Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.
DR. ANDRÉ CIPRIANO
HÁLUX RÍGIDO
DEFINIÇÃO
• A osteoartrose da primeira metatarsofalangeana,
denominada hállux rígidus (HR), trata-se de
doença degenerativ...
EPIDEMIOLOGIA
• Forma mais comum de OA do pé e tornozelo
• Prevalência anual: 2-10%
• M:1,6 x H:1.0
• Pico de incidência: ...
ETIOLOGIA
• Trauma local
• doenças inflamatórias e metabólicas
• fatores biomecânicos e anatômicos que elevam a sobrecarga...
EVOLUÇÃO
SINOVITE
DESTRUIÇÃO DA CARTILAGEM
PROLIFERAÇÃO DE OSTEÓFITOS
DESTRUIÇÃO DO OSSO SUBCONDRAL
• DOR causando transferência de carga
para borda lateral do pé e à rotação
externa do quadril do membro afetado
durante a ...
• Classificação de Kravitz
• Estágio I – Limitação funcional, sem alterações radiográficas;
• Estágio II – Adaptação artic...
CLASSIFICAÇÃO
CONSERVADOR
• Crioterapia local
• utilização de anti-inflamatórios não hormonais orais
• infiltração intra-articular com c...
QUEILECTOMIA: alívio de choque mecânico doloroso da falange proximal em
um osteófito dorsal na cabeça do primeiro metatars...
QUEILECTOMIA:
• OBSERVAÇÃO: análise de marcha demonstra que sobrecarga lateral da cabeça do
metatarso pode ocorrer depois da queilectomi...
OSTEOTOMIA DE EXTENSÃO DA FALANGE PROXIMAL
• Transformar movimento de flexão plantar desnecessário para dorsiflexão necess...
QUANDO INDICAR ARTRODESE ?
• Falha na resposta ao tratamento conservador
• Perda do espaço na articulação evidente não
som...
ARTRODESE DE MCKEEVER
OBJETIVO: relatar os resultados com médio prazo de seguimento após a
implantação de Arthrosurface-HemiCap® em pacientes co...
• Método: Onze pacientes foram submetidos à artroplastia parcial da primeira
metatarso-falangeana. Seis mulheres e cinco h...
• Conclusão: A hemiartroplastia da primeira
metatarsofalangeana é opção reprodutível e segura
para o tratamento cirúrgico ...
Hállux Rígidus: estudo prospectivo da substituição articular com hemiartroplastia 2013 - Alexandre Leme Godoy
dos Santos; ...
OBRIGADO
Halux rigido
Halux rigido
Próxima SlideShare
Cargando en…5
×

Halux rigido

Dor hálux
Hálux rígido

  • Sé el primero en comentar

Halux rigido

  1. 1. DR. ANDRÉ CIPRIANO HÁLUX RÍGIDO
  2. 2. DEFINIÇÃO • A osteoartrose da primeira metatarsofalangeana, denominada hállux rígidus (HR), trata-se de doença degenerativa da cartilagem articular de caráter progressivo • Caracterizada pela limitação do arco de movimento articular, principalmente a extensão (dorsiflexão), associada a dor, formação de osteófitos e limitação funcional
  3. 3. EPIDEMIOLOGIA • Forma mais comum de OA do pé e tornozelo • Prevalência anual: 2-10% • M:1,6 x H:1.0 • Pico de incidência: após 50 anos
  4. 4. ETIOLOGIA • Trauma local • doenças inflamatórias e metabólicas • fatores biomecânicos e anatômicos que elevam a sobrecarga mecânica na primeira articulação metatarsofalangeana • As correlações etiológicas com evidência científicas mais adequadas são: • Presença do primeiro metatarso longo • Presença do primeiro metatarso elevado • Presença de hipermobilidade do primeiro raio • Presença de hállux valgus interfalângico
  5. 5. EVOLUÇÃO SINOVITE DESTRUIÇÃO DA CARTILAGEM PROLIFERAÇÃO DE OSTEÓFITOS DESTRUIÇÃO DO OSSO SUBCONDRAL
  6. 6. • DOR causando transferência de carga para borda lateral do pé e à rotação externa do quadril do membro afetado durante a fase de balanço da marcha • Essas alterações do padrão de marcha modificam as forças que atuam normalmente no pé e resultam em metatarsalgia dos raios laterais. QUADRO CLÍNICO
  7. 7. • Classificação de Kravitz • Estágio I – Limitação funcional, sem alterações radiográficas; • Estágio II – Adaptação articular inicial, com osteófitos dorsais; • Estágio III - Osteoartrose estabelecida; • Estágio VI – Anquilose, fusão articular. CLASSIFICAÇÃO
  8. 8. CLASSIFICAÇÃO
  9. 9. CONSERVADOR • Crioterapia local • utilização de anti-inflamatórios não hormonais orais • infiltração intra-articular com condroprotetor e corticoides • modificação das características do calçado • fisioterapia motora TRATAMENTO
  10. 10. QUEILECTOMIA: alívio de choque mecânico doloroso da falange proximal em um osteófito dorsal na cabeça do primeiro metatarso • Remoção do osteófito em cada lado da margem articular e o máximo necessário do lábio dorsal da cartilagem articular • Permitir ao menos 70 graus de dorsiflexão • Taxas de sucesso: 56% até 92% • Melhores resultados em graus grau 1 ou 2 e em pacientes >60 anos TRATAMENTO CIRÚRGICO
  11. 11. QUEILECTOMIA:
  12. 12. • OBSERVAÇÃO: análise de marcha demonstra que sobrecarga lateral da cabeça do metatarso pode ocorrer depois da queilectomia e essas alterações na cinemática podem resultar em alterações degenerativas adicionais da articulação
  13. 13. OSTEOTOMIA DE EXTENSÃO DA FALANGE PROXIMAL • Transformar movimento de flexão plantar desnecessário para dorsiflexão necessária através de osteotomia de fechamento de cunha dorsal da falange proximal do hálux • Combinar a queilectomia com a osteotomia de extensão da falange proximal tem apre-sentado melhora na satisfação do paciente em relação ao obtido somente com a queilectomia
  14. 14. QUANDO INDICAR ARTRODESE ? • Falha na resposta ao tratamento conservador • Perda do espaço na articulação evidente não somente em visões anteroposteriores e laterais, mas também oblíquas
  15. 15. ARTRODESE DE MCKEEVER
  16. 16. OBJETIVO: relatar os resultados com médio prazo de seguimento após a implantação de Arthrosurface-HemiCap® em pacientes com diagnóstico de hállux rígidus (HR)
  17. 17. • Método: Onze pacientes foram submetidos à artroplastia parcial da primeira metatarso-falangeana. Seis mulheres e cinco homens com idade média de 51,9 anos (46 a 58 anos) • Seguimento médio pós-operatório de 3,73 anos (3-4 anos) • Classificados através do sistema de Kravitz e avalia- dos pelas escalas da american orthopaedic foot and ankle society (AOFAS) para hállux, visual analog scale (VAS) • Conclusão: A hemiartroplastia da primeira metatarsofalangeana é opção reprodutível e segura para o tratamento cirúrgico do hállux rígidus II e III, com significativa melhora dos parâmetros avaliados para a população estudada. Nível de Evidência IV, Série de casos
  18. 18. • Conclusão: A hemiartroplastia da primeira metatarsofalangeana é opção reprodutível e segura para o tratamento cirúrgico do hállux rígidus II e III, com significativa melhora dos parâmetros avaliados para a população estudada. • Nível de Evidência IV, Série de casos
  19. 19. Hállux Rígidus: estudo prospectivo da substituição articular com hemiartroplastia 2013 - Alexandre Leme Godoy dos Santos; Fernando Aires Duarte; Carlos Augusto Itiu Seito; Rafael Trevisan Ortiz; Marcos Hideyo Sakaki; Túlio Diniz Fernandes - http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-78522013000200001 REFERÊNCIAS
  20. 20. OBRIGADO

×