Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.
Introdução e Possibilidades
com a Animação
Prof.º Gabriel Ferraciolli
Animal com oito patas.
NECESSIDADE DE REPRESENTAR
MOVIMENTO:
Desenho de um bisão na caverna
de Altamira, na Espanha, há ma...
Peter Mark roget (1824)
Cria a ilusão de um pássaro na
gaiola com círculo e um cordão.
Phenakistoscope (1829)
Dois discos ...
FLIP BOOK
Coleção de imagens organizadas
sequencialmente, em geral no
formato de um livreto para ser
folheado dando impres...
Um filme consiste na captura de
uma sequência de imagens.
Cada unidade de imagem estática
chama-se quadro ou frame.
Exibid...
LIVE ACTION
Quando uma câmera captura
movimentos naturais, gravando
automaticamente 24 a 30 quadros
por segundo.
Combinaçã...
CINEMA DE ANIMAÇÃO
Quando uma câmera captura
trechos de movimentos congelados,
cuja sequência foi fragmentada para
ser cap...
Timeline
1910
O americano Winsor McCay foi o 1º
a transpor para as telas do cinema
os personagens animados de seus
cartuns...
Timeline
1928
Surge Mickey Mouse. ''Plane
Crazy'' foi o primeiro cartum da
série Mickey Mouse e mostrava o
ratinho em um v...
Timeline
1932
''Flores e Árvores'', cartum da série
''Silly Simphonies'', da Walt Disney,
foi o primeiro desenho animado a...
Timeline
1937
Estréia ''Branca de Neve e os Sete
Anões'', da Walt Disney, o primeiro
longa- metragem de animação.
https://...
Timeline
1982
'Tron'', da Disney, é o primeiro
longa a usar a computação gráfica
para gerar seqüências inteiras do
filme.
...
Timeline
1986
''Luxo Jr.'', da Pixar, é o primeiro
curta de animação feito
inteiramente em computador a
fazer sucesso.
htt...
Timeline
1988
''Tin Toy'', da Pixar, foi o primeiro
filme animado por computador a
ganhar um Oscar como melhor
curta anima...
Timeline
1993
Primeira edição do Anima Mundi,
festival anual que traz ao público
brasileiro uma seleção com os
melhores fi...
Timeline
1993
Estréia o primeiro longa-metragem
de animação stop motion, ''O
Estranho Mundo de Jack'', de Tim
Burton.
http...
Timeline
1995
Estréia ''Toy Story'', da Pixar e da
Disney, o primeiro longa-metragem
de animação produzido
inteiramente em...
Timeline
2000
Hollywood cria nova categoria de
Oscar para longa- metragem
animados digitalmente. (Shrek)
2001
Final Fantas...
Ilusão do Movimento
pintor Grego Zêuxis Vs. Parrásio
https://www.youtube.com/watch?v=SzJcdLYxmtw
Ilusão de Forma
A disposição das linhas em preto expande o
centro entre as duas linhas vermelhas.
Ilusão de Grandeza
As cores criam a ilusão de uma ser maior que a
outra.
Ilusão de Movimento
Este princípio é similar ao utilizado no cinema,
onde uma série de imagens imóveis com
pequenas difere...
https://youtu.be/ipmG1HEMvXk
https://vimeo.com/87095612
https://vimeo.com/93206523
https://www.youtube.com/watch?v=KCvp8tK...
Princípios Básicos da Animação
por Ollie Johnston e Frank Thomas (1991)
1.Comprimir e
Esticar
Dá a ilusão de peso e volume
aos personagens enquanto se
movem.
Ao comprimir e esticar objetos em
su...
2. Antecipação
Prepara o público para a ação
que vai acontecer em seguida.
Pense sobre as ações que ocorrem
antes de um mo...
3. Encenação
A apresentação da ideia
principal na cena deve ser clara
e objetiva.
Pense na sua cena do mesmo modo
como voc...
4. Straight ahead
e pose to pose
desenhar um quadro a quadro
cena do começo ao fim / iniciar
com o desenho de alguns
quadr...
5. Follow through &
overlapping action
fazer com que partes do corpo
do personagem continuem em
movimento mesmo quando sua...
6. Aceleração e
desaceleração
Você precisa de mais quadros
desenhados no começo e no fim
da ação e menos no meio.
Quanto m...
7. Movimento em
Arco
No mundo real, os movimentos
dos objetos tendem a seguir
uma trajetória de arco. No
desenho, o mesmo ...
8. Ação
Secundária
Adicionar ações secundárias à
ação principal pode dar mais
naturalidade à cena, e apoiar a
ação princip...
9. Timing
Refere-se ao número de
desenhos ou quadros para uma
determinada ação, o que se
transforma em velocidade no
filme...
10. Exagero
A imitação fiel da realidade pode
parecer meio dura nos
desenhos. Por isso o exagero
serve não para distorcer ...
11. Solid Drawing
Significa levar em conta as
formas no espaço tridimensional
na hora de desenhar um objeto
ou personagem,...
12. Appeal
O apelo é quase a mesma coisa
que o carisma em um ator. O
espectador deve sentir que o
personagem seja real e
i...
Saiba Mais
http://adm.online.unip.br/img_ead_dp/30561.PDF
http://www.cutedrop.com.br/2014/05/os-12-prinipios-da-animacao-e...
PRODUÇÃO
https://www.youtube.com/watch?v=fLCEd8xk1BE
https://www.youtube.com/watch?v=RN20SXt6Cco
Roteiro
Auxilia o desenvolvimento da
história sendo de extrema
importância para o contexto da
produção do material.
Em har...
Escolha dos
frames
Resultará no resultado do
tamanho, tempo, estrutura e
dinâmica da sua produção.
WEB: 12 frames por segu...
Saiba Mais
https://www.youtube.com/watch?v=tA96L--nxZw
https://www.youtube.com/watch?v=L-LVI0tjado
https://www.youtube.com...
obrigado!
Prof.º Gabriel Ferraciolli
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Próxima SlideShare
Cargando en…5
×

Aula Animação - história e os princípios básicos

1.240 visualizaciones

Publicado el

Curso: Design
Matéria: Ilustração Digital e Animação
Professor Gabriel Ferraciolli

Publicado en: Diseño

Aula Animação - história e os princípios básicos

  1. 1. Introdução e Possibilidades com a Animação Prof.º Gabriel Ferraciolli
  2. 2. Animal com oito patas. NECESSIDADE DE REPRESENTAR MOVIMENTO: Desenho de um bisão na caverna de Altamira, na Espanha, há mais de 12mil anos. Ilusão de ótica.
  3. 3. Peter Mark roget (1824) Cria a ilusão de um pássaro na gaiola com círculo e um cordão. Phenakistoscope (1829) Dois discos montado em seu eixo. Praxinoscope (1867) Mesmo princípio, mas utiliza vidro.
  4. 4. FLIP BOOK Coleção de imagens organizadas sequencialmente, em geral no formato de um livreto para ser folheado dando impressão de movimento, criando uma sequência animada sem a ajuda de uma máquina. Influenciou os primeiros filmes.
  5. 5. Um filme consiste na captura de uma sequência de imagens. Cada unidade de imagem estática chama-se quadro ou frame. Exibidos diante de nossos olhos a determinada velocidade (12 a 30 fps), temos uma sensação de fluidez cinética que nos ilude, fazendo-nos pensar que as imagens estão em movimento.
  6. 6. LIVE ACTION Quando uma câmera captura movimentos naturais, gravando automaticamente 24 a 30 quadros por segundo. Combinação de cenas reais com animações interagindo normalmente.
  7. 7. CINEMA DE ANIMAÇÃO Quando uma câmera captura trechos de movimentos congelados, cuja sequência foi fragmentada para ser capturada isoladamente. Digital ou fisicamente.
  8. 8. Timeline 1910 O americano Winsor McCay foi o 1º a transpor para as telas do cinema os personagens animados de seus cartuns ''Little Nemo in Slumberland'' e depois, ''Gertie, the Trained Dinossaur'', para o qual utilizou cerca de 10 mil desenhos. https://www.youtube.com/watch?v= uW71mSedJuU
  9. 9. Timeline 1928 Surge Mickey Mouse. ''Plane Crazy'' foi o primeiro cartum da série Mickey Mouse e mostrava o ratinho em um vôo repleto de trapalhadas. Depois foi produzido ''Steamboat Willie'', primeiro desenho animado sonorizado. https://www.youtube.com/watch?v= kCZPzHg0h80
  10. 10. Timeline 1932 ''Flores e Árvores'', cartum da série ''Silly Simphonies'', da Walt Disney, foi o primeiro desenho animado a usar o recurso Technicolor two strips, que possibilitava a criação de desenhos coloridos a partir de três cores (azul, vermelho e verde). . https://www.youtube.com/watch?v= D5PmJnQnEhc
  11. 11. Timeline 1937 Estréia ''Branca de Neve e os Sete Anões'', da Walt Disney, o primeiro longa- metragem de animação. https://www.youtube.com/watch?v= -sxbZ70VRsg https://www.youtube.com/watch?v= 4VgOkTZxgs4
  12. 12. Timeline 1982 'Tron'', da Disney, é o primeiro longa a usar a computação gráfica para gerar seqüências inteiras do filme. https://www.youtube.com/watch?v= 1fSUos8x73I
  13. 13. Timeline 1986 ''Luxo Jr.'', da Pixar, é o primeiro curta de animação feito inteiramente em computador a fazer sucesso. https://www.youtube.com/watch?v= 6G3O60o5U7w
  14. 14. Timeline 1988 ''Tin Toy'', da Pixar, foi o primeiro filme animado por computador a ganhar um Oscar como melhor curta animado de 1989. Foi o desenho que inspirou ''Toy Story''. https://www.youtube.com/watch?v= 6IJG10q5Id0
  15. 15. Timeline 1993 Primeira edição do Anima Mundi, festival anual que traz ao público brasileiro uma seleção com os melhores filmes e vídeos nacionais e internacionais do mundo da animação.. https://www.youtube.com/watch?v= VRmdZUI-D6o
  16. 16. Timeline 1993 Estréia o primeiro longa-metragem de animação stop motion, ''O Estranho Mundo de Jack'', de Tim Burton. https://www.youtube.com/watch?v= 42loWXWMntU
  17. 17. Timeline 1995 Estréia ''Toy Story'', da Pixar e da Disney, o primeiro longa-metragem de animação produzido inteiramente em computador - e em 3D (três dimensões). https://www.youtube.com/watch?v= KYz2wyBy3kc
  18. 18. Timeline 2000 Hollywood cria nova categoria de Oscar para longa- metragem animados digitalmente. (Shrek) 2001 Final Fantasy 1º a utilizar personagens animados no lugar de atores. 2002 Com novas tecnologias Lilo & Stitch trouxe a técnica de aquarela. 2004 Expresso Polar-recriação de expressões por pontos especiais.
  19. 19. Ilusão do Movimento
  20. 20. pintor Grego Zêuxis Vs. Parrásio
  21. 21. https://www.youtube.com/watch?v=SzJcdLYxmtw
  22. 22. Ilusão de Forma A disposição das linhas em preto expande o centro entre as duas linhas vermelhas.
  23. 23. Ilusão de Grandeza As cores criam a ilusão de uma ser maior que a outra.
  24. 24. Ilusão de Movimento Este princípio é similar ao utilizado no cinema, onde uma série de imagens imóveis com pequenas diferenças entre si são seqüencialmente apresentadas ao observador e, dada a velocidade de sua apresentação, nosso olho pensa ver uma única imagem com movimento. Acesse: http://goo.gl/UfVGIw
  25. 25. https://youtu.be/ipmG1HEMvXk https://vimeo.com/87095612 https://vimeo.com/93206523 https://www.youtube.com/watch?v=KCvp8tKQK4A https://www.youtube.com/watch?v=06ZPSs3Pggo https://www.youtube.com/watch?v=t9WkrAqHZGY https://www.youtube.com/watch?v=qjRxCnVgaFk
  26. 26. Princípios Básicos da Animação por Ollie Johnston e Frank Thomas (1991)
  27. 27. 1.Comprimir e Esticar Dá a ilusão de peso e volume aos personagens enquanto se movem. Ao comprimir e esticar objetos em sua animação, você pode fazer com que eles pareçam flexíveis e afetados pela gravidade. Manter as proporções é fundamental, pois o volume de um objeto nunca poderá mudar se você estiver imitando com precisão a realidade.
  28. 28. 2. Antecipação Prepara o público para a ação que vai acontecer em seguida. Pense sobre as ações que ocorrem antes de um movimento ou evento específico e replique-as para proporcionar uma sensação de que a ação está prestes a ocorrer. O modo como um leão se abaixa antes de atacar ou o tremor de um galho antes de uma maçã cair são um bom exemplo.
  29. 29. 3. Encenação A apresentação da ideia principal na cena deve ser clara e objetiva. Pense na sua cena do mesmo modo como você faria se fosse diretor de um filme de ação. Use seu cenário/cena para ajudar a direcionar a atenção do público, evitando detalhes desnecessários ou bloqueios e concentrando-se sempre na luz e sombreamento.
  30. 30. 4. Straight ahead e pose to pose desenhar um quadro a quadro cena do começo ao fim / iniciar com o desenho de alguns quadros-chave e, em seguida, preencher os intervalos. Criar uma cena quadro a quadro de forma linear é conhecida como “straight ahead action”, mas você também pode criar alguns quadros de cada vez e, em seguida, preencher as lacunas mais tarde (“pose to pose”). Qual a melhor opção? Vai depender do que você está tentando passar, mas talvez o melhor mesmo seja usar um mix das duas técnicas.
  31. 31. 5. Follow through & overlapping action fazer com que partes do corpo do personagem continuem em movimento mesmo quando sua ação é interrompida / as partes do corpo de um personagem devem se mover em velocidades diferentes. Funciona assim: um personagem ou objeto em cena pode parar de se movimentar, mas parte deles não. Ao aplicar o princípio da “continuidade”, um movimento mais realista é criado. A “overlapping action” ou “sobreposição da ação” leva em consideração que diferentes partes de um mesmo corpo/objeto pode se mover em momentos distintos. Ambos princípios são importantes para que se tenha em mente o espelhamento do mundo natural.
  32. 32. 6. Aceleração e desaceleração Você precisa de mais quadros desenhados no começo e no fim da ação e menos no meio. Quanto mais quadros desenhados entre o fim e o começo fazem da velocidade mais reduzida nestes momentos. Menos quadros desenhados, mais rápido o movimento. Ao aumentar o número de quadros no início e no final de um movimento, você pode colocar mais ênfase nos movimentos iniciais e finais. Dessa forma, isso criará uma representação do movimento real que fica mais realista para quem assiste.
  33. 33. 7. Movimento em Arco No mundo real, os movimentos dos objetos tendem a seguir uma trajetória de arco. No desenho, o mesmo princípio é aplicado para dar maior realismo. Movimentos naturais tendem a formar um arco no mundo real. E isso deve acontecer também na sua animação. Ao desenhar à mão, mapear um arco é crucial, mas fazer isso digitalmente, naturalmente, é muito mais fácil.
  34. 34. 8. Ação Secundária Adicionar ações secundárias à ação principal pode dar mais naturalidade à cena, e apoiar a ação principal. Lembrando que ela sempre acontecer para reforçar a ação que deve ser a estrela da cena, e não para distrair o espectador Este é outro truque dos filmes de ação. As pessoas raramente estão envolvidas apenas em um só movimento em um momento. Seja sacudindo os ombros ou brincando com os cabelos enquanto está envolvido em uma atividade particular, um bom ator sabe muito bem como usar seu corpo inteiro, e suas animações também devem saber.
  35. 35. 9. Timing Refere-se ao número de desenhos ou quadros para uma determinada ação, o que se transforma em velocidade no filme. O timing correto faz com que objetos pareçam obedecer às leis da física. Crucial para entender o “mood” ou a emoção de um personagem, e refere-se especificamente ao número de quadros de uma determinada ação. Quanto menos quadros, mais rápida será a ação, por isso verifique se cada cena que você está retratando se desenrola no ritmo adequado.
  36. 36. 10. Exagero A imitação fiel da realidade pode parecer meio dura nos desenhos. Por isso o exagero serve não para distorcer a realidade, mas para dar a ela um reforço, de uma forma mais extrema. É nessa hora que sua animação pode ficar diferente. Ao “exagerar” certas características ou aspectos da realidade, você será capaz de criar seu próprio mundo e, ao mesmo tempo, apresentar um ambiente atraente para o público, que ficará entediado com uma tomada muito convencional.
  37. 37. 11. Solid Drawing Significa levar em conta as formas no espaço tridimensional na hora de desenhar um objeto ou personagem, dando a eles volume e peso. Um conhecimento profundo sobre como formas tridimensionais interagem entre si e seus ambientes deixará a animação mais verossímil. Johnston e Thomas desaconselham a criação de “gêmeos” — personagens com lados esquerdo e direito perfeitamente simétricos — pois essa não é uma representação precisa da vida real.
  38. 38. 12. Appeal O apelo é quase a mesma coisa que o carisma em um ator. O espectador deve sentir que o personagem seja real e interessante, mesmo que ele precise ser “feio” ou “mau”, como um vilão. Appeal é o equivalente ao carisma para atores, dando a quem assiste a impressão de que o personagem é real, atraente e interessante. Se faltar apelo a suas criações, isso poderá minar todo seu trabalho em todos os outros pontos; por isso, tenha certeza de dar às pessoas os personagens que elas querem assistir.
  39. 39. Saiba Mais http://adm.online.unip.br/img_ead_dp/30561.PDF http://www.cutedrop.com.br/2014/05/os-12-prinipios-da-animacao-explicados-com- um-simples-cubo/ http://www.cutedrop.com.br/2015/09/qual-foi-a-primeira-animacao-da-pixar/ http://www.cutedrop.com.br/2014/01/disney-reinventa-cartoon-dos-anos-20- misturando-2d-e-3d/
  40. 40. PRODUÇÃO
  41. 41. https://www.youtube.com/watch?v=fLCEd8xk1BE https://www.youtube.com/watch?v=RN20SXt6Cco
  42. 42. Roteiro Auxilia o desenvolvimento da história sendo de extrema importância para o contexto da produção do material. Em harmonia com a animação. Difere do mundo real. Deve indicar: as cenas, as sequências, diálogos e indicações técnicas de narrativas. Limita a produção ao mesmo tempo que direciona. https://www.youtube.com/watch?time_continue=54&v=aeBB3Hgf lP8
  43. 43. Escolha dos frames Resultará no resultado do tamanho, tempo, estrutura e dinâmica da sua produção. WEB: 12 frames por segundo para deixar o material mais leve. Película Cinematográfica: 24fps (12x2) TV e Vídeo: 30 fps (15x2) Animações digitais: computador (+15fps)
  44. 44. Saiba Mais https://www.youtube.com/watch?v=tA96L--nxZw https://www.youtube.com/watch?v=L-LVI0tjado https://www.youtube.com/watch?v=ULnEJY-ekpw https://www.youtube.com/watch?v=eV5t7j4b4S0 https://www.youtube.com/watch?v=gk8Jt4dhuL4 https://www.allanbrito.com/2015/06/24/criacao-de-roteiros-para-animacoes-e- jogos/
  45. 45. obrigado! Prof.º Gabriel Ferraciolli

×