Aula 14- 8º GEO -As diferenças e desigualdades das grandes cidades latino-americanas..pptx

Geografia – 8º ano
Objeto de conhecimento: As diferenças e desigualdades das grandes cidades
latino-americanas.
AULA 14
CEPAL: SEGREGAÇÃO SOCIOECONÔMICA DAS CIDADES
LATINO-AMERICANAS APROFUNDA VIOLÊNCIA
A segregação residencial e socioeconômica aprofunda as desigualdades e
contribui para a fragmentação social e para os altos níveis de violência que caracterizam
muitas cidades latino-americanas e caribenhas, disse a secretária-executiva da
Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Alicia Bárcena, na
abertura da Conferência das Cidades em Santiago, no Chile, na terça-feira (3).
Lembrando a urbanização acelerada na América Latina e no Caribe, a chefe da
CEPAL afirmou que apesar do significativo progresso rumo à erradicação da pobreza na
região, altos níveis de segregação residencial e socioeconômica continuam nas cidades
latino-americanas.
De acordo com estimativas, até 2030 haverá mais 92 milhões de pessoas
vivendo nas cidades latino-americanas e caribenhas. Segundo dados da ONU, quase
80% da população da América Latina e do Caribe vivia em áreas urbanas em 2014,
percentual que deve chegar a 85% em 2050. Trata-se da região mais urbanizada do
mundo, com 68 cidades de mais de 1 milhão de habitantes que apresentam grandes
desafios de gestão urbana, como potencializar a eficiência econômica, combater as
desigualdades e alcançar a sustentabilidade ambiental.
Segundo Bárcena, nesse contexto, é necessário
garantir o direito à cidade como um requisito básico
para atingir os Objetivos do Desenvolvimento
Sustentável (ODS) das Nações Unidas até 2030.
Concluída nesta sexta-feira (6), a Conferência
das Cidades focou na implementação regional da
Nova Agenda Urbana, uma série de diretrizes para a
construção de cidades mais inclusivas, seguras,
resilientes e sustentáveis.
https://abm.org.br/ods/cepal-segregacao-socioeconomica-das-cidades-latino-
americanas-aprofunda-violência/
SEGREGAÇÃO SOCIOESPACIAL
Toda cidade tem um espaço urbano fragmentado e com diferenciação em sua
forma e função. Em muitas cidades, principalmente os grandes centros urbanos,
existem diversos “centros” dentro de um mesmo espaço urbano: comerciais,
industriais, de lazer, de moradia, etc. Dessa maneira, o espaço urbano vai se
fragmentando cada vez mais.
Mas não só no aspecto econômico a cidade vai se fragmentando. No aspecto
social também. Na verdade, o social e o econômico estarão sempre unidos. O poder
público tem grande responsabilidade por essa fragmentação urbana. Em vez de
buscar manter certa homogeneidade entre os espaços da cidade, ele faz o contrário.
Assim, determinados espaços da cidade possuem melhores condições de
infraestrutura e outros não. Algumas partes da cidade recebem bom tratamento de
esgoto, rede de água, iluminação pública e transporte coletivo de qualidade. Em
outras partes, a população residente não tem asfalto, coleta de lixo, tratamento de
esgoto, água encanada, etc.
Logicamente, os bairros e os lugares com melhores condições de infraestrutura
serão mais valorizados economicamente e se localizarão próximos ao centro da
cidade. A população mais pobre não consegue residir nesses locais por não
conseguir comprar ou mesmo alugar uma casa nesse bairro valorizado.
Espacialmente, os bairros menos valorizados estão localizados na periferia da cidade,
lugares distantes do centro (onde se encontra a a maior parte dos serviços e
comércio).
Ocorre ainda outro processo complementar:
além de ser obrigada a morar em lugares
distantes, a população ainda sofre com a
dificuldade de acesso a equipamentos públicos de
lazer ou administrativos, tais como parques ou
áreas verdes, hospitais, escolas, creches, praças,
etc.
https://www.caurj.gov.br/a-favela-da-rocinha-precisa-de-atencao-imediata-do-poder-publico/
Esse conjunto de fatores é denominado segregação socioespacial. Ou seja,
camadas de população são levadas a morar em lugares distantes, com dificuldades de
deslocamento a lugares centrais, seja comércio ou local de trabalho, além de serem
desprovidas de equipamentos públicos.
A segregação vai estar ligada, portanto, ao uso e ao preço do solo urbano,
fazendo com que a população de camadas sociais mais baixas more em lugares
longínquos do centro. Assim, existe a dificuldade de acesso aos bens e serviços do
espaço urbano.
Esse fenômeno é facilmente perceptível na paisagem urbana. Olhe para sua
cidade e veja como está ocorrendo a segregação socioespacial.
Uma forma de combater essa segregação é a sociedade civil se organizar e
reivindicar seus direitos, previstos na Constituição Federal. Do contrário, esse processo
só tende a se agravar.
ATIVIDADES
1. A respeito do fenômeno da segregação urbana, identifique a sentença incorreta.
A) A segregação socioespacial urbana ocorre em virtude de um conjunto de fatores
sociais, econômicos, culturais, históricos e raciais no espaço das cidades.
B) A marginalização de indivíduos ou grupos sociais nas cidades caracteriza o
fenômeno da segregação socioespacial ou segregação urbana.
C) A escolha das pessoas é fator preponderante para a periferização. Entre várias
opções, a maior parte dos moradores opta por espaços como favelas por terem
afinidade cultural.
D) A formação de favelas, habitações em áreas irregulares, cortiços e áreas de
invasão são exemplos comuns de materialização da segregação urbana.
2. A segregação urbana é consequência direta das relações sociais. Sobre esse
tema, avalie as afirmativas a seguir.
I) A segregação urbana está relacionada a fatores sociais como o processo de
divisão e luta de classes.
II) Uma das características comuns aos espaços segregados é a ausência de
infraestrutura, como saneamento básico, redes de água tratada e energia,
segurança, rede de atendimento de saúde, escolas e creches.
III) A ausência de equipamentos de lazer, transportes e educação relaciona-se
diretamente com as características culturais dos habitantes de espaços segregados
como as favelas.
Estão incorretas as alternativas
A) I e III. B) I e II. C) II e III. D) Apenas a alternativa III.
3. São exemplos de espaços de segregação involuntária urbana, exceto as/os
A) favelas.
B) condomínios fechados.
C) cortiços.
D) áreas de risco ocupadas.
4. Sobre as pessoas que ocupam as áreas de segregação urbana, assinale a
alternativa incorreta.
A) São indivíduos que, por uma série de fatores sociais e econômicos, recebem
baixos salários, o que limita as opções de moradia.
B) São grupos de pessoas que não possuem outra alternativa a não ser ocupar
esses espaços sem infraestrutura.
C) São pessoas que optam voluntariamente por residir nas áreas segregadas.
D) São grupos sociais com poucas condições de renda.
5. Os processos de favelização e segregação urbana estão intimamente relacionados
e os fatores que os desencadeiam também são comuns. Abaixo estão listadas as
causas desses processos de exclusão urbana.
I) A segregação urbana e social é um dos fatores para a favelização.
II) Planejamento e gestão urbana ineficientes.
III) A segregação urbana e a favelização têm origem econômica e cultural.
IV) A formação das favelas intensifica a segregação socioespacial.
V) Desigualdades socioeconômicas.
Estão corretas as alternativas:
A) I, II e V. B) Apenas a V. C) I, II, III e IV. D)Todas as alternativas.
6. São comumente reconhecidas como características das favelas as afirmativas
abaixo, exceto:
A) uma parcela considerável dos terrenos invadidos que deram origem às favelas
pertencia ao poder público.
B) esses espaços são conhecidos, especialmente pela divulgação da mídia, como
territórios com altos índices de violência e marginalização social de seus moradores.
C) área de concentração populacional em que os terrenos não foram adquiridos
originalmente por meio de relações de compra e venda, mas, sim, invasão de pessoas
segregadas urbana e socialmente.
D) espaço onde o planejamento e ordenamento urbanos são regra, e a população vive
em condições socioespaciais privilegiadas.
O que é Saneamento?
Saneamento é o conjunto de medidas que visa preservar ou modificar as condições
do meio ambiente com a finalidade de prevenir doenças e promover a saúde, melhorar a
qualidade de vida da população e à produtividade do indivíduo e facilitar a atividade
econômica. No Brasil, o saneamento básico é um direito assegurado pela Constituição e
definido pela Lei no 11.445/2007 como o conjunto dos serviços, infraestrutura e
instalações operacionais de abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza
urbana, drenagem urbana, manejos de resíduos sólidos e de águas pluviais. [...]
Ter saneamento básico é um fator essencial para um país poder ser chamado de
país desenvolvido.
Os serviços de água tratada, coleta e tratamento dos esgotos levam à melhoria da
qualidade de vida das pessoas, sobretudo na saúde infantil com redução da mortalidade
infantil, melhorias na educação, na expansão do turismo, na valorização dos imóveis, na
renda do trabalhador, na despoluição dos rios e preservação dos recursos hídricos, etc.
Estudo do Instituto Trata Brasil, por exemplo, mostrou que o Brasil convive com
centenas de milhares de casos de internação por diarreias todos os anos (400 mil
casos em 2011, sendo 53% de crianças de 0 a 5 anos), muito disso devido à falta de
saneamento.
Estudo do BNDES estima que 65%
das internações em hospitais de crianças
com menos de 10 anos sejam provocadas
por males oriundos da deficiência ou
inexistência de esgoto e água limpa, que
também surte efeito no desempenho
escolar, pois crianças que vivem em áreas
sem saneamento básico apresentam 18% a
menos no rendimento escolar.
TRATA BRASIL. O que é saneamento? Disponível em: <www.tratabrasil.org.br/saneamento/o-que-e-saneamento>.
Acesso em: 15 ago. 2018
Constituição do Brasil
Artigo 225 – Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de
uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder
Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e
futuras gerações.
REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. Constituição de 1988.
Disponível em: <www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em: 15 ago. 2018
*Fossa séptica: sistema de tratamento primário de esgoto domiciliar usado em áreas
onde não há coleta.
7. Qual é a importância do saneamento básico? Ele é um indicador que denuncia a
desigualdade socioespacial em um país?
8. Com base na análise do gráfico estudado neste capítulo e da realidade brasileira,
você acha que o artigo 225 da Constituição Federal está sendo respeitado?
9. O Brasil pode ser chamado de país desenvolvido, de acordo com o critério
mencionado no texto?
Núcleo de Recursos Didáticos- NUREDI
Contato: (62) 3243 6756
nuredi@seduc.go.gov.br
1 de 15

Recomendados

Urbanização brasileira por
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileiraCarolina Corrêa
1.5K vistas52 diapositivas
Urbanização brasileira por
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileirakarolpoa
2K vistas56 diapositivas
Urbanização brasileira por
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileiraSuely Takahashi
5.5K vistas57 diapositivas
61375 leonardo rosa bento por
61375   leonardo rosa bento61375   leonardo rosa bento
61375 leonardo rosa bentoGelson Pereira
312 vistas15 diapositivas
Maricato, e. erradicar o analfabetismo urbanístico por
Maricato, e. erradicar o analfabetismo urbanísticoMaricato, e. erradicar o analfabetismo urbanístico
Maricato, e. erradicar o analfabetismo urbanísticoFilipe Carvalho
469 vistas4 diapositivas
Unidade 7 temas 3 e 4 - sexto ano por
Unidade 7  temas 3 e 4 - sexto anoUnidade 7  temas 3 e 4 - sexto ano
Unidade 7 temas 3 e 4 - sexto anoChristie Freitas
1.1K vistas29 diapositivas

Más contenido relacionado

Similar a Aula 14- 8º GEO -As diferenças e desigualdades das grandes cidades latino-americanas..pptx

PLANEJAMENTO URBANO E O DIREITO A VIDA: Algumas provocações para o debate por
PLANEJAMENTO URBANO E O DIREITO A VIDA: Algumas provocações para o debatePLANEJAMENTO URBANO E O DIREITO A VIDA: Algumas provocações para o debate
PLANEJAMENTO URBANO E O DIREITO A VIDA: Algumas provocações para o debateUFPB
325 vistas6 diapositivas
Aula 6 planejamento urbano e amb por
Aula 6   planejamento urbano e ambAula 6   planejamento urbano e amb
Aula 6 planejamento urbano e ambGiovanna Ortiz
3.9K vistas59 diapositivas
As cidades brasileiras por
As cidades brasileiras As cidades brasileiras
As cidades brasileiras Ely Leal
919 vistas21 diapositivas
A Produção do Espaço Urbano no Capitalismo 4.1 por
A Produção do Espaço Urbano no Capitalismo 4.1A Produção do Espaço Urbano no Capitalismo 4.1
A Produção do Espaço Urbano no Capitalismo 4.1Laguat
1.5K vistas12 diapositivas
As cidades brasileiras por
As cidades brasileirasAs cidades brasileiras
As cidades brasileirasEliena Leal
3.5K vistas21 diapositivas
O Espaço Urbano do Mundo Contemporaneo por
O Espaço Urbano do Mundo ContemporaneoO Espaço Urbano do Mundo Contemporaneo
O Espaço Urbano do Mundo ContemporaneoHiatan Bicalho
12.9K vistas20 diapositivas

Similar a Aula 14- 8º GEO -As diferenças e desigualdades das grandes cidades latino-americanas..pptx(20)

PLANEJAMENTO URBANO E O DIREITO A VIDA: Algumas provocações para o debate por UFPB
PLANEJAMENTO URBANO E O DIREITO A VIDA: Algumas provocações para o debatePLANEJAMENTO URBANO E O DIREITO A VIDA: Algumas provocações para o debate
PLANEJAMENTO URBANO E O DIREITO A VIDA: Algumas provocações para o debate
UFPB325 vistas
Aula 6 planejamento urbano e amb por Giovanna Ortiz
Aula 6   planejamento urbano e ambAula 6   planejamento urbano e amb
Aula 6 planejamento urbano e amb
Giovanna Ortiz3.9K vistas
As cidades brasileiras por Ely Leal
As cidades brasileiras As cidades brasileiras
As cidades brasileiras
Ely Leal919 vistas
A Produção do Espaço Urbano no Capitalismo 4.1 por Laguat
A Produção do Espaço Urbano no Capitalismo 4.1A Produção do Espaço Urbano no Capitalismo 4.1
A Produção do Espaço Urbano no Capitalismo 4.1
Laguat1.5K vistas
As cidades brasileiras por Eliena Leal
As cidades brasileirasAs cidades brasileiras
As cidades brasileiras
Eliena Leal3.5K vistas
O Espaço Urbano do Mundo Contemporaneo por Hiatan Bicalho
O Espaço Urbano do Mundo ContemporaneoO Espaço Urbano do Mundo Contemporaneo
O Espaço Urbano do Mundo Contemporaneo
Hiatan Bicalho12.9K vistas
Pobreza e mobilidade marcia barone (2) por Felix
Pobreza e mobilidade   marcia barone (2)Pobreza e mobilidade   marcia barone (2)
Pobreza e mobilidade marcia barone (2)
Felix531 vistas
Urbanizaçãobrasileira i por Marcia Labres
Urbanizaçãobrasileira iUrbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira i
Marcia Labres231 vistas
Trabalho final tisc iv por Bi_Oliveira
Trabalho final tisc ivTrabalho final tisc iv
Trabalho final tisc iv
Bi_Oliveira294 vistas
Urbanizaçãobrasileira i por Michele Lima
Urbanizaçãobrasileira iUrbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira i
Michele Lima518 vistas
Tcd de geografia urbana (2) por dileflima
Tcd de geografia urbana (2)Tcd de geografia urbana (2)
Tcd de geografia urbana (2)
dileflima4.4K vistas
Urbanização por brunadeorce
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
brunadeorce1.5K vistas

Último

1) Área (a.b) do aparelho de apoio (m²) (arredondar para 2 casas decimais).pdf por
1) Área (a.b) do aparelho de apoio (m²) (arredondar para 2 casas decimais).pdf1) Área (a.b) do aparelho de apoio (m²) (arredondar para 2 casas decimais).pdf
1) Área (a.b) do aparelho de apoio (m²) (arredondar para 2 casas decimais).pdfPrime Assessoria
13 vistas3 diapositivas
Gabarito CAÇA PALAVRAS BANDEIRA.docx por
Gabarito CAÇA PALAVRAS BANDEIRA.docxGabarito CAÇA PALAVRAS BANDEIRA.docx
Gabarito CAÇA PALAVRAS BANDEIRA.docxJean Carlos Nunes Paixão
52 vistas1 diapositiva
Slides Lição 11, CPAD, Missões e a Igreja Perseguida.pptx por
Slides Lição 11, CPAD, Missões e a Igreja Perseguida.pptxSlides Lição 11, CPAD, Missões e a Igreja Perseguida.pptx
Slides Lição 11, CPAD, Missões e a Igreja Perseguida.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
18 vistas61 diapositivas
Ao longo da história, ocorreram inúmeros movimentos que foram modificando as ... por
Ao longo da história, ocorreram inúmeros movimentos que foram modificando as ...Ao longo da história, ocorreram inúmeros movimentos que foram modificando as ...
Ao longo da história, ocorreram inúmeros movimentos que foram modificando as ...IntegrareAcademy2
17 vistas3 diapositivas
A Lei da Libras nº 10.436, de 24 de abril de 2002 reconhece a Língua Brasilei... por
A Lei da Libras nº 10.436, de 24 de abril de 2002 reconhece a Língua Brasilei...A Lei da Libras nº 10.436, de 24 de abril de 2002 reconhece a Língua Brasilei...
A Lei da Libras nº 10.436, de 24 de abril de 2002 reconhece a Língua Brasilei...pauladiasuni
19 vistas2 diapositivas
b) Qual é a concentração molar de HCl de sua amostra? Apresente os cálculos, ... por
b) Qual é a concentração molar de HCl de sua amostra? Apresente os cálculos, ...b) Qual é a concentração molar de HCl de sua amostra? Apresente os cálculos, ...
b) Qual é a concentração molar de HCl de sua amostra? Apresente os cálculos, ...azulassessoriaacadem3
17 vistas2 diapositivas

Último(20)

1) Área (a.b) do aparelho de apoio (m²) (arredondar para 2 casas decimais).pdf por Prime Assessoria
1) Área (a.b) do aparelho de apoio (m²) (arredondar para 2 casas decimais).pdf1) Área (a.b) do aparelho de apoio (m²) (arredondar para 2 casas decimais).pdf
1) Área (a.b) do aparelho de apoio (m²) (arredondar para 2 casas decimais).pdf
Prime Assessoria13 vistas
Slides Lição 11, CPAD, Missões e a Igreja Perseguida.pptx por LuizHenriquedeAlmeid6
Slides Lição 11, CPAD, Missões e a Igreja Perseguida.pptxSlides Lição 11, CPAD, Missões e a Igreja Perseguida.pptx
Slides Lição 11, CPAD, Missões e a Igreja Perseguida.pptx
Ao longo da história, ocorreram inúmeros movimentos que foram modificando as ... por IntegrareAcademy2
Ao longo da história, ocorreram inúmeros movimentos que foram modificando as ...Ao longo da história, ocorreram inúmeros movimentos que foram modificando as ...
Ao longo da história, ocorreram inúmeros movimentos que foram modificando as ...
IntegrareAcademy217 vistas
A Lei da Libras nº 10.436, de 24 de abril de 2002 reconhece a Língua Brasilei... por pauladiasuni
A Lei da Libras nº 10.436, de 24 de abril de 2002 reconhece a Língua Brasilei...A Lei da Libras nº 10.436, de 24 de abril de 2002 reconhece a Língua Brasilei...
A Lei da Libras nº 10.436, de 24 de abril de 2002 reconhece a Língua Brasilei...
pauladiasuni19 vistas
b) Qual é a concentração molar de HCl de sua amostra? Apresente os cálculos, ... por azulassessoriaacadem3
b) Qual é a concentração molar de HCl de sua amostra? Apresente os cálculos, ...b) Qual é a concentração molar de HCl de sua amostra? Apresente os cálculos, ...
b) Qual é a concentração molar de HCl de sua amostra? Apresente os cálculos, ...
ATIVIDADE 1 - RH - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - 54/2023 por IntegrareAcademy2
ATIVIDADE 1 - RH - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - 54/2023ATIVIDADE 1 - RH - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - 54/2023
ATIVIDADE 1 - RH - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - 54/2023
IntegrareAcademy222 vistas
- Qual é a relação entre planejamento e dimensão investigativa no trabalho do... por azulassessoriaacadem3
- Qual é a relação entre planejamento e dimensão investigativa no trabalho do...- Qual é a relação entre planejamento e dimensão investigativa no trabalho do...
- Qual é a relação entre planejamento e dimensão investigativa no trabalho do...
LISTE cinco condições clínicas e para cada uma delas CITE as metas/objetivos ... por azulassessoriaacadem3
LISTE cinco condições clínicas e para cada uma delas CITE as metas/objetivos ...LISTE cinco condições clínicas e para cada uma delas CITE as metas/objetivos ...
LISTE cinco condições clínicas e para cada uma delas CITE as metas/objetivos ...
a. O papel do psicopedagogo no trabalho com o professor para que a aprendizag... por azulassessoriaacadem3
a. O papel do psicopedagogo no trabalho com o professor para que a aprendizag...a. O papel do psicopedagogo no trabalho com o professor para que a aprendizag...
a. O papel do psicopedagogo no trabalho com o professor para que a aprendizag...
Diante do exposto, pesquise em quaisquer fontes de consultas ou in loco em su... por azulassessoriaacadem3
Diante do exposto, pesquise em quaisquer fontes de consultas ou in loco em su...Diante do exposto, pesquise em quaisquer fontes de consultas ou in loco em su...
Diante do exposto, pesquise em quaisquer fontes de consultas ou in loco em su...
A partir de sua análise, responda-seria viável e mais eficiente substituir a ... por IntegrareAcademy2
A partir de sua análise, responda-seria viável e mais eficiente substituir a ...A partir de sua análise, responda-seria viável e mais eficiente substituir a ...
A partir de sua análise, responda-seria viável e mais eficiente substituir a ...
IntegrareAcademy258 vistas
A partir de sua análise, responda: seria viável e mais eficiente substituir a... por azulassessoriaacadem3
A partir de sua análise, responda: seria viável e mais eficiente substituir a...A partir de sua análise, responda: seria viável e mais eficiente substituir a...
A partir de sua análise, responda: seria viável e mais eficiente substituir a...
10_2_A _2_Guerra_mundial_violência.pdf por Vítor Santos
10_2_A _2_Guerra_mundial_violência.pdf10_2_A _2_Guerra_mundial_violência.pdf
10_2_A _2_Guerra_mundial_violência.pdf
Vítor Santos90 vistas
28-11-2023 - Reflexions sessió.pdf por RaulGomez822561
28-11-2023 - Reflexions sessió.pdf28-11-2023 - Reflexions sessió.pdf
28-11-2023 - Reflexions sessió.pdf
RaulGomez82256113 vistas
MAPA - SSOC - FUNDAMENTOS TEÓRICO-FILOSÓFICOS DO SERVIÇO SOCIAL - 54/2023 por IntegrareAcademy2
MAPA - SSOC - FUNDAMENTOS TEÓRICO-FILOSÓFICOS DO SERVIÇO SOCIAL - 54/2023MAPA - SSOC - FUNDAMENTOS TEÓRICO-FILOSÓFICOS DO SERVIÇO SOCIAL - 54/2023
MAPA - SSOC - FUNDAMENTOS TEÓRICO-FILOSÓFICOS DO SERVIÇO SOCIAL - 54/2023
IntegrareAcademy217 vistas
Comunicação e Relações Interpessoais.ppt por IvoPereira42
Comunicação e Relações Interpessoais.pptComunicação e Relações Interpessoais.ppt
Comunicação e Relações Interpessoais.ppt
IvoPereira42121 vistas

Aula 14- 8º GEO -As diferenças e desigualdades das grandes cidades latino-americanas..pptx

  • 1. Geografia – 8º ano Objeto de conhecimento: As diferenças e desigualdades das grandes cidades latino-americanas.
  • 2. AULA 14 CEPAL: SEGREGAÇÃO SOCIOECONÔMICA DAS CIDADES LATINO-AMERICANAS APROFUNDA VIOLÊNCIA A segregação residencial e socioeconômica aprofunda as desigualdades e contribui para a fragmentação social e para os altos níveis de violência que caracterizam muitas cidades latino-americanas e caribenhas, disse a secretária-executiva da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Alicia Bárcena, na abertura da Conferência das Cidades em Santiago, no Chile, na terça-feira (3). Lembrando a urbanização acelerada na América Latina e no Caribe, a chefe da CEPAL afirmou que apesar do significativo progresso rumo à erradicação da pobreza na região, altos níveis de segregação residencial e socioeconômica continuam nas cidades latino-americanas.
  • 3. De acordo com estimativas, até 2030 haverá mais 92 milhões de pessoas vivendo nas cidades latino-americanas e caribenhas. Segundo dados da ONU, quase 80% da população da América Latina e do Caribe vivia em áreas urbanas em 2014, percentual que deve chegar a 85% em 2050. Trata-se da região mais urbanizada do mundo, com 68 cidades de mais de 1 milhão de habitantes que apresentam grandes desafios de gestão urbana, como potencializar a eficiência econômica, combater as desigualdades e alcançar a sustentabilidade ambiental. Segundo Bárcena, nesse contexto, é necessário garantir o direito à cidade como um requisito básico para atingir os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas até 2030. Concluída nesta sexta-feira (6), a Conferência das Cidades focou na implementação regional da Nova Agenda Urbana, uma série de diretrizes para a construção de cidades mais inclusivas, seguras, resilientes e sustentáveis. https://abm.org.br/ods/cepal-segregacao-socioeconomica-das-cidades-latino- americanas-aprofunda-violência/
  • 4. SEGREGAÇÃO SOCIOESPACIAL Toda cidade tem um espaço urbano fragmentado e com diferenciação em sua forma e função. Em muitas cidades, principalmente os grandes centros urbanos, existem diversos “centros” dentro de um mesmo espaço urbano: comerciais, industriais, de lazer, de moradia, etc. Dessa maneira, o espaço urbano vai se fragmentando cada vez mais. Mas não só no aspecto econômico a cidade vai se fragmentando. No aspecto social também. Na verdade, o social e o econômico estarão sempre unidos. O poder público tem grande responsabilidade por essa fragmentação urbana. Em vez de buscar manter certa homogeneidade entre os espaços da cidade, ele faz o contrário. Assim, determinados espaços da cidade possuem melhores condições de infraestrutura e outros não. Algumas partes da cidade recebem bom tratamento de esgoto, rede de água, iluminação pública e transporte coletivo de qualidade. Em outras partes, a população residente não tem asfalto, coleta de lixo, tratamento de esgoto, água encanada, etc.
  • 5. Logicamente, os bairros e os lugares com melhores condições de infraestrutura serão mais valorizados economicamente e se localizarão próximos ao centro da cidade. A população mais pobre não consegue residir nesses locais por não conseguir comprar ou mesmo alugar uma casa nesse bairro valorizado. Espacialmente, os bairros menos valorizados estão localizados na periferia da cidade, lugares distantes do centro (onde se encontra a a maior parte dos serviços e comércio). Ocorre ainda outro processo complementar: além de ser obrigada a morar em lugares distantes, a população ainda sofre com a dificuldade de acesso a equipamentos públicos de lazer ou administrativos, tais como parques ou áreas verdes, hospitais, escolas, creches, praças, etc. https://www.caurj.gov.br/a-favela-da-rocinha-precisa-de-atencao-imediata-do-poder-publico/
  • 6. Esse conjunto de fatores é denominado segregação socioespacial. Ou seja, camadas de população são levadas a morar em lugares distantes, com dificuldades de deslocamento a lugares centrais, seja comércio ou local de trabalho, além de serem desprovidas de equipamentos públicos. A segregação vai estar ligada, portanto, ao uso e ao preço do solo urbano, fazendo com que a população de camadas sociais mais baixas more em lugares longínquos do centro. Assim, existe a dificuldade de acesso aos bens e serviços do espaço urbano. Esse fenômeno é facilmente perceptível na paisagem urbana. Olhe para sua cidade e veja como está ocorrendo a segregação socioespacial. Uma forma de combater essa segregação é a sociedade civil se organizar e reivindicar seus direitos, previstos na Constituição Federal. Do contrário, esse processo só tende a se agravar.
  • 7. ATIVIDADES 1. A respeito do fenômeno da segregação urbana, identifique a sentença incorreta. A) A segregação socioespacial urbana ocorre em virtude de um conjunto de fatores sociais, econômicos, culturais, históricos e raciais no espaço das cidades. B) A marginalização de indivíduos ou grupos sociais nas cidades caracteriza o fenômeno da segregação socioespacial ou segregação urbana. C) A escolha das pessoas é fator preponderante para a periferização. Entre várias opções, a maior parte dos moradores opta por espaços como favelas por terem afinidade cultural. D) A formação de favelas, habitações em áreas irregulares, cortiços e áreas de invasão são exemplos comuns de materialização da segregação urbana.
  • 8. 2. A segregação urbana é consequência direta das relações sociais. Sobre esse tema, avalie as afirmativas a seguir. I) A segregação urbana está relacionada a fatores sociais como o processo de divisão e luta de classes. II) Uma das características comuns aos espaços segregados é a ausência de infraestrutura, como saneamento básico, redes de água tratada e energia, segurança, rede de atendimento de saúde, escolas e creches. III) A ausência de equipamentos de lazer, transportes e educação relaciona-se diretamente com as características culturais dos habitantes de espaços segregados como as favelas. Estão incorretas as alternativas A) I e III. B) I e II. C) II e III. D) Apenas a alternativa III.
  • 9. 3. São exemplos de espaços de segregação involuntária urbana, exceto as/os A) favelas. B) condomínios fechados. C) cortiços. D) áreas de risco ocupadas. 4. Sobre as pessoas que ocupam as áreas de segregação urbana, assinale a alternativa incorreta. A) São indivíduos que, por uma série de fatores sociais e econômicos, recebem baixos salários, o que limita as opções de moradia. B) São grupos de pessoas que não possuem outra alternativa a não ser ocupar esses espaços sem infraestrutura. C) São pessoas que optam voluntariamente por residir nas áreas segregadas. D) São grupos sociais com poucas condições de renda.
  • 10. 5. Os processos de favelização e segregação urbana estão intimamente relacionados e os fatores que os desencadeiam também são comuns. Abaixo estão listadas as causas desses processos de exclusão urbana. I) A segregação urbana e social é um dos fatores para a favelização. II) Planejamento e gestão urbana ineficientes. III) A segregação urbana e a favelização têm origem econômica e cultural. IV) A formação das favelas intensifica a segregação socioespacial. V) Desigualdades socioeconômicas. Estão corretas as alternativas: A) I, II e V. B) Apenas a V. C) I, II, III e IV. D)Todas as alternativas.
  • 11. 6. São comumente reconhecidas como características das favelas as afirmativas abaixo, exceto: A) uma parcela considerável dos terrenos invadidos que deram origem às favelas pertencia ao poder público. B) esses espaços são conhecidos, especialmente pela divulgação da mídia, como territórios com altos índices de violência e marginalização social de seus moradores. C) área de concentração populacional em que os terrenos não foram adquiridos originalmente por meio de relações de compra e venda, mas, sim, invasão de pessoas segregadas urbana e socialmente. D) espaço onde o planejamento e ordenamento urbanos são regra, e a população vive em condições socioespaciais privilegiadas.
  • 12. O que é Saneamento? Saneamento é o conjunto de medidas que visa preservar ou modificar as condições do meio ambiente com a finalidade de prevenir doenças e promover a saúde, melhorar a qualidade de vida da população e à produtividade do indivíduo e facilitar a atividade econômica. No Brasil, o saneamento básico é um direito assegurado pela Constituição e definido pela Lei no 11.445/2007 como o conjunto dos serviços, infraestrutura e instalações operacionais de abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza urbana, drenagem urbana, manejos de resíduos sólidos e de águas pluviais. [...] Ter saneamento básico é um fator essencial para um país poder ser chamado de país desenvolvido. Os serviços de água tratada, coleta e tratamento dos esgotos levam à melhoria da qualidade de vida das pessoas, sobretudo na saúde infantil com redução da mortalidade infantil, melhorias na educação, na expansão do turismo, na valorização dos imóveis, na renda do trabalhador, na despoluição dos rios e preservação dos recursos hídricos, etc.
  • 13. Estudo do Instituto Trata Brasil, por exemplo, mostrou que o Brasil convive com centenas de milhares de casos de internação por diarreias todos os anos (400 mil casos em 2011, sendo 53% de crianças de 0 a 5 anos), muito disso devido à falta de saneamento. Estudo do BNDES estima que 65% das internações em hospitais de crianças com menos de 10 anos sejam provocadas por males oriundos da deficiência ou inexistência de esgoto e água limpa, que também surte efeito no desempenho escolar, pois crianças que vivem em áreas sem saneamento básico apresentam 18% a menos no rendimento escolar. TRATA BRASIL. O que é saneamento? Disponível em: <www.tratabrasil.org.br/saneamento/o-que-e-saneamento>. Acesso em: 15 ago. 2018
  • 14. Constituição do Brasil Artigo 225 – Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações. REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. Constituição de 1988. Disponível em: <www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em: 15 ago. 2018 *Fossa séptica: sistema de tratamento primário de esgoto domiciliar usado em áreas onde não há coleta. 7. Qual é a importância do saneamento básico? Ele é um indicador que denuncia a desigualdade socioespacial em um país? 8. Com base na análise do gráfico estudado neste capítulo e da realidade brasileira, você acha que o artigo 225 da Constituição Federal está sendo respeitado? 9. O Brasil pode ser chamado de país desenvolvido, de acordo com o critério mencionado no texto?
  • 15. Núcleo de Recursos Didáticos- NUREDI Contato: (62) 3243 6756 nuredi@seduc.go.gov.br