Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.

M\u00G2s Contenido Relacionado

También Podría Gustarte

Audiolibros relacionados

Gratis con una prueba de 30 días de Scribd

Ver todo

Gastronomia molecular

  1. 1. DISCUSSÃO DOS RESULTADOS: O artigo em si possui a pretensão de desconstruir o conceito genérico sobre a gastronomia molecular, além de mostrar como novas técnicas e conceitos podiam ser transferidos do laboratório para a cozinha, permitindo melhorar pratos já existentes e criar outros. Explicita-se a convicção de que as grandes criações culinárias continuariam a ser o resultado da imaginação artística, temperada com uma mistura de tradição e empirismo, mas a que se adicionaria uma pitada de ciência. O objetivo geral deste trabalho é de alinhar a etnogastronomia à gastronomia molecular, sem esquecer da estética e das técnicas de manipulação. A metodologia será embasada em duas etapas bem distintas, porém complementares: a 1ª etapa consiste em uma pesquisa bibliográfica sobre o tema e suas categorias chaves no que se refere á estética e às técnicas de manipulação, desde 1980, quando foi descrita a criação da gastronomia molecular; a 2ª etapa tem a pretensão de aliar a etnogastronomia (neste caso a gastronomia e as habilidades culinárias regionais da região Nordeste do Brasil) às técnicas da gastronomia molecular, desconstruindo-a e tornando-a mais acessível. X MOSTRA DE PRÁTICAS INVESTIGATIVAS E EXTENSIONISTAS CURSO DE TECNOLOGIA EM GASTRONOMIA INTRODUÇÃO: . CONSIDERAÇÕES FINAIS: A pesquisa em si mostra que há uma tendência de maior acessibilidade aos produtos oriundos da gastronomia molecular; porém o maior desafio será aliar a etnogastronomia, às técnicas de manipulação e à estética. No caso da comida regional sergipana – pode-se pensar na preparação de um cuzcuz ou de um ensopado de miúdos de carneiro; seguindo a tendência mexicana. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BELTRÃO,F. (2009)-Boas praticas de manipulação de alimentos,SENAI/ES BORGO, M.A.M. et al (2012). A química dos alimentos. Editora SENAC: São Paulo. CASCUDO, L.C. 2012. A história da alimentação no Brasil. Ed. Global: São Paulo. DÓRIA, E.M.N. (2007). Antropologia gastronômica: definições. In: Revela - UCS: Caxias do Sul-RS. GOODMAN, N.(2006) Linguagens da arte: uma abordagem a uma teoria dos símbolos. Lisboa: Gradiva. PELLERANO, J. (2012). Gastronomia molecular: Vinte anos de desconstrução. In: Revista Rosa dos Ventos 5(2) 293-300, abril-jun, 2013. THIAGO, D.J. 2008. Turismo Gourmet. Definições e generalizações. Ed. Canto dos Livros. Belo Horizonte-MG. PALAVRAS-CHAVE: Gastronomia molecular. Acessibilidade. Estética. Manipulação GEON CRUZ; MARCO AURÉLIO SANTANA; MICHAEL HERMANN GARCIA TEIXEIRA* SANTANA, José Wagner Costa de. (Ori.) Práticas Investigativas I, Curso de Graduação Tecnológica em Gastronomia, Turma Matutino, 2013.2, Campus Unit – Farolândia – wagnersantanageo@ig.com.br. *Alunos do Curso de Graduação Tecnológica em Gastronomia - 1º Período, Semestre Letivo 2013.2 - Campus UNIT Farolândia. GASTRONOMIA MOLECULAR: ÁLÉM DA ACESSIBILIDADE, ESTÉTICA E MANIPULAÇÃO um resgate teórico. Em 1980 do século passado, Hervé This, químico francês, iniciou seu interesse na compreensão dos fenômenos que ocorrem quando se cozinha. Mais tarde, em 1988, o químico e gastrólogo francês junto com colaboradores gastrólogos britânicos, iniciaram um trabalho de fusão entre a gastronomia e a química. Tal trabalho demonstrou que muitas técnicas, resultantes de uma aproximação empírica ao longo de séculos, podem ser explicadas com base na composição dos alimentos e alterações físicas e químicas que ocorrem na sua preparação. Este ramo, então, da ciência dos alimentos, que estuda a culinária a nível tanto doméstico como a de restaurante, chamaram “Gastronomia Molecular”. Esta distingue-se das ciências alimentares tradicionais por conta de seu objeto de estudo serem as preparações em pequena escala, e não as industriais, e ainda por considerar a alimentação como um todo: os ingredientes crus, a sua preparação e finalmente a forma como são apreciados pelo cliente. É assim interdisciplinar, envolvendo a química, a física, a biologia e a bioquímica, mas também a fisiologia, a psicologia e a sociologia. A Gastronomia Molecular, além de arte, torna-se uma ciência que procura aprofundar o conhecimento e estuda todos os tipos de cozinha, desde as tradicionais às de vanguarda. Como em todas as ciências, os conhecimentos alcançados refletem-se em novas aplicações práticas e experimentais. Seja pelo aperfeiçoamento de técnicas tradicionais ou a introdução de novas técnicas, como a cozinha a baixas temperaturas; ou o uso de ingredientes menos tradicionais como é o caso de uma vasta gama de agentes gelificantes, espessantes e corantes de origem natural ou do nitrogênio líquido em sua aplicação em panificação e confeitaria. A pesquisa em si no primeiro momento coloca que há uma desconstrução e uma maior acessibilidade da gastronomia molecular para um público de menor poder aquisitivo menor. A este fenômeno se dá o nome de “mexicanização”, que implementou tal tendência, ainda resistente na Europa, sobretudo na França e Espanha, onde a esta tipificação da gastronomia ainda é forte. Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now.

×