Introdução     Com    este   trabalho,   pretendemos   dar    a conhecer    os    diferente   métodos   para      um plane...
Índice1- Capa2- Introdução3,4,5-Planeamento Familiar6,7-Métodos de Planeamento Familiar (métodos  naturais)8,9-Métodos Art...
O    Planeamento      Familiar        requer    uma     paternidade  responsável, onde haja diálogo entre o casal sobre co...
Nenhum adolescente deve começar a sua vida sexual ativasem pensar na possibilidade de haver uma gravidez.     Se a decisão...
Métodos de planeamento familiar Métodos Naturais:Existem dois métodos naturais:    O Método da Ovulação – Bilings    O ...
Na fase fértil, a mulher produz no colo do útero um mucochamado “muco fértil”, que desce pela vagina até ao exterior.Esse ...
 Métodos Artificiais (contracetivos):Métodos químicos (hormonais)   Pílula contracetiva;   Injeção mensal ou trimestral...
Os métodos hormonais impedem a ovulação tornando amulher infértil. A pílula tem de ser tomada todos os dias, àmesma hora m...
 Métodos de Barreira:    Preservativo;    Diafragma;    Espermicidas        Os métodos de barreira impedem a passagem ...
 Método de Intervenção:   Dispositivo Intrauterino  O Dispositivo Intrauterino é um pequeno aparelho de metal ou    plás...
 Métodos cirúrgicos:    Laqueação das trompas;    Vasectomia   A     laqueação    de   trompas     consiste   na    obs...
Educação sexual      Para muitos a vida é andar com um preservativo em cada mão, para aproveitar as oportunidades que vão ...
Conclusão      Este trabalho foi complicado tendo em conta o assunto, mas o grupo esforçou-se e tentou fazer o melhor poss...
Trabalho realizado por: Sofia Freitas nº2 Ângela Fernandes nº3 Carina Magalhães nº4 Carlos Silva nº5 Luís Silva nº15 ...
Planeamento familiar
Próxima SlideShare
Cargando en…5
×

Planeamento familiar

11.113 visualizaciones

Publicado el

  • Sé el primero en comentar

Planeamento familiar

  1. 1. Introdução Com este trabalho, pretendemos dar a conhecer os diferente métodos para um planeamento familiar responsável e saudável. A sexualidade não é um assunto fácil, mas da melhor forma tentamos fazer este trabalho.
  2. 2. Índice1- Capa2- Introdução3,4,5-Planeamento Familiar6,7-Métodos de Planeamento Familiar (métodos naturais)8,9-Métodos Artificiais10-Métodos de Barreira11-Métodos de Intervenção12-Métodos Cirúrgicos13-Educação Sexual14-Conclusão15-Bibliografia16-Realizadores do Trabalho
  3. 3. O Planeamento Familiar requer uma paternidade responsável, onde haja diálogo entre o casal sobre como viver o amor que os une, sobre as decisões a tomar, sobre o número de filhos desejados e o espaço de nascimento entre eles. Antes de tomar uma decisão sobre o método de planeamento familiar a adoptar, o casal deve procurar informações sobre: O funcionamento; As vantagens e desvantagens; O efeito sobre a saúde; A eficácia de todos os métodos existentes.
  4. 4. Nenhum adolescente deve começar a sua vida sexual ativasem pensar na possibilidade de haver uma gravidez. Se a decisão for iniciar relações sexuais devem ter ematenção, que métodos de prevenção utilizar e ainda pensar naresponsabilidade do planeamento familiar, englobando o númerode filhos e o momento certo para o nascimento desses, cabe aocasal tomar essas decisões.
  5. 5. Métodos de planeamento familiar Métodos Naturais:Existem dois métodos naturais:  O Método da Ovulação – Bilings  O Método Sinto-Térmico Estes métodos baseiam-se na observação, feita pela mulher, de sinais que o seu corpo emite e que lhe permitem identificar os dias em que está fértil e aqueles em que está infértil. O homem está sempre fértil. Durante o seu ciclo a mulher encontra-se numa fase fértil (pode engravidar se tiver relações sexuais) e noutra infértil (não pode engravidar).
  6. 6. Na fase fértil, a mulher produz no colo do útero um mucochamado “muco fértil”, que desce pela vagina até ao exterior.Esse muco mantém os espermatozóides vivos no seu corpo, nãohavendo esta substância a mulher não pode engravidar. O método Billings consiste na observação da existência domuco fértil, com vista a determinar o período fértil da mulher. Mas se o casal quiser evitar uma gravidez, então não poderáter relações sexuais na fase fértil da mulher. Também para oscasais que têm dificuldade em engravidar, estes métodos serãouma grande ajuda, pois permitem identificar os dias demenstruação em que existe mais probabilidade de engravidar.
  7. 7.  Métodos Artificiais (contracetivos):Métodos químicos (hormonais)  Pílula contracetiva;  Injeção mensal ou trimestral;  Implante;  Adesivo;  Anel vaginal
  8. 8. Os métodos hormonais impedem a ovulação tornando amulher infértil. A pílula tem de ser tomada todos os dias, àmesma hora mas ser eficaz. A injeção não deve ser tomada por adolescentes. A implantação é uma vareta de silicone colocada debaixo dapele do braço. Tem a duração de 3 meses. O adesivo é colocado numa zona do corpo onde a roupa nãofaça fricção. O anel vaginal é inserido dentro da vagina. Está embebidoem hormonas e previne a ovulação.
  9. 9.  Métodos de Barreira:  Preservativo;  Diafragma;  Espermicidas Os métodos de barreira impedem a passagem dos espermatozóides para o útero onde está o óvulo durante as 24 horas que se seguem à ovulação. Estes métodos devem ser utilizados em conjunto com um espermicida (sob forma de óvulos, creme ou espuma) que são colocados no interior da vagina ou usados para untar o preservativo ou o diafragma. Estes métodos têm poucos efeitos secundários, por vezes o látex ou os espermicidas podem provocar alergias. O preservativo masculino é o único método que ajuda a evitar a passagem de doenças sexualmente transmissíveis.
  10. 10.  Método de Intervenção:  Dispositivo Intrauterino O Dispositivo Intrauterino é um pequeno aparelho de metal ou plástico que é colocado no interior do útero por um médico, que dificulta a passagem dos espertezoídes mas nem sempre evita a fecundação. Nunca deve ser colocado numa mulher que nunca tenha tido filhos antes.
  11. 11.  Métodos cirúrgicos:  Laqueação das trompas;  Vasectomia A laqueação de trompas consiste na obstrução das trompas, impossibilitando o encontro dos espermatezoídes com o óvulo. A vasectomia bloqueia os canais que conduzem os espermatezoídes desde os testículos até ao pénis do homem.
  12. 12. Educação sexual Para muitos a vida é andar com um preservativo em cada mão, para aproveitar as oportunidades que vão surgindo em cada esquina. O sexo não é apenas uma relação física, não existe preservativo que torne alguém livre às consequências emocionais e afectivas de uma vida sexual com vários parceiros e prematuramente iniciada. O sexo não pode ser apenas o prazer, tem de se ter a responsabilidade e compromisso, que só se pode realizar plenamente no casamento.
  13. 13. Conclusão Este trabalho foi complicado tendo em conta o assunto, mas o grupo esforçou-se e tentou fazer o melhor possível o trabalho. Esperemos ter esclarecido algumas dúvidas ou ter dado novos conhecimentos. Achamos este assunto “Planeamento Familiar” muito útil para o futuro.
  14. 14. Trabalho realizado por: Sofia Freitas nº2 Ângela Fernandes nº3 Carina Magalhães nº4 Carlos Silva nº5 Luís Silva nº15 8ºC 2011/2012

×