosto de 1883 — Lisboa, 11 de Junho de 1965). Foi um oficial da Armada Portuguesa, maçom e político republicano convicto, que teve um papel decisivo na preparação dos movimentos revolucionários que conduziram à criação e à extinção da Primeira República Portuguesa: a Revolução de 5 de Outubro de 1910 e o Golpe de 28 de Maio de 1926. Exerceu o cargo de 9.º Presidente da República Portuguesa (o 1.º da Ditadura Nacional) e de Presidente do Conselho de Ministros entre 31 de Maio e 16 de Junho de 1926. EB1 ANOBRA
  • 41. A penicilina G é um antibiótico natural derivado de um fungo, o bolor do pão Penicillium chrysogenum. Ela foi descoberta em 15 de Setembro de 1928, pelo médico e bacteriologista escocês Alexander Fleming e está disponível como fármaco desde 1941, sendo o primeiro antibiótico a ser utilizado com sucesso. 6ºA
  • 42. RICARDO JORGE Ricardo Jorge foi um médico, investigador e higienista português. Em Junho de 1899, deu-se a sua consagração definitiva a nível nacional e internacional quando chegou à prova clínica e epidemiológica da peste bubónica que nesse ano assolou a cidade do Porto. 7º C
  • 43. Em 1903, foi incumbido de organizar e dirigir o Instituto Central de Higiene, que passaria a ter o seu nome a partir de 1929 e hoje é o Instituto Nacional 7º C de Saúde Doutor Ricardo Jorge.
  • 44. NAZARÉ, PRAIA DE PESCADORES Leitão de Barros, 1929 FILME MUDO
  • 45. 1930 - 1945
  • 46. Criação de Instituições de Apoio: Instituto de Cegos do Loreto Instituto de Surdos de Bencanta
  • 47. A SEVERA Leitão de Barros, 1931 1º FILME SONORO
  • 48. A CANÇÃO DE LISBOA Cottinelli Telmo, 1933
  • 49. Concluída em 1940, a Casa de Serralves foi mandada construir pelo segundo Conde de Vizela, Carlos Alberto Cabral. O edifício, cujo projecto final é da autoria do arquitecto português Marques da Silva é considerado um exemplo único da arquitectura Art Déco em Portugal. 8º D
  • 50. Até à abertura do Museu de Arte Contemporânea, em 1999, a Casa de Serralves acolhia as exposições realizadas pela Fundação. No ano de oitenta foi restaurada pelo arquitecto Álvaro Siza, sendo classificada como “Imóvel de Interesse Público” em 1996. 8º D
  • 51. Em 1932 o jardim foi projectado pelo arquitecto Jacques Gréber. O Parque de Serralves aberto ao público em 1987, foi o objectivo de um Projecto de Recuperação e Valorização, iniciado em 2001 e concluído em 2006. Constitui um contributo significativo para a educação e sensibilização da sociedade para a salvaguarda do património de paisagem. 8º D
  • 52. António de Oliveira Salazar (Vimieiro, Santa Comba Dão, 28 de Abril de 1889 — Lisboa, 27 de Julho de 1970). Foi um estadista, político português e professor catedrático da Universidade de Coimbra. Notabilizou-se pelo facto de ter exercido, de forma autoritária e em ditadura, o poder político em Portugal entre 1932 e 1968. EB1 da Ega
  • 53. Foi também Ministro das Finanças entre 1928 e 1932, procedendo ao saneamento das finanças públicas portuguesas. Instituidor do Estado Novo (1933-1974) e da sua organização política de suporte, a União Nacional, Salazar dirigiu os destinos de Portugal, como Presidente do Conselho de Ministros, entre 1932 e 1968. EB1 da Ega
  • 54. Os autoritarismos que surgiam na Europa foram amplamente experienciados por Salazar em duas frentes complementares: a Propaganda e a Repressão. Com a criação da Censura, da organização de tempos livres dos trabalhadores FNAT, da Mocidade Portuguesa, Masculina e Feminina, o Estado Novo garantia a doutrinação de largas massas da população portuguesa, enquanto que a PVDE (posteriormente PIDE a partir de 1945), em conjunto com a Legião Portuguesa, garantiam a repressão de todos os opositores ao regime autoritário, normalmente julgados nos Tribunais Militares Especiais e posteriormente, nos Tribunais Plenários. EB1 da Ega
  • 55. Apoiando-se na doutrina social da Igreja Católica, Salazar orienta-se para um corporativismo de Estado autoritário, com uma linha de acção económica nacionalista assente no ideal da autarcia. Esse seu nacionalismo económico levou-o a tomar medidas de proteccionismo e isolacionismo de natureza fiscal, tarifária, alfandegária, para Portugal e suas colónias, que tiveram grande impacto sobretudo até aos anos sessenta. EB1 da Ega
  • 56. A origem do brasão da vila assenta na apreciação feita pelo príncipe Alemão Lichnowsk, que ao visitar de passagem Condeixa-a-Nova e surpreendido pela beleza que a circundava e pela sua fantástica vegetação toda florida, a definira como um cesto de flores. Venceslau Martins de Carvalho, mais tarde Presidente da Câmara, aproveitou o que disse o príncipe e tomou como emblema heráldico da vila um cesto de flores, adquirindo a gravura que fez apor no "Código de Posturas Municipais", publicada no mesmo ano. EB1 de BRUSCOS
  • 57. Utilizado desde 1940 até aos inícios dos anos 70. Devido à sua boa performance e rapidez superior à conseguida pelos automóveis da época era utilizado, não só pelo Presidente da República, mas também pelo Cardeal Patriarca e outros chefes de estado de outras nações. Era composto por cinco ou seis veículos: • Um salão para o Chefe de estado; • Um ou dois salões presidenciais, para os ministros e restante comitiva; • Um salão restaurante para fornecer as refeições necessárias ; • Uma carruagem de primeira classe, para outros convidados e jornalistas; 5º F • Um vagão para transporte de bagagem.
  • 58. O PAI TIRANO António Lopes Ribeiro, 1941
  • 59. O PÁTIO DAS CANTIGAS Francisco Ribeiro, 1942
  • 60. O COSTA DO CASTELO Arthur Duarte, 1943
  • 61. A MENINA DA RÁDIO Arthur Duarte, 1944
  • 62. 1945 - 1955
  • 63. O LEÃO DA ESTRELA Arthur Duarte, 1947
  • 64. CAPAS NEGRAS Armando de Miranda, 1947
  • 65. António Caetano de Abreu Freire Egas Moniz nasceu em 1874 e faleceu em 1955. Foi médico, neurologista, investigador, professor, político e escritor. Formou-se em Medicina pela Universidade de Coimbra em 1898 e foi nomeado professor em 1902. 7º B
  • 66. Egas Moniz foi o único médico português a receber o Prémio Nobel da Medicina, no ano de 1949. Antes disso, tinha já sido nomeado cinco vezes. É ainda hoje considerado o precursor das modernas técnicas da imagiologia cerebral e da psicocirurgia, ao conceber a angiologia cerebral e a leucotomia pré-frontal. 7º B
  • 67. Francisco Higino Craveiro Lopes (Lisboa, 12 de Abril de 1894 — Lisboa, 2 de Setembro de 1964). Foi um político e militar português, tendo sido o décimo terceiro presidente da República Portuguesa (terceiro do Estado Novo), entre 1951 e 1958. EB1 da Ega
  • 68. Oficial da Força Aérea, prestara serviço militar no Corpo Expedicionário Português na Flandres durante o conflito e ocupara o importante cargo de Comandante-Geral da Legião Portuguesa na segunda metade da década de quarenta. Candidato apoiado pela União Nacional, foi eleito sem surpresa. Exerceu as suas funções da maneira discreta e não intervencionista, houve algumas situações em que se não tomou posição contra a política oficial definida pelo Presidente do Conselho, António de Oliveira Salazar. EB1 da Ega
  • 69. No dia 15 de Dezembro de 1955, é constituída a RTP. A primeira emissão experimental ocorre no dia 4 de Setembro de 1956, na Feira Popular de Lisboa, em Palhavã. A 7 de Março de 1957, têm início as emissões regulares, a partir de um emissor instalado em Monsanto. 1º, 2º e 3º anos da EB1/JI Condeixa nº1
  • 70. Inaugurado a 29 de Dezembro de 1959. É constituído por quatro linhas • Linha Azul ou da Gaivota; • Linha Amarela ou do Girassol; • Linha Verde ou da Caravela; • Linha Vermelha ou do Oriente Tem uma extensão de 39,9 Km. Possui 46 estações ao longo de todo o seu trajecto. 5ºF
  • 71. 1955 - 1965
  • 72. O Vulcão dos Capelinhos, localiza-se na Ponta dos Capelinhos, freguesia do Capelo, na ilha do Faial, nos Açores. O vulcão manteve-se em actividade por 13 meses, entre 27 de Setembro de 1957 e 24 de Outubro de 1958. Quando o vento rodava para oeste as cinzas caíram no Faial e destruíram tudo o que era vegetação, e com o tempo começaram a cobrir casas, quintais, pastos e caminhos, obrigando à deslocação da população.
  • 73. Américo de Deus Rodrigues Tomás (Lisboa, 19 de Novembro de 1894 — Cascais 18 de Setembro de 1987). Foi um político e militar português, foi o décimo quarto Presidente da República Portuguesa (último do Estado Novo). Mandato: 9 de Agosto de 1958 até 25 de Abril de 1974 EB1 da Ega
  • 74. Foi chefe de gabinete do Ministro da Marinha em 1936, presidente da Junta Nacional da Marinha Mercante de 1940 a 44 e Ministro da Marinha de 1944 a 58, quando foi o candidato escolhido pela União Nacional para suceder a Craveiro Lopes. Foi reeleito em 1965 e 1972. Após o 25 de Abril foi então demitido do cargo e expulso compulsivamente da Marinha, tendo sido enviado para a Madeira, donde partiu para o exílio no Brasil. Em 1978, o general Ramalho Eanes permitiu o seu regresso a Portugal. Américo Tomás morreu com 92 anos a 18 de Setembro de 1987. EB1 da Ega
  • 75. A em Portugal 6.ºD
  • 76. As emissões da B.B.C. Dos anos 60 a meados dos rapidamente se tornaram anos 70 - "era dourada" populares e Fernando Pessa era o da Secção portuguesa. locutor de eleição da maioria dos portugueses. “A BBC fala e o mundo acredita” esta frase de Fernando Pessa acabaria por se tornar famosa. 6.ºD
  • 77. Chuvas torrenciais abateram-se sobre a área da Grande Lisboa, provocando inúmeras vítimas: 427 mortos indicava o Diário de Notícias a 29 de Novembro de 1967, pouco antes do governo ter imposto a cessação da contagem pública. Algumas zonas de Lisboa, Loures, Odivelas, Vila Franca de Xira e Alenquer foram transformadas em autênticos cemitérios de lama.
  • 78. No Estado Novo a mesma sala de aula era frequentada por rapazes e raparigas. 6º D
  • 79. Esta é uma escola de uma vila com os sexos separados: de um lado os rapazes, do outro… as raparigas. 6º D
  • 80. As escolas das cidades costumavam ter dois pisos. Os sexos eram sempre separados. 6º D
  • 81. Antigamente, na sala de aula, havia sempre um crucifixo. Do lado esquerdo a imagem de Salazar e do lado direito a imagem do Presidente da República, Américo Tomás. 6º D
  • 82. As mesas eram ligadas às cadeiras e escrevia-se em quadros de ardósia. Havia sempre um globo e um mapa de Portugal. Também faziam parte da sala os instrumentos de castigo (palmatórias e cana- da-índia). 6º D
  • 83. No início de cada dia lectivo cantava-se, na sala de aula , o Hino Nacional e rezava-se a oração do dia. 6ºC
  • 84. Antes da Aula Depois da aula Na Escola Primária Todos: Em nome do Pai, Professor: Graças Vos damos, do Filho e do Espírito Senhor. Santo. Ámen. Todos: Por todos os Professor: Jesus, divino benefícios que nos tendes Mestre. concedido. Ámen. Todos: Iluminai a minha Professor: Abençoai, Senhor inteligência, dirigi a Todos: a Vossa Igreja, a nossa minha vontade, purificai Pátria, os nossos o meu coração, para Governantes, as nossas que eu seja sempre famílias e todas as escolas de cristão fiel a Deus e Portugal. Pai-Nosso, Ave- cidadão útil à Pátria. Maria, Glória. Todos: Pai-Nosso, Ave- « Em nome do Pai, do Filho e Maria, Glória. do Espírito Santo. Ámen. » 6º D
  • 85. Os professores eram muito respeitados por toda a gente. Eram muito exigentes nas matérias que ensinavam, com especial atenção a Língua Portuguesa e a Aritmética. A tabuada e o abecedário eram para memorizar, a partir da 1ª classe. Todos os dias o professor mandava trabalhos de casa e quem não os fizesse, levava puxões de orelhas, bofetadas 6º D ou reguadas.
  • 86. O professor tinha cerca de 8o alunos na sua sala. Os alunos mais velhos ensinavam os mais novos. O professor obrigava os alunos a cuidar das galinhas e dos jardins. Quem não soubesse ler a lição era envergonhado perante toda a turma. O professor raramente se levantava da secretária e de lá ensinava os seus alunos. 6º D
  • 87. Iam às escolas outros professores fazer exames aos alunos. Naquele tempo, com a 4ª classe, já se podia ser professor. No Estado Novo, na educação, era essencial saber: Ler , Escrever e Contar. Só assim , Salazar conseguiu que grande parte da população fosse alfabetizada. 6º D
  • 88. Liç A Lição de Salazar Com o Estado Novo Corporativo inicia- se uma era da dignificação de trabalho e de justiça social.
  • 89. Liç A Lição de Salazar Do abandono dos serviços públicos, e das ruínas, sinais de desordem e de miséria, o Estado Novo, ao mesmo tempo que edifica, faz nascer o património histórico e artístico da nação.
  • 90. Liç A Lição de Salazar Graças à restauração financeira iniciada em 1928, os títulos do Estado e a moeda portuguesa fortes pela modelar e pelas reservas de ouro, são hoje das mais acreditadas no mundo.
  • 91. Liç A Lição de Salazar Onde eram escavados os montes, ressequidos os campos e intransitáveis os caminhos, já reverdecem pinhais, brilham louras searas e magníficas estradas cortam Portugal de lés a lés.
  • 92. Liç A Lição de Salazar Em contraste com o zero da força armada, o que os partidos haviam reduzido, o Estado Novo assegura, em todos os campos, com os mais eficientes meios e técnicas, a defesa da Nação e do Império.
  • 93. Liç A Lição de Salazar Não havia portos que satisfizessem as exigências da economia nacional ou que ao menos servissem de apoio à rude faina dos nossos pescadores. Está a construi-los o Estado Novo; e já os maiores transatlânticos do Mundo podem acostar aos cais de Portugal. 8ºB
  • 94. António Calvário é um cantor português , de música ligeira. Entrou para a Emissora Nacional em 1957. Em 1964 venceu o Festival da Canção Portuguesa. 6º D
  • 95. O Monumento aos Descobrimentos, popularmente conhecido como Padrão dos Descobrimentos, localiza-se na freguesia de Belém, na cidade de Lisboa. O monumento foi erguido em betão com esculturas em pedra de lioz, erguendo-se a 50 metros de altura. O monumento foi concebido pelo arquitecto Cottinelli Telmo, com estatuária de Leopoldo de Almeida. Foi inaugurado em 1960, no contexto das comemorações dos quinhentos anos da morte do Infante D. Henrique, o Navegador. 8º D
  • 96. The Beatles foi, provavelmente, a melhor banda rock de todos os tempos. Formou-se em Liverpool em 1960. Os seus elementos eram: John Lennon (guitarrista e cantor); Paul McCartney (baixo e cantor); George Harrinson (guitarrista e cantor) e Ringo Starr (baterista e cantor). A banda permanece ainda no primeiro lugar do “Top Selling” de vendas de todos os tempos. 6º D
  • 97. A Televisão No dia 8 de Maio de 1963 tem início a primeira transmissão em directo, com origem no nosso país para a rede da Eurovisão, do jogo Benfica - Feyjnoord. Os primeiros programas regulares da Televisão Escolar e Educativa (tele-escola) têm a primeira emissão no dia 23 de Outubro de 1965. No ano de 1968, têm início as emissões do canal2 / RTP2. 1º, 2º e 3º anos da EB1/JI Condeixa nº1
  • 98. Simone de Oliveira foi, e ainda é, uma cantora ligeira famosa portuguesa. Perseverança e frontalidade são duas características fortes da sua personalidade. Em Março de 1965 recebe o Prémio de Imprensa de 1964 para melhor cançonetista. Vence o Festival RTP da Canção de 1965 com o tema "Sol de Inverno“. 6º D
  • 99. 1965 - 1975
  • 100. Portugal classificou-se em terceiro lugar. Eusébio recebeu o prémio para Melhor Marcador do Mundial 6º E
  • 101. As características que o tornaram famoso internacionalmente: a velocidade estonteante e o remate fortíssimo. No Campeonato do Mundo de 1966, em Inglaterra, torna-se uma estrela mundial e no melhor marcador, guiando a selecção ao terceiro lugar, a melhor classificação de sempre. A Inglaterra foi campeã, mas o rei da Europa foi Eusébio. 5º C
  • 102. A 5 de Novembro de 1962, iniciaram- se os trabalhos de construção. Inaugurada a 6 de Agosto de 1966, seis meses antes do previsto e custou, já naquela época, 11 milhões de euros. Após o 25 de Abril de 1974, a ponte foi renomeada, passando a ser Ponte 25 de Abril. Dados relevantes: • 1 012,88 m de comprimento do vão principal; • 70 m de altura do vão acima do nível da água; • 190,47 m de altura das torres principais acima do nível da água; • 79,3 m de profundidade, abaixo do nível de água, no pilar principal. 5º F Turma B da EB1 Venda da Luísa
  • 103. 28 de Fevereiro de 1969 , ocorreu um violento abalo sísmico em Portugal com uma magnitude estimada entre 6,5 e 7,5 , sendo no entanto de uma ordem de grandeza inferior à do terramoto de 1755, tendo provocado um pequeno maremoto sem provocar danos materiais. Os estudos efectuados situaram o epicentro deste sismo perto do Banco de Gorringe, localizado aproximadamente a 200 km a sudoeste do Cabo de S. Vicente.
  • 104. Entre 1965 e 1968 a Associação Académica de Coimbra foi liderada por uma Comissão Administrativa nomeada pelo Governo. Durante essa fase os estudantes foram impedidos de participar no Senado e Assembleia da Universidade de Coimbra. Após um abaixo-assinado realizaram-se novamente eleições para a Académica em Fevereiro de 69. Um mês mais tarde a DG/AAC é convidada para a cerimónia de inauguração do edifício das Matemáticas, não só aceitando o convite, como manifestando a intenção de interferir na referida cerimónia. 6º E
  • 105. Na manhã de 17 de Abril de 1969, em frente ao Edifício das Matemáticas, milhares de estudantes mostravam palavras de ordem "Ensino para todos", "Estudantes no Governo da Universidade", "Exigimos diálogo". No interior do Edifício, Alberto Martins, Presidente da DG/AAC pede a palavra ao Presidente da República, Américo Tomás. A palavra foi-lhe negada e a cerimónia terminada abruptamente. Nessa mesma noite, Alberto Martins é detido à porta da AAC. Vários episódios de luta, unidade e solidariedade se seguiram por parte dos estudantes da Universidade de Coimbra. O Governo respondia com mais censura, opressão e perseguição aos desalinhados do regime. 6º E
  • 106. Em resposta a todo este clima, a Academia reúne em Assembleia Magna. Assim, é decretado o luto académico sob a forma de greve às aulas, transformadas em debate. No dia 30 de Abril, numa comunicação televisiva, o Ministro da Educação Nacional, José Hermano Saraiva, acusava os estudantes de desrespeito, insultos ao Chefe de Estado e do crime de sediação. Conclui, a dizer "que a ordem será restabelecida em Coimbra". No início da época de exames, dia 2 de Junho, Coimbra acorda sitiada. Destacamentos da GNR, PSP e da Polícia de choque ocupam a Universidade. No final da Taça de Portugal entre a Académica e o Benfica, no dia 22 de Junho, o jogo transformou-se em manifestação contra o regime. 6º E
  • 107. No mês de Julho, o Governo alterava a lei de adiamento da incorporação militar de modo a fazer depender da prorrogativa "o bom comportamento escolar" do estudante. Meia centena de estudantes eram chamados ao serviço militar. O Ministro da Educação Nacional é demitido e substituído por Veiga Simão. Na Universidade de Coimbra, Gouveia Monteiro é o escolhido do novo ministro para o cargo de Reitor, numa tentativa de pacificação da situação académica. Deste modo, abria-se o caminho às reformas e democratização das estruturas universitárias que, cinco anos mais tarde, o 25 de Abril de 1974 viria consagrar. 6º E
  • 108. 3º A Centro Educativo
  • 109. (3ª República) 1974 - 2010
  • 110. Revolução dos Cravos é o nome dado ao golpe de Estado militar que derrubou, sem derramamento de sangue e sem grande resistência das forças leais ao governo, o regime ditatorial herdado de Oliveira Salazar e aos acontecimentos históricos, políticos e sociais que se lhe seguiram, até à aprovação da Constituição Portuguesa, em Abril de 1976. O regime que vigorava em Portugal desde 1933 cedia, de um dia para o outro, à revolta das forças armadas, lideradas por jovens oficiais. EB1 da Ega
  • 111. O levantamento, usualmente conhecido pelos portugueses como 25 de Abril, foi conduzido em 1974 por oficiais intermédios da hierarquia militar (o MFA), na sua maior parte capitães que tinham participado na Guerra Colonial. Os oficiais de baixa patente, os oficiais milicianos, estudantes recrutados, muitos deles universitários, vendo suas carreiras interrompidas, cedo aderiam. EB1 da Ega
  • 112. Com a transmissão de "E Depois do Adeus", pelos Emissores Associados de Lisboa às 22h55m do dia 24 de Abril de 1974, era dada a ordem para as tropas se prepararem e estarem a postos. Quis saber quem sou O que faço aqui Quem me abandonou De quem me esqueci Perguntei por mim Quis saber de nós Mas o mar Não me traz Tua voz. Paulo de Carvalho 4ºA da EB1 nº1 de Condeixa
  • 113. “Grândola, vila morena Terra da fraternidade, O povo é quem mais ordena Dentro de ti, ó cidade” Zeca Afonso 4ºA da EB1 nº1 de Condeixa
  • 114. O cravo vermelho tornou-se o símbolo da Revolução de Abril de 1974. Logo ao amanhecer o povo começou a juntar-se nas ruas, juntamente com os soldados revoltosos. Entretanto, uma florista, que levava cravos para um hotel, terá dado um cravo a um soldado, que o colocou no cano da espingarda. Os outros soldados vendo a rua cheia de floristas o imitaram, enfiando cravos vermelhos nos canos das suas armas. 6º E
  • 115. Denomina-se "Dia da Liberdade" o feriado nacional instituído em Portugal para comemorar a revolução iniciada no dia 25 de Abril de 1974. EB1 da Ega
  • 116. No dia seguinte, forma-se a Junta de Salvação Nacional, constituída por militares, e que procederá a um governo de transição. O essencial do programa do MFA é, amiúde, resumido no programa dos três D: Democratizar, Descolonizar, Desenvolver. Entre as medidas imediatas da revolução contam-se a extinção da polícia política (PIDE/DGS) e da Censura. Os sindicatos livres e os partidos foram legalizados. Só a 26 foram libertados os presos políticos, da Prisão de Caxias e de Peniche. Os líderes políticos da oposição no exílio voltaram ao país nos dias seguintes. Passada uma semana, o 1.º de Maio foi celebrado legalmente nas ruas pela primeira vez em muitos anos. Em Lisboa reuniram-se cerca de um milhão de pessoas. 119 6º E
  • 117. Portugal passou por um período conturbado que durou cerca de 2 anos, comummente referido como PREC (Processo Revolucionário Em Curso), marcado pela luta e perseguição politica entre as facções de esquerda e direita. Foram nacionalizadas as grandes empresas. Foram igualmente "saneadas" e muitas vezes forçadas ao exílio personalidades que se identificavam com o Estado Novo ou não partilhavam da mesma visão politica que então se estabelecia para o país. No dia 25 de Abril de 1975 realizaram-se as primeiras eleições livres, para a Assembleia Constituinte, que foram ganhas pelo PS, e foi elaborada uma nova Constituição, aprovada em 1976. Acabada a guerra colonial, durante o PREC, as colónias africanas tornaram-se independentes. 6º E
  • 118. Em Julho de 1974, general António de Spínola (Presidente da República) identificou o direito à autodeterminação e à independência das colónias portuguesas. As negociações com os movimentos de libertação levaram à independência da Guiné-Bissau no dia 10/09/1974. No dia 25/06/1975, Moçambique alcançou a independência. Cabo Verde alcançou a sua independência no dia 05/07/1975. No dia 12/07/1974, São Tomé e Príncipe alcançou a independência. No dia 11/11/1975, Angola tornou-se Estado independente. Restavam, no Oriente, os territórios de Macau e Timor-Leste que tinham problemas específicos. 6º E
  • 119. A seguir à declaração da independência, Angola e Moçambique enfrentaram guerras civis que provocaram a fuga massiva para o nosso país dos portugueses que aí viviam – os retornados – deixando, muitos deles, em África, todos os seus bens. Também muitos africanos procuraram, em Portugal, iniciar uma nova vida. 6º E
  • 120. António Sebastião Ribeiro de Spínola (Estremoz, 11 de Abril de 1910 — Lisboa, 13 de Agosto de 1996). Foi militar e político e o 14º Presidente da República (1º presidente após o 25 de Abril de 1974) . Demitiu-se em Setembro de 1974. EB 1 DE EIRA PEDRINHA
  • 121. 3º A Centro Educativo
  • 122. Francisco da Costa Gomes (Chaves, 30 de Junho de 1914 — Lisboa, 31 de Julho de 2001). Foi um militar e político e o 15º Presidente da República Portuguesa (2º Presidente após o 25 de Abril). Mandato: 30 de Setembro de 1974 até 27 de Junho de 1976 EB 1 DE EIRA PEDRINHA
  • 123. 1975 - 1990
  • 124. 5º A
  • 125. 5º A
  • 126. António dos Santos Ramalho Eanes, (Alcains - Castelo Branco, 25 de Janeiro de 1935). É um oficial militar e ex- político e o 16º Presidente da República Portuguesa (3º Presidente, 1º eleito, após o 25 de Abril). Mandato: 14 de Julho de 1976 até 9 de Março de 1986 EB 1 DE EIRA PEDRINHA
  • 127. 3º A Centro Educativo
  • 128. No dia 25 de Julho de 1978 às 11 horas e 47 minutos, a menina Louise Brown nasceu em Londres. Era uma menina com olhos azuis e cabelo loiro. Era apenas mais uma inglesa no mundo, não fosse o detalhe: Louise foi a primeira bebé nascida a partir de fertilização in vitro. 6º F
  • 129. A primeira emissão regular deu-se a 7 de Março de 1980 (embora já tivesse experimentado em 5 de Setembro de 1979 com a transmissão do Festival da Canção). Com a chegada da cor, a televisão inicia um novo ciclo… 1º, 2º e 3º anos da EB1/JI Condeixa nº1
  • 130. 3º A Centro Educativo
  • 131. Francisco Manuel Lumbrales de Sá Carneiro, foi um político português, fundador e líder do Partido Popular Democrático . Democrata e ainda Primeiro- Ministro de Portugal, durante cerca de 11 meses, no ano de 1980. 6º F
  • 132. Francisco Sá Carneiro faleceu na noite de 4 de Dezembro de 1980, em circunstâncias trágicas e nunca completamente esclarecidas, quando o avião no qual seguia se despenhou em Camarate. Juntamente com ele faleceu o Ministro da Defesa, o democrata-cristão Adelino Amaro da Costa, bem como a sua companheira Snu Abecassis, para além de assessores, piloto e co-piloto. 6º F
  • 133. 3º A Centro Educativo
  • 134. Ano Internacional do CERCIS (Cooperativas de Deficiente – 1981 Educação e Reabilitação de Crianças Inadaptadas) Objectivo: chamar as Objectivo: possibilitar uma atenções para a criação de efectiva integração de planos de acção, na tentativa crianças com deficiência de dar ênfase à igualdade de mental a vários níveis, oportunidades, reabilitação e abrangendo as valências de: prevenção de deficiências. educação especial, centros de actividades ocupacionais, formação profissional e pré- profissional, emprego protegido, apoio domiciliário e estimulação precoce.
  • 135. 3º A Centro Educativo
  • 136. Ganhou as seguintes provas, entre muitas outras: - Vencedora da 1.ª Maratona Feminina do Campeonato Europeu de Atletismo, em 1982, em Atenas, Grécia; - Medalha de bronze na 1.ª Maratona feminina Olímpica em Los Angeles, EUA, em 1984; - Vencedora das maratonas de Chicago, EUA (1983) e (1984), Boston, EUA (1987) e Londres, Inglaterra (1991). 5º C
  • 137. Turma B da EB1 Venda da Luísa
  • 138. Em 1976, a primeira medalha do Atletismo Português ao vencer o campeonato do Mundo de corta- mato disputado em Chepstown, no País de Gales e Medalha de prata na Maratona dos Jogos Olímpicos de Montreal, Canadá. Foi o primeiro atleta português a ganhar uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Los Angeles, EUA, em 1984.
  • 139. O LUGAR DO MORTO António Pedro Vasconcelos, 1984 António Pedro Vasconcelos, 1984
  • 140. O buraco na camada de ozono foi descoberto em 1985. 6º F
  • 141. Mário Alberto Nobre Lopes Soares (Lisboa, 7 de Dezembro de 1924). Foi um dos fundadores do Partido Socialista de Portugal. Foi ministro dos Negócios Estrangeiros de Maio de 1974 a Março de 1975. Foi primeiro-ministro de Portugal nos seguintes períodos: I Governo Constitucional entre 1976 e 1977; II Governo Constitucional em 1978; IX Governo Constitucional entre 1983 e 1985. Foi o 17º Presidente da República (4º Presidente após o 25 de Abril). Mandato: 10 de Março de 1986 até 9 de Março de 1996 EB 1 DE EIRA PEDRINHA
  • 142. 5ºE
  • 143. Ano da adesão à CEE: 1986 Sistema político: República Capital: Lisboa Superfície: 920721 Km2 População: 10,4 milhões de habitantes Moeda: Euro Língua oficial: Português 5ºE
  • 144. Nesse momento histórico não se estava apenas a deitar abaixo uma parede: a queda do muro de Berlim significava a queda dos regimes comunistas… 6º F
  • 145. 1990 - 2010
  • 146. Nome: Associação Académica de Coimbra Alcunhas: Briosa, Estudantes, Pretos Mascote: Fintas Fundação: 3 de Novembro de 1887 (113 anos) Estádio: Estádio Cidade de Coimbra Capacidade: 30 000 lugares Presidente Actual: José Eduardo Simões Treinador Actual: Jorge Costa 5º D
  • 147. 5º A
  • 148. 6º F
  • 149. A 12 de Novembro de 1991, no cemitério de Santa Cruz, em Dili, tropas indonésias que ocupavam indevidamente o território de Timor-Leste, dispararam indiscriminadamente contra civis, durante uma homenagem fúnebre a um jovem abatido por elementos daquelas forças. Dezenas de pessoas morreram neste ataque. As imagens deste massacre, ao serem apresentadas nas televisões de todo o mundo, sensibilizaram a comunidade internacional para a dramática situação do povo timorense e contribuíram decisivamente para o processo de independência daquele território. 6º F
  • 150. Decreto-Lei 319/91 Declaração de Regula a integração Salamanca (1994) dos alunos com Proclama o direito de necessidades educativas qualquer criança à especiais nas escolas educação, respeitando regulares. as suas características, capacidades e interesses, devendo os sistemas de educação adequar-se à diversidade dessas mesmas necessidades.
  • 151. O primeiro canal de televisão privada, independente e comercial, começa a emitir em Outubro de 1992. Em 20 de Fevereiro de 1993, a TVI – Televisão Independente – inicia as suas transmissões, tornando-se assim o quarto canal generalista. Hoje em dia, existem diferentes empresas de TV por cabo e por satélite de serviço pago que já abrange grande parte da população. 1º, 2º e 3º anos da EB1/JI Condeixa nº1
  • 152. Nome: Futebol Clube do Porto Alcunhas: Dragões ; Azuis e Brancos; Andrades ; Tripeiros; O Colossal Mascote: Dragão Fundação: 28 de Setembro de 1893 (107) Estádio: Estádio do Dragão, Porto Capacidade: 50.399 lugares Presidente Actual: Jorge Nuno Pinto da Costa 5º D Treinador Actual: André Vilas-Boas
  • 153. CINCO DIAS, CINCO NOITES José Fonseca e Costa, 1996
  • 154. A Ponte Vasco da Gama foi construída com o objectivo de ser uma alternativa à Ponte 25 de Abril e foi aberta ao tráfego no dia 29 de Março de 1998, a tempo da Expo 98. 8º D
  • 155. A EXPO'98 - Exposição Mundial de 1998, cujo tema foi "Os oceanos: um património para o futuro", realizou-se em Lisboa de 22 de Maio a 30 de Setembro de 1998 no agora designado Parque das Nações. 5ºB
  • 156. O logótipo da EXPO'98, representando o mar e o sol, foi concebido por Augusto Tavares Dias, director criativo de publicidade. A mascote foi concebida pelo pintor António Modesto e pelo escultor Artur Moreira. Foi seleccionada entre 309 propostas e baptizada de Gil (em homenagem a Gil Eanes) por José Luís Coelho, um estudante do Ensino Básico, num concurso que envolveu escolas de todo o país. O tema musical da exposição foi composto em 1996 por Nuno Rebelo. A peça, de seu nome "Pangea" (o nome do super- continente pré-histórico de onde derivaram os actuais), misturava sobre guitarras portuguesas e uma base sinfónica de cariz épico muitas e díspares sonoridades, reminiscentes dos quatro cantos do mundo. 5ºB
  • 157. Foram construídos diversos pavilhões destacando-se o Oceanário (o maior aquário do Mundo do arquitecto Peter Chermayeff). o Pavilhão Atlântico (um pavilhão de múltiplas utilizações do arquitecto Regino Cruz) e a Estação do Oriente do arquitecto Santiago Calatrava). A utilização pioneira de ferramentas de design para grandes projectos de arquitectura, engenharia e construção transformou a EXPO'98 num caso de estudo internacional na área do desenho assistido por computador. 5ºB
  • 158. CAPITÃES DE ABRIL Maria de Medeiros, 2000
  • 159. Inaugurado a 7 de Dezembro de 2002 É constituído por cinco linhas • Linha A ou de Matosinhos • Linha B ou da Póvoa • Linha C ou da Maia/Trofa • Linha D ou de Gaia; • Linha E ou do Aeroporto Tem uma extensão de 60 Km, dos quais apenas 8 Km são subterrâneas, sendo este um metropolitano de superfície. Possui 70 estações ao longo de todo o 5ºF seu trajecto.
  • 160. Clube Centenário 5º D
  • 161. Euro 2004 Olá, eu sou o Kinas, a mascote do Euro 2004 ! Em homenagem a um dos elementos que compõem o brasão da bandeira portuguesa: as quinas. Sabes o que significam as quinas? Representam as primeiras batalhas na conquista de Portugal (os cinco reis mouros vencidos na Batalha de Ourique por D. Afonso Henriques). 5º G
  • 162. PORTUGAL LETÓNIA ITÁLIA CROÁCIA HOLANDA INGLATERRA DINAMARCA FRANÇA GRÉCIA ALEMANHA RÚSSIA SUIÇA ESPANHA SUÉCIA BULGÁRIA REPÚBLICA CHECA 5º G
  • 163. FARO – LOULÉ AVEIRO ESTÁDIO ALGARVE ESTÁDIO MUNICIPAL Capacidade: 30.000 Capacidade: 30.000 COIMBRA PORTO LEIRIA BRAGA ESTÁDIO CIDADE COIMBRA ESTÁDIO DO BESSA SEC.XXI ESTÁDIO ESTÁDIO MUNICIPAL Capacidade: 30.000 Capacidade: 30.000 DR. MAGALHÃES PESSOA Capacidade: 30.000 Capacidade: 30.000 GUIMARÃES PORTO LISBOA LISBOA ESTÁDIO D. AFONSO ESTÁDIO DO DRAGÃO ESTÁDIO DA LUZ ESTÁDIO ALVALADE HENRIQUES Capacidade: 50.000 Capacidade: 65.400 XXI Capacidade: 30.000 5º G Capacidade: 50.000
  • 164. O Euro 2004 decorreu entre 12 de Junho e 4 de Julho de 2004 H Houve 31 jogos e foram marcados 75 golos. 31 jogos e foram marcados 75foi Milan Baros da Républica Checa com 5 O melhor marcador golos goO melhor marcador foi Milan Baros da Républica Checa com 5 golos os A final disputou-se entre Portugal e a Grécia, vencendo os helénicos por 1 – 0 5º G
  • 165. António Damásio António Rosa Damásio nasceu em Lisboa, no dia 25 de Fevereiro de 1944. É um neurocientista português que trabalha no estudo do cérebro e das emoções humanas. Actualmente é professor de Neurociência na “University of Southern California”. 7º C
  • 166. Os seus estudos debruçam-se sobre a área designada por ciência cognitiva, e têm sido decisivos para o conhecimento das bases cerebrais da linguagem e da memória. António Damásio recebeu, entre muitos outros prémios, o Prémio Pessoa e o Prémio Príncipe das Astúrias de Investigação Científica e Técnica em Junho de 2005. 7º C
  • 167. Imaginada para assinalar no ano de 2001, o Porto cidade Capital Europeia da Cultura, a Casa da Música é o primeiro edifício construído em Portugal exclusivamente dedicado à Música, seja no domínio da apresentação e fruição pública, seja no campo da formação artística e da criação. 8º D
  • 168. Iniciou-se a sua construção em 1999, no espaço da antiga Remise do Porto na Rotunda da Boavista, e a Casa da Música foi inaugurada no dia 15 de Abril de 2005. 8º D
  • 169. Clube Centenário Nome: Sporting Clube de Portugal Alcunhas: Leões, Verde e Brancos Mascote: Leão Fundação: 1 de Julho de 1906 (104 anos) Estádio: Estádio Alvalade XXI, Lisboa Presidente Actual: José Eduardo Bettencourt Treinador Actual: Paulo Sérgio 5º D
  • 170. José de Sousa Saramago (Azinhaga, 16 de Novembro de 1922) é um escritor roteirista, jornalista, dramaturgo e poeta português. Foi galardoado com o Nobel de Literatura de 1998. Também ganhou o Prémio Camões, o mais importante prémio literário da língua portuguesa. Saramago é considerado o responsável pelo efectivo reconhecimento internacional da prosa em língua portuguesa. Casado com a espanhola Pilar del Río, Saramago vive actualmente em Lanzarote, nas Ilhas Canárias. 8º C
  • 171. Alice Vieira nasceu em 1943 em Lisboa. É uma escritora e jornalista portuguesa. Em 1958 iniciou a sua colaboração no suplemento «Juvenil» do Diário de Lisboa e a partir de 1969 dedicou-se ao jornalismo profissional. Desde 1979 tem vindo a publicar regularmente livros. Recebeu vários prémios de Literatura Infantil, e em 1994 o Grande Prémio Gulbenkian, pelo conjunto da sua obra. Foi indicada, por duas vezes, como candidata portuguesa ao Prémio Hans Christian Andersen , como candidata ao ALMA (Astrid Lindgren Memorial Award). Alice Vieira é uma das mais importantes escritoras portuguesas para jovens, tendo ganho grande projecção nacional e internacional. 8º C
  • 172. 2003 - Ano Europeu da Decreto-Lei 3/2008 Pessoa com Deficiência Normativo que define apoios especializados para Sensibilizar os cidadãos crianças e jovens com para a heterogeneidade das necessidades educativas formas de deficiência e para especiais permanentes. as múltiplas formas de discriminação a que estão expostas as pessoas com deficiência.
  • 173. Eb1 de Avenal – 4.º ano Aníbal António Cavaco Silva (Boliqueime, Loulé, 15 de Julho de 1939). É um economista e político português. Foi primeiro-ministro de Portugal de 6 de Novembro de 1985 a 28 de Outubro de 1995, tendo sido a pessoa que mais tempo esteve na liderança do governo do país desde o 25 de Abril. É o décimo nono Presidente da República desde 9 de Março de 2006. Eb1 de Avenal – 4.º ano
  • 174. Turma B da EB1 Venda da Luísa
  • 175. Uma tempestade mortal abateu - se sobre a ilha da Madeira e segundo o balanço oficial, provocou 42 mortos, mais de 100 feridos e muitos desalojados. As estradas obstruídas pelas derrocadas e as enormes dificuldades de telecomunicações isolaram populações e obrigaram os madeirenses a recolher-se em casa, temendo o pior.