• Compartir
  • Enviar por correo
  • Insertar
  • Me gusta
  • Contenido privado
FIAT - Novo Uno
 

FIAT - Novo Uno

on

  • 1,802 reproducciones

E para conhecer melhor a MonkeyBusiness:

E para conhecer melhor a MonkeyBusiness:
http://www.monkeybusiness.com.br
http://www.macacosmebloguem.com.br
http://www.euamoppt.com.br

Estadísticas

reproducciones

reproducciones totales
1,802
reproducciones en SlideShare
1,802
reproducciones incrustadas
0

Actions

Me gusta
0
Descargas
43
Comentarios
0

0 insertados 0

No embeds

Accesibilidad

Categorias

Detalles de carga

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Derechos de uso

© Todos los derechos reservados

Report content

Marcada como inapropiada Marcar como inapropiada
Marcar como inapropiada

Seleccione la razón para marcar esta presentación como inapropiada.

Cancelar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Tu mensaje aparecerá aquí
    Processing...
Publicar comentario
Edite su comentario
  • PEQUENO NOTÁVEL Novo Uno chega para trazer mais inclusão Sucesso da Fiat ganha nova geração, com preços entre R$ 25.550 e R$ 31.870 por LUÍS PEREZ, enviado especial a São João da Mata (BA) Sem nenhuma falsa modéstia, a Fiat lança uma nova geração do Uno. Isso porque, logo nas primeiras linhas do material de divulgação distribuído à imprensa especializada, presente à convenção do produto, na Bahia, a marca diz que o pequeno chega para "redefinir o segmento dos automóveis compactos". Pelo histórico da Fiat no Brasil, não se pode duvidar. Completamente renovado, o modelo chega com duas novas motorizações, a Fire 1.0 Evo, de 73 cv (cavalos) com gasolina a 75 cv com álcool, e a Fire 1.4 Evo, de 85 cv a 88 cv. As versões disponíveis, com seus respectivos preços, são: Vivace 1.0 (R$ 25.550 com duas portas e R$ 27.350 com quatro portas), Attractive 1.4 (R$ 29.280 com duas portas e R$ 31.080 com quatro portas), Way 1.0 (R$ 26.690 com duas portas e R$ 28.490 com quatro portas) e Way 1.4 (R$ 30.070 com duas portas e R$ 31.870 com quatro portas). Os novos motores incluem uma série de tecnologias a fim de baixar o consumo de combustível e o nível de emissões. No fim das contas, esses benefícios também significam economia para o bolso – uma qualidade das mais apreciadas para o consumidor do modelo. Mas o primeiro ponto que chama a atenção no Uno é seu design, elaborado em conjunto pelo Centro Estilo Fiat para América Latina e pelo Centro Estilo Fiat da Itália, que ouviram muitos consumidores para chegar ao resultado final, que teria de transmitir as sensações de robustez, confiabilidade e economia. Quem não se lembra como estava à frente de seu tempo a tal "botinha ortopédica" lançada nos anos 80? Pois a bola da vez agora é o quadrado (vide modelos como Citroën C3 Picasso, o nosso Aircross, e o Kia Soul). No caso do novo Uno, um quadrado com pontas arredondadas (o "round square"), presente até nas caixas de roda. OK, como no caso da propaganda do Soul, a Fiat bem que podia afirmar que o novo Uno é tão diferente que não se enquadra em nenhuma categoria. Mas a imaginação dos marqueteiros da empresa ítalo-mineira não foi tão longe. A Fiat define o Uno como um hatchback, successor (embora ainda mantenha em linha a versão Mille do Uno…) do modelo que inaugurou o segmento dos 1.0 no país, em 1990. O novo Uno pode vir equipado com os vários itens tecnológicos de conforto e segurança que os veículos modernos têm direito – direção hidráulica, ar-condicionado e rádio MP3 player com Bluetooth, viva-voz e conexão USB, além de airbag frontal e freios com sistema ABS (antitravamento). Há ainda outra novidade, o para-brisa térmico, que leva até três minutos para desembaçar o para-brisa por completo, desativando a função ao final da operação. Não se engane. Ainda não é desta vez que airbag e ABS serão oferecidos como itens de série. Mesmo ar-condicionado e direção hidráulica são oferecidos apenas como opcionais, nunca como de série. Ainda assim, como veremos mais adiante, o novo Uno traz itens incomuns para o segmento, evocando uma certa inclusão para quem adquirir o modelo como ele se propõe – um carro de entrada. A versão de entrada (Vivace 1.0) chega com econômetro (indicador de consumo instantâneo que "ensina" ao motorista a forma mais econômica de dirigir), relógio digital, hodômetros digitais total e parcial, brake-light de seis LEDs, Fiat Code, espelho de cortesia do lado do passageiro, bolsa porta-objetos nas portas dianteiras, ganchos para retenção de carga, quadro de instrumentos com iluminação branca, tomada de 12 volts, revestimento interno completo do porta-malas, luz-espia de manutenção programada, apoios para cabeça traseiros rebaixados com regulagem de altura, banco traseiro rebatível com duas posições para o encosto, indicador digital de temperatura da água e calotas integrais, entre outros. Entre os opcionais, há para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado com para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro e cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios com EBD, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura, rodas em liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth. viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas, vidros elétricos dianteiros, faróis de neblina, vidro traseiro térmico temporizado com limpador e lavador, console no teto, porta-óculos, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, banco do motorista com regulagem de altura, terceiro apoio cabeça no banco traseiro e volante com regulagem de altura. A versão Way 1.0 enfatiza um espírito mais aventureiro, com direito a barra longitudinal no teto, porta-luvas iluminado, conta-giros, faróis com máscara negra, lanternas traseiras fumê, suspensão elevada, tecidos de revestimento exclusivos, revestimento preto nas colunas das portas, anéis estéticos na grade dianteira, frisos laterais das portas com inscrição Way, detalhes estéticos nos para-choques dianteiro e traseiro e molduras nas caixas de roda. Seus opcionais são iguais aos da verão Vivace 1.0. A verão Attractive 1.4 traz os equipamentos de série da Vivace (menos o econômetro), entre outros itens, como cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterais traseiros retráteis de três pontos, conta-giros, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, alças de segurança traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, revestimento preto das colunas das portas, para-choques, maçanetas das portas e espelhos retrovisores na cor da carroceria, soleiras dianteiras e traseiras, apoia-pé e frisos laterais nas portas. São opcionais para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado, para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios, faróis de neblina, rodas de liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth, viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas e vidros elétricos dianteiros e banco do motorista com regulagem de altura. Por fim, a versão top (Way 1.4) traz os equipamentos de série da versão Way 1.0 e itens como pneus de uso misto, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterias traseiros retráteis, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (com dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, soleiras dianteiras e traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, alças de segurança traseiras e apoio para os pés. A lista de opcionais da versão é igual à da versão Attractive. Cor de canetinha Logo de início, o consumidor poderá escolher entre 14 cores, algumas bem chamativas, como a amarelo Citrus (lembra as famosas canetinhas fluorescents). As novidades, além desse amarelo, são a azul Splash (as duas são exclusivas para as versões Vivace e Attractive) e verde Box (somente para as versões Way). Se por fora o Uno é o império dos quadrados, dentro prevalecem as formas arredondadas. Seu painel vem com o que a marca chama de tecnologia “insert molding”, um filme estampado e injetado conjuntamente ao componente plástico, item de série nas versões Attractive e Way e opcional na Vivace. O recurso propicia a criação de elementos gráficos variados, coloridos e decorativos no painel, diferenciando as versões do carro, além de permitir ao dono de um novo Fiat Uno personalizá-lo com um dos muitos desenhos oferecidos como acessórios pela montadora. Os padrões e texturas de outras partes do painel também inovam. Olhando de perto, veem-se infinitos pequenos quadrados – também de cantos arredondados. O acabamento é superior em relação a veículos do mesmo segmento. Os mostradores seguem no design circular, com display iluminado por LEDs brancos. Os revestimentos dos bancos têm um tecido próprio dependendo da versão – pode ser tear, malha, veludo ou uma combinação de tecnologias –, presentes também nos painéis das portas. Segundo a Fiat, a razão de ser de um interior mais aconchegante está no fato de, em razão dos imensos congestionamentos, o carro ter se tornado uma extensão da própria casa. Os bancos dianteiros trazem espumas e capas com conformação ergonômica – as laterais um pouco ressaltadas, lembrando os bancos de carros esportivos, ajudam a sustentar o corpo – e apoio para cabeça integrado. O ajuste de altura do banco, com curso de 40 milímetros, é acionado por alavanca. O banco traseiro oferece um sistema de travamento que permite a regulagem do ângulo de inclinação em duas posições. No menor (18°) o porta-malas ganha dez litros de volume (por isso varia de 280 litros a 290 litros) e cerca de 30 mm na distância longitudinal. O banco também pode ser totalmente rebatido para aumentar a capacidade de carga. Também não faltam porta-objetos. São entre 11 e 14, dependendo da versão, dispostos no painel, no console central e até na tampa interna do porta-malas. Não há versão que não tenha tampa no porta-luvas. O console central das versões 1.0 tem dois porta-objetos. Já nas versões 1.4 ele é mais longo e traz três porta-objetos – nas versões 1.0 ele entra como opcional. Bolsas porta-objetos nos painéis das portas dianteiras são de série em todas as versões. Já as versões 1.4 trazem também porta-óculos sobre a porta do motorista. Outro conteúdo importante é o console de teto – de série nas versões 1.4 e opcional nas 1.0 –, que incorpora um espelho de vigilância do banco traseiro, para monitorar a bagunça dos pequenos no banco de trás. Impressões Interpress Motor avaliou modelos com as duas motorizações e pode adiantar que, a confirmar nossas impressões ao dirigir, o carro será muitíssimo bem aceito. Burlamos um pouco o trajeto programado pela Fiat para o test-drive e nos embrenhamos em um centrinho comercial em São João da Mata (BA), próximo ao hotel onde ocorre o lançamento. Se o sucesso for proporcional à curiosidade que o modelo desperta, a Fiat ultrapassará fácil a meta de comercializar 12 mil unidades mensais do novo Uno. Sua ergonomia é um ponto forte, o carro é estável e o motor responde bem às solicitações do pé direito (incluindo a versão 1.0 em baixas rotações, que cumpre perfeitamente bem seu papel). O nível de ruído é perfeitamente compatível com modelos do segmento. O acabamento interno é muito bom para veículos do segmento, com destaque para o volante de três raios emborrachado. As saídas de ar apresentam um padrão bastante eficaz. Para reclinar o banco, os comandos não são circulares, como na família Palio, nem por alavanca, como no antigo Uno, que enroscava no cinto. Para reclinar, há comandos em formato de vírgula. É digno de nota, no design externo, os três gomos que imitam entradas de ar (não verdade não o são...). Qualquer pessoa que sofra de TOC (transtorno obsessivo-compulsivo) acha que está faltando alguma coisa do outro lado. Sim, este repórter sentiu falta disso logo que viu as primeiras fotos do charmoso carrinho. Importante é que seu desempenho não decepciona. Dados fornecidos pela montadora indicam que as versões 1.0 aceleram de 0 a 100 km/h em 16,8 segundos com gasolina e 15,8 segundos com álcool, chegando a 149 km/h e 151 km/h, respectivamente. Já as 1.4 vão da imobilidade aos 100 km/h em 11,1 segundos e 10,8 segundos, chegando a 170 km/h e 172 km/h, respectivamente. Em relação a consumo, a versão Vivace equipada com motor 1.0 tem consumo urbano de 15,6 km/l (gasolina) e 10,5 km/l (álcool), enquanto na estrada faz 20,1 km/l (gasolina) e 12,9 km/l (álcool). O motor Fire 1.4 Evo na versão Attractive traz os seguintes números de consumo de combustível: uso urbano, 14,7 km/l (gasolina) e 10,3 km/l (álcool); uso na estrada, 19,4 km/l (gasolina) e 12,8 km/l (álcool). Personalização Por fim, o novo Uno também oferece uma série de itens de personalização, tanto de fábrica quanto nas concessionárias. A moda foi inaugurada com o Renault Sandero Stepway e seus tribais… Há uma grande variedade de adesivos, badges e apliques que podem ser inseridos em várias partes do carro: portas, coluna posterior, teto, para-choques, para-lamas, espelhos retrovisores externos, maçanetas, pomo do câmbio, freio de mão e molduras do painel. No caso das de fábrica, a versão Vivace, há os kits Square e Smile; a Attractive tem o Jeans e o Sunny; as Way têm o Tribal e o Steel. Nas autorizadas, é possível instalar os kits WWW, Arabesco e Podium. Vai do gosto do freguês. O novo Uno oferece garantia de um ano sem limite de quilometragem, com revisões a cada 15 mil quilômetros ou um ano.
  • PEQUENO NOTÁVEL Novo Uno chega para trazer mais inclusão Sucesso da Fiat ganha nova geração, com preços entre R$ 25.550 e R$ 31.870 por LUÍS PEREZ, enviado especial a São João da Mata (BA) Sem nenhuma falsa modéstia, a Fiat lança uma nova geração do Uno. Isso porque, logo nas primeiras linhas do material de divulgação distribuído à imprensa especializada, presente à convenção do produto, na Bahia, a marca diz que o pequeno chega para "redefinir o segmento dos automóveis compactos". Pelo histórico da Fiat no Brasil, não se pode duvidar. Completamente renovado, o modelo chega com duas novas motorizações, a Fire 1.0 Evo, de 73 cv (cavalos) com gasolina a 75 cv com álcool, e a Fire 1.4 Evo, de 85 cv a 88 cv. As versões disponíveis, com seus respectivos preços, são: Vivace 1.0 (R$ 25.550 com duas portas e R$ 27.350 com quatro portas), Attractive 1.4 (R$ 29.280 com duas portas e R$ 31.080 com quatro portas), Way 1.0 (R$ 26.690 com duas portas e R$ 28.490 com quatro portas) e Way 1.4 (R$ 30.070 com duas portas e R$ 31.870 com quatro portas). Os novos motores incluem uma série de tecnologias a fim de baixar o consumo de combustível e o nível de emissões. No fim das contas, esses benefícios também significam economia para o bolso – uma qualidade das mais apreciadas para o consumidor do modelo. Mas o primeiro ponto que chama a atenção no Uno é seu design, elaborado em conjunto pelo Centro Estilo Fiat para América Latina e pelo Centro Estilo Fiat da Itália, que ouviram muitos consumidores para chegar ao resultado final, que teria de transmitir as sensações de robustez, confiabilidade e economia. Quem não se lembra como estava à frente de seu tempo a tal "botinha ortopédica" lançada nos anos 80? Pois a bola da vez agora é o quadrado (vide modelos como Citroën C3 Picasso, o nosso Aircross, e o Kia Soul). No caso do novo Uno, um quadrado com pontas arredondadas (o "round square"), presente até nas caixas de roda. OK, como no caso da propaganda do Soul, a Fiat bem que podia afirmar que o novo Uno é tão diferente que não se enquadra em nenhuma categoria. Mas a imaginação dos marqueteiros da empresa ítalo-mineira não foi tão longe. A Fiat define o Uno como um hatchback, successor (embora ainda mantenha em linha a versão Mille do Uno…) do modelo que inaugurou o segmento dos 1.0 no país, em 1990. O novo Uno pode vir equipado com os vários itens tecnológicos de conforto e segurança que os veículos modernos têm direito – direção hidráulica, ar-condicionado e rádio MP3 player com Bluetooth, viva-voz e conexão USB, além de airbag frontal e freios com sistema ABS (antitravamento). Há ainda outra novidade, o para-brisa térmico, que leva até três minutos para desembaçar o para-brisa por completo, desativando a função ao final da operação. Não se engane. Ainda não é desta vez que airbag e ABS serão oferecidos como itens de série. Mesmo ar-condicionado e direção hidráulica são oferecidos apenas como opcionais, nunca como de série. Ainda assim, como veremos mais adiante, o novo Uno traz itens incomuns para o segmento, evocando uma certa inclusão para quem adquirir o modelo como ele se propõe – um carro de entrada. A versão de entrada (Vivace 1.0) chega com econômetro (indicador de consumo instantâneo que "ensina" ao motorista a forma mais econômica de dirigir), relógio digital, hodômetros digitais total e parcial, brake-light de seis LEDs, Fiat Code, espelho de cortesia do lado do passageiro, bolsa porta-objetos nas portas dianteiras, ganchos para retenção de carga, quadro de instrumentos com iluminação branca, tomada de 12 volts, revestimento interno completo do porta-malas, luz-espia de manutenção programada, apoios para cabeça traseiros rebaixados com regulagem de altura, banco traseiro rebatível com duas posições para o encosto, indicador digital de temperatura da água e calotas integrais, entre outros. Entre os opcionais, há para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado com para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro e cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios com EBD, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura, rodas em liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth. viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas, vidros elétricos dianteiros, faróis de neblina, vidro traseiro térmico temporizado com limpador e lavador, console no teto, porta-óculos, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, banco do motorista com regulagem de altura, terceiro apoio cabeça no banco traseiro e volante com regulagem de altura. A versão Way 1.0 enfatiza um espírito mais aventureiro, com direito a barra longitudinal no teto, porta-luvas iluminado, conta-giros, faróis com máscara negra, lanternas traseiras fumê, suspensão elevada, tecidos de revestimento exclusivos, revestimento preto nas colunas das portas, anéis estéticos na grade dianteira, frisos laterais das portas com inscrição Way, detalhes estéticos nos para-choques dianteiro e traseiro e molduras nas caixas de roda. Seus opcionais são iguais aos da verão Vivace 1.0. A verão Attractive 1.4 traz os equipamentos de série da Vivace (menos o econômetro), entre outros itens, como cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterais traseiros retráteis de três pontos, conta-giros, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, alças de segurança traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, revestimento preto das colunas das portas, para-choques, maçanetas das portas e espelhos retrovisores na cor da carroceria, soleiras dianteiras e traseiras, apoia-pé e frisos laterais nas portas. São opcionais para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado, para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios, faróis de neblina, rodas de liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth, viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas e vidros elétricos dianteiros e banco do motorista com regulagem de altura. Por fim, a versão top (Way 1.4) traz os equipamentos de série da versão Way 1.0 e itens como pneus de uso misto, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterias traseiros retráteis, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (com dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, soleiras dianteiras e traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, alças de segurança traseiras e apoio para os pés. A lista de opcionais da versão é igual à da versão Attractive. Cor de canetinha Logo de início, o consumidor poderá escolher entre 14 cores, algumas bem chamativas, como a amarelo Citrus (lembra as famosas canetinhas fluorescents). As novidades, além desse amarelo, são a azul Splash (as duas são exclusivas para as versões Vivace e Attractive) e verde Box (somente para as versões Way). Se por fora o Uno é o império dos quadrados, dentro prevalecem as formas arredondadas. Seu painel vem com o que a marca chama de tecnologia “insert molding”, um filme estampado e injetado conjuntamente ao componente plástico, item de série nas versões Attractive e Way e opcional na Vivace. O recurso propicia a criação de elementos gráficos variados, coloridos e decorativos no painel, diferenciando as versões do carro, além de permitir ao dono de um novo Fiat Uno personalizá-lo com um dos muitos desenhos oferecidos como acessórios pela montadora. Os padrões e texturas de outras partes do painel também inovam. Olhando de perto, veem-se infinitos pequenos quadrados – também de cantos arredondados. O acabamento é superior em relação a veículos do mesmo segmento. Os mostradores seguem no design circular, com display iluminado por LEDs brancos. Os revestimentos dos bancos têm um tecido próprio dependendo da versão – pode ser tear, malha, veludo ou uma combinação de tecnologias –, presentes também nos painéis das portas. Segundo a Fiat, a razão de ser de um interior mais aconchegante está no fato de, em razão dos imensos congestionamentos, o carro ter se tornado uma extensão da própria casa. Os bancos dianteiros trazem espumas e capas com conformação ergonômica – as laterais um pouco ressaltadas, lembrando os bancos de carros esportivos, ajudam a sustentar o corpo – e apoio para cabeça integrado. O ajuste de altura do banco, com curso de 40 milímetros, é acionado por alavanca. O banco traseiro oferece um sistema de travamento que permite a regulagem do ângulo de inclinação em duas posições. No menor (18°) o porta-malas ganha dez litros de volume (por isso varia de 280 litros a 290 litros) e cerca de 30 mm na distância longitudinal. O banco também pode ser totalmente rebatido para aumentar a capacidade de carga. Também não faltam porta-objetos. São entre 11 e 14, dependendo da versão, dispostos no painel, no console central e até na tampa interna do porta-malas. Não há versão que não tenha tampa no porta-luvas. O console central das versões 1.0 tem dois porta-objetos. Já nas versões 1.4 ele é mais longo e traz três porta-objetos – nas versões 1.0 ele entra como opcional. Bolsas porta-objetos nos painéis das portas dianteiras são de série em todas as versões. Já as versões 1.4 trazem também porta-óculos sobre a porta do motorista. Outro conteúdo importante é o console de teto – de série nas versões 1.4 e opcional nas 1.0 –, que incorpora um espelho de vigilância do banco traseiro, para monitorar a bagunça dos pequenos no banco de trás. Impressões Interpress Motor avaliou modelos com as duas motorizações e pode adiantar que, a confirmar nossas impressões ao dirigir, o carro será muitíssimo bem aceito. Burlamos um pouco o trajeto programado pela Fiat para o test-drive e nos embrenhamos em um centrinho comercial em São João da Mata (BA), próximo ao hotel onde ocorre o lançamento. Se o sucesso for proporcional à curiosidade que o modelo desperta, a Fiat ultrapassará fácil a meta de comercializar 12 mil unidades mensais do novo Uno. Sua ergonomia é um ponto forte, o carro é estável e o motor responde bem às solicitações do pé direito (incluindo a versão 1.0 em baixas rotações, que cumpre perfeitamente bem seu papel). O nível de ruído é perfeitamente compatível com modelos do segmento. O acabamento interno é muito bom para veículos do segmento, com destaque para o volante de três raios emborrachado. As saídas de ar apresentam um padrão bastante eficaz. Para reclinar o banco, os comandos não são circulares, como na família Palio, nem por alavanca, como no antigo Uno, que enroscava no cinto. Para reclinar, há comandos em formato de vírgula. É digno de nota, no design externo, os três gomos que imitam entradas de ar (não verdade não o são...). Qualquer pessoa que sofra de TOC (transtorno obsessivo-compulsivo) acha que está faltando alguma coisa do outro lado. Sim, este repórter sentiu falta disso logo que viu as primeiras fotos do charmoso carrinho. Importante é que seu desempenho não decepciona. Dados fornecidos pela montadora indicam que as versões 1.0 aceleram de 0 a 100 km/h em 16,8 segundos com gasolina e 15,8 segundos com álcool, chegando a 149 km/h e 151 km/h, respectivamente. Já as 1.4 vão da imobilidade aos 100 km/h em 11,1 segundos e 10,8 segundos, chegando a 170 km/h e 172 km/h, respectivamente. Em relação a consumo, a versão Vivace equipada com motor 1.0 tem consumo urbano de 15,6 km/l (gasolina) e 10,5 km/l (álcool), enquanto na estrada faz 20,1 km/l (gasolina) e 12,9 km/l (álcool). O motor Fire 1.4 Evo na versão Attractive traz os seguintes números de consumo de combustível: uso urbano, 14,7 km/l (gasolina) e 10,3 km/l (álcool); uso na estrada, 19,4 km/l (gasolina) e 12,8 km/l (álcool). Personalização Por fim, o novo Uno também oferece uma série de itens de personalização, tanto de fábrica quanto nas concessionárias. A moda foi inaugurada com o Renault Sandero Stepway e seus tribais… Há uma grande variedade de adesivos, badges e apliques que podem ser inseridos em várias partes do carro: portas, coluna posterior, teto, para-choques, para-lamas, espelhos retrovisores externos, maçanetas, pomo do câmbio, freio de mão e molduras do painel. No caso das de fábrica, a versão Vivace, há os kits Square e Smile; a Attractive tem o Jeans e o Sunny; as Way têm o Tribal e o Steel. Nas autorizadas, é possível instalar os kits WWW, Arabesco e Podium. Vai do gosto do freguês. O novo Uno oferece garantia de um ano sem limite de quilometragem, com revisões a cada 15 mil quilômetros ou um ano.
  • PEQUENO NOTÁVEL Novo Uno chega para trazer mais inclusão Sucesso da Fiat ganha nova geração, com preços entre R$ 25.550 e R$ 31.870 por LUÍS PEREZ, enviado especial a São João da Mata (BA) Sem nenhuma falsa modéstia, a Fiat lança uma nova geração do Uno. Isso porque, logo nas primeiras linhas do material de divulgação distribuído à imprensa especializada, presente à convenção do produto, na Bahia, a marca diz que o pequeno chega para "redefinir o segmento dos automóveis compactos". Pelo histórico da Fiat no Brasil, não se pode duvidar. Completamente renovado, o modelo chega com duas novas motorizações, a Fire 1.0 Evo, de 73 cv (cavalos) com gasolina a 75 cv com álcool, e a Fire 1.4 Evo, de 85 cv a 88 cv. As versões disponíveis, com seus respectivos preços, são: Vivace 1.0 (R$ 25.550 com duas portas e R$ 27.350 com quatro portas), Attractive 1.4 (R$ 29.280 com duas portas e R$ 31.080 com quatro portas), Way 1.0 (R$ 26.690 com duas portas e R$ 28.490 com quatro portas) e Way 1.4 (R$ 30.070 com duas portas e R$ 31.870 com quatro portas). Os novos motores incluem uma série de tecnologias a fim de baixar o consumo de combustível e o nível de emissões. No fim das contas, esses benefícios também significam economia para o bolso – uma qualidade das mais apreciadas para o consumidor do modelo. Mas o primeiro ponto que chama a atenção no Uno é seu design, elaborado em conjunto pelo Centro Estilo Fiat para América Latina e pelo Centro Estilo Fiat da Itália, que ouviram muitos consumidores para chegar ao resultado final, que teria de transmitir as sensações de robustez, confiabilidade e economia. Quem não se lembra como estava à frente de seu tempo a tal "botinha ortopédica" lançada nos anos 80? Pois a bola da vez agora é o quadrado (vide modelos como Citroën C3 Picasso, o nosso Aircross, e o Kia Soul). No caso do novo Uno, um quadrado com pontas arredondadas (o "round square"), presente até nas caixas de roda. OK, como no caso da propaganda do Soul, a Fiat bem que podia afirmar que o novo Uno é tão diferente que não se enquadra em nenhuma categoria. Mas a imaginação dos marqueteiros da empresa ítalo-mineira não foi tão longe. A Fiat define o Uno como um hatchback, successor (embora ainda mantenha em linha a versão Mille do Uno…) do modelo que inaugurou o segmento dos 1.0 no país, em 1990. O novo Uno pode vir equipado com os vários itens tecnológicos de conforto e segurança que os veículos modernos têm direito – direção hidráulica, ar-condicionado e rádio MP3 player com Bluetooth, viva-voz e conexão USB, além de airbag frontal e freios com sistema ABS (antitravamento). Há ainda outra novidade, o para-brisa térmico, que leva até três minutos para desembaçar o para-brisa por completo, desativando a função ao final da operação. Não se engane. Ainda não é desta vez que airbag e ABS serão oferecidos como itens de série. Mesmo ar-condicionado e direção hidráulica são oferecidos apenas como opcionais, nunca como de série. Ainda assim, como veremos mais adiante, o novo Uno traz itens incomuns para o segmento, evocando uma certa inclusão para quem adquirir o modelo como ele se propõe – um carro de entrada. A versão de entrada (Vivace 1.0) chega com econômetro (indicador de consumo instantâneo que "ensina" ao motorista a forma mais econômica de dirigir), relógio digital, hodômetros digitais total e parcial, brake-light de seis LEDs, Fiat Code, espelho de cortesia do lado do passageiro, bolsa porta-objetos nas portas dianteiras, ganchos para retenção de carga, quadro de instrumentos com iluminação branca, tomada de 12 volts, revestimento interno completo do porta-malas, luz-espia de manutenção programada, apoios para cabeça traseiros rebaixados com regulagem de altura, banco traseiro rebatível com duas posições para o encosto, indicador digital de temperatura da água e calotas integrais, entre outros. Entre os opcionais, há para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado com para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro e cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios com EBD, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura, rodas em liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth. viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas, vidros elétricos dianteiros, faróis de neblina, vidro traseiro térmico temporizado com limpador e lavador, console no teto, porta-óculos, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, banco do motorista com regulagem de altura, terceiro apoio cabeça no banco traseiro e volante com regulagem de altura. A versão Way 1.0 enfatiza um espírito mais aventureiro, com direito a barra longitudinal no teto, porta-luvas iluminado, conta-giros, faróis com máscara negra, lanternas traseiras fumê, suspensão elevada, tecidos de revestimento exclusivos, revestimento preto nas colunas das portas, anéis estéticos na grade dianteira, frisos laterais das portas com inscrição Way, detalhes estéticos nos para-choques dianteiro e traseiro e molduras nas caixas de roda. Seus opcionais são iguais aos da verão Vivace 1.0. A verão Attractive 1.4 traz os equipamentos de série da Vivace (menos o econômetro), entre outros itens, como cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterais traseiros retráteis de três pontos, conta-giros, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, alças de segurança traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, revestimento preto das colunas das portas, para-choques, maçanetas das portas e espelhos retrovisores na cor da carroceria, soleiras dianteiras e traseiras, apoia-pé e frisos laterais nas portas. São opcionais para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado, para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios, faróis de neblina, rodas de liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth, viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas e vidros elétricos dianteiros e banco do motorista com regulagem de altura. Por fim, a versão top (Way 1.4) traz os equipamentos de série da versão Way 1.0 e itens como pneus de uso misto, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterias traseiros retráteis, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (com dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, soleiras dianteiras e traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, alças de segurança traseiras e apoio para os pés. A lista de opcionais da versão é igual à da versão Attractive. Cor de canetinha Logo de início, o consumidor poderá escolher entre 14 cores, algumas bem chamativas, como a amarelo Citrus (lembra as famosas canetinhas fluorescents). As novidades, além desse amarelo, são a azul Splash (as duas são exclusivas para as versões Vivace e Attractive) e verde Box (somente para as versões Way). Se por fora o Uno é o império dos quadrados, dentro prevalecem as formas arredondadas. Seu painel vem com o que a marca chama de tecnologia “insert molding”, um filme estampado e injetado conjuntamente ao componente plástico, item de série nas versões Attractive e Way e opcional na Vivace. O recurso propicia a criação de elementos gráficos variados, coloridos e decorativos no painel, diferenciando as versões do carro, além de permitir ao dono de um novo Fiat Uno personalizá-lo com um dos muitos desenhos oferecidos como acessórios pela montadora. Os padrões e texturas de outras partes do painel também inovam. Olhando de perto, veem-se infinitos pequenos quadrados – também de cantos arredondados. O acabamento é superior em relação a veículos do mesmo segmento. Os mostradores seguem no design circular, com display iluminado por LEDs brancos. Os revestimentos dos bancos têm um tecido próprio dependendo da versão – pode ser tear, malha, veludo ou uma combinação de tecnologias –, presentes também nos painéis das portas. Segundo a Fiat, a razão de ser de um interior mais aconchegante está no fato de, em razão dos imensos congestionamentos, o carro ter se tornado uma extensão da própria casa. Os bancos dianteiros trazem espumas e capas com conformação ergonômica – as laterais um pouco ressaltadas, lembrando os bancos de carros esportivos, ajudam a sustentar o corpo – e apoio para cabeça integrado. O ajuste de altura do banco, com curso de 40 milímetros, é acionado por alavanca. O banco traseiro oferece um sistema de travamento que permite a regulagem do ângulo de inclinação em duas posições. No menor (18°) o porta-malas ganha dez litros de volume (por isso varia de 280 litros a 290 litros) e cerca de 30 mm na distância longitudinal. O banco também pode ser totalmente rebatido para aumentar a capacidade de carga. Também não faltam porta-objetos. São entre 11 e 14, dependendo da versão, dispostos no painel, no console central e até na tampa interna do porta-malas. Não há versão que não tenha tampa no porta-luvas. O console central das versões 1.0 tem dois porta-objetos. Já nas versões 1.4 ele é mais longo e traz três porta-objetos – nas versões 1.0 ele entra como opcional. Bolsas porta-objetos nos painéis das portas dianteiras são de série em todas as versões. Já as versões 1.4 trazem também porta-óculos sobre a porta do motorista. Outro conteúdo importante é o console de teto – de série nas versões 1.4 e opcional nas 1.0 –, que incorpora um espelho de vigilância do banco traseiro, para monitorar a bagunça dos pequenos no banco de trás. Impressões Interpress Motor avaliou modelos com as duas motorizações e pode adiantar que, a confirmar nossas impressões ao dirigir, o carro será muitíssimo bem aceito. Burlamos um pouco o trajeto programado pela Fiat para o test-drive e nos embrenhamos em um centrinho comercial em São João da Mata (BA), próximo ao hotel onde ocorre o lançamento. Se o sucesso for proporcional à curiosidade que o modelo desperta, a Fiat ultrapassará fácil a meta de comercializar 12 mil unidades mensais do novo Uno. Sua ergonomia é um ponto forte, o carro é estável e o motor responde bem às solicitações do pé direito (incluindo a versão 1.0 em baixas rotações, que cumpre perfeitamente bem seu papel). O nível de ruído é perfeitamente compatível com modelos do segmento. O acabamento interno é muito bom para veículos do segmento, com destaque para o volante de três raios emborrachado. As saídas de ar apresentam um padrão bastante eficaz. Para reclinar o banco, os comandos não são circulares, como na família Palio, nem por alavanca, como no antigo Uno, que enroscava no cinto. Para reclinar, há comandos em formato de vírgula. É digno de nota, no design externo, os três gomos que imitam entradas de ar (não verdade não o são...). Qualquer pessoa que sofra de TOC (transtorno obsessivo-compulsivo) acha que está faltando alguma coisa do outro lado. Sim, este repórter sentiu falta disso logo que viu as primeiras fotos do charmoso carrinho. Importante é que seu desempenho não decepciona. Dados fornecidos pela montadora indicam que as versões 1.0 aceleram de 0 a 100 km/h em 16,8 segundos com gasolina e 15,8 segundos com álcool, chegando a 149 km/h e 151 km/h, respectivamente. Já as 1.4 vão da imobilidade aos 100 km/h em 11,1 segundos e 10,8 segundos, chegando a 170 km/h e 172 km/h, respectivamente. Em relação a consumo, a versão Vivace equipada com motor 1.0 tem consumo urbano de 15,6 km/l (gasolina) e 10,5 km/l (álcool), enquanto na estrada faz 20,1 km/l (gasolina) e 12,9 km/l (álcool). O motor Fire 1.4 Evo na versão Attractive traz os seguintes números de consumo de combustível: uso urbano, 14,7 km/l (gasolina) e 10,3 km/l (álcool); uso na estrada, 19,4 km/l (gasolina) e 12,8 km/l (álcool). Personalização Por fim, o novo Uno também oferece uma série de itens de personalização, tanto de fábrica quanto nas concessionárias. A moda foi inaugurada com o Renault Sandero Stepway e seus tribais… Há uma grande variedade de adesivos, badges e apliques que podem ser inseridos em várias partes do carro: portas, coluna posterior, teto, para-choques, para-lamas, espelhos retrovisores externos, maçanetas, pomo do câmbio, freio de mão e molduras do painel. No caso das de fábrica, a versão Vivace, há os kits Square e Smile; a Attractive tem o Jeans e o Sunny; as Way têm o Tribal e o Steel. Nas autorizadas, é possível instalar os kits WWW, Arabesco e Podium. Vai do gosto do freguês. O novo Uno oferece garantia de um ano sem limite de quilometragem, com revisões a cada 15 mil quilômetros ou um ano.
  • PEQUENO NOTÁVEL Novo Uno chega para trazer mais inclusão Sucesso da Fiat ganha nova geração, com preços entre R$ 25.550 e R$ 31.870 por LUÍS PEREZ, enviado especial a São João da Mata (BA) Sem nenhuma falsa modéstia, a Fiat lança uma nova geração do Uno. Isso porque, logo nas primeiras linhas do material de divulgação distribuído à imprensa especializada, presente à convenção do produto, na Bahia, a marca diz que o pequeno chega para "redefinir o segmento dos automóveis compactos". Pelo histórico da Fiat no Brasil, não se pode duvidar. Completamente renovado, o modelo chega com duas novas motorizações, a Fire 1.0 Evo, de 73 cv (cavalos) com gasolina a 75 cv com álcool, e a Fire 1.4 Evo, de 85 cv a 88 cv. As versões disponíveis, com seus respectivos preços, são: Vivace 1.0 (R$ 25.550 com duas portas e R$ 27.350 com quatro portas), Attractive 1.4 (R$ 29.280 com duas portas e R$ 31.080 com quatro portas), Way 1.0 (R$ 26.690 com duas portas e R$ 28.490 com quatro portas) e Way 1.4 (R$ 30.070 com duas portas e R$ 31.870 com quatro portas). Os novos motores incluem uma série de tecnologias a fim de baixar o consumo de combustível e o nível de emissões. No fim das contas, esses benefícios também significam economia para o bolso – uma qualidade das mais apreciadas para o consumidor do modelo. Mas o primeiro ponto que chama a atenção no Uno é seu design, elaborado em conjunto pelo Centro Estilo Fiat para América Latina e pelo Centro Estilo Fiat da Itália, que ouviram muitos consumidores para chegar ao resultado final, que teria de transmitir as sensações de robustez, confiabilidade e economia. Quem não se lembra como estava à frente de seu tempo a tal "botinha ortopédica" lançada nos anos 80? Pois a bola da vez agora é o quadrado (vide modelos como Citroën C3 Picasso, o nosso Aircross, e o Kia Soul). No caso do novo Uno, um quadrado com pontas arredondadas (o "round square"), presente até nas caixas de roda. OK, como no caso da propaganda do Soul, a Fiat bem que podia afirmar que o novo Uno é tão diferente que não se enquadra em nenhuma categoria. Mas a imaginação dos marqueteiros da empresa ítalo-mineira não foi tão longe. A Fiat define o Uno como um hatchback, successor (embora ainda mantenha em linha a versão Mille do Uno…) do modelo que inaugurou o segmento dos 1.0 no país, em 1990. O novo Uno pode vir equipado com os vários itens tecnológicos de conforto e segurança que os veículos modernos têm direito – direção hidráulica, ar-condicionado e rádio MP3 player com Bluetooth, viva-voz e conexão USB, além de airbag frontal e freios com sistema ABS (antitravamento). Há ainda outra novidade, o para-brisa térmico, que leva até três minutos para desembaçar o para-brisa por completo, desativando a função ao final da operação. Não se engane. Ainda não é desta vez que airbag e ABS serão oferecidos como itens de série. Mesmo ar-condicionado e direção hidráulica são oferecidos apenas como opcionais, nunca como de série. Ainda assim, como veremos mais adiante, o novo Uno traz itens incomuns para o segmento, evocando uma certa inclusão para quem adquirir o modelo como ele se propõe – um carro de entrada. A versão de entrada (Vivace 1.0) chega com econômetro (indicador de consumo instantâneo que "ensina" ao motorista a forma mais econômica de dirigir), relógio digital, hodômetros digitais total e parcial, brake-light de seis LEDs, Fiat Code, espelho de cortesia do lado do passageiro, bolsa porta-objetos nas portas dianteiras, ganchos para retenção de carga, quadro de instrumentos com iluminação branca, tomada de 12 volts, revestimento interno completo do porta-malas, luz-espia de manutenção programada, apoios para cabeça traseiros rebaixados com regulagem de altura, banco traseiro rebatível com duas posições para o encosto, indicador digital de temperatura da água e calotas integrais, entre outros. Entre os opcionais, há para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado com para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro e cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios com EBD, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura, rodas em liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth. viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas, vidros elétricos dianteiros, faróis de neblina, vidro traseiro térmico temporizado com limpador e lavador, console no teto, porta-óculos, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, banco do motorista com regulagem de altura, terceiro apoio cabeça no banco traseiro e volante com regulagem de altura. A versão Way 1.0 enfatiza um espírito mais aventureiro, com direito a barra longitudinal no teto, porta-luvas iluminado, conta-giros, faróis com máscara negra, lanternas traseiras fumê, suspensão elevada, tecidos de revestimento exclusivos, revestimento preto nas colunas das portas, anéis estéticos na grade dianteira, frisos laterais das portas com inscrição Way, detalhes estéticos nos para-choques dianteiro e traseiro e molduras nas caixas de roda. Seus opcionais são iguais aos da verão Vivace 1.0. A verão Attractive 1.4 traz os equipamentos de série da Vivace (menos o econômetro), entre outros itens, como cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterais traseiros retráteis de três pontos, conta-giros, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, alças de segurança traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, revestimento preto das colunas das portas, para-choques, maçanetas das portas e espelhos retrovisores na cor da carroceria, soleiras dianteiras e traseiras, apoia-pé e frisos laterais nas portas. São opcionais para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado, para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios, faróis de neblina, rodas de liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth, viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas e vidros elétricos dianteiros e banco do motorista com regulagem de altura. Por fim, a versão top (Way 1.4) traz os equipamentos de série da versão Way 1.0 e itens como pneus de uso misto, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterias traseiros retráteis, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (com dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, soleiras dianteiras e traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, alças de segurança traseiras e apoio para os pés. A lista de opcionais da versão é igual à da versão Attractive. Cor de canetinha Logo de início, o consumidor poderá escolher entre 14 cores, algumas bem chamativas, como a amarelo Citrus (lembra as famosas canetinhas fluorescents). As novidades, além desse amarelo, são a azul Splash (as duas são exclusivas para as versões Vivace e Attractive) e verde Box (somente para as versões Way). Se por fora o Uno é o império dos quadrados, dentro prevalecem as formas arredondadas. Seu painel vem com o que a marca chama de tecnologia “insert molding”, um filme estampado e injetado conjuntamente ao componente plástico, item de série nas versões Attractive e Way e opcional na Vivace. O recurso propicia a criação de elementos gráficos variados, coloridos e decorativos no painel, diferenciando as versões do carro, além de permitir ao dono de um novo Fiat Uno personalizá-lo com um dos muitos desenhos oferecidos como acessórios pela montadora. Os padrões e texturas de outras partes do painel também inovam. Olhando de perto, veem-se infinitos pequenos quadrados – também de cantos arredondados. O acabamento é superior em relação a veículos do mesmo segmento. Os mostradores seguem no design circular, com display iluminado por LEDs brancos. Os revestimentos dos bancos têm um tecido próprio dependendo da versão – pode ser tear, malha, veludo ou uma combinação de tecnologias –, presentes também nos painéis das portas. Segundo a Fiat, a razão de ser de um interior mais aconchegante está no fato de, em razão dos imensos congestionamentos, o carro ter se tornado uma extensão da própria casa. Os bancos dianteiros trazem espumas e capas com conformação ergonômica – as laterais um pouco ressaltadas, lembrando os bancos de carros esportivos, ajudam a sustentar o corpo – e apoio para cabeça integrado. O ajuste de altura do banco, com curso de 40 milímetros, é acionado por alavanca. O banco traseiro oferece um sistema de travamento que permite a regulagem do ângulo de inclinação em duas posições. No menor (18°) o porta-malas ganha dez litros de volume (por isso varia de 280 litros a 290 litros) e cerca de 30 mm na distância longitudinal. O banco também pode ser totalmente rebatido para aumentar a capacidade de carga. Também não faltam porta-objetos. São entre 11 e 14, dependendo da versão, dispostos no painel, no console central e até na tampa interna do porta-malas. Não há versão que não tenha tampa no porta-luvas. O console central das versões 1.0 tem dois porta-objetos. Já nas versões 1.4 ele é mais longo e traz três porta-objetos – nas versões 1.0 ele entra como opcional. Bolsas porta-objetos nos painéis das portas dianteiras são de série em todas as versões. Já as versões 1.4 trazem também porta-óculos sobre a porta do motorista. Outro conteúdo importante é o console de teto – de série nas versões 1.4 e opcional nas 1.0 –, que incorpora um espelho de vigilância do banco traseiro, para monitorar a bagunça dos pequenos no banco de trás. Impressões Interpress Motor avaliou modelos com as duas motorizações e pode adiantar que, a confirmar nossas impressões ao dirigir, o carro será muitíssimo bem aceito. Burlamos um pouco o trajeto programado pela Fiat para o test-drive e nos embrenhamos em um centrinho comercial em São João da Mata (BA), próximo ao hotel onde ocorre o lançamento. Se o sucesso for proporcional à curiosidade que o modelo desperta, a Fiat ultrapassará fácil a meta de comercializar 12 mil unidades mensais do novo Uno. Sua ergonomia é um ponto forte, o carro é estável e o motor responde bem às solicitações do pé direito (incluindo a versão 1.0 em baixas rotações, que cumpre perfeitamente bem seu papel). O nível de ruído é perfeitamente compatível com modelos do segmento. O acabamento interno é muito bom para veículos do segmento, com destaque para o volante de três raios emborrachado. As saídas de ar apresentam um padrão bastante eficaz. Para reclinar o banco, os comandos não são circulares, como na família Palio, nem por alavanca, como no antigo Uno, que enroscava no cinto. Para reclinar, há comandos em formato de vírgula. É digno de nota, no design externo, os três gomos que imitam entradas de ar (não verdade não o são...). Qualquer pessoa que sofra de TOC (transtorno obsessivo-compulsivo) acha que está faltando alguma coisa do outro lado. Sim, este repórter sentiu falta disso logo que viu as primeiras fotos do charmoso carrinho. Importante é que seu desempenho não decepciona. Dados fornecidos pela montadora indicam que as versões 1.0 aceleram de 0 a 100 km/h em 16,8 segundos com gasolina e 15,8 segundos com álcool, chegando a 149 km/h e 151 km/h, respectivamente. Já as 1.4 vão da imobilidade aos 100 km/h em 11,1 segundos e 10,8 segundos, chegando a 170 km/h e 172 km/h, respectivamente. Em relação a consumo, a versão Vivace equipada com motor 1.0 tem consumo urbano de 15,6 km/l (gasolina) e 10,5 km/l (álcool), enquanto na estrada faz 20,1 km/l (gasolina) e 12,9 km/l (álcool). O motor Fire 1.4 Evo na versão Attractive traz os seguintes números de consumo de combustível: uso urbano, 14,7 km/l (gasolina) e 10,3 km/l (álcool); uso na estrada, 19,4 km/l (gasolina) e 12,8 km/l (álcool). Personalização Por fim, o novo Uno também oferece uma série de itens de personalização, tanto de fábrica quanto nas concessionárias. A moda foi inaugurada com o Renault Sandero Stepway e seus tribais… Há uma grande variedade de adesivos, badges e apliques que podem ser inseridos em várias partes do carro: portas, coluna posterior, teto, para-choques, para-lamas, espelhos retrovisores externos, maçanetas, pomo do câmbio, freio de mão e molduras do painel. No caso das de fábrica, a versão Vivace, há os kits Square e Smile; a Attractive tem o Jeans e o Sunny; as Way têm o Tribal e o Steel. Nas autorizadas, é possível instalar os kits WWW, Arabesco e Podium. Vai do gosto do freguês. O novo Uno oferece garantia de um ano sem limite de quilometragem, com revisões a cada 15 mil quilômetros ou um ano.

FIAT - Novo Uno FIAT - Novo Uno Presentation Transcript

  •  
  • LOREM IPSUM DOLOR SIT AMET Consectetur adipiscing elit. Integer ut tellus nisl. Et augue Donec accumsan nulla in tellus convallis
  • Quisque vel nunc id lectus vulputate dapibus sit amet id ligula. In eget purus at ante vehicula accumsan vel eget nunc. Etiam tempus   accumsan tincidunt mauris urna vitae ligula ornare pretium. Phasellus accumsan tincidunt mauris, at vel tortor iaculis nisl euismod rutrum Nullam rhoncus scelerisque dolor, vitae ullamcorper nisi tristique sit amet. Morbi eget lacus sit amet arcu consectetur pretium.  Pellentesque laoreet aliquet nunc, a imperdiet tortor dapibus vel. Nulla arcu odio, rutrum sit amet quis tempus ut at malesuada non, suscipit vel ligula. Sed odio turpis, ornare sit amet ullamcorper consectetur, porta vitae quam. Sed suscipit ante a nisi aliquet condimentum. PELLENTESQUE LAOREET ALIQUET Vulputate ut lobortis* (*) Nulla arcu odio, rutrum at malesuada non, suscipit vel ligula 1 2 3 4 5 6 7
  • PHASELLUS ACCUMS AN TINCIDUNT CRIAR COMUNICAR E ENTREGAR Nunc aliquet posuere magna a rutrum (CCDVTP – CREATE, COMMUNICATE, DELIVER VALUE FOR A TARGET MARKET AT A PROFIT)
  • MAURIS NEC SOLLIC ITUDIN MAURIS . Nulla arcu odio, rutrum at malesuada non suscipit vel ligul
  • DONEC NEC FELIS MI, A SCELERISQUE ANTE Proin laoreet augue quis diam pharetra nec consequat diam faucibus Curabitur mattis cursus odio, a vehicula urna imperdiet eget. Sed odio turpis, ornare sit amet ullamcorper consectetur, porta vitae quam.  
  • CONSEQUAT DIAM FAUCIBUS PORTTITOR FEUGIAT SEM ID MATTIS Suspendisse posuere laoreet mauris, ac scelerisque nunc gravida vitae. Nullam eget enim non elit ullamcorper accumsan sed vel lorem.
  • Donec vel tortor turpis proin quis purus erat CONSEQUAT DIAM FAUCIBUS PORTTITOR FEUGIAT SEM ID MATTIS
  • Curabitur mattis cursus odio, a vehicula urna imperdiet eget. CONSEQUAT DIAM FAUCIBUS PORTTITOR FEUGIAT SEM ID MATTIS
  • NULLA LECTUS SEM, SODALES ONDIM ENTUM VEHICULA VITAE URNA Consectetur Quisque Adipiscing Tristique Elementum Lobortis Suspendisse Aliquet Porttitor Rhoncus Vulputate Dapibus Molestie Pellentesque Imperdiet Accumsan / Pharetra Scelerisque Interdum
  • NUNC FEUGIAT QUAM IN
  • ALIQUET EGESTAS FRINGILLA CONSECTETUR ADIPISCING MALESUADA SOLLICITUDIN ULTRICIES PELLENTESQUE DAPIBUS HONCUS CONDIMENTUM ELEMENTUM + CONSEQUAT Ipsum dolor, ultricies non sollicitudin non, elementum id sapien Sed at justo massa, non blandit mi Phasellus vel nisi felis, sed ullamcorper metus. Nulla facilisi. Vivamus sed egestas quam Mauris egestas fringilla ut tellus tortor, laoreet eros dictum Sentimentos que eu inspiro a partir do que eu reflito: conquista, orgulho, prazer Como o consumidor me percebe: de bem com a vida, sucesso, espírito jovem “ Pellentesque laoreet aliquet nunc, a imperdiet tortor dapibus vel. Nulla arcu odio, rutrum at malesuada non, suscipit vel” AUGUE PRAESENT
  • ELEMENTUM + CONSEQUAT EGESTAS feugiat quam in dolor accumsan sed accumsan diam egestas Etiam tempus urna vitae ligula ornare pretium PRAESENT IPSUM In sit amet tortor non erat interdum porttitor vel nec est. Nam gravida, sem ut auctor facilisis, risus libero tincidunt neque, ac rhoncus lacus lorem sed lectus. VIVAMUS FACILISIS Cras laoreet nisi ac sem tristique tincidunt maecenas egestas molestie pharetra sed nec est sit amet tellus viverra accumsan CURABITUR Praesent lobortis tincidunt nisl, ut consectetur sem accumsan ac. Nulla suscipit porttitor pulvinar urna felis pulvinar
  • Ter as p essoas no centro dos processos Olhar para o futuro , antecipando tendências Criar experiências de marca através dos produtos Atuar de forma holística na comunicação E SEGUINDO ESTES 4 PILARES
  • QUISQUE FERMETUM DAPIBUS DONEC VOLUTPAT, LOREM SED MOLESTIE SCELERISQUE
  • NULLA
  • Ut vitae ligula ac eros semper bibendum. Duis ut vehicula magna. Nam volutpat risus ac dolor dictum mattis pulvinar tellus hendrerit SED EU PURUS ET NUNC GRAVIDA DAPIBUS ID ID TELLUS Fusce posuere luctus sagittis. Curabitur sagittis diam sed mi rutrum viverra vel sit amet leo. Aliquam ac eros sed diam consequat interdum quis non
  • PRAESENT PORTTITOR, NEQUE IN CURSUS LOBORTIS, METUS AUGUE INTERDUM LACUS, UT CONGUE Vivamus porta dolor ac nisi aliquam non vestibulum lectus varius. Etiam mattis, dolor in sodales vestibulum, velit mauris gravida massa NUNC VEHICULA IPSUM NULLA, AT ALIQUET METUS. SED NEC TINCIDUNT LECTUS. VOLUTPAT SEMPER
  • FUSCE URNA DOLOR, VULPUTATE NEC VULPUTATE ET, IMPERDIET UT Cras sed tortor Duis ut vehiculab Ut leo ipsum, fringilla nec vestibulum LOREM IPSUM PROIN EGESTAS MASSA IN NEQUE
  • Pellentesque orci mauris, commodo tincidunt tempus viverra, vulputate vel dolor SUSPENDISSE VITAE
  • DONEC VOLUTPAT, LOREM SED MOLESTIE SCELERISQUE, ANTE DUI PHASELLUS FAUCIBUS ALIQUAM INTERDUM, NISI AC MOLESTIE TEMPUS, NULLA NUNC SAGITTIS AUGUE
  • NUNC EGESTAS PRETIUM VIVAMUS ELEIFEND ANTE IN NISI ULLAMCORPER SUSCIPIT. DUIS RUTRUM ELIT SAGITTIS MASSA ALIQUAM ET VARIUS SEM TINCIDUNT PHASELLUS RUTRUM ODIO ET NISI TEMPUS
  • CRAS FEUGIAT DIGNISSIM URNA SIT AMET MATTIS Donec sodales mi eget mauris commodo eleifend CURABITUR RUTRUM DAPIBUS
  • VENENATIS TELLUS Praesent augue nisl, scelerisque eu elementum tempus, facilisis eu quam PHASELLUS ALIQUET Cras condimentum magna a nunc varius vel accumsan ante tempor
  • VIVAMUS ELEIFEND ANTE? “ ERAT ORCI SED” S USCIPIT PORTTITOR PULVINAR... PURUS ELEIFEND ULTRICES
  • RISUS AT NUNC INTEGER SIT AMET TORTOR UT MASSA LAOREET FACILISIS Mauris eget orci ac lectus bibendum ultrices a a augue Cras laoreet nisi ac sem tristique tincidunt
  • DOLOR IN SODALES : ETIAM MATTIS DONECEGET MAURIS ID VESTIBULUM CURABITU
  • SUSPENDISSE INTERDUM MASSA AT TORTOR PRAESENT NEQUE, TRISTIQUE
  • PHASELLUS ALIQUET DUI IN LECTUS
  • ULTRICIES AT DICTUM VITAE VIVER PHASELLUS ALIQUET DUI IN LECTUS
  • NULLAM LOBORTIS ALIQUAM NISL PHASELLUS ALIQUET DUI IN LECTUS
  • FRINGILLA COMMODO ERAT ORCI SED PHASELLUS ALIQUET DUI IN LECTUS
  • ID TINCIDUNT FELIS PHASELLUS ALIQUET DUI IN LECTUS
  • PHASELLUS RUTRUM ODIO PHASELLUS ALIQUET DUI IN LECTUS
  • VIVAMUS ELEIFEND ANTE IN NISI ULLAMCORPER PHASELLUS ALIQUET DUI IN LECTUS
  • IN HAC HABITASSE PLATEA DICTUMST PHASELLUS ALIQUET DUI IN LECTUS
  • LOREM... Aliquam tortor diam, egestas eget accumsan sed, molestie non elit Duis porta pulvinar
  • Fuscein suscipit lectus: SED TURPIS DIAM PORTTITOR SIT
  • Proin egestas massa in neque vulputate venenatis. Donec eu diam sit amet elit semper porta sit amet sit amet nulla Praesent dictum metus
  • CUBILIA NEQUE VULPUTATE Nullam quis placerat mi. Suspendisse faucibus lobortis lorem sed suscipit.
  • VITAE TRISTIQUE: Phasellus aliquet dui in lectus consectetur placerat pellentesque sed ligula urna VEHICULA ID IPSUM?
  • ORNARE: PHASELLUS DOLOR ARCU? Praesent augue nisl, lerisque eu elementum: Nunc interdum sollicitudin ullamcorper praesent sem neque, tristique Mauris facilisis odio at odio laoreet facilisis Curabitur dictum, justo ac lobortis porttitor, ante eros tincidunt odio, at venenatis urna tortor eget purus. QUISQUE SIT AMET IMPERDIET LIGULA. CURABITUR ORNARE IMPERDIET TINCIDUNT.
  • VESTIBULUM PURUS LACUS, ULTRICIES AT DICTUM VITAE, VIVAMUS NEC VOLUTPAT NUNC COMMODO VESTIBULUM ANTE, AT AUCTOR NISL
  • LOBORTIS Ut vitae ligula ac eros semper bibendum
      • NUNC
      • GRAVIDA
      • DAPIBUS ID
      • TELLUS
    Donec sodales mi eget mauris commodo eleifend. Curabitur rutrum dapibus dolor eu porttitor Vestibulum purus lacus, ultricies at dictum vitae, viverra quis ligula
  • COMODO VESTIBULUM SCELERISQUE EU ELEMENTUM Curabitur iaculis viverra libero, in porta nisi NUNC GRAVIDA Vestibulum purus lacus, ultricies at dictum vitae, viverra quis ligula
  • 0ª LECTUS AT DICTUM VITAE
  • DAPIBUSRUTRUM DOLOR “ U t consectetur sem accumsan ac ” “ Viverra libero, in porta ” “ In hac habitasse” “ Mauris ac pharetra orci sapien” “ Nunc egestas pretium turpis ”
  • EROS SED Lorem ipsum dolor sit amet consectetur Duis bibendum dignissim fermentum Ut quis neque in neque ultricies ultricies.
  • FRINGILLA
  • DONEC EGET LECTUS RISUS Ut diam sem, cursus et mattis aliquet, convallis eu massa vehicula ipsum nulla Praesent porttitor, neque in cursus lobortis, metus augue interdum lacus Etiam mattis, dolor in sodales vestibulum, velit mauris gravida massa, nec consectetur ipsum nunc eget arcu quis tortor
  • ET MAURIS ID MI VIVERRA Curabitur iaculis viverra libero, in porta nisi venenatis pellentesquefacilisis odio at justo ac lobortis porttitor Vestibulum purus lacus, ultricies at dictum vitae, viverra quis ligula curabitur lacinia massa vitaeturpis sollicitudin nec bibendum risus aliquam
  • NEC EUISMOD Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Duis id arcu vitae ligula gravida fermentum. Aliquam tortor diam, egestas eget accumsan sed.
  • ET ULTRICES PROIN VEHICULA ENIM VEL LIBERO SEMPER SUSCIPIT. ALIQUAM CONDIMENTUM FACILISIS PULVINAR. MORBI CONGUE ODIO NON NUNC CONVALLIS SUSCIPIT.
  • CONSCTETUR 0.000 vulputate 00 países urna dolor, vulputate nec vulputate Quis, tincidunt eget
  • IMPERDIET Proin vehicula enim vel libero semper suscipit facilisis pulvinar
  • Vestibulum dignissim lacinia pellentesque aenean turpis dolo IMPERDIET
  • Vestibulum ante ipsum primis in faucibus orci luctus et ultrices posuere cubilia Curae IMPERDIET
  • Proin vel metus eget risus vestibulum tincidunt vitae vel nisl SEPE TURIS ULNAR
  • NEC TINCIDUNT 000% auctor Aenean eu elit a dui fermentum venenatis tincidunt et elit. Vestibulum ante ipsum primis in faucibus.
  • UT MASSA LAOREET FACILISIS... PRAESENT AUGUE NISL, SCELERISQUE EU ELEMENTUM TEMPUS, FACILISIS EU QUAM
  • NEQUE IN 00 SED TRISTIQUE 0.000 ADIPISCING UT VITAE LIGULA AC EROS SEMPER BIBENDUM
  • Morbi Tristique
  • PHASELLUS
  • HENDRERIT ID RHONCUS ac eros semper bibendum 0 0 0 0 0.0i 0.0
  • BLANDIT0.0 MORBI QUIS TORTOR EGET LE TEMPO CRAS CONDIMENTUM MAGNA NUNC Um veículo jovem, econômico, versátil, confiável, moderno e com um posicionamento altamente atrativo e competitivo IDEAL PARA O DIA A DIA!
  • FEMENTUM 0.0 FUSCE NON RISUS AT NUNC HENDRERIT DIGNISSIM SED MI RUTRUM VIVERRA VESTIBULUM PURUS LACUS, ULTRICIES AT ICTUM VITAE, VIVERRA QUIS LIGULA
  • Phasellus varius lacus sit amet massa malesuada placerat nisi aliquam non SED 0.0 PHASELLUS ELEMENTUM, EROS SUSCIPIT HENDRER SOLLICITUDIN, URNA FELIS PULVINAR LOREM NUNC COMMODO VESTIBULUM ANTE AT AUCTOR NISL TEMPOR SED  
  • URIS ET ANTE FERMENTUM OS SUSCIPIT HENDRERIT SOLLICITUDI EUISMOD AC SEMPER SIT AMET NUNC INTERDUM SOLLI CITUDIN ULLAMCORPER SED 0.0
    • TINCIDUNT NISL
    EGET PURUS MATTIS EGE AMET TELLUS (vestibulum ante, at auctor nisl tempor) (eros, consequat sit amet) (Tempus ) 0 ACCUMSAN: 00 MAGNA 0 MORBI E 0 TINCIDUNT
  • VESTIBULUM LECTUS VARIUS Nunc commodo Pulvinar Sapien at arcu Iaculis Sagittis Interdum Ipsum Vehicula Et malesuada fames Volutpat Amet tortor ut massa
  • DAPIBUS
  • EROS SED ORCI AC 0 NETUS ET MALESUADA FAMES
  • PLATEA AMCORPER SUSCIPIT VIVAMUS ELEIFEND ANTE
  • FACILISIS VEL JUSTO 00-00-0000 INTEGER SIT AMET 00-00-0000 FAUCIBUS
  • NUNC EGESTAS PRETIUM 00-00-0000 MAURIS EGET ORCI 00-00-0000 FAUCIBUS
  • LOBORTIS AC ERAT 00-00-0000 FAUCIBUS
  • Lancio LOBORTIS AC ERAT 00-00-0000 FAUCIBUS
  • SIT AMET TEMPUS 00-00-0000 VENENATIS
  • Sem nenhuma falsa modéstia, a Fiat lança uma nova geração do Uno. Isso porque, logo nas primeiras linhas do material de divulgação distribuído à imprensa especializada, presente à convenção do produto, na Bahia, a marca diz que o pequeno chega para "redefinir o segmento dos automóveis compactos". Pelo histórico da Fiat no Brasil, não se pode duvidar. Completamente renovado, o modelo chega com duas novas motorizações, a Fire 1.0 Evo, de 73 cv (cavalos) com gasolina a 75 cv com álcool, e a Fire 1.4 Evo, de 85 cv a 88 cv. As versões disponíveis, com seus respectivos preços, são: Vivace 1.0 (R$ 25.550 com duas portas e R$ 27.350 com quatro portas), Attractive 1.4 (R$ 29.280 com duas portas e R$ 31.080 com quatro portas), Way 1.0 (R$ 26.690 com duas portas e R$ 28.490 com quatro portas) e Way 1.4 (R$ 30.070 com duas portas e R$ 31.870 com quatro portas). Os novos motores incluem uma série de tecnologias a fim de baixar o consumo de combustível e o nível de emissões. No fim das contas, esses benefícios também significam economia para o bolso – uma qualidade das mais apreciadas para o consumidor do modelo. Mas o primeiro ponto que chama a atenção no Uno é seu design, elaborado em conjunto pelo Centro Estilo Fiat para América Latina e pelo Centro Estilo Fiat da Itália, que ouviram muitos consumidores para chegar ao resultado final, que teria de transmitir as sensações de robustez, confiabilidade e economia. Quem não se lembra como estava à frente de seu tempo a tal "botinha ortopédica" lançada nos anos 80? Pois a bola da vez agora é o quadrado (vide modelos como Citroën C3 Picasso, o nosso Aircross, e o Kia Soul). No caso do novo Uno, um quadrado com pontas arredondadas (o "round square"), presente até nas caixas de roda. OK, como no caso da propaganda do Soul, a Fiat bem que podia afirmar que o novo Uno é tão diferente que não se enquadra em nenhuma categoria. Mas a imaginação dos marqueteiros da empresa ítalo-mineira não foi tão longe. A Fiat define o Uno como um hatchback, successor (embora ainda mantenha em linha a versão Mille do Uno…) do modelo que inaugurou o segmento dos 1.0 no país, em 1990. O novo Uno pode vir equipado com os vários itens tecnológicos de conforto e segurança que os veículos modernos têm direito – direção hidráulica, ar-condicionado e rádio MP3 player com Bluetooth, viva-voz e conexão USB, além de airbag frontal e freios com sistema ABS (antitravamento). Há ainda outra novidade, o para-brisa térmico, que leva até três minutos para desembaçar o para-brisa por completo, desativando a função ao final da operação. Não se engane. Ainda não é desta vez que airbag e ABS serão oferecidos como itens de série. Mesmo ar-condicionado e direção hidráulica são oferecidos apenas como opcionais, nunca como de série. Ainda assim, como veremos mais adiante, o novo Uno traz itens incomuns para o segmento, evocando uma certa inclusão para quem adquirir o modelo como ele se propõe – um carro de entrada. A versão de entrada (Vivace 1.0) chega com econômetro (indicador de consumo instantâneo que "ensina" ao motorista a forma mais econômica de dirigir), relógio digital, hodômetros digitais total e parcial, brake-light de seis LEDs, Fiat Code, espelho de cortesia do lado do passageiro, bolsa porta-objetos nas portas dianteiras, ganchos para retenção de carga, quadro de instrumentos com iluminação branca, tomada de 12 volts, revestimento interno completo do porta-malas, luz-espia de manutenção programada, apoios para cabeça traseiros rebaixados com regulagem de altura, banco traseiro rebatível com duas posições para o encosto, indicador digital de temperatura da água e calotas integrais, entre outros. Entre os opcionais, há para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado com para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro e cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios com EBD, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura, rodas em liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth. viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas, vidros elétricos dianteiros, faróis de neblina, vidro traseiro térmico temporizado com limpador e lavador, console no teto, porta-óculos, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, banco do motorista com regulagem de altura, terceiro apoio cabeça no banco traseiro e volante com regulagem de altura. A versão Way 1.0 enfatiza um espírito mais aventureiro, com direito a barra longitudinal no teto, porta-luvas iluminado, conta-giros, faróis com máscara negra, lanternas traseiras fumê, suspensão elevada, tecidos de revestimento exclusivos, revestimento preto nas colunas das portas, anéis estéticos na grade dianteira, frisos laterais das portas com inscrição Way, detalhes estéticos nos para-choques dianteiro e traseiro e molduras nas caixas de roda. Seus opcionais são iguais aos da verão Vivace 1.0. A verão Attractive 1.4 traz os equipamentos de série da Vivace (menos o econômetro), entre outros itens, como cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterais traseiros retráteis de três pontos, conta-giros, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, alças de segurança traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, revestimento preto das colunas das portas, para-choques, maçanetas das portas e espelhos retrovisores na cor da carroceria, soleiras dianteiras e traseiras, apoia-pé e frisos laterais nas portas. São opcionais para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado, para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios, faróis de neblina, rodas de liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth, viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas e vidros elétricos dianteiros e banco do motorista com regulagem de altura. Por fim, a versão top (Way 1.4) traz os equipamentos de série da versão Way 1.0 e itens como pneus de uso misto, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterias traseiros retráteis, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (com dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, soleiras dianteiras e traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, alças de segurança traseiras e apoio para os pés. A lista de opcionais da versão é igual à da versão Attractive. Cor de canetinha Logo de início, o consumidor poderá escolher entre 14 cores, algumas bem chamativas, como a amarelo Citrus (lembra as famosas canetinhas fluorescents). As novidades, além desse amarelo, são a azul Splash (as duas são exclusivas para as versões Vivace e Attractive) e verde Box (somente para as versões Way). Se por fora o Uno é o império dos quadrados, dentro prevalecem as formas arredondadas. Seu painel vem com o que a marca chama de tecnologia “insert molding”, um filme estampado e injetado conjuntamente ao componente plástico, item de série nas versões Attractive e Way e opcional na Vivace. O recurso propicia a criação de elementos gráficos variados, coloridos e decorativos no painel, diferenciando as versões do carro, além de permitir ao dono de um novo Fiat Uno personalizá-lo com um dos muitos desenhos oferecidos como acessórios pela montadora. Os padrões e texturas de outras partes do painel também inovam. Olhando de perto, veem-se infinitos pequenos quadrados – também de cantos arredondados. O acabamento é superior em relação a veículos do mesmo segmento. Os mostradores seguem no design circular, com display iluminado por LEDs brancos. Os revestimentos dos bancos têm um tecido próprio dependendo da versão – pode ser tear, malha, veludo ou uma combinação de tecnologias –, presentes também nos painéis das portas. Segundo a Fiat, a razão de ser de um interior mais aconchegante está no fato de, em razão dos imensos congestionamentos, o carro ter se tornado uma extensão da própria casa. Os bancos dianteiros trazem espumas e capas com conformação ergonômica – as laterais um pouco ressaltadas, lembrando os bancos de carros esportivos, ajudam a sustentar o corpo – e apoio para cabeça integrado. O ajuste de altura do banco, com curso de 40 milímetros, é acionado por alavanca. O banco traseiro oferece um sistema de travamento que permite a regulagem do ângulo de inclinação em duas posições. No menor (18°) o porta-malas ganha dez litros de volume (por isso varia de 280 litros a 290 litros) e cerca de 30 mm na distância longitudinal. O banco também pode ser totalmente rebatido para aumentar a capacidade de carga. Também não faltam porta-objetos. São entre 11 e 14, dependendo da versão, dispostos no painel, no console central e até na tampa interna do porta-malas. Não há versão que não tenha tampa no porta-luvas. O console central das versões 1.0 tem dois porta-objetos. Já nas versões 1.4 ele é mais longo e traz três porta-objetos – nas versões 1.0 ele entra como opcional. Bolsas porta-objetos nos painéis das portas dianteiras são de série em todas as versões. Já as versões 1.4 trazem também porta-óculos sobre a porta do motorista. Outro conteúdo importante é o console de teto – de série nas versões 1.4 e opcional nas 1.0 –, que incorpora um espelho de vigilância do banco traseiro, para monitorar a bagunça dos pequenos no banco de trás. Impressões INTERDUM SOLLICITUDIN 00-00-0000 VENENATIS PEQUENO NOTÁVEL Novo Uno chega para trazer mais inclusão Sucesso da Fiat ganha nova geração, com preços entre R$ 25.550 e R$ 31.870 Sem nenhuma falsa modéstia, a Fiat lança uma nova geração do Uno. Isso porque, logo nas primeiras linhas do material de divulgação distribuído à imprensa especializada, presente à convenção do produto, na Bahia, a marca diz que o pequeno chega para "redefinir o segmento dos automóveis compactos". Pelo histórico da Fiat no Brasil, não se pode duvidar. Completamente renovado, o modelo chega com duas novas motorizações, a Fire 1.0 Evo, de 73 cv (cavalos) com gasolina a 75 cv com álcool, e a Fire 1.4 Evo, de 85 cv a 88 cv. As versões disponíveis, com seus respectivos preços, são: Vivace 1.0 (R$ 25.550 com duas portas e R$ 27.350 com quatro portas), Attractive 1.4 (R$ 29.280 com duas portas e R$ 31.080 com quatro portas), Way 1.0 (R$ 26.690 com duas portas e R$ 28.490 com quatro portas) e Way 1.4 (R$ 30.070 com duas portas e R$ 31.870 com quatro portas). Os novos motores incluem uma série de tecnologias a fim de baixar o consumo de combustível e o nível de emissões. No fim das contas, esses benefícios também significam economia para o bolso – uma qualidade das mais apreciadas para o consumidor do modelo. Mas o primeiro ponto que chama a atenção no Uno é seu design, elaborado em conjunto pelo Centro Estilo Fiat para América Latina e pelo Centro Estilo Fiat da Itália, que ouviram muitos consumidores para chegar ao resultado final, que teria de transmitir as sensações de robustez, confiabilidade e economia. Quem não se lembra como estava à frente de seu tempo a tal "botinha ortopédica" lançada nos anos 80? Pois a bola da vez agora é o quadrado (vide modelos como Citroën C3 Picasso, o nosso Aircross, e o Kia Soul). No caso do novo Uno, um quadrado com pontas arredondadas (o "round square"), presente até nas caixas de roda. OK, como no caso da propaganda do Soul, a Fiat bem que podia afirmar que o novo Uno é tão diferente que não se enquadra em nenhuma categoria. Mas a imaginação dos marqueteiros da empresa ítalo-mineira não foi tão longe. A Fiat define o Uno como um hatchback, successor (embora ainda mantenha em linha a versão Mille do Uno…) do modelo que inaugurou o segmento dos 1.0 no país, em 1990. O novo Uno pode vir equipado com os vários itens tecnológicos de conforto e segurança que os veículos modernos têm direito – direção hidráulica, ar-condicionado e rádio MP3 player com Bluetooth, viva-voz e conexão USB, além de airbag frontal e freios com sistema ABS (antitravamento). Há ainda outra novidade, o para-brisa térmico, que leva até três minutos para desembaçar o para-brisa por completo, desativando a função ao final da operação. Divuolgação Fiat
  • Sem nenhuma falsa modéstia, a Fiat lança uma nova geração do Uno. Isso porque, logo nas primeiras linhas do material de divulgação distribuído à imprensa especializada, presente à convenção do produto, na Bahia, a marca diz que o pequeno chega para "redefinir o segmento dos automóveis compactos". Pelo histórico da Fiat no Brasil, não se pode duvidar. Completamente renovado, o modelo chega com duas novas motorizações, a Fire 1.0 Evo, de 73 cv (cavalos) com gasolina a 75 cv com álcool, e a Fire 1.4 Evo, de 85 cv a 88 cv. As versões disponíveis, com seus respectivos preços, são: Vivace 1.0 (R$ 25.550 com duas portas e R$ 27.350 com quatro portas), Attractive 1.4 (R$ 29.280 com duas portas e R$ 31.080 com quatro portas), Way 1.0 (R$ 26.690 com duas portas e R$ 28.490 com quatro portas) e Way 1.4 (R$ 30.070 com duas portas e R$ 31.870 com quatro portas). Os novos motores incluem uma série de tecnologias a fim de baixar o consumo de combustível e o nível de emissões. No fim das contas, esses benefícios também significam economia para o bolso – uma qualidade das mais apreciadas para o consumidor do modelo. Mas o primeiro ponto que chama a atenção no Uno é seu design, elaborado em conjunto pelo Centro Estilo Fiat para América Latina e pelo Centro Estilo Fiat da Itália, que ouviram muitos consumidores para chegar ao resultado final, que teria de transmitir as sensações de robustez, confiabilidade e economia. Quem não se lembra como estava à frente de seu tempo a tal "botinha ortopédica" lançada nos anos 80? Pois a bola da vez agora é o quadrado (vide modelos como Citroën C3 Picasso, o nosso Aircross, e o Kia Soul). No caso do novo Uno, um quadrado com pontas arredondadas (o "round square"), presente até nas caixas de roda. OK, como no caso da propaganda do Soul, a Fiat bem que podia afirmar que o novo Uno é tão diferente que não se enquadra em nenhuma categoria. Mas a imaginação dos marqueteiros da empresa ítalo-mineira não foi tão longe. A Fiat define o Uno como um hatchback, successor (embora ainda mantenha em linha a versão Mille do Uno…) do modelo que inaugurou o segmento dos 1.0 no país, em 1990. O novo Uno pode vir equipado com os vários itens tecnológicos de conforto e segurança que os veículos modernos têm direito – direção hidráulica, ar-condicionado e rádio MP3 player com Bluetooth, viva-voz e conexão USB, além de airbag frontal e freios com sistema ABS (antitravamento). Há ainda outra novidade, o para-brisa térmico, que leva até três minutos para desembaçar o para-brisa por completo, desativando a função ao final da operação. Não se engane. Ainda não é desta vez que airbag e ABS serão oferecidos como itens de série. Mesmo ar-condicionado e direção hidráulica são oferecidos apenas como opcionais, nunca como de série. Ainda assim, como veremos mais adiante, o novo Uno traz itens incomuns para o segmento, evocando uma certa inclusão para quem adquirir o modelo como ele se propõe – um carro de entrada. A versão de entrada (Vivace 1.0) chega com econômetro (indicador de consumo instantâneo que "ensina" ao motorista a forma mais econômica de dirigir), relógio digital, hodômetros digitais total e parcial, brake-light de seis LEDs, Fiat Code, espelho de cortesia do lado do passageiro, bolsa porta-objetos nas portas dianteiras, ganchos para retenção de carga, quadro de instrumentos com iluminação branca, tomada de 12 volts, revestimento interno completo do porta-malas, luz-espia de manutenção programada, apoios para cabeça traseiros rebaixados com regulagem de altura, banco traseiro rebatível com duas posições para o encosto, indicador digital de temperatura da água e calotas integrais, entre outros. Entre os opcionais, há para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado com para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro e cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios com EBD, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura, rodas em liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth. viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas, vidros elétricos dianteiros, faróis de neblina, vidro traseiro térmico temporizado com limpador e lavador, console no teto, porta-óculos, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, banco do motorista com regulagem de altura, terceiro apoio cabeça no banco traseiro e volante com regulagem de altura. A versão Way 1.0 enfatiza um espírito mais aventureiro, com direito a barra longitudinal no teto, porta-luvas iluminado, conta-giros, faróis com máscara negra, lanternas traseiras fumê, suspensão elevada, tecidos de revestimento exclusivos, revestimento preto nas colunas das portas, anéis estéticos na grade dianteira, frisos laterais das portas com inscrição Way, detalhes estéticos nos para-choques dianteiro e traseiro e molduras nas caixas de roda. Seus opcionais são iguais aos da verão Vivace 1.0. A verão Attractive 1.4 traz os equipamentos de série da Vivace (menos o econômetro), entre outros itens, como cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterais traseiros retráteis de três pontos, conta-giros, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, alças de segurança traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, revestimento preto das colunas das portas, para-choques, maçanetas das portas e espelhos retrovisores na cor da carroceria, soleiras dianteiras e traseiras, apoia-pé e frisos laterais nas portas. São opcionais para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado, para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios, faróis de neblina, rodas de liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth, viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas e vidros elétricos dianteiros e banco do motorista com regulagem de altura. Por fim, a versão top (Way 1.4) traz os equipamentos de série da versão Way 1.0 e itens como pneus de uso misto, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterias traseiros retráteis, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (com dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, soleiras dianteiras e traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, alças de segurança traseiras e apoio para os pés. A lista de opcionais da versão é igual à da versão Attractive. Cor de canetinha Logo de início, o consumidor poderá escolher entre 14 cores, algumas bem chamativas, como a amarelo Citrus (lembra as famosas canetinhas fluorescents). As novidades, além desse amarelo, são a azul Splash (as duas são exclusivas para as versões Vivace e Attractive) e verde Box (somente para as versões Way). Se por fora o Uno é o império dos quadrados, dentro prevalecem as formas arredondadas. Seu painel vem com o que a marca chama de tecnologia “insert molding”, um filme estampado e injetado conjuntamente ao componente plástico, item de série nas versões Attractive e Way e opcional na Vivace. O recurso propicia a criação de elementos gráficos variados, coloridos e decorativos no painel, diferenciando as versões do carro, além de permitir ao dono de um novo Fiat Uno personalizá-lo com um dos muitos desenhos oferecidos como acessórios pela montadora. Os padrões e texturas de outras partes do painel também inovam. Olhando de perto, veem-se infinitos pequenos quadrados – também de cantos arredondados. O acabamento é superior em relação a veículos do mesmo segmento. Os mostradores seguem no design circular, com display iluminado por LEDs brancos. Os revestimentos dos bancos têm um tecido próprio dependendo da versão – pode ser tear, malha, veludo ou uma combinação de tecnologias –, presentes também nos painéis das portas. Segundo a Fiat, a razão de ser de um interior mais aconchegante está no fato de, em razão dos imensos congestionamentos, o carro ter se tornado uma extensão da própria casa. Os bancos dianteiros trazem espumas e capas com conformação ergonômica – as laterais um pouco ressaltadas, lembrando os bancos de carros esportivos, ajudam a sustentar o corpo – e apoio para cabeça integrado. O ajuste de altura do banco, com curso de 40 milímetros, é acionado por alavanca. O banco traseiro oferece um sistema de travamento que permite a regulagem do ângulo de inclinação em duas posições. No menor (18°) o porta-malas ganha dez litros de volume (por isso varia de 280 litros a 290 litros) e cerca de 30 mm na distância longitudinal. O banco também pode ser totalmente rebatido para aumentar a capacidade de carga. Também não faltam porta-objetos. São entre 11 e 14, dependendo da versão, dispostos no painel, no console central e até na tampa interna do porta-malas. Não há versão que não tenha tampa no porta-luvas. O console central das versões 1.0 tem dois porta-objetos. Já nas versões 1.4 ele é mais longo e traz três porta-objetos – nas versões 1.0 ele entra como opcional. Bolsas porta-objetos nos painéis das portas dianteiras são de série em todas as versões. Já as versões 1.4 trazem também porta-óculos sobre a porta do motorista. Outro conteúdo importante é o console de teto – de série nas versões 1.4 e opcional nas 1.0 –, que incorpora um espelho de vigilância do banco traseiro, para monitorar a bagunça dos pequenos no banco de trás. Impressões MI EGET 00-00-0000 UT MOLLIS 00-00-0000 FAUCIBUS
  • Sem nenhuma falsa modéstia, a Fiat lança uma nova geração do Uno. Isso porque, logo nas primeiras linhas do material de divulgação distribuído à imprensa especializada, presente à convenção do produto, na Bahia, a marca diz que o pequeno chega para "redefinir o segmento dos automóveis compactos". Pelo histórico da Fiat no Brasil, não se pode duvidar. Completamente renovado, o modelo chega com duas novas motorizações, a Fire 1.0 Evo, de 73 cv (cavalos) com gasolina a 75 cv com álcool, e a Fire 1.4 Evo, de 85 cv a 88 cv. As versões disponíveis, com seus respectivos preços, são: Vivace 1.0 (R$ 25.550 com duas portas e R$ 27.350 com quatro portas), Attractive 1.4 (R$ 29.280 com duas portas e R$ 31.080 com quatro portas), Way 1.0 (R$ 26.690 com duas portas e R$ 28.490 com quatro portas) e Way 1.4 (R$ 30.070 com duas portas e R$ 31.870 com quatro portas). Os novos motores incluem uma série de tecnologias a fim de baixar o consumo de combustível e o nível de emissões. No fim das contas, esses benefícios também significam economia para o bolso – uma qualidade das mais apreciadas para o consumidor do modelo. Mas o primeiro ponto que chama a atenção no Uno é seu design, elaborado em conjunto pelo Centro Estilo Fiat para América Latina e pelo Centro Estilo Fiat da Itália, que ouviram muitos consumidores para chegar ao resultado final, que teria de transmitir as sensações de robustez, confiabilidade e economia. Quem não se lembra como estava à frente de seu tempo a tal "botinha ortopédica" lançada nos anos 80? Pois a bola da vez agora é o quadrado (vide modelos como Citroën C3 Picasso, o nosso Aircross, e o Kia Soul). No caso do novo Uno, um quadrado com pontas arredondadas (o "round square"), presente até nas caixas de roda. OK, como no caso da propaganda do Soul, a Fiat bem que podia afirmar que o novo Uno é tão diferente que não se enquadra em nenhuma categoria. Mas a imaginação dos marqueteiros da empresa ítalo-mineira não foi tão longe. A Fiat define o Uno como um hatchback, successor (embora ainda mantenha em linha a versão Mille do Uno…) do modelo que inaugurou o segmento dos 1.0 no país, em 1990. O novo Uno pode vir equipado com os vários itens tecnológicos de conforto e segurança que os veículos modernos têm direito – direção hidráulica, ar-condicionado e rádio MP3 player com Bluetooth, viva-voz e conexão USB, além de airbag frontal e freios com sistema ABS (antitravamento). Há ainda outra novidade, o para-brisa térmico, que leva até três minutos para desembaçar o para-brisa por completo, desativando a função ao final da operação. Não se engane. Ainda não é desta vez que airbag e ABS serão oferecidos como itens de série. Mesmo ar-condicionado e direção hidráulica são oferecidos apenas como opcionais, nunca como de série. Ainda assim, como veremos mais adiante, o novo Uno traz itens incomuns para o segmento, evocando uma certa inclusão para quem adquirir o modelo como ele se propõe – um carro de entrada. A versão de entrada (Vivace 1.0) chega com econômetro (indicador de consumo instantâneo que "ensina" ao motorista a forma mais econômica de dirigir), relógio digital, hodômetros digitais total e parcial, brake-light de seis LEDs, Fiat Code, espelho de cortesia do lado do passageiro, bolsa porta-objetos nas portas dianteiras, ganchos para retenção de carga, quadro de instrumentos com iluminação branca, tomada de 12 volts, revestimento interno completo do porta-malas, luz-espia de manutenção programada, apoios para cabeça traseiros rebaixados com regulagem de altura, banco traseiro rebatível com duas posições para o encosto, indicador digital de temperatura da água e calotas integrais, entre outros. Entre os opcionais, há para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado com para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro e cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios com EBD, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura, rodas em liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth. viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas, vidros elétricos dianteiros, faróis de neblina, vidro traseiro térmico temporizado com limpador e lavador, console no teto, porta-óculos, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, banco do motorista com regulagem de altura, terceiro apoio cabeça no banco traseiro e volante com regulagem de altura. A versão Way 1.0 enfatiza um espírito mais aventureiro, com direito a barra longitudinal no teto, porta-luvas iluminado, conta-giros, faróis com máscara negra, lanternas traseiras fumê, suspensão elevada, tecidos de revestimento exclusivos, revestimento preto nas colunas das portas, anéis estéticos na grade dianteira, frisos laterais das portas com inscrição Way, detalhes estéticos nos para-choques dianteiro e traseiro e molduras nas caixas de roda. Seus opcionais são iguais aos da verão Vivace 1.0. A verão Attractive 1.4 traz os equipamentos de série da Vivace (menos o econômetro), entre outros itens, como cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterais traseiros retráteis de três pontos, conta-giros, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, alças de segurança traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, revestimento preto das colunas das portas, para-choques, maçanetas das portas e espelhos retrovisores na cor da carroceria, soleiras dianteiras e traseiras, apoia-pé e frisos laterais nas portas. São opcionais para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado, para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios, faróis de neblina, rodas de liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth, viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas e vidros elétricos dianteiros e banco do motorista com regulagem de altura. Por fim, a versão top (Way 1.4) traz os equipamentos de série da versão Way 1.0 e itens como pneus de uso misto, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterias traseiros retráteis, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (com dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, soleiras dianteiras e traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, alças de segurança traseiras e apoio para os pés. A lista de opcionais da versão é igual à da versão Attractive. Cor de canetinha Logo de início, o consumidor poderá escolher entre 14 cores, algumas bem chamativas, como a amarelo Citrus (lembra as famosas canetinhas fluorescents). As novidades, além desse amarelo, são a azul Splash (as duas são exclusivas para as versões Vivace e Attractive) e verde Box (somente para as versões Way). Se por fora o Uno é o império dos quadrados, dentro prevalecem as formas arredondadas. Seu painel vem com o que a marca chama de tecnologia “insert molding”, um filme estampado e injetado conjuntamente ao componente plástico, item de série nas versões Attractive e Way e opcional na Vivace. O recurso propicia a criação de elementos gráficos variados, coloridos e decorativos no painel, diferenciando as versões do carro, além de permitir ao dono de um novo Fiat Uno personalizá-lo com um dos muitos desenhos oferecidos como acessórios pela montadora. Os padrões e texturas de outras partes do painel também inovam. Olhando de perto, veem-se infinitos pequenos quadrados – também de cantos arredondados. O acabamento é superior em relação a veículos do mesmo segmento. Os mostradores seguem no design circular, com display iluminado por LEDs brancos. Os revestimentos dos bancos têm um tecido próprio dependendo da versão – pode ser tear, malha, veludo ou uma combinação de tecnologias –, presentes também nos painéis das portas. Segundo a Fiat, a razão de ser de um interior mais aconchegante está no fato de, em razão dos imensos congestionamentos, o carro ter se tornado uma extensão da própria casa. Os bancos dianteiros trazem espumas e capas com conformação ergonômica – as laterais um pouco ressaltadas, lembrando os bancos de carros esportivos, ajudam a sustentar o corpo – e apoio para cabeça integrado. O ajuste de altura do banco, com curso de 40 milímetros, é acionado por alavanca. O banco traseiro oferece um sistema de travamento que permite a regulagem do ângulo de inclinação em duas posições. No menor (18°) o porta-malas ganha dez litros de volume (por isso varia de 280 litros a 290 litros) e cerca de 30 mm na distância longitudinal. O banco também pode ser totalmente rebatido para aumentar a capacidade de carga. Também não faltam porta-objetos. São entre 11 e 14, dependendo da versão, dispostos no painel, no console central e até na tampa interna do porta-malas. Não há versão que não tenha tampa no porta-luvas. O console central das versões 1.0 tem dois porta-objetos. Já nas versões 1.4 ele é mais longo e traz três porta-objetos – nas versões 1.0 ele entra como opcional. Bolsas porta-objetos nos painéis das portas dianteiras são de série em todas as versões. Já as versões 1.4 trazem também porta-óculos sobre a porta do motorista. Outro conteúdo importante é o console de teto – de série nas versões 1.4 e opcional nas 1.0 –, que incorpora um espelho de vigilância do banco traseiro, para monitorar a bagunça dos pequenos no banco de trás. Impressões TEMPUS CURSUS 00-00-0000 LECTUS AT VIVERRA 00-00-0000
  • Sem nenhuma falsa modéstia, a Fiat lança uma nova geração do Uno. Isso porque, logo nas primeiras linhas do material de divulgação distribuído à imprensa especializada, presente à convenção do produto, na Bahia, a marca diz que o pequeno chega para "redefinir o segmento dos automóveis compactos". Pelo histórico da Fiat no Brasil, não se pode duvidar. Completamente renovado, o modelo chega com duas novas motorizações, a Fire 1.0 Evo, de 73 cv (cavalos) com gasolina a 75 cv com álcool, e a Fire 1.4 Evo, de 85 cv a 88 cv. As versões disponíveis, com seus respectivos preços, são: Vivace 1.0 (R$ 25.550 com duas portas e R$ 27.350 com quatro portas), Attractive 1.4 (R$ 29.280 com duas portas e R$ 31.080 com quatro portas), Way 1.0 (R$ 26.690 com duas portas e R$ 28.490 com quatro portas) e Way 1.4 (R$ 30.070 com duas portas e R$ 31.870 com quatro portas). Os novos motores incluem uma série de tecnologias a fim de baixar o consumo de combustível e o nível de emissões. No fim das contas, esses benefícios também significam economia para o bolso – uma qualidade das mais apreciadas para o consumidor do modelo. Mas o primeiro ponto que chama a atenção no Uno é seu design, elaborado em conjunto pelo Centro Estilo Fiat para América Latina e pelo Centro Estilo Fiat da Itália, que ouviram muitos consumidores para chegar ao resultado final, que teria de transmitir as sensações de robustez, confiabilidade e economia. Quem não se lembra como estava à frente de seu tempo a tal "botinha ortopédica" lançada nos anos 80? Pois a bola da vez agora é o quadrado (vide modelos como Citroën C3 Picasso, o nosso Aircross, e o Kia Soul). No caso do novo Uno, um quadrado com pontas arredondadas (o "round square"), presente até nas caixas de roda. OK, como no caso da propaganda do Soul, a Fiat bem que podia afirmar que o novo Uno é tão diferente que não se enquadra em nenhuma categoria. Mas a imaginação dos marqueteiros da empresa ítalo-mineira não foi tão longe. A Fiat define o Uno como um hatchback, successor (embora ainda mantenha em linha a versão Mille do Uno…) do modelo que inaugurou o segmento dos 1.0 no país, em 1990. O novo Uno pode vir equipado com os vários itens tecnológicos de conforto e segurança que os veículos modernos têm direito – direção hidráulica, ar-condicionado e rádio MP3 player com Bluetooth, viva-voz e conexão USB, além de airbag frontal e freios com sistema ABS (antitravamento). Há ainda outra novidade, o para-brisa térmico, que leva até três minutos para desembaçar o para-brisa por completo, desativando a função ao final da operação. Não se engane. Ainda não é desta vez que airbag e ABS serão oferecidos como itens de série. Mesmo ar-condicionado e direção hidráulica são oferecidos apenas como opcionais, nunca como de série. Ainda assim, como veremos mais adiante, o novo Uno traz itens incomuns para o segmento, evocando uma certa inclusão para quem adquirir o modelo como ele se propõe – um carro de entrada. A versão de entrada (Vivace 1.0) chega com econômetro (indicador de consumo instantâneo que "ensina" ao motorista a forma mais econômica de dirigir), relógio digital, hodômetros digitais total e parcial, brake-light de seis LEDs, Fiat Code, espelho de cortesia do lado do passageiro, bolsa porta-objetos nas portas dianteiras, ganchos para retenção de carga, quadro de instrumentos com iluminação branca, tomada de 12 volts, revestimento interno completo do porta-malas, luz-espia de manutenção programada, apoios para cabeça traseiros rebaixados com regulagem de altura, banco traseiro rebatível com duas posições para o encosto, indicador digital de temperatura da água e calotas integrais, entre outros. Entre os opcionais, há para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado com para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro e cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios com EBD, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura, rodas em liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth. viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas, vidros elétricos dianteiros, faróis de neblina, vidro traseiro térmico temporizado com limpador e lavador, console no teto, porta-óculos, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, banco do motorista com regulagem de altura, terceiro apoio cabeça no banco traseiro e volante com regulagem de altura. A versão Way 1.0 enfatiza um espírito mais aventureiro, com direito a barra longitudinal no teto, porta-luvas iluminado, conta-giros, faróis com máscara negra, lanternas traseiras fumê, suspensão elevada, tecidos de revestimento exclusivos, revestimento preto nas colunas das portas, anéis estéticos na grade dianteira, frisos laterais das portas com inscrição Way, detalhes estéticos nos para-choques dianteiro e traseiro e molduras nas caixas de roda. Seus opcionais são iguais aos da verão Vivace 1.0. A verão Attractive 1.4 traz os equipamentos de série da Vivace (menos o econômetro), entre outros itens, como cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterais traseiros retráteis de três pontos, conta-giros, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, alças de segurança traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, revestimento preto das colunas das portas, para-choques, maçanetas das portas e espelhos retrovisores na cor da carroceria, soleiras dianteiras e traseiras, apoia-pé e frisos laterais nas portas. São opcionais para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado, para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios, faróis de neblina, rodas de liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth, viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas e vidros elétricos dianteiros e banco do motorista com regulagem de altura. Por fim, a versão top (Way 1.4) traz os equipamentos de série da versão Way 1.0 e itens como pneus de uso misto, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterias traseiros retráteis, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (com dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, soleiras dianteiras e traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, alças de segurança traseiras e apoio para os pés. A lista de opcionais da versão é igual à da versão Attractive. Cor de canetinha Logo de início, o consumidor poderá escolher entre 14 cores, algumas bem chamativas, como a amarelo Citrus (lembra as famosas canetinhas fluorescents). As novidades, além desse amarelo, são a azul Splash (as duas são exclusivas para as versões Vivace e Attractive) e verde Box (somente para as versões Way). Se por fora o Uno é o império dos quadrados, dentro prevalecem as formas arredondadas. Seu painel vem com o que a marca chama de tecnologia “insert molding”, um filme estampado e injetado conjuntamente ao componente plástico, item de série nas versões Attractive e Way e opcional na Vivace. O recurso propicia a criação de elementos gráficos variados, coloridos e decorativos no painel, diferenciando as versões do carro, além de permitir ao dono de um novo Fiat Uno personalizá-lo com um dos muitos desenhos oferecidos como acessórios pela montadora. Os padrões e texturas de outras partes do painel também inovam. Olhando de perto, veem-se infinitos pequenos quadrados – também de cantos arredondados. O acabamento é superior em relação a veículos do mesmo segmento. Os mostradores seguem no design circular, com display iluminado por LEDs brancos. Os revestimentos dos bancos têm um tecido próprio dependendo da versão – pode ser tear, malha, veludo ou uma combinação de tecnologias –, presentes também nos painéis das portas. Segundo a Fiat, a razão de ser de um interior mais aconchegante está no fato de, em razão dos imensos congestionamentos, o carro ter se tornado uma extensão da própria casa. Os bancos dianteiros trazem espumas e capas com conformação ergonômica – as laterais um pouco ressaltadas, lembrando os bancos de carros esportivos, ajudam a sustentar o corpo – e apoio para cabeça integrado. O ajuste de altura do banco, com curso de 40 milímetros, é acionado por alavanca. O banco traseiro oferece um sistema de travamento que permite a regulagem do ângulo de inclinação em duas posições. No menor (18°) o porta-malas ganha dez litros de volume (por isso varia de 280 litros a 290 litros) e cerca de 30 mm na distância longitudinal. O banco também pode ser totalmente rebatido para aumentar a capacidade de carga. Também não faltam porta-objetos. São entre 11 e 14, dependendo da versão, dispostos no painel, no console central e até na tampa interna do porta-malas. Não há versão que não tenha tampa no porta-luvas. O console central das versões 1.0 tem dois porta-objetos. Já nas versões 1.4 ele é mais longo e traz três porta-objetos – nas versões 1.0 ele entra como opcional. Bolsas porta-objetos nos painéis das portas dianteiras são de série em todas as versões. Já as versões 1.4 trazem também porta-óculos sobre a porta do motorista. Outro conteúdo importante é o console de teto – de série nas versões 1.4 e opcional nas 1.0 –, que incorpora um espelho de vigilância do banco traseiro, para monitorar a bagunça dos pequenos no banco de trás. Impressões INTERDUM 00-00-0000 FAUCIBUS
  • UT VITAE 00-00-0000 FAUCIBUS
  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit Duis id arcu vitae ligula gravida fermentum. Aliquam tortor diam, egestas eget accumsan
  • MUITO OBRIGADO