Se ha denunciado esta presentación.
Se está descargando tu SlideShare. ×

Projeto de Normas de Melhoria Continua de Processos de Desenvolvimento de Software.pdf

Anuncio
Anuncio
Anuncio
Anuncio
Anuncio
Anuncio
Anuncio
Anuncio
Anuncio
Anuncio
Anuncio
Anuncio

Eche un vistazo a continuación

1 de 12 Anuncio

Más Contenido Relacionado

Más reciente (20)

Anuncio

Projeto de Normas de Melhoria Continua de Processos de Desenvolvimento de Software.pdf

  1. 1. Projeto de Normas de Melhoria Continua de Processos de Desenvolvimento de Software José Luiz Ferreira de Souza | Matricula: 2021022470 Rafael Pereira de Castro | Matricula: 2021007562 Victor Moraes de Aragão | Matricula: 2020006918 Professora: Lina Maria Garces Rodriguez EQUIPE 6 : TEMA CMMI Engenharia de Software 2
  2. 2. Objetivo da norma; História da criação da norma (quem criou, há quanto tempo, onde, etc..); Etapas, estratégias, organização da norma para garantir a qualidade do processo de desenvolvimento de software; Benefícios de usar a norma; Desafios ao implementar a norma; O que uma empresa deve fazer para obter a certificação na norma; Tem certificações no Brasil? O que é necessário fazer para ter a certificação? Exemplos de empresas brasileiras certificadas na norma; Relato de experiência de alguma empresa certificada ou em processo de certificação; Material complementar; Lista de referências (livros, sites, artigos) utilizados na pesquisa. FOCO DO TRABALHO: CMMI TÓPICOS QUE SERÃO TRATADOS:
  3. 3. Um conjunto de práticas desenhadas como um Framework de melhoria do processo. Dita etapas e passos de atividades de uma maneira organizada e exemplificada a serem seguidos para obter um produto de software com segurança e qualidade. Tradução: Modelo de Maturidade e Capacidade Integrado Com intuito de sempre indicar o que fazer e não como ou quem, deixando sugestões, mas em aberto para a empresa decidir do seu jeito seus afazeres de fato. Contém também métodos de avaliação para cada característica do processo.
  4. 4. 1987 2000 2010 1991 2006 2016 2013 CMMI V1.0 Liberado o primeiro modelo CMMI com a intenção de eliminar o problema de usar múltiplos CMMs CMMI V1.3 Liberado nova versão do modelo que inclui CMMi- DEV, CMMI-SVC e CMMI-ACQ SWCMM V1.0 Primeira versão de CMM para software. CMMI-DEV V1.2 Cria o conceito de "constelações CMMi" e é liberada a versão 1.2 do CMMi para desenvolvimento CMMI Institute é adquirido pelo ISACA. Fundado o CMMI Institute. Evolução do CMMI
  5. 5. APRAISAL METHOD MODEL TRAINING & CARTIFICA TIONS ADOPTION GUIDANCE SYSTEM & TOOLS CMMI V2.0 INCLUI UM CONJUNTO DE FERRAMENTAS O modelo CMMI V2.0 Método de avaliação CMMI 2.0 Treinamentos e certificações Novos sistemas e ferramentas Guias passo a passo para adoção e transição para o CMMI 2.0
  6. 6. FAZENDO Produzir e entregar soluções GERENCIANDO Planejar e gerenciar implementações de soluções DISPONIBILIZANDO Apoiar a implementação e entrega MELHORANDO Manter e melhorar o desempenho Categoria Áreas de capacidade Áreas de praticas Práticas Estrutura do CMMI V2
  7. 7. .............................................................................................................................................. .......................................................................................................................................... .......................................................................................................................................... .......................................................................................................................................... .......................................................................................................................................... ........................................................................................................................................................ 5 4 3 2 1 0 Estável e flexível Medido e controlado Mais proativo do que reativo Gerenciado a nível de projeto Imprevisível e reativo Ad hoc e desconhecido NÍVEIS - CMMI V2 NÍVEIS DE CAPACIDADE APLICADOS A CADA ÁREA DE PRÁTICA ORGANIZADAS EM UM CAMINHO EVOLUTIVO DE NÍVEIS 1 A 5 PARA MELHORAR O RENDIMENTO DE CADA ÁREA DE PRÁTICA NÍVEIS DE MATURIDADE CONJUNTOS PRÉ-DEFINIDOS DE ÁREAS DE PRÁTICAS E NÍVEIS DE CAPACIDADE. CAMINHO RECOMENDADO PARA MELHORAR O DESEMPENHO DA ORGANIZAÇÃO. Otimização Gerenciado quantitativamente Definido Gerenciado Inicial Incompleto
  8. 8. N1 N2 N3 Exemplo da área de prática: Desenvolvimento e gestão de requisitos Área de prática PROPÓSITO: FAZER UMA DOCUMENTAÇÃO DOS REQUISITOS BEM ESPECÍFICA E VERIFICAR SE ESTÁ TUDO CORRETO PARA O INÍCIO DO DESENVOLVIMENTO. VALOR: NÃO FALTAR DADOS IMPORTANTES E NEM OCORRÊNCIA DE ERROS NO DESENVOLVIMENTO. OBTENDO UMA QUALIDADE FIXA E EFICAZ DO PRODUTO GP 1.1 GP 2.1 GP 2.2 GP 3.1 Grupos de práticas
  9. 9. DESENVOLVIMENTO (CMMI-DEV) SERVIÇOS (CMMI-SVC) GESTÃO DO FORNECEDOR (CMMI-SPM) CMMI E SUAS VISÕES Áreas de prática do CMMI 2.0
  10. 10. Benchmark Sustainment Evaluation CMMI V2 - E suas formas de avaliação Três tipos de avaliação São escolhidos de forma aleatória por um sistema, apenas algumas áreas menores e não todos os projetos da empresa para serem avaliados. Uma observação: Os participantes da equipe também são avaliados e precisam ser aprovados no exame “CMMI Associate” para que recebam seu certificado.
  11. 11. Fim da apresentação.

×