Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.
Andrezza Oliveira Barros
ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO EM
URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
URGÊNCIA X EMERGÊNCIA
DINÂMICA DA PRÁTICA
EMERGENCIAL
SOLIDÃO
ANGÚSTIA
SOFRIMENTO
TRISTEZA
MEDO
DESESPERO
Além do sofrimento do
CLIENTE , existe uma
família que tende a
estar angustiada,
necessitando
também de auxílio e
acolhime...
EU NÃO QUERO NEM VER!!!
DIVERSIDADE
DE CASOS
GRAVIDADE
DEFICIÊNCIA
DE RECURSOS
HUMANOS
NÚMERO
EXCESSIVO
DE
USUÁRIOS
ACESSO
RESTRITO
ESCASSEZ
DE
RE...
QUAIS AS COMPETÊNCIAS DO
ENFERMEIRO DE EMERGÊNCIA E
URGÊNCIA?
PADRÕES DA PRÁTICA DE ENFERMAGEM
EM EMERGÊNCIA
COMPETÊNCIA
MÍNIMA
ESPECIFICIDADE
EM EMERGÊNCIA
ÁREA BEM
DELIMITADA
2
NÍVEI...
FUNÇÃO DO PROFISSIONAL
ASSISTÊNCIA
DIRETA
PLANEJAMENTO
EDUCAÇÃO
ENFERMEIRO
EMERGENCISTA
REQUISITOS FUNDAMENTAIS PARA
ATUAÇÃO NA ÁREA
PERFIL
CAPACITAÇÃO
COMPROMISSO
ENFERMEIRO
EMERGENCISTA
PERFIL DE UM BOM ENFERMEIRO
EMERGENCISTA
LIDERANÇA
PERFIL DE UM BOM ENFERMEIRO
EMERGENCISTA
COMUNICAÇÃO
PERFIL DE UM BOM ENFERMEIRO
EMERGENCISTA
PERFIL DE UM BOM ENFERMEIRO
EMERGENCISTA
LOCAIS DE ATUAÇÃO
ENFERMEIRO
EMERGENCISTA
PRÉ-
HOSPITALAR
INTRA-
HOSPITALAR
LOCAIS DE ATUAÇÃO
LOCAIS DE ATUAÇÃO
ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NAS
URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS
PRÉ-
ATENDIMENTOACOLHIMENTO
REGULAÇÃO DO
FLUXO E
HUMANIZAÇÃO
HUMANIZAÇÃO
SOBRECARGA + SUCATEAMENTO
HUMANIZAÇÃO
Aula 1 - Urgência e emergência
Próxima SlideShare
Cargando en…5
×

Aula 1 - Urgência e emergência

24.317 visualizaciones

Publicado el

Material inicial sobre assistência de enfermagem nas urgências e emergências

Publicado en: Ciencias
  • Sé el primero en comentar

Aula 1 - Urgência e emergência

  1. 1. Andrezza Oliveira Barros ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO EM URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
  2. 2. URGÊNCIA X EMERGÊNCIA
  3. 3. DINÂMICA DA PRÁTICA EMERGENCIAL
  4. 4. SOLIDÃO ANGÚSTIA SOFRIMENTO TRISTEZA MEDO DESESPERO
  5. 5. Além do sofrimento do CLIENTE , existe uma família que tende a estar angustiada, necessitando também de auxílio e acolhimento dos profissionais.
  6. 6. EU NÃO QUERO NEM VER!!!
  7. 7. DIVERSIDADE DE CASOS GRAVIDADE DEFICIÊNCIA DE RECURSOS HUMANOS NÚMERO EXCESSIVO DE USUÁRIOS ACESSO RESTRITO ESCASSEZ DE RECURSOS
  8. 8. QUAIS AS COMPETÊNCIAS DO ENFERMEIRO DE EMERGÊNCIA E URGÊNCIA?
  9. 9. PADRÕES DA PRÁTICA DE ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIA COMPETÊNCIA MÍNIMA ESPECIFICIDADE EM EMERGÊNCIA ÁREA BEM DELIMITADA 2 NÍVEIS DE COMPETÊNCIA
  10. 10. FUNÇÃO DO PROFISSIONAL ASSISTÊNCIA DIRETA PLANEJAMENTO EDUCAÇÃO ENFERMEIRO EMERGENCISTA
  11. 11. REQUISITOS FUNDAMENTAIS PARA ATUAÇÃO NA ÁREA PERFIL CAPACITAÇÃO COMPROMISSO ENFERMEIRO EMERGENCISTA
  12. 12. PERFIL DE UM BOM ENFERMEIRO EMERGENCISTA
  13. 13. LIDERANÇA PERFIL DE UM BOM ENFERMEIRO EMERGENCISTA
  14. 14. COMUNICAÇÃO PERFIL DE UM BOM ENFERMEIRO EMERGENCISTA
  15. 15. PERFIL DE UM BOM ENFERMEIRO EMERGENCISTA
  16. 16. LOCAIS DE ATUAÇÃO ENFERMEIRO EMERGENCISTA PRÉ- HOSPITALAR INTRA- HOSPITALAR
  17. 17. LOCAIS DE ATUAÇÃO
  18. 18. LOCAIS DE ATUAÇÃO
  19. 19. ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NAS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS PRÉ- ATENDIMENTOACOLHIMENTO REGULAÇÃO DO FLUXO E HUMANIZAÇÃO
  20. 20. HUMANIZAÇÃO SOBRECARGA + SUCATEAMENTO
  21. 21. HUMANIZAÇÃO

×