Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.
Curadoria Digital:
Modelos e prática de gestão,
disseminação e interpretação de
acervos memoriais
Aquiles Alencar Brayner
...
www.bl.uk 2
Material para consulta
• SlideShare:
Dia 1: http://bit.ly/2j827Bz
www.bl.uk 3
Objetivos do curso
• Compartilhar informação sobre metodologias e tecnologias
para facilitar o acesso e re-uso...
www.bl.uk 4
Humanidades Digitais
www.bl.uk 5
A Revolução Digital
• “Quando as ideias são
separadas dos meios utilizados
para sua transmissão, elas
ficam ta...
www.bl.uk 6
Formato x informação
Homoliteratus.com
La grand danse macabre…[Mathias
Huss, Lyon, 1499]
Quipu - Inca
www.bl.uk 7
Humanidades Digitais: gênese
• 1949: A colaboração entre Thomas Watson,
fundador da IBM, e Padre Roberto Busa
...
www.bl.uk 8
Humanidades Digitais: uma breve
introdução
• A produção, utilização e integração de
conteúdos, serviços e ferr...
www.bl.uk 9
Novos métodos de pesquisa
digital
Uso de APIs (Application Programming Interfaces) para integrar base
de dados...
www.bl.uk 10
Panorama das Humanidades Digitais hoje
• Número cada vez mais amplo de centros de pesquisa em
humanidades dig...
www.bl.uk 11
http://eventos.fgv.br/hdrio2018
www.bl.uk 12
Curadoria Digital
www.bl.uk 13
Desafio: como selecionar, armazenar,
classificar e analisar as informações no
universo digital?
• Qual a quan...
www.bl.uk 14
Missão das instituições de memória
cultural no século XXI
• Selecionar, capturar, descrever e preservar objet...
www.bl.uk 15
Curadoria Digital: as regras dos 10 “in"
1.Integridade: acesso ao objeto digital
na maneira em que ele foi cr...
www.bl.uk 16
Curadoria Digital (DCC)
• A Curadoria Digital involve a
manutenção, preservação e
agregação de valor aos obje...
www.bl.uk 17
Curadoria Digital
Facilitar acesso
remoto ao acervo
Possibilitar a criação
de novos recursos e
reutilização d...
www.bl.uk 18
Pesquisa e curadoria digital
• Adoção de novas estratégias e modelos operacionais que facilitem a pesquisa
di...
www.bl.uk 19
Digitalização
www.bl.uk 20
Analógico Digital
www.bl.uk 21
Vantagens
• Ampliar acesso e uso de acervos em arquivos e bibliotecas para
pesquisadores, estudantes e públic...
www.bl.uk 22
Critérios
• Finalidade
• Público alvo
• Estratégias
1. Fomato de Imagem
2. Resolução
3. Cor
4. Manipulação pó...
www.bl.uk 23
Considerações
• Publico
• Orçamento
• Objetivos
• Como nos certificar que o
conteúdo digitalizado
represente ...
www.bl.uk 24
Modelo Ciclo de Vida Objetos digitais
Ações completas ou essenciais:
1. Descrição e representação da
informaç...
www.bl.uk 25
Modelo de referência OAIS
THOMAZ, Katia P.; SOARES, Antonio José. A preservação digital
e o modelo de referên...
www.bl.uk 26
Modelo British Library
From Originals
Black-and-white photographs 8-bit greyscale, resolution dependant on si...
www.bl.uk 27
www.bl.uk 28
Critérios na digitalização: exemplos
• Imagem Multispectral: Consiste em
imagens de um mesmo objeto, tomadas
...
www.bl.uk 29
Imagem de ressonância magnética
• Pergaminhos herculanos:
www.bl.uk 30
Alternativas experimentais
• Pesquisa levantada pela BL aponta
que maioria do material digitalizado
não é de ...
www.bl.uk 31
Considerações: exemplo
• Como utilizar tecnologias existentes para maximizar o
acesso e reuso dos nossos acer...
www.bl.uk 32
Referências
• Impact: https://www.digitisation.eu/new-impact-website/
• Open Archival Information Stystem (OA...
www.bl.uk 33
Metadados
www.bl.uk 34
Metadados
• Objetos digitais não existem sem metadados.
• Metadados devem ser criados antes mesmo
do processo...
www.bl.uk 35
Padrões de Metadados
Descrição Bibliográfica:
• METS (Metadata Encoding and Transmission Standard)
https://ww...
www.bl.uk 36
Padrões de Metadados
Objetos Visuais:
• Categorias para a Descrição de Obras de Arte (CDWA)
http://www.getty....
www.bl.uk 37
OCR (Optical Caracter Recognition)
• Reconhecimento Óptico de Caracteres, ou OCR, é o
processo de extração el...
www.bl.uk 38
Direitos
• Creative Commons:
Comunidade de atribuição de direitos
dentro da realidade do mundo digital
Atribu...
www.bl.uk 39
Modelos de licenças e atribuições
• Creative Commons
• British Library (Manuscritos)
• British Library (Coleç...
www.bl.uk 40
Plataformas de acesso e interação
www.bl.uk 41
Plataformas que facilitem o trabalho com
arquivos digitalizados
1. Codex Sinaiticus – Plataforma
colaborativa...
www.bl.uk 42
Transcrição
• Transcriptorium Reconhecimento
automático de textos manuscritos – HTR
• Digipal Base de dados p...
www.bl.uk 43
Transcrição, reconstrução e visualização
de dados
• Escravidão, Abolição e Pós-Abolição
Transcrição e control...
www.bl.uk 44
Projetos de enfoques comunitários
(crowdsourcing) para a construção de acervos
• Projeto Quipu: coleta de dep...
www.bl.uk 45
Geo-referencialidades
• BL Maps
• Old Maps
• Mapas em livros
digitalizados e disponíveis
na plataforma Flickr
www.bl.uk 46
Apresentação interpretativa
• Museu do Mundo (British Museum e
Google)
• História da Mente (Wellcome
Collecti...
www.bl.uk 47
Busca e acesso
www.bl.uk 48
Serendipidade
www.bl.uk 49
Explorando as estantes
• Projeto parte do BL Lab com o objetivo de oferecer
métodos alternativos de acesso a ...
www.bl.uk 50
www.bl.uk 51
Realidade aumentada
• Mundo real perecebido
através de telas que
adicionam dados
complementares aos
objetos, ...
www.bl.uk 52
Tags (marcadores)
• Utilização de palavras ou frases para
descrever e/ou classificar objetos
• Modelo de Folk...
www.bl.uk 53
Tagueamento
• BBC World Service Radio Archive (tag de audio)
• sift.pic (tag de fotografias - Estônia)
• Rijk...
www.bl.uk 54
Catálogos eletrônicos
• Comportamento informacional na era
eletrônica gerou novos modelos de
encontrar inform...
www.bl.uk 55
Catalogação: uso do crowdsourcing
• Ficheiro de publicações chinesas
• Objetivo: retro-conversão de 48.000 ti...
www.bl.uk 56
www.bl.uk 57
www.bl.uk 58
www.bl.uk 59
Novos modelos de busca
• Busca de informação através de
imagens
ex: Google
Sugestões de lnformação
Ex: Amazon...
www.bl.uk 60
Compartilhamentos de Metadados
• Facilitar descoberta de conteúdos
• Compartilhamento gerando maior visibilid...
www.bl.uk 61
Próxima SlideShare
Cargando en…5
×
Próxima SlideShare
What to Upload to SlideShare
Siguiente
Descargar para leer sin conexión y ver en pantalla completa.

2

Compartir

Descargar para leer sin conexión

Curadoria digital fcrb 2017_dia 1

Descargar para leer sin conexión

Curso FCRB_22 nov 2017

Libros relacionados

Gratis con una prueba de 30 días de Scribd

Ver todo

Audiolibros relacionados

Gratis con una prueba de 30 días de Scribd

Ver todo

Curadoria digital fcrb 2017_dia 1

  1. 1. Curadoria Digital: Modelos e prática de gestão, disseminação e interpretação de acervos memoriais Aquiles Alencar Brayner @aquilesbrayner Email: abrayner@yahoo.com Fundação Casa de Rui Barbosa 22 e 24 de novembro, 2017
  2. 2. www.bl.uk 2 Material para consulta • SlideShare: Dia 1: http://bit.ly/2j827Bz
  3. 3. www.bl.uk 3 Objetivos do curso • Compartilhar informação sobre metodologias e tecnologias para facilitar o acesso e re-uso dos nossos acervos • Refletir, a partir de experiências e projetos de outras instituições, do que pode ser adaptado ao nosso contexto institucional • Gerar idéias em torno da apresentação, disponibilização e interpretação de conteúdos digitais • Maximizar o conhecimento e interpretação dos nossos acervos • Repensar a nossa profissão e missão institucional no panorama do mundo digital
  4. 4. www.bl.uk 4 Humanidades Digitais
  5. 5. www.bl.uk 5 A Revolução Digital • “Quando as ideias são separadas dos meios utilizados para sua transmissão, elas ficam também separadas das circunstâncias históricas que as moldam, tornando-se difícil entender o contexto de mudança em que estas ideias devem ser entendidas“ (Elizabeth Eisenstein, The Printing Press as an Agent of Change. Cambridge: CUP, 1979)
  6. 6. www.bl.uk 6 Formato x informação Homoliteratus.com La grand danse macabre…[Mathias Huss, Lyon, 1499] Quipu - Inca
  7. 7. www.bl.uk 7 Humanidades Digitais: gênese • 1949: A colaboração entre Thomas Watson, fundador da IBM, e Padre Roberto Busa inaugurou uma nova era de pesquisa em humanidades. O resultado, o Índice Thomisticus, está disponível on-line desde 2005. • O projeto utilizou processos algorítmos para análise linguística, a fim de produzir um índice de 9 milhões de palavras em latim medieval das obras completas de São Tomás de Aquino. • Na época, ninguém pensava que computadores concebidos para cálculos numéricos pudessem ser usados para o estudo de textos escritos e concordâncias lingüísticas.
  8. 8. www.bl.uk 8 Humanidades Digitais: uma breve introdução • A produção, utilização e integração de conteúdos, serviços e ferramentas digitais para facilitar a pesquisa nas areas das humanidades e ciências sociais. • Durante as últimas décadas, bibliotecas e arquivos têm se dedicado à produção e coleta de objetos digitais. A tecnologia atual nos permite muito mais do que apenas descobrir ou acessar esses objetos nos possibilitando o uso de novas ferramentas que nos leve a novas descobertas a partir de uma nova compreensão do material analisado. Anuario Americanista Europeo, 2014
  9. 9. www.bl.uk 9 Novos métodos de pesquisa digital Uso de APIs (Application Programming Interfaces) para integrar base de dados, ex: metadados, imagens, etc. Buscas baseadas em locação geográfica Mineração de texto Crowdsourcing / Computação humana Anotação Processamento em Linguagem Natural (NLP) Visualização de dados Geo-referenciamento
  10. 10. www.bl.uk 10 Panorama das Humanidades Digitais hoje • Número cada vez mais amplo de centros de pesquisa em humanidades digitais, muitos operando como espaço de laboratórios – principalmente na Europa e EUA • Center.Net • Aliança das Organizações em Humanidades Digitais • América Latina: México: Humanidades Digitales Argentina: AADH Brasil: CPDOC HD.br Mais informações: Anuario Americanista Europeo
  11. 11. www.bl.uk 11 http://eventos.fgv.br/hdrio2018
  12. 12. www.bl.uk 12 Curadoria Digital
  13. 13. www.bl.uk 13 Desafio: como selecionar, armazenar, classificar e analisar as informações no universo digital? • Qual a quantidade de dados gerados em 1 dia? 1. Twitter: 7 TB 2. Facebook: 10 TB • Até 2020 teremos aproximadamente 35 ZB (1.1 trilhão GB) de dados digitais disponiveis
  14. 14. www.bl.uk 14 Missão das instituições de memória cultural no século XXI • Selecionar, capturar, descrever e preservar objetos digitais oferecendo novos sistemas de busca e plataformas de acesso a estes objetos • Promover seus acervos entre diferentes tipos de usuários • Proporcionar a integração de distintos formatos eletrônicos e criação de ferramentas que facilitem o acesso e análise de conteúdos digitais • Participação ativa nos projetos de pesquisa digital gerenciando as atividades e disseminação de resultados obtidos • Instituições como “laboratórios” de novas idéias e modelos em pesquisa digital • Atuar como centro de capacitação para pesquisadores e profissionais envolvidos no manejamento de recursos e dados eletrônicos
  15. 15. www.bl.uk 15 Curadoria Digital: as regras dos 10 “in" 1.Integridade: acesso ao objeto digital na maneira em que ele foi criado 2.Integração: diferentes conteúdos e formatos acessíveis apartir de uma mesma plataforma 3.Interoperabilidade: compatibilidade entre diferentes plataformas e sistemas operacionais 4.Instantaneidade: acesso irrestrito e imediato aos objetos eletrônicos 5.Interação: catálogos interativos incorporando elementos de Web 2.0 (blogs, wikis, tags) e mídia social 6.Informação: planificação de metadados para maior eficiencia e confiabilidade nos resultados de busca 7.Incorporação de conteúdos: constante inclusão de objetos digitais 8. Interpretação: objeto digital contextualizado em relação a outros itens equivalentes em vários acervos 9. Inovação: apresentação do material em plataformas inovativas 10.Acesso Indefinido: objetos digitais preservados para futura gerações
  16. 16. www.bl.uk 16 Curadoria Digital (DCC) • A Curadoria Digital involve a manutenção, preservação e agregação de valor aos objetos digitais em toda sua vida útil. http://www.dcc.ac.uk/digital- curation/what-digital-curation
  17. 17. www.bl.uk 17 Curadoria Digital Facilitar acesso remoto ao acervo Possibilitar a criação de novos recursos e reutilização de dados digitais por usuários Desenvolvimento de novos modelos e metodologias de trabalho com pesquisadores Programas de formação e treinamento em novas tecnologias e seu uso em pesquisa
  18. 18. www.bl.uk 18 Pesquisa e curadoria digital • Adoção de novas estratégias e modelos operacionais que facilitem a pesquisa digital • Desenvolvimento de projetos innovadores que explorem ouso dos conteúdos digitais em instituições de memória cultural no contexto das novas tecnologias • Formação e gestão profissional naárea de pesquisa digital para pesquisadores e profissionais da informação • Disseminação de serviços e acervos digitais para diferentes tipos de usuarios • Gerenciamento de projetos na área de Humanidades Digitais • Participacão em seminarios, conferencias e publicação de trabalhos acadêmicos • Programas de pós-graduação com universidades
  19. 19. www.bl.uk 19 Digitalização
  20. 20. www.bl.uk 20 Analógico Digital
  21. 21. www.bl.uk 21 Vantagens • Ampliar acesso e uso de acervos em arquivos e bibliotecas para pesquisadores, estudantes e público em geral • Criar uma massa crítica de conteúdo digitalizado através da agregação de coleções semelhantes espalhadas em instituições distintas • Enriquecer a descrição dos acervos • Facilitar a interpretação de acervos para novos usuários • Fomentar novas áreas e modelos de pesquisa • Estabelecer métodos inovadores de apoio para pesquisa, ensino e aprendizagem • Preservar documentos raros e frágeis através de sua reprodução digital, protegendo documentos vulneráveis
  22. 22. www.bl.uk 22 Critérios • Finalidade • Público alvo • Estratégias 1. Fomato de Imagem 2. Resolução 3. Cor 4. Manipulação pós-captura 5. Metadados 6. Armazenamento 7. Preservação
  23. 23. www.bl.uk 23 Considerações • Publico • Orçamento • Objetivos • Como nos certificar que o conteúdo digitalizado represente proporcionalmente objetos em outros formatos nos nossos arcervos?
  24. 24. www.bl.uk 24 Modelo Ciclo de Vida Objetos digitais Ações completas ou essenciais: 1. Descrição e representação da informação 2. Plano de preservação 3. Observação e participação da comunidade de usuários Ações sequenciais: 1. Conceitualização 2. Criação ou coleta 3. Avaliação e seleção 4. Ingestão 5. Ação de preservação 6. Arquivo 7. Acesso, uso e reutilizaçào 8. Transformação Ações ocasionais: 1. Descarte 2. Reavaliação https://curadoriadigitalblog.wordpress.com/2015/11/13/ciclo-de-vida-da-curadoria-digital/
  25. 25. www.bl.uk 25 Modelo de referência OAIS THOMAZ, Katia P.; SOARES, Antonio José. A preservação digital e o modelo de referência Open Archival Information System (OAIS).Datagramazero, v. 5, n. 1, fev. 2004. Disponível em:<http://www.dgz.org.br/fe-v04/F_I_art.htm>. Acesso em: 10 jan. 2016. Funções: 1. Inserção / Ingestão 2. Armazenamento 3. Gerenciamento de dados 4. Administração 5. Acesso 6. Planejamento da Preservação Pacotes de submissão: 1. Pacote de Submissão de Informação (PSI): Objeto digital + metadados descritivos e técnicos 2. Pacote de Arquivamento da informação (PAI): dados de conteúdo do objeto (informação de referência + proveniência + contexto + fixação: check sum, integridade e autenticidade) + dados de preservação + representação da informação) 3. Pacote de disseminação da informação (PDI): dados de conteudo do objeto + metadados de sistemas de suporte para acesso e reutilização do objeto
  26. 26. www.bl.uk 26 Modelo British Library From Originals Black-and-white photographs 8-bit greyscale, resolution dependant on size of original likely to be in the range 300 – 1200ppi. It may be appropriate to capture as 24-bit RGB depending on image tone. Colour photographs 24-bit RGB, resolution dependant on size of original likely to be in the range 300 – 1200ppi. Slides or small negatives 8-bit greyscale or 24-bit RGB, effective resolution of 300 ppi relative to the size of the original Printed texts 8-bit greyscale, 400 ppi Printed texts with half-tone, and other black- and-white illustrations 8-bit greyscale, 400 ppi, 24-bit RGB may be considered depending on characteristic of material Printed texts with colour illustrated 24-bit RGB, 400 ppi Manuscripts, maps and other materials 300 ppi, 8-bit greyscale or 24-bit RGB. Spatial resolution can be adjusted to 400 ppi and greater where significant elements to be captured are less than 1.5mm From Surrogates Microfilm Effective resolution of 300 ppi, 8-bit greyscale, relative to the size of the original and the reduction ratio used in the microfilming.
  27. 27. www.bl.uk 27
  28. 28. www.bl.uk 28 Critérios na digitalização: exemplos • Imagem Multispectral: Consiste em imagens de um mesmo objeto, tomadas com diferentes comprimentos de ondas eletromagnéticas. Pode ser luz visível, infravermelha, ultravioleta, raio-X ou qualquer outra faixa do espectro. Diários de David Livingstone: http://bit.ly/2vM1env • Digitalização Tridimensional: http://bit.ly/2tFUcQ5 https://skfb.ly/KGNq • Imagem de ressonância magnética Pergaminhos herculanos
  29. 29. www.bl.uk 29 Imagem de ressonância magnética • Pergaminhos herculanos:
  30. 30. www.bl.uk 30 Alternativas experimentais • Pesquisa levantada pela BL aponta que maioria do material digitalizado não é de interesse direto à pesquisa individual • Uso de aparelhos de reprodução fotográfica nas salas de leitura • Relatório OCLC
  31. 31. www.bl.uk 31 Considerações: exemplo • Como utilizar tecnologias existentes para maximizar o acesso e reuso dos nossos acervos eletrônicos entre diferentes públicos? • British Library: – Pinterest: https://www.pinterest.co.uk/britishlibrary/ – Soundcloud: https://soundcloud.com/the-british-library/the-voice-of- oscar-wilde-the-ballad-of-reading-gaol – Wikimedia Commons: https://commons.wikimedia.org/wiki/Category:British_Library – Flickr: https://www.flickr.com/photos/britishlibrary/
  32. 32. www.bl.uk 32 Referências • Impact: https://www.digitisation.eu/new-impact-website/ • Open Archival Information Stystem (OAIS): http://www.oclc.org/research/publications/library/2000/lavoi e-oais.html • Digital Curation Centre (DCC): http://www.dcc.ac.uk/ • Tesseract (programa de OCRização de imagens com texto): http://tesseract.projectnaptha.com/ e http://bit.ly/2hbDExx
  33. 33. www.bl.uk 33 Metadados
  34. 34. www.bl.uk 34 Metadados • Objetos digitais não existem sem metadados. • Metadados devem ser criados antes mesmo do processo de digitalização para sabermos o que temos, onde se encontra, como apresentar os objetos, etc. • Em um projeto de digitalização 50% do tempo é dedicado à catalogação e criação de metadados • Padrões ou esquemas pré-estabelecidos de metadados devem ser utilizados para facilitar consistência, precisão, busca, interoperabilidade e reutilização dos objetos digitais
  35. 35. www.bl.uk 35 Padrões de Metadados Descrição Bibliográfica: • METS (Metadata Encoding and Transmission Standard) https://www.loc.gov/standards/mets/METSOverview.v2.html • MODS (Metadata Object Description Schema) http://www.loc.gov/standards/mods/ • DUBLIN CORE http://dublincore.org/ Tanscrição: • Iniciativa de Codificação Textual (Text Encoding Initiative -TEI) http://www.tei-c.org/ Arquivos: • EAD (Encoded Archival Description) DTD http://lcweb.loc.gov/ead/ • Preservação: • Premis (Preservation Metadata Maintenance Activity) http://www.loc.gov/standards/premis/
  36. 36. www.bl.uk 36 Padrões de Metadados Objetos Visuais: • Categorias para a Descrição de Obras de Arte (CDWA) http://www.getty.edu/research/conducting_research/standards/cdwa/index.html • Categorias do Núcleo VRA version 3.0 http://www.vraweb.org/vracore3.htm Dados geoespaciais: • Padrão de conteúdo para metadados Geoespaciais Digitais (CSDGM) http://www.fgdc.gov/metadata/contstan.html Educação: • Learning Object Metadata (LOM) http://ltsc.ieee.org/wg12/index.html Som e imagens: • http://www.chiariglione.org/mpeg/standards/mpeg-7/mpeg-7.htm
  37. 37. www.bl.uk 37 OCR (Optical Caracter Recognition) • Reconhecimento Óptico de Caracteres, ou OCR, é o processo de extração eletrônica de textos a partir de imagens, para várias finalidades como edição de documentos, pesquisas de texto livre, mineração de textos, extração de entidades, etc. • Software mais comumente usado na extração de OCR: Tesseract
  38. 38. www.bl.uk 38 Direitos • Creative Commons: Comunidade de atribuição de direitos dentro da realidade do mundo digital Atribuições: 1. Direitos autorais 2. Acesso e disseminação 3. Condições de uso e reutilização
  39. 39. www.bl.uk 39 Modelos de licenças e atribuições • Creative Commons • British Library (Manuscritos) • British Library (Coleções) • Europeana EDM (http://bit.ly/2iokzWW)
  40. 40. www.bl.uk 40 Plataformas de acesso e interação
  41. 41. www.bl.uk 41 Plataformas que facilitem o trabalho com arquivos digitalizados 1. Codex Sinaiticus – Plataforma colaborativa 2. Casebooks project – identificação de informação em documentos 3. TITL (Text to Image Linking Tool) – transcrição e identificação automatizadas 4. The Archaeology of Reading – identificação de marginália em textos impressos 5. The Chymistry of Isaac Newton
  42. 42. www.bl.uk 42 Transcrição • Transcriptorium Reconhecimento automático de textos manuscritos – HTR • Digipal Base de dados para paleógrafos • Transcribing Bentham Projeto de participação pública (crowdsourcing) para transcrição de manuscritos • The Book of Margery Kempe Projeto de transcrição incluindo anotações feitas no manuscrito original
  43. 43. www.bl.uk 43 Transcrição, reconstrução e visualização de dados • Escravidão, Abolição e Pós-Abolição Transcrição e controle de qualidade de dados • Projeto Old Weather reconstrução de dados sobre o tempo a partir de relatórios de viagens, aventureiros, etc. https://www.oldweather.org/ • Stanford Spatial History: vários exemplos de análise e visualização de dados históricos e literários • Old Bailey: base de dados sentenças judiciais na Inglaterra entre 1676 e 1772 https://www.oldbaileyonline.org/
  44. 44. www.bl.uk 44 Projetos de enfoques comunitários (crowdsourcing) para a construção de acervos • Projeto Quipu: coleta de depoimentos sobre esterilização massiva, muitas vezes não consensual, de peruanos no período do governo Fujimori (anos 90) https://interactive.quipu- project.com/#/en/quipu/intro • Cantos Cautivos: experiências de presos políticos na época de Pinochet refletidas através da música • Europeana 1914-18: participação pública na digitalização de acervos pessoais, enriquecendo as coleções institucionais sobre a Primeira Guerra Mundial • Plataforma abertas de crowdsourcing: Zooniverse
  45. 45. www.bl.uk 45 Geo-referencialidades • BL Maps • Old Maps • Mapas em livros digitalizados e disponíveis na plataforma Flickr
  46. 46. www.bl.uk 46 Apresentação interpretativa • Museu do Mundo (British Museum e Google) • História da Mente (Wellcome Collection) • Electronic Beowulf (Universidade de Kentucky e BL)
  47. 47. www.bl.uk 47 Busca e acesso
  48. 48. www.bl.uk 48 Serendipidade
  49. 49. www.bl.uk 49 Explorando as estantes • Projeto parte do BL Lab com o objetivo de oferecer métodos alternativos de acesso a coleções digitais para o público em geral, permitindo aos usuários navegar através de volumes na maneira em que estes se encontram fisicamente organizados. • http://ir.computing.edgehill.ac.uk/apps/explore-the-stacks
  50. 50. www.bl.uk 50
  51. 51. www.bl.uk 51 Realidade aumentada • Mundo real perecebido através de telas que adicionam dados complementares aos objetos, pessoas, etc. • Informação (dados, imagens 3D, fotografias, etc) é sobreposta àquilo que se vê em tempo real.
  52. 52. www.bl.uk 52 Tags (marcadores) • Utilização de palavras ou frases para descrever e/ou classificar objetos • Modelo de Folksonomia • Por meio das tags, o usuário pode então recuperar informações e compartilhá-las. Pode visualizar as tags de outros usuários, assim como identificar o grau de popularidade de cada tag no sistema, e acessar as informações relacionadas a uma tag específica. Explore.bl.uk
  53. 53. www.bl.uk 53 Tagueamento • BBC World Service Radio Archive (tag de audio) • sift.pic (tag de fotografias - Estônia) • Rijksmuseum – Acccurator (exemplo de tageamento para artes visuais) • Snapshot Serengeti https://www.snapshotserengeti.org/ (identificação de animais) • The US National Archives ‘Citizen Archivist’ dashboard https://www.archives.gov/citizen-archivist
  54. 54. www.bl.uk 54 Catálogos eletrônicos • Comportamento informacional na era eletrônica gerou novos modelos de encontrar informação (ao invés de simplesmente buscá-la) • Catálogos em instituições de memória cultura têm de adaptar a este novo contexto • Modelos das mídias sociais vêm sendo utilizados para ampliar as possibilidades de acesso à informação, ex: http://westportlibrary.org/
  55. 55. www.bl.uk 55 Catalogação: uso do crowdsourcing • Ficheiro de publicações chinesas • Objetivo: retro-conversão de 48.000 titulos chineses utilizando a plataforma Libcrowds com resgate de metadados disponíveis na OCLC integrando-os ao catálogo da BL: http://www.libcrowds.com/
  56. 56. www.bl.uk 56
  57. 57. www.bl.uk 57
  58. 58. www.bl.uk 58
  59. 59. www.bl.uk 59 Novos modelos de busca • Busca de informação através de imagens ex: Google Sugestões de lnformação Ex: Amazon Tecnologias de voz a texto ou reconhecimento de áudio Ex: Shazam, Google voice, etc.
  60. 60. www.bl.uk 60 Compartilhamentos de Metadados • Facilitar descoberta de conteúdos • Compartilhamento gerando maior visibilidade de acervos 1. Europeana https://www.europeana.eu/portal/pt 2. Biblioteca Digital da América https://dp.la/ 3. World Digital Library 4. WorldCat
  61. 61. www.bl.uk 61
  • ebicet

    Sep. 27, 2018
  • ClaudineiaRebouas

    Nov. 24, 2017

Curso FCRB_22 nov 2017

Vistas

Total de vistas

417

En Slideshare

0

De embebidos

0

Número de embebidos

0

Acciones

Descargas

10

Compartidos

0

Comentarios

0

Me gusta

2

×