Escatologia_Parte1_IBADEP
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Escatologia_Parte1_IBADEP

on

  • 7,363 reproducciones

Aula ministrada pelo Ev. Natalino das Neves– ...

Aula ministrada pelo Ev. Natalino das Neves–
IBADEP - Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais
Curso sob a responsabilidade da CIEADEP – Convenção das Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus do Estado do Paraná

Estadísticas

reproducciones

reproducciones totales
7,363
reproducciones en SlideShare
2,881
reproducciones incrustadas
4,482

Actions

Me gusta
0
Descargas
108
Comentarios
0

18 insertados 4,482

http://pointrhema.blogspot.com.br 3465
http://www.pointrhema.blogspot.com.br 491
http://pointrhema.blogspot.com 346
http://www.pointrhema.com.br 140
http://pointrhema.blogspot.it 8
http://pointrhema.blogspot.com.es 6
http://pointrhema.blogspot.pt 6
http://pointrhema.blogspot.dk 5
http://pointrhema.blogspot.jp 2
http://www.pointrhema.blogspot.com 2
http://pointrhema.blogspot.fr 2
http://feeds.feedburner.com 2
http://pointrhema.blogspot.be 2
http://pointrhema.blogspot.ca 1
http://pointrhema.blogspot.in 1
http://pointrhema.blogspot.nl 1
http://pointrhema.blogspot.fi 1
http://pointrhema.blogspot.mx 1
Más...

Accesibilidad

Categorias

Detalles de carga

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Derechos de uso

© Todos los derechos reservados

Report content

Marcada como inapropiada Marcar como inapropiada
Marcar como inapropiada

Seleccione la razón para marcar esta presentación como inapropiada.

Cancelar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Tu mensaje aparecerá aquí
    Processing...
Publicar comentario
Edite su comentario

Escatologia_Parte1_IBADEP Escatologia_Parte1_IBADEP Presentation Transcript

  • IBADEP – Instituto Bíblico daAssembleia de Deus Ensino e Pesquisa ESCATOLOGIA LIÇÃO 3 – Escatologia – 1ª parte Prof. Ms. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br
  • INTRODUÇÃO• Escatologia= Estudo/tratado das últimas coisas.• A humanidade sempre se preocupou com o seu futuro e o futuro das coisas.• Existe vida após a morte? Para onde iremos após a morte? O mundo vai acabar?
  • INTRODUÇÃO• Revelação dos grandes eventos escatológicos (At 1:7).• Para os ímpios o quadro futurístico é assustador (Mt 25:46; Lc 16:19-31).• Principais temas: estado intermediário, arrebatamento da igreja, grande tribulação, milênio, juízo final e estado eterno.
  • I – ESCOLAS DE INTERPRETAÇÃO ESCATOLÓGICA
  • I – ESCOLAS DE INTERPRETAÇÃO ESCATOLÓGICA• Métodos de interpretação da escatologia • Alegórico ou figurado; • Literal e textual.
  • I – ESCOLAS DE INTERPRETAÇÃO ESCATOLÓGICA• PRETERISTA – Pós-milenismo • Esta escola afirma que todo o Apocalipse cumpriu- se no passado, ou seja, especificamente nos dias do Império Romano; • O objetivo dos preteristas é compreender e interpretar as difíceis situações pelas quais passou a Igreja daquele tempo; • As quedas de Jerusalém em 70 d.C. e a de Roma no século V são vistas como cumprimento de parte dos eventos encontrados no livro. • Jesus Cristo voltará após um duradouro período de expansão e prosperidade espiritual de sua Igreja, levada a cabo através da pregação do Evangelho.
  • I – ESCOLAS DE INTERPRETAÇÃO ESCATOLÓGICA• FUTURISTA – pré-milenismo • Cristo voltará antes do milênio, para arrebatar sua igreja, e depois se manifestará em glória. • A vinda de Cristo em glória será precedida de sinais precursores já preditos, como guerras, fome, terremoto, etc. • Os eventos escatológicos a partir do arrebatamento da igreja serão sobrenaturais, isto é, fora de qualquer controle humano. • O reino de Cristo (o milênio) será instaurado na terra de modo cataclísmico.
  • I – ESCOLAS DE INTERPRETAÇÃO ESCATOLÓGICA• HISTORICISTA – pós-milenismo • O milênio é espiritual; ele ocorre agora. • O milênio e Cristo reinando invisivelmente nos corações, mediante a pregação do Evangelho e do seu ensino. • Cristo virá após o Milênio, quando então os mortos ressuscitarão e haverá juízo final.
  • I – ESCOLAS DE INTERPRETAÇÃO ESCATOLÓGICA• IDEALISTA – amilenismo • Não haverá milênio nenhum. • O termo Milênio em Apocalipse 20:6 não quer dizer mil anos, Ele apenas comunica a ideia de plenitude, totalidade. • O reino de Deus está agora mesmo presente no mundo, através das Igrejas, pela Palavra de Deus e pelo Espírito Santo. • O bem e o mal crescem juntos até a vinda de Jesus, quando então os mortos ressuscitarão e haverá o juízo final. • O reino de Deus será o céu.
  • II – DIVISÃO DISPENSACIONAL DA HUMANIDADE
  • II – DIVISÃO DISPENSACIONAL DA HUMANIDADE• Os judeus • Descendentes de Abraão, Isaque e Jacó (Is 51:2; Jo 8:39); • Também chamados hebreus (2 Co 11:22); Israelitas (Ex 9:7); Filhos de Israel (Is 27:12); simplesmente Israel (Rm 11:26).• Os gentios • Todos que não são judeus; • Também chamados de gregos (Rm 2:9); nações (Sl 9:20); estrangeiros (Is 14:1; 60:10).
  • II – DIVISÃO DISPENSACIONAL DA HUMANIDADE• Igreja de Deus • Todos convertidos a Cristo; • Judeus e gentios (Jo 1:11,12; At 2:47; At 15:14).
  • III – ISRAEL NO PLANO DIVINO
  • III – ISRAEL NO PLANO DIVINO• Romanos 9 a 11 relata o plano para Israel em três gerações: • Passado – Eleição de Israel; • Presente – Israel e sua rejeição ao evangelho; • Futuro – salvação futura de Israel.• Eleição de Israel: • Rm 9:6-13 – promessa de Deus não falhou, pois era condicional à obediência (somente aos fiéis); • Rm 9:14-29 – Deus tem o direito de rejeitar a Israel devido à desobediência, bem como usar de misericórdia com os gentios e conceder-lhes a salvação.
  • III – ISRAEL NO PLANO DIVINO• Rejeição ao evangelho: • Incredulidade (Rm 9:30-10:21); • Desobediência (Rm 10:3).• Salvação futura de Israel: • Um remanescente permaneceu fiel a Deus, em Cristo (Rm 11:1-6); • A maioria não quis aceitar a Cristo (Rm 11:7-10); • Salvação nacional de Israel no futuro (Rm 11:11- 36).• “Justificação pela fé”.
  • IV – AS SETENTAS SEMANAS DE DANIEL (DN 9:24-27)
  • V – A MORTE E O ESTADO INTERMEDIÁRIO
  • V – A MORTE E O ESTADO INTERMEDIÁRIO• A morte: • Morte física – separação entre parte material e espiritual (Gn 3:19; Lc 16:19-31; Jo 11-14); • Morte espiritual – separação de Deus (Gn 2:17; 3:6,7; Ef 2:1); • Morte eterna/segunda morte – parte material e espiritual reunida e separada eternamente de Deus (Ap 20:11-15; 21:8).
  • V – A MORTE E O ESTADO INTERMEDIÁRIO• Estado intermediário: • Primeiro cristãos – justos mortos diretamente para o paraíso e os ímpios para o inferno. • Purgatório: • Concebido por Agostinho, reforçado pelo Papa Gregório, o Grande, redefinido e dogmatizado pelo Concílio de Trento em 1563. • Acreditava que ficava na fronteira entre o Hades e o inferno.
  • V – A MORTE E O ESTADO INTERMEDIÁRIO• Sheol: • AT – lugar dos mortos (Nm 16:30; Sl 9:17). • Equivalente ao vocábulo grego Hades – mundo invisível. • Mundo subterrâneo, onde ficavam tanto almas dos justos como dos injustos, separadas por um abismo (Rico e Lázaro - Lc 16:20-25). • Cristo, após sua morte, desceu ao Hades e levou cativo o cativeiro – transferiu as almas dos justos para o céu (EF 4:8-10).
  • V – A MORTE E O ESTADO INTERMEDIÁRIO• Hades: • Na septuaginta, tal palavra é usada como sinônimo do vocábulo hebraico sheol. • Na mitologia grega era o deus do submundo. Filho de Cronos, dominava a região para onde iam os mortos. • Com o passar dos tempos, passou a ser sinônimo de inferno (Mt 11:23; Lc 10:15; 16:23)
  • V – A MORTE E O ESTADO INTERMEDIÁRIO• Geena (Mt 10:28): • Vale que ficava no sudoeste de Jerusalém, onde os judeus idólatras sacrificavam suas crianças a Moloque (2 Cr 28:3; 33:6). • Era mantido, constantemente, um fogo ardente para consumir o lixo de Jerusalém e das cidades vizinhas. • Devido estas características passou a ser a imagem do inferno (Mt 18:8-9; Ap 20:10). • Lugar de tormento eterno e de fogo inextinguível (Mc 9:43,48).
  • V – A MORTE E O ESTADO INTERMEDIÁRIO• Tártaro: • Significa encarcerar no suplício eterno, o mais profundo abismo do Hades (2Pe 2:4 – forma verbal). • Refere-se à prisão dos anjos caídos (Jd 6). • Mitologia grega – ficava sob o Hades, onde Zeus havia encerrado os titãs. • Judeus helenistas = sinônimo de Geena.
  • V – A MORTE E O ESTADO INTERMEDIÁRIO• Estado dos mortos:• Justos • Conscientes (Mt 22:32). • Em descanso (Ap 14:13). • Entre a morte e ressurreição de Jesus mudança do Hades (paraíso) para o céu (Mt 27:52-53Lc 23:43; Ef 4:8-9; 2 Co 12:1-4)).• Ímpios • Não houve alteração de seu estado (Hades). • Conscientes e separados de Deus (Lc 16:23). • Punidos e aprisionados (1 Pe 3:19; 2 Pe 2:4,9).
  • CONSIDERAÇÕES FINAIS
  • CONSIDERAÇÕES FINAISO texto bíblico estudado demonstrou que: 1. A vida não termina com a morte; 2. Na escatologia aprendemos sobre estado intermediário, arrebatamento da igreja, grande tribulação, milênio, juízo final e estado eterno. 3. Na eternidade você poderá estar na presença de Deus ou no lugar de tormento, depende unicamente de você!
  • GABARITO LIÇÃO 3
  • GABARITO LIÇÃO 31. d) É o estudo dos eventos que estão para acontecer, segundo as Escrituras.2. c) Inicialmente, Deus escolheu a Igreja para revelar a sua vontade.3. b) Interpretar os textos proféticos da Bíblia.4. E5. C6. a) 490 anos7. d) A contagem das semanas proféticas parou na 69ª com ao nascimento do Messias8. b) O papa Gregório, o Grande9. E10.C
  • REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASHALE, B. D. INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO. SÃO PAULO:HAGNOS, 2001.HENDRIKSEN, WILLIAM. MAIS QUE VENCEDORES. SÃO PAULO:CULTURA CRISTÃ, 2001.HORTON, Stanley. As Últimas Coisas. Teologia Sistemática. 4.ed. Riode Janeiro: CPAD, 1997IBADEP. Apocalipse/Escatologia. 4ª Edição. Guaíra: IBADEP, 2005.KISTEMAKER, S. APOCALIPSE. SÃO PAULO: CULTURA CRISTÃ,2004.LADD, G. E. APOCALIPSE: INTRODUÇÃO E COMENTÁRIO. SÃOPAULO: VIDA NOVA, 1982.OLIVEIRA, João Joaquim de. O Milênio. 14.ed. Rio de Janeiro: CPAD,1998