Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.
Próximo SlideShare
RelaçõEs EcolóGicas
RelaçõEs EcolóGicas
Cargando en…3
×
1 de 18

Relações ecológicas

12

Compartir

Descargar para leer sin conexión

Apresentação sobre relações ecológicas intraespecíficas e interespecíficas (harmônicas e desarmônicas).

Libros relacionados

Gratis con una prueba de 30 días de Scribd

Ver todo

Relações ecológicas

  1. 1. Relações ecológicas Profa. Aline Miranda
  2. 2. Conceitos gerais - Ecologia = oikós (casa) + logos (estudo) – Ciência que estuda a relação entre os seres vivos e o meio em que vivem. - Relações ecológicas: intraespecíficas interespecíficas harmônicas desarmônicas
  3. 3. Relações intraespecíficas
  4. 4. Colônia (+/+) ● Nas colônias, os indivíduos são anatomicamente unidos, ou seja, vários indivíduos formando o conjunto que é a colônia. Neste tipo de relação, pode ocorrer a divisão de trabalho ou não entre as partes.
  5. 5. Sociedade (+/+) ● Nas sociedades, os indivíduos são anatomicamente separados. São caracterizadas pela divisão de trabalho, como no caso dos cupins, formigas e abelhas.
  6. 6. Canibalismo (+/-) ● Relação em que um indivíduo, para alimentar-se, mata outro da mesma espécie. Quando a falta de alimento se torna constante no local onde vive, o canibalismo pode ser a única maneira de sobreviver. Ex.: viúva- negra, louva-a-deus.
  7. 7. Competição (+/-) ● Indivíduos de mesma espécie precisam dos mesmos recursos (água, alimento, território, acasalamento) do meio. Isso gera uma competição intra- específica. Ex : plantas competindo por nutrientes e luz.
  8. 8. Relações interespecíficas
  9. 9. MUTUALISMO obrigatório (+/+) - Relação de benefícios para as espécies envolvidas; porém, existe uma dependência mútua, pois uma não consegue viver sem a outra. Ex.: polinizadores, líquens, ruminantes e bactérias que degradam celulose, bactérias que fixam N2 e leguminosas.
  10. 10. Protocooperação ou mutualismo facultativo (+/+) ● Nesta interação, as duas espécies envolvidas são beneficiadas, porém elas podem viver de modo independente sem que isso possa prejudicá-las. ● Exemplo: pássaro-palito e crocodilo, peixe- palhaço e anêmona-do- mar.
  11. 11. Comensalismo (+/0) ● Apenas um organismo se beneficia sem causar prejuízo ao outro. A associação ocorre em busca de alimento. Exemplo: rêmora e tubarão, hiena e leão.
  12. 12. Inquilinismo (+/0) ● Assim como no caso do comensalismo, também no inquilinismo, apenas uma espécie beneficia-se, sem no entanto prejudicar a outra. As bromélias (gravatás) e as orquídeas são um bom exemplo desta relação.
  13. 13. Competição (+/-) ● Indivíduos de espécies diferentes precisam dos mesmos recursos (água, alimento, território) do meio. Exemplo: abutre e hiena.
  14. 14. Parasitismo (+/-) ● Ocorre quando uma das espécies, conhecida por parasita, causa prejuízo à outra espécie, conhecida por hospedeira, da qual retira alimento. ● Geralmente, o parasita não causa a morte imediata do hospedeiro, mantendo assim sua fonte de alimento.
  15. 15. Predatismo (+/-) ● Nessa relação, um indivíduo de uma das espécies envolvidas (predador) mata outro indivíduo de uma espécie diferente (presa), para obter alimento. Ex.: leoa e zebra, preguiça e folhas de árvores.
  16. 16. Amensalismo ou antibiose (0/-) ●- Os indivíduos de uma espécie eliminam para o meio substâncias que prejudicam o crescimento ou a reprodução de outras espécies do habitat. Ex.: toxinas produzidas por cianobactérias, dinoflagelados e fungos.
  17. 17. Introdução de espécies exóticas - Exótica: Não é nativa de determinado ecossistema/bioma; - Endêmica: É encontrada somente naquele ecossistema; - Espécies exóticas competem com as nativas por recursos; - Geralmente, são bem-sucedidas por não terem predadores e parasitas no ambiente em que foram inseridas.
  18. 18. Introdução de espécies exóticas Exemplo: mexilhão-dourado, caramujo-gigante- africano, capim-braquiária, mosquito-da-dengue, pardal.

×