Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.

Jornal da Sala de Leitura Prof. messias freire

3.504 visualizaciones

Publicado el

Jornal escolar

Publicado en: Educación
  • Sé el primero en comentar

Jornal da Sala de Leitura Prof. messias freire

  1. 1. Sala de Leitura E.E. Professor Messias Freire
  2. 2. “Nenhum de Nós é tão bom, quanto todos juntos”. (Desconhecido)
  3. 3. Projeto Jornal Escolar Apresentação A proposta de fazer fazermos um jornal escolar partiu da iniciativa do Grêmio Estudantil que faz parte da Superação Jovem, projeto da Fundação Ayrton Senna, grupo liderado pela Sala de Leitura da E. E. Professor Messias Freire, a expectativa era de fazermos um jornal com acontecimentos da Sala de Leitura e do grêmio, com a divulgação da ideia nossas expectativas foram superadas e a escola toda participou. Com o crescimento dos participantes, os líderes acessaram a página do Jornal Escolar da Fundação Ayrton Senna, onde aprendemos a fazer o jornal e inclusive utilizamos a indicação de uma eleição para escolha de um nome para o jornal que foi um sucesso, com a participação de todos que estavam na escola, foram quase mil eleitores e correu tudo dentro da normalidade. Para termos um roteiro, utilizamos um projeto da internet.: http://cristianemv.blogspot.com.br/p/projeto-jornalzinho-na-escola.html Responsável: Sala de Leitura Participação: Grêmio Estudantil e Superação Jovem Público Alvo: Comunidade Escolar Duração: 2º e 3º - Bimestre, Organizadora: Professora Cirlei Santos
  4. 4. JUSTIFICATIVA A tecnologia vem conquistando muita influência na sociedade através dos seus vários instrumentos de mídias, ela é responsável pelo grande volume de informações que são lançadas pelo mundo a todo instante. Hoje existem muitas formas de comunicação, de expor ideias e experiências, as mais antigas como o jornal, trabalham junto com as novidades tecnológicas, como os blogs. Na nova escola, agora informatizada, é preciso diversificar a forma de ensinar, utilizando as novas mídias como ferramentas que auxiliam na aprendizagem do aluno e contribuem com a inclusão digital. A acessibilidade proporcionada pela internet permite que os alunos busquem novas informações, pesquisem e publiquem suas descobertas, expondo novas ideias e expressando sua opinião, assim usando o computador como recurso pedagógico que auxilia na produção do conhecimento. Expor os trabalhos dos alunos é uma forma de motiva-lo a produzir, porque ele sente que sua produção será valorizada. O projeto do Jornal na Escola visa envolver os alunos em pesquisas e entrevistas para coleta de informações, pretende criar um ambiente na sala informatizada em que eles se sintam produtores do jornal, editores, redatores, ou seja, verdadeiros jornalistas. A participação do aluno na produção do jornal além de desenvolver a habilidade no uso da informática, também pretende motivar o aluno a: pesquisar, ler, interpretar, sugerir, criticar, escrever, produzir e corrigir. E assim almejar bons resultados no processo de ensino aprendizagem dos aluno. O projeto Jornal na Escola é um trabalho interdisciplinar, que visa abordar temas transversais e divulgar as atividades pedagógicas realizadas na escola, envolvendo os alunos na produção do jornal, a fim de desenvolver suas habilidades com as ferramentas da informática e em diferentes áreas do conhecimento, assim contribuindo para o enriquecimento do processo educacional, tendo como resultado a produção do jornal impresso e a publicação virtual no blog da escola.
  5. 5. OBJETIVOS Objetivo Geral: Produzir o jornal na escola, aplicando os conhecimentos de informática de forma interdisciplinar, abordando temas transversais e publicando as atividades pedagógicas desenvolvidas pela escola, a fim de desenvolver as habilidades do aluno e contribuindo para o enriquecimento do processo educacional. Objetivos Específicos: • Utilizar a informática na educação de forma interdisciplinar. • Desenvolver a habilidade com as ferramentas de produtividade do computador. • Utilizar o editor de texto para a escrever, editar e fazer a correção. • Aprender a explorar a internet para a pesquisa e a publicação. • Utilizar diferentes tecnologias e mídias para registrar imagens e vídeos. • Estimular a produção textual e a prática de leitura. • Adquirir maior facilidade para escrever e expressar-se. • Desenvolver a capacidade argumentativa e crítica do aluno. • Despertar a criatividade, a produção artística e cultural. • Publicar os trabalhos pedagógicos realizados na escola. • Abordando temas transversais. • Viabilizar o jornal como recurso didático para todas as disciplinas curriculares.
  6. 6. METODOLOGIA Será apresentado para os alunos vários tipos de jornais para que eles explorem a estrutura das matérias e apresentação das páginas. Os alunos realizarão estudo de campo, irão visitar a produção de um jornal da região e conhecer o trabalho dos profissionais. A primeira etapa da produção do jornal na escola é definir os temas transversais que serão abordados e distribuir um tema para cada turma. Em seguida os alunos irão pesquisar os temas em livros, jornais e na internet. próximo passo são as entrevistas para coleta de dados e o registro de imagens e vídeos. Logo após no laboratório de informática começa a digitação, correção e formatação dos textos. Por fim as matérias serão publicados no blog e irão para a impressão do jornal. Os jornais impressos serão lidos e trabalhados em sala de aula. AÇÕES • Apresentar diferentes tipos de jornais. • Estudo de campo, conhecer a produção de um jornal local. • Reunião com os alunos para definir o conteúdo do jornal. • Definição das colunas e matérias que serão publicadas. • Dividir um tema para cada turma. • Coleta de dados para a produção das matérias. • Adquirir informações através de visitas, pesquisa e entrevista • Registrar imagens e vídeos. • Pesquisar na internet. • Escrever as reportagens, digitação e formatação do texto. • Revisão e edição das matérias. • Publicação da edição impressa. • Publicação da matéria no blog. • Distribuição das edições. RESULTADOS ESPERADOS Produção e publicação de uma edição de jornal na escola, contendo matérias sobre as atividades pedagógicas realizadas na escola, abordando temas transversais.
  7. 7. Divulgação
  8. 8. Eleição
  9. 9. Lançamento
  10. 10. Primeiro Exemplar
  11. 11. Se liga na Notícia Jornal da E. E. Professor Messias Freire – J. Leônidas Moreira – São Paulo – SP - Agosto/2014 - nº 01 Eleição para escolha do nome do jornal Com 27, 41% dos votos, “Se liga na Notícia”, vence eleição e passa a ser o nome oficial do jornal escolar No dia 30 de maio de 2014, houve eleição para a escolha de um nome para o jornal da E. E. Professor Messias Freire. Um momento de extrema importância para a democracia, onde toda a comunidade escolar que se encontrava no local pôde manifestar sua vontade através do voto. Entre os cinco nomes pré-escolhidos pelo Grêmio Escolar o vencedor foi o “Se liga Na Notícia”. Parabéns a todos pela demonstração de civilidade e consciência democrática. Planilha de Votação Nomes votados Urna 1 Urna 2 Urna 3 TOTAL % Tribuna Messias 41 96 24 161 16,35% Jornal MF 21 108 12 141 14,31% Escola Alerta 49 148 10 207 21,02% Virou Notícia 52 109 12 173 17,56% Se Liga na Notícia 79 168 23 270 27,41% Nulos 9 15 6 30 3,05% Brancos 1 2 0 3 0.30% Total 985 100% Programa Parceiros Apoio Mediação Escolar São Paulo é uma cidade que recebe migrantes de todo o país, inclusive de seu próprio interior onde as pessoas costumam fazer rodas para contar causos; já em seu território, devido ao crescimento urbano esse hábito está ficando no esquecimento. Com o intuito de resgatar a tradição oral e formar leitores acintosos o mês de agosto é dedicado à leitura de livros folclóricos e a Contação de Histórias. A ideia é que o aluno possa vivenciar essa tradição tão difundida em todo o Brasil. Entre os homenageado está Monteiro Lobato, que nasceu em Taubaté interior de São Paulo, grande escritor de histórias infantis brasileiras; escreveu o “Sítio do Pica-Pau- Amarelo”, um lugar encantado onde vivem diversos personagens da tradição popular. Agosto mês do folclore O que é Folclore? Folclore é o conjunto de tradições e manifestações populares constituído por lendas, mitos, provérbios, danças e costumes que são passados de geração em geração. A palavra tem origem no inglês, em que "folklore“ significa sabedoria popular. A palavra é formada pela junção de folk (povo) e lore (sabedoria ou conhecimento). Professor Paulo Pereira da Silva Mayra Ferraz Carneiro, 2º B - EM Editorial Caríssimos leitores, é com imenso prazer que compartilhamos a primeira edição do “Jornal se liga na notícia” da E. E. Professor Messias Freire, que na nasceu graças a iniciativa do grêmio estudantil. Nessa edição teremos poesias, artigo de opinião, reportagem sobre a eleição do nome do jornal, informação sobre projetos, sugestões para leitura, dicas, quadrinhos e muito mais. Agradecemos a todos os nossos escritores e colaboradores. Equipe jornalística
  12. 12. 2 Se Liga Na Notícia Jornal Escolar Contos clássicos de vampiro Jovens que apreciam livros de terror, não podem deixar de ler “Contos clássicos de vampiro” - traduzido por Marta Chiarelli. O livro reúne os primeiros contos do gênero. Se desejar saber a origem da lenda e conhecer um pouco da cultura europeia no início do século XIX, se deleite com essa leitura que vai muito além do medo e da ficção que tem o vampiro como personagem literário. Ambas as obras encontram-se a disposição , para empréstimo na sala de leitura. Isaque Faria, 9º F Maleta de Leitura Sucesso em 2013, a “Maleta de leitura” retorna em setembro atendendo a pedidos Motivado pela iniciativa da professora Maria da Conceição Félix e com nova roupagem, o projeto “Maleta de Leitura” realizado em 2013 pela sala de leitura com o objetivo de estimular as competências leitoras e escritoras dos alunos e aproximar os pais das atividades escolares dos filhos estará de volta a partir de setembro de 2014, atendendo aos pedidos dos pais e professores do ciclo I. Opinião dos pais: “Achei muito legal, muito legal”! “Muito interessante porque a gente se importa mais com os livros, a professora fica feliz e a gente aprende mais”. “O projeto “Maleta de Leitura” é ótimo para as crianças aprender a ler muito mais, também adorei compartilhar esta alegria com meu filho. O livro de poesias é muito bom. Obrigada, bom dia”. “Eu gostei muito de todas as histórias. Obrigada, beijos”. “Eu gostei muito, mas achei que podia ser melhor. Os gibis são coisas comuns, todo mundo lê e tem em casa. O livro não tinha nada de interessante (minha filha gostou, mas eu não)”. “Gostei muito dessa atividade, minha filha adorou ler e eu também gostei, pois vi um interesse muito grande por parte dela para ler. Espero que aconteça mais vezes”. “A maleta de Leitura é um incentivo para as mães lerem os livros que são muito bons para passar o tempo e as pessoas ficam bem informadas”. “Gostei muito principalmente do livro Chão de Vento e adorei a poesia”. “Eu gostei muito. Gostei de todos”. “Acho uma ideia ótima, onde estimulam a leitura das crianças”. “Eu gostei da maleta de leitura porque ela incentiva a leitura. O que eu mais gostei foi o livro das borboletas, achei muito interessante a transformação das células do lagarto virar borboleta”. “Eu gostei da Maleta de Leitura, me interessei e gostei muito mesmo. Professora eu te dou nota dez”. “Amei, o projeto maleta de leitura deveria acontecer durante o ano todo na escola, pois as crianças ficam mais interessadas em ler bons livros e conhecem os diversos tipos de texto”. “A Maleta de Leitura só veio acrescentar as crianças, que passam a gostar de ler.” Professora Cirlei Santos Sugestões para leitura A Mulher que matou os peixes “Essa mulher que matou os peixes infelizmente sou eu. Mas juro a vocês que foi sem querer. Logo eu! Que não tenho coragem de matar uma coisa viva! Até deixo de matar uma barata ou outra. Dou minha palavra de honra que sou pessoa de confiança e meu coração é doce: perto de mim nunca não deixo criança ou bicho sofrer. Pois logo eu matei dois peixinhos vermelhos que não fazem mal a ninguém e que não são ambiciosos: só querem mesmo é viver “... Clarice Lispector, in A vida íntima de Laura, pag. 19 Uma surpreendente história, cheia de lições de vida para pais, crianças e jovens . Vale a pena ler por inteiro!
  13. 13. 3 Se Liga Na Notícia Jornal Escolar Alunos do 6º ano escrevem poesias para a Olimpíada de Língua Portuguesa. O programa tem como objetivo desenvolver as competências escrita e leitora nos alunos e atende alunos inscritos de todo o país. Melhores poesias, escritas por alunos do 6º ano, da professora de Língua Portuguesa Daniela CristinaMorato: “O lugar onde vivo” O lugar onde vivo É muito bom de viver Mas também é ruim E agora vou te falar tim tim por tim Tim O lugar onde vivo É divertido porque tem lugar pra brincar Tem muitas pessoas brincando na rua Pessoas jogando bola Andando de bicicleta É diversão na certa. Guilherme dos Santos Patez O lugar onde vivo é divertido e alegre Brinco e me divirto muito Com a minha família Assisto televisão, jogo vídeo game e uso notebook Cuido da Minha sobrinha quando chego da escola Moro perto dos meus primos e primas, tios e tias. Tenho uma cadelinha chamada Bilu Dou muitas risadas com a Bilu Quando brinco com minha sobrinha Logo nos cansamos e ela dorme É assim o lugar onde vivo. Matheus Olinger de Souza Cruz, O lugar onde vivo é muito bonito, Feliz e tranquilo Lindo de se viver, gostoso de morar E nesse lugar que, família quero formar Família bonita e tranquila . É nesse lugar que quero pra sempre morar Porque nesse lugar eu sei que eu fui criada É nesse lugar que quero viver até eu morrer. Cailane de Sousa Moura Nos vales do meu bairro Vislumbro o sol nascer Admiro os pássaros ao descer na rua Oh! Que alegria ser feliz. Vejo em cada rua, o caminho Para a esperança Sonho com o futuro que embora Incerto, caminharei na certeza De sorrir, correr, respirar e bagunçar Isso me faz crescer. No vales do meu bairro Vislumbro o sol nascer Admiro os pássaros ao descer a rua Oh! Que alegria ser feliz. Tamilla Freitas dos Santos Dicas...  O gibi é sem dúvida o principal gênero literário lido pelos alunos de todos os cursos na nossa escola. Nosso sonho é que um dia a Sala de Leitura receba a “Mônica jovem” em quantidade razoável e mensalmente para podermos ler todas as edições. Nos dias de muito calor e falta de umidade no ar, tomar bastante água e evitar exercícios físicos no período da tarde quando o calor está muito forte. Sabrina de Sousa, 9º D Um quadrinho para descontrair! Mônica João Pedro Matos Rabelo e Carlos Michael Sousa dos Santos, 9º F
  14. 14. 4 Se Liga Na Notícia Jornal Escolar Um, dois, feijão com arroz. Três, quatro, feijão no prato. Cinco, seis, chegou minha vez. Sete, oito, comer biscoito. Nove, dez, comer pastéis. Trava-Língua A aranha arranha a rã. A rã arranha a aranha. Nem a aranha arranha a rã. Nem a rã arranha a aranha. Agosto, Mês do Folclore Alguns estilos de textos folclóricos que fazem parte da cultura brasileira Causo Mundo Cão A serenata era numa luxuosa mansão. Os Trovadores entraram cantando e se posicionaram frente a um senhor, muito simpático, que sorria o tempo todo. Terminada a apresentação, leram na ficha o nome do homenageado, Bob, e foram cumprimentá-lo. Imediatamente ele retrucou: “Bob não sou eu, é ele!”, e apontou um cachorrinho. A serenata tinha sido contratada para um pequinês! Professora Judite de Souza Costa Lenda O que é o que é O que é que tem 8 letras e tirando a metade ainda fica 8? Resposta: É a palavra "Biscoito". Obs.: Textos sobre folclore foram retirados de sites diversos. Iara A sedutora sereia Uiara ou Iara que encanta os pescadores. Quem cede aos encantos da bela Uiara e terminaram afogados de paixão. Ela deixa sua casa no fundo das águas no fim da tarde. Surge magnífica à flor das águas: metade mulher, metade peixe, cabelos longos enfeitados de flores vermelhas. Por vezes, ela assume a forma humana e sai em busca de vítimas. Cordel Literatura de Cordel É poesia popular, É história contada em versos Em estrofes a rimar, Escrita em papel comum Feita pra ler ou cantar. A capa é em xilogravura, Trabalho de artesão, Que esculpe em madeira Um desenho com ponção Preparando a matriz Pra fazer reprodução. ... 7 sílabas poéticas, Cada verso deve ter Pra ficar certo, bonito E a métrica obedecer, Pra evitar o pé quebrado E a tradição manter. ... Francisco Diniz Receita Folclórica Pé deMoleque Ingredientes 2 xícaras de açúcar 1 lata de leite condensado 3 xícaras de amendoim (torrado e sem pele) Modo de Preparo Derreta o açúcar, Colocar devagar o leite condensado Em seguida, o amendoim, mexa até desprender da panela Passar margarina na pia e despejar Depois de frio, cortar em quadrado Vinícius Dias Dantas Santana, 2º D Parlendas Rola no noturno! Alunos dos 1ºs anos preparam atividades artísticas para Língua Portuguesa Os alunos dos 1ºs anos C,D e E do Ensino Médio do noturno, da Professora Renata (Português), estão preparando apresentações nas modalidades artísticas: teatro, dança, jogral e música baseado no teatro de Gil Vicente, a Trilogia das Barcas: Auto da Barca do Inferno (1527), Auto da Barca do Purgatório (1518) e do Auto da Barca Da Glória (1519), de estrutura e assunto semelhantes, depois da morte as almas abandonam os corpos e chegam a um rio, onde se encontram dois barcos. Um deles tem como destino o Paraíso, e tem como comandante um Anjo: a outra barca dirige-se para o inferno o Purgatório, e é liderado pelo Diabo. Professora Renata Del Monte
  15. 15. 5 Se Liga Na Notícia Jornal Escolar A importância da limpeza na escola A limpeza e depredação da escola é uma preocupação dos nossos alunos. O tema uni estudantes que escrevem textos e fazem ilustrações sobre o assunto A Limpeza da Escola Você pergunta, por que é tão importante a limpeza da escola Bom, eu não me sinto bem em um ambiente sujo, acho que você também não! Quem nunca falou que a escola Messias Freire é um lixo? Até eu mesma falei, claro que antes de parar para pensar que não é o professor, a direção ou demais funcionários que sujam a escola. Quem suja a escola somos nós mesmos... Será que é tão difícil pegar uma bolinha de papel e levar até a lixeira e parar de quebrar mesas, cadeiras e pichar paredes? Isso é pensar no nosso próprio bem. Falamos que não tem laboratório, isso, aquilo e aquilo outro no Messias, reclamamos de tudo, mas para quê comprar tantos bens, se os próprios alunos quebram tudo. Para nossa escola mudar, precisamos modificar nossas atitudes. Qual a graça de quebrar o patrimônio escolar? Isso não leva a lugar algum, só causa prejuízos para os nossos pais que pagam os impostos para o governo. Gente! Estamos na escola para aprender e não fazer baderna. Poxa! É tão legal ver o ambiente escolar limpinho e organizado, como por exemplo, a sala de leitura, isso é ótimo! Sentimo-nos bem e temos prazer em estar lá, é um lugar aconchegante e acolhedor. Tem aluno que quer cabular aula só para ficar lá. Que pena, os professoras não deixam! Pensem nisso! Vamos mudar nossas atitudes, para que a nossa escola mude também e para melhor. Rafaela Costa Dias, 9º D EXPEDIENTE E. E. Professor Messias Freire Editor: Mayra Ferra Carneiro Direção: Vinícius Dias Dantas Santana Coordenador do Jornal: Equipe S.L.N.N.J.E. Colaboradores: Profa. Judite Souza Costa, Maria da Conceição Félix, Paulo Pereira da Silva Diagramadora: Cirlei Aparecida dos Santos Tiragem: 300 exemplares Código do Jornal: EEPMF14/001 Impressão: Sala de Leitura Professor Messias Freire Nosso jornal dá direito de resposta, favor contatar a equipe ou ligar para o fone (11) 5844 9249 O conteúdo desse jornal foi pesquisado por alunos e algumas imagens retiradas de sites, e é de inteira responsabilidade da equipe jornalística Classificado Precisamos de alunos que sabem ou gostam de fazer diagrama, a professora Cirlei Santos fica a disposição para quaisquer orientações na Sala de leitura das 13h às 19h. Mas se você desenha, pesquisa, tem alguma aptidão para o jornalismo ou apenas quer dar sugestões, aceitamos todo tipo de colaboração. Equipe Jornalística Informações na escola ou através do e-mail: professormessiasfreire@gmail.com Responsáveis, leiam, comentem e deem sugestão com seus filhos, o jornal é produzido com a colaboração deles. Variedade Receita de Felicidade Ingredientes 1kg de sorriso 2kg de bom humor 5ml de abraços 2L de perdão E no final uma pitada de amor Modo de preparo: Adicione tudo isso todos os dias na tua vida, misture um pouco de amigos, família e tudo que te faz bem, junta tudo num só coração, aqueça com mil abraços, e palavras de carinho. Rendimento: Uma porção de vida mais feliz. Autoria Desconhecida Rafaela Costa Dias, 9º D Agradecemos a equipe gestora pelo apoio e aos professores pelo incentivo e colaboração.

×