Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.

TRANSBAY TRANSITION CENTER + TOWER - RICHARD STIRK HARBOUR + PARTINERS

221 visualizaciones

Publicado el

Estudo de caso sobre a obra do escritório Richard Stirk Harbour + Partiners, a Transbay Transition Center + Tower

Publicado en: Arte y fotografía
  • Sé el primero en comentar

TRANSBAY TRANSITION CENTER + TOWER - RICHARD STIRK HARBOUR + PARTINERS

  1. 1. ESTUDOS DE CASO - TRANSBAY TRANSITION CENTER + TOWER ARQUITETANDO
  2. 2. ESTUDO DE CASO 02 –TRANSBAY TRANSITION CENTER + TOWER RICHARD STIRK HARBOUR + PARTNERS Richard Rogers, arquiteto britanico, ganhou em 2007 Pritzker pelo conjunto de sua obra. Durante sua carreira fez parcerias com Norman Foster e Renzo Piano. Hoje dirige seu próprio escritório “Richard Stirk Harbour+Partners”. Rogers combina seu amor pela arquitetura com um profundo conhecimento de materiais e técnicas. Sua fascinação pela tecnologia não é meramente pelo efeito artístico, mas, mais importante, é um eco claro do programa de um edifício e uma forma de fazer arquitetura mais produtiva para quem ela serve. Sua defesa da sustentabilidade e eficiência energética tem tido um efeito duradouro sobre a profissão. O ARQUITETO: ARQUITETANDO INTRODUÇÃO: A obra em questão se trata da reestruturação do antigo terminal de transportes público de São Francisco.O conceito do projeto é baseado na diversidade e criatividade da cidade onde ele se localiza. Por esse fator foram utilizados transparência, aço, e formas diferentes, representando melhor a cidade.Se trata de um centro intermodal com a adição de um prédio, onde encontram-se escritórios, hotel, apartamentos, restaurantes, comércio, etc.
  3. 3. LOCALIZAÇÃO: ARQUITETANDO Localiza-se no estado da Califórnia, Estados Unidos, abrangendo uma área de 121 km² e sua densidade populacional é de 6.633,30 pessoas / km². São Francisco é um popular destino turístico internacional, conhecido pelas suas íngremes colinas, neblina fria de verão, seus marcos históricos famosos, que incluem a Ponte Golden Gate, os bondes e Chinatown, e a sua arquitetura vitoriana e moderna. A cidade é um centro financeiro e bancário, sendo sede de mais de 30 instituições internacionais, o que torna São Francisco a décima oitava cidade mais rica do mundo
  4. 4. IMPLANTAÇÃO: ARQUITETANDO A obra se localiza em um próxima a ponte de São Francisco, em um local naturalmente plano, em uma região bem agitada e com grande influência econômica.Transbay Transit Design Concept, é um complexo multifuncional onde é separado o centro de transporte com o edifício em si, se trata de um centro intermodal com a adição de um prédio, onde encontram-se escritórios, hotel, apartamentos, restaurantes, comércio, etc.Acredita-se que até 2020 125.000 passaram pela Transbay Transit Center, por dia.
  5. 5. ARQUITETANDO A OBRA: O Projeto Transbay Transit Center, que irá substituir o antigo Terminal Transbay, é um novo centro multimodal e centralizará a rede de transporte da região, acomodando nove sistemas de transporte sob o mesmo teto. Os três componentes do projeto se estendem à linha ferroviária Caltrain por 5 quarteirões, e contam com 2.600 novas residências (dentre elas condomínios e moradias populares), parques, uma rua principal de varejo, andares de escritórios, hotel de luxo, instituto de pesquisa, galeria de arte e restaurantes. O foco é voltar a cidade de São Francisco para uma cultura de transporte de massa, permitindo que as pessoas possam viajar e consumir sem a necessidade de um carro, diminuindo assim o congestionamento e a poluição. O projeto começou a construir o terminal temporário em dezembro de 2008 e demolição do terminal de ônibus ocorreu em março de 2010. O custo total do projeto é de R $ 4 bilhões. A obra é composta por vários fatores sustentáveis, desde a utilização de uma estrutura em vidro para melhor iluminação, assim como a reutilização da água, maior ventilação e uso novas formas de energia.A área de transporte é conta também com: Na parte do nível da rua encontram-se minimercados, lojas, cafés, e outras necessidades da comunidade, passageiros, trabalhadores e pessoas que vivem ali.Na área do térreo criou-se um ambiente mais relaxante, com cadeiras, lojas, árvores, luzes, tudo para dar a sensação de uma área vibrante e confortável para as pessoas que lá passarem.Acredita-se que até 2020 125.000 passaram pela Transbay Transit Center, por dia.Um dos fatores pelo qual o centro foi construído com vidros é para a localização dos passageiros, que poderem ter uma vista de 360º, facilitando a transição do centro para o destino.O prédio e o centro de transporte são independentes, refletindo a flexibilidade, sustentabilidade e beleza.
  6. 6. ARQUITETANDO PLANTA PAVIMENTO DE EMBARQUE E ESPERA PARA TERMINAL FERROVIÁRIO
  7. 7. ARQUITETANDO PLANTA PAVIMENTO RODOVIÁRIO
  8. 8. ARQUITETANDO PLANTA PAVIMENTO RODOVIÁRIO
  9. 9. ARQUITETANDO PLANTA ESQUEMÁTICA ESCRITÓRIOS
  10. 10. ARQUITETANDO PLANTA ESQUEMÁTICA HOSPEDAGEM E HOTELARIA
  11. 11. ARQUITETANDO PLANTA ESQUEMÁTICA RESIDÊNCIAS
  12. 12. ARQUITETANDO CORTE LONGITUDINAL SEÇÕES DA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA, COMÉRCIO, ÔNIBUS E JARDINS. O pedestre não passa pelas áreas de transporte para chegar a outro lugar. Nem mesmo os transporte se cruzam. Já o Prédio tem um sistema de circulação pra cada setor. Cada andar tem uma circulação diferenciada.
  13. 13. ARQUITETANDO USOS Por estar em uma área com um viaduto, o centro de transporte se divide em dois. Uma área acima viaduto e uma abaixo. A parte superior, ficam as áreas onde há comércio e transporte. Já a parte térrea há uma área de convivência, uma forma de ligar o local onde ele está inserido. O prédio também é composto por vários andares, onde, assim como o de Londres, são determinados um número de andares para cada setor pedido.
  14. 14. ARQUITETANDO ILUMINAÇÃO No prédio de transporte foi utilizado uma cúpula de vidro para iluminar todos os setores do mesmo, assim como criou-se uma área verde na parte térrea, para integrar o ambiente local com as necessidade de relaxamento dos passageiros.Já a torre cada setor tem um formato, onde diferenciam-se luz, ventilação e disposição, dependendo do serviço esperado por aquele local. A estrutura tenta mostra a diversidade e criatividade do local onde o prédio está inserido
  15. 15. ARQUITETANDO CONFORTO TÉRMICO
  16. 16. ARQUITETANDO CAPTAÇÃO DE ÁGUA
  17. 17. ARQUITETANDO ESTRUTURAS
  18. 18. BIBLIOGRAFIA http://arquitetura2015projetoe.blogspot.com.br/2015/03/estudo-de-caso-project-transbay.html http://www.sf-planning.org/ftp/CDG/docs/transit_center/Transit_Center_District_Plan_Public_Draft_WEB.pdf http://pcparch.com/project/transbay-transit-center-and-tower http://pcparch.com/pcpa_assets/2016/04/transbay_transit_center.pdf http://www.arqbacana.com.br/internal/news/read/1509/-pritzker-2007---richard-rogers ARQUITETANDO

×