Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.

o jogo da vida

uma palestra em slide do professor Sérgio Osório, estudioso da bilbia, historia da igreja adventista e sociedades secretas ..

  • Sé el primero en comentar

o jogo da vida

  1. 1. O JOGO DA VIDA
  2. 2. “Até quando, ó simples, amareis a simplicidade? E vós escarnecedores, desejareis o escárnio? E vós insensatos, odiareis o conhecimento? Atentai para a minha repreensão; pois eis que vos derramarei abundantemente do meu espírito e vos farei saber as minhas palavras. Entretanto, porque Eu clamei e recusastes; e estendi a minha mão e não houve quem desse atenção, antes rejeitastes todo o meu conselho,
  3. 3. e não quisestes a minha repreensão, também de minha parte Eu me rirei na vossa perdição e zombarei, em vindo o vosso temor. Vindo o vosso temor como a assolação, e vindo a vossa perdição como uma tormenta, sobrevirá a vós aperto e angústia. Então clamarão a Mim, mas Eu não responderei; de madrugada me buscarão, porém não me acharão. Porquanto odiaram o conhecimento; e não preferiram o temor do Senhor:
  4. 4. Não aceitaram o meu conselho, e desprezaram toda a minha repreensão. Portanto comerão do fruto do seu caminho, e fartar-se-ão dos seus próprios conselhos. Porque a comodidade dos simples os matará, e a prosperidade dos tolos os destruirá. Mas o que me der ouvidos habitará em segurança, e estará livre do temor do mal. PROVÉRBIOS 1:22 a 33 (KJV)
  5. 5. COMENTÁRIO Este texto fala dos simples e dos insensatos ou tolos. Eles não dão ouvidos à repreensão de Deus, não querem o conhecimento que vem de Deus. Os simples preferem a comodidade, e os tolos a prosperidade.
  6. 6. “Um homem prudente prevê o mal e esconde-se; mas os simples vão em frente e sofrem a pena”. Provérbios 27:12 (KJV) Neste contexto, os “simples” são aqueles que não preveem, ou não discernem o mal. Seguem seu caminho como se nada de mal fosse acontecer, mas depois sofrem as consequências, como aconteceu aos antediluvianos no tempo de Noé.
  7. 7. “Um imenso sacrifício foi feito pelo querido Filho de Deus, para que pudesse resgatar o homem decaído e exaltá-lo à Sua mão direita, torna- lo herdeiro do mundo e possuidor de glória. Palavras são insuficientes para expressar o valor da herança imortal. A glória, a riqueza e a honra oferecidas pelo Filho de Deus são de infinito valor, e está além da capacidade humana ou mesmo dos anjos alcançar uma exata compreensão de sua dignidade, excelência e magnificência. Testemunhos para a Igreja, vol. 2, pp. 40-42
  8. 8. Se os homens, mergulhados em pecado e degradação recusarem esses favores celestiais, negarem-se a uma vida de obediência, pisotearem os graciosos convites da graça e escolherem as mesquinhas coisas deste mundo, porque são visíveis e convenientes à sua alegria presente, e seguirem o caminho do pecado, Jesus tomará as providências registradas na parábola. (ver Lucas 14:16- 24). Esses não provarão Sua glória, e o convite será estendido a outra classe.
  9. 9. Aqueles que escolherem desculpar-se e continuar em pecado e conformidade com o mundo, serão abandonados a seus ídolos. Virá o dia quando eles não pedirão para serem desculpados, quando ninguém desejará ser desculpado. Quando Cristo vier em Sua glória e na glória de Seu Pai, com todos os anjos em cortejo, escoltando-O e com vozes de triunfo, enquanto melodias encantadoras soarem aos ouvidos, todos então estarão interessados; não haverá nenhum espectador indiferente. Especulações não absorverão a mente.
  10. 10. Os mesquinhos pilares de ouro que haviam enfeitiçado seus olhos, não são mais atraentes. Os palácios que homens orgulhosos construíram e que foram seus ídolos foram abandonados com aversão e desgosto. Ninguém pleiteia por suas terras, bois, pela esposa recém-casada, como razão para ser desculpado de partilhar da glória que irrompe diante de sua atônita visão. Todos a desejam agora, mas sabem que não é para eles.
  11. 11. Em séria e angustiante oração clamam para que Deus não os abandone. Os reis, os poderosos, os altivos, os orgulhosos, os homens comuns, semelhantemente se curvam sob a pressão do pesar, da desolação, da miséria inexprimível. Orações angustiosas escapam de seus lábios: misericórdia! misericórdia! Salvem-nos da ira de um Deus ofendido! Uma voz lhes responde com terrível distinção, austeridade e majestade: “Mas, porque clamei, e vós recusaste; porque estendi a Minha mão, e não houve quem desse atenção; antes,
  12. 12. rejeitaste todo o Meu conselho e não quiseste a Minha repreensão; também Eu Me rirei na vossa calamidade, e zombarei quando vier o vosso temor” (Prov. 1:24-26). Nesse tempo reis e nobres, poderosos e pobres e homens comuns, semelhantemente, clamarão muito amargamente. Aqueles que nos dias de sua prosperidade desprezaram a Cristo e Seus humildes seguidores, homens que não se curvaram a Cristo, que odiaram Sua desprezada cruz, estão agora prostrados no lamaçal.
  13. 13. Sua grandeza os deixou de vez e eles não hesitam em prostrar-se por terra, aos pés dos santos. Então compreendem com terrível amargor que estão comendo do fruto que eles mesmos plantaram, e estão cheios de suas próprias artimanhas. Em sua pretensa sabedoria, voltaram os olhos da eterna e sublime recompensa, rejeitaram os atrativos celestiais e os trocaram por lucros terrenos.
  14. 14. O resplendor e o falso brilho terreno os fascinaram e em sua suposta inteligência tornaram-se tolos. Eles exultaram na prosperidade mundana, pensando que suas vantagens terrenas eram tão grandes que poderiam, através delas, recomendar-se a Deus e assegurar o céu”(ver Prov. 1:32). Testemunhos para a Igreja, vol. 2, pp. 40-42
  15. 15. Logo depois da parábola dos convidados, relatada em Lucas 14:15-24, Jesus fala do preço do discipulado:
  16. 16. “Se alguém vier a Mim, e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. E qualquer que não levar a sua cruz, e não vier após Mim, não pode ser Meu discípulo”. Lucas 14:26 e 27 “Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser Meu discípulo”. Lucas 14:33.
  17. 17. “Quem ama o pai ou a mãe mais do que a Mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a Mim não é digno de Mim. E quem não toma a sua cruz, e não segue após Mim, não é digno de Mim. Quem achar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a sua vida, por amor de Mim, achá-la-á”. Mateus 10:37-39
  18. 18. “Se alguém quiser vir após Mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-Me. Porque qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, mas, qualquer que perder a sua vida por amor de Mim e do evangelho, esse a salvará”. Marcos 8:34 e 35 “Lembrai-vos da mulher de Ló. Qualquer que procurar salvar a sua vida, perdê-la-á, e qualquer que a perder, salvá-la-á”. Lucas 17:32 e 33.
  19. 19. O QUE CRISTO QUIS DIZER COM: “ACHAR” ou “SALVAR” A VIDA? No contexto dos versos anteriores, “achar” a vida é não satisfazer as condições do discipulado, ou seja, é deixar de levar a própria cruz, é deixar de negar-se a si mesmo. É não morrer para o “eu”, não abandonar os ídolos acariciados. É amar mais o mundo do que a Deus, como fez a mulher de Ló. É querer a comodidade como fazem os simples, e a prosperidade como fazem os tolos (ver Prov. 1:32).
  20. 20. “Por amor a Mim e do evangelho”. Esta é a motivação – por amor a Cristo. “...Por amor de Ti somos entregues à morte todo o dia...”. Romanos 8:36 QUAL DEVE SER A MOTIVAÇÃO PARA TOMARMOS A NOSSA CRUZ?
  21. 21. O que acontecerá com aqueles que não querem que Cristo reine sobre eles?
  22. 22. “E, chamando dez servos seus, deu-lhes dez minas, e disse-lhes: Negociai até que eu venha. Mas os seus concidadãos odiavam-no, e mandaram após ele embaixadores, dizendo: Não queremos que este reine sobre nós. ...E quanto àqueles meus inimigos que não quiseram que eu reinasse sobre eles, trazei-os aqui, e matai-os diante de mim.” Lucas 19: 14 e 27
  23. 23. “Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida”. I João 5:12
  24. 24. COMO SE JOGA O JOGO DA VIDA?
  25. 25. “A consagração de sua parte deve ser inteira. Deus não admitirá nenhuma reserva, nenhum sacrifício dividido; não podes acariciar nenhum ídolo. Tu deves morrer para o eu e para o mundo. Renove sua consagração a Deus diariamente. A vida eterna é digna de um esforço incansável, perseverante, e por toda a vida.” Testemunhos para a Igreja, vol. 2, p. 49
  26. 26. “Sua energia e perseverança em aperfeiçoar um caráter Cristão deveriam ser tão maiores do que a demonstrada em qualquer outro empreendimento quanto as coisas da eternidade são de maior importância que os assuntos temporais”. Testemunhos para a Igreja, vol. 4, p. 543.
  27. 27. “Se estiveres lutando pela herança imortal com uma seriedade, energia, e zelo proporcionais ao seu valor, então tu podes ser um bom candidato para a vida eterna, um herdeiro da glória.” Testemunhos para a Igreja, vol. 1, p. 699
  28. 28. “Nossos esforços, nossa auto-renúncia, nossa perseverança, devem ser proporcionais ao infinito valor do objeto o qual estamos perseguindo. Somente vencendo como Cristo venceu que ganharemos a coroa da vida.” Testemunhos para a Igreja, vol. 8, p. 315
  29. 29. ESTE É O JOGO DA VIDA “CORREI DE TAL MANEIRA QUE O ALCANCEIS”. I Coríntios 9:24. FIM

    Sé el primero en comentar

    Inicia sesión para ver los comentarios

  • cleydsonlameira

    May. 24, 2016
  • mercadorampani

    Mar. 27, 2017
  • RIVELINOARRUDACARNEI

    Jan. 13, 2018
  • KassandraMonteiro

    Mar. 9, 2020

uma palestra em slide do professor Sérgio Osório, estudioso da bilbia, historia da igreja adventista e sociedades secretas ..

Vistas

Total de vistas

174

En Slideshare

0

De embebidos

0

Número de embebidos

3

Acciones

Descargas

4

Compartidos

0

Comentarios

0

Me gusta

4

×