Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.

Jornal a tarde (salvador) 2

1.228 visualizaciones

Publicado el

  • Inicia sesión para ver los comentarios

  • Sé el primero en recomendar esto

Jornal a tarde (salvador) 2

  1. 1. SALVADOR DOMINGO 13/3/2011 EMPREGOS&NEGÓCIOS 3OPORTUNIDADE Empresários que desejam investir em produtos e serviços destinados para as crianças precisam apostar no diferencialCriação de marca voltada para público infantilexige cuidados especiais com design e segurança Fotos Aristeu Chagas / Ag. A TARDEVANESSA ALONSO material e as cores. com a segurança que faz da apo- complementa a empresária, A experiência não termina aí. sentada Tânia Regina, 60, clien- que também aproveita as datasTransformar o momento da Na hora de experimentar, tudo te assídua da brinquedoteca comemorativas como o Dia dascompra ou do corte de cabelo vira uma diversão. Com cadeiras Brinkids, também no Shopping Crianças para lucrar mais ao con-numa verdadeira brincadeira é o e mesas baixas, a garotada po- Paralela. A cada dois meses ela tratar equipes de entretenimen-grande diferencial dos empre- de se entreter com brinquedos e leva a neta Maria Eduarda, de 2 to especializado.sários que desejam investir em livros, até a escolha do modelo anos, para o local de 66m², on-produtos e serviços para ó pú- ideal com ajuda de vendedoras de pode brincar e fazer amiza- Direcionamentoblico infantil. Afinal, qual criança devidamente fantasiadas e se- des, enquanto os pais passeiam Para o professor de marketingnão se sente bem em um local lecionadas por conta da alegria no shopping. da Universidade Corporativa,com brinquedos e livros ao al- e entusiamo no atendimento. “Temos que levar em consi- Júlio César Santos, um dos prin-cance das mãos? “Desde a inauguração no deração primeiro a segurança cipais aspectos para a atração da Foi assim que a dona da loja Shopping Paralela, há dois física, e depois os brinquedos clientela infantil é a comunica-de calçados infantis Peraltinha, anos, registramos crescimento serem atrativos. Além disso, é ção dos produtos e serviços queSolange Moura, conseguiu abrir de 5% ao mês”, revela a em- bom porque aqui tem amigos deve ser direcionada para cha-três unidades em cinco anos. presária, que em sua estratégia para ela brincar”, avalia a avó, mar a atenção da garotada.Depois de inaugurar sua primei- também leva em conta a se- que passa em média três horas “A comunicação se dá maisra loja no Shopping Estrada do gurança. No lugar de prateleiras no local. pelas sensações. As crianças têmCoco no ano de 2006, ela já de vidro são usados materiais Tal cuidado, com a oferta de uma percepção diferente, maisconta com outros dois empre- em acrílico e móveis com pontas monitores especializados no tra- desenvolvida pelos aspectos vi-endimentos na cidade e só tem arredondadas, sem quinas, pa- tamento das crianças, tem ren- suais. As cores, por exemplo,a comemorar. ra evitar acidentes. dido bons frutos à empresária Eli chamam muita atenção”, expli- É justamente a preocupação Belo, administradora da Brin- ca o especialista.Vitrine adaptada kids. Além da taxa de R$ 15 para Segundo ele, a estratégia uti-“Antigamente não tinha loja de 30 minutos nos brinquedos, há- lizada deve levar em conta asapatos específica para crianças. também o pacote vip por R$ criança como cliente potencial,Eram mais voltadas para os pais, 150, com direito a 600 minutos por meio do marketing indivi-e não viam a criança como clien- na estrutura. dualizado, conhecido como onete. Os produtos ficavam na vi- Qual criança não “Em média vendemos 13 pa- to one. “A ideia é diferente dotrine, elas não podiam interagircom eles”, avalia a empresária, se sente bem em cotes por mês. Nossa expecta- tiva de crescimento é de 20% marketing de massa, que prio- riza vender mais para mais con-que montou o local pensando um local com para 2011”, comemora Eli, que sumidores. Neste caso, o ideal éna independência do público regista faturamento médio vender mais produtos para ummirim ao fazer suas próprias brinquedos e livros anual de R$ 280 mil. “Temos tipo específico de consumidor ecompras. Com prateleiras bai-xas e sem vidros, eles podem ao alcance das planos de dobrar o tamanho em 2012, pois hoje só conseguimos oferecer grande variedade de opções para a clientela”, com-escolher o sapatinho, sentir o mãos? receber 30 crianças por hora”, Tânia se diverte com a neta Maria Eduarda em brinquedoteca plementa. NEGÓCIO SEGMENTADO PELA IDADE DA CRIANÇA DE 0 A 4 ANOS O produto não é entendido conforme seus atributos físicos, mas a partir das experiências sensoriais. A criança observa aquilo que o objeto faz e entende o produto se puder tocá-lo e se tiver um contato sensorial com ele DE 4 A 5 ANOS As crianças já são capazes de identificar um nome de marca a partir de elementos como o logotipo, a forma da palavra ou a presença de uma determinada letra conhecida que permitirá reconstruir o nome da marca AOS 6 ANOS As crianças são capazes de citar pelo menos um nome de marca por cada categoria de produto DE 7 AOS 8 ANOS A criança tem um bom conhecimento sobre as marcas e entende sua finalidade comercial. Estabelecem as categorias nas quais geralmente uma só marca constitui a sua representante ideal. Para elas existe a marca e “o resto”; ou seja, as dos adultos DE 7 AOS 11 ANOS Ela não apenas toma conhecimento do produto ou da marca sob as aparências externas, mas é Solange capaz de formular julgamento Moura investiu que integra dimensões mais para adaptar abstratas. Além disso, as loja e garantiu primeiras experiências de clientela consumo permitem à criança infantil enriquecer sua percepção dos produtos e das marcas. FONTE Júlio César Souza, professorPequenos são clientes em potencial que A segurança daacabam atraindo os pais para as compras criança é o primeiro item a ser levadoAs crianças são clientes em po- gar valor à marca. “Os serviços ças, professores e pedagogos à em consideraçãotencial e não somente os pais.Isso é o que os empresários de- que aliam entretenimento e educação são as grandes ten- loja inaugurada há três meses. “Nosso faturamento me surpre- para investir novem ter em mente ao criar um dências do momento. Jogos endeu em janeiro, que costuma segmentonegócio voltada especialmente educacionais qualificados é o ser um mês fraco. Nossa pre-para os pequenos. que há de mais moderno”, ga- visão é de faturar mensalmente “Às vezes os pais ficam sen- rante o professor de marketing R$ 120 mil nos próximos doistados no sofá do shopping, a Júlio César Santos. anos”, calcula Caroline.criança entra na loja e depoistraz eles. A criança não tem odinheiro, mas conquistando ela, Brinquedos educativos Não foi à toa que as irmãs Fer- Segundo as empresárias, os livros infantis e as casinhas de madeira são os maiores suces- R$ 120 milconquistamos os pais. É por isso nanda e Caroline Souto decidi- sos entre a criançada. “Tivemos é o valor que as irmãsque temos que pensar na crian- ram trazer a franquia paulista que fazer quatro novos pedidos Fernanda e Caroline Soutoça primeiro”, analisa a vende- Zastras Brinquedos para Salva- de casinhas em dois meses. Elas pretendem faturardora da loja Zastras Brinquedos, dor. Com foco em brinquedos variam entre R$ 150 e R$ 430”, mensalmente nos próximosAndreia Silva. educativos sobre reciclagem e as disse Fernanda, que também dois anos com a loja da Por outro lado, não é qual- operações matemáticas, por pretende incluir no catálogo franquia paulista Zastrasquer divertimento que irá agre- exemplo, elas visam atrair crian- brinquedos em braile. Andreia constata: “Conquistando a criança, conquistamos os pais” Brinquedos, em Salvador

×