Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.

Hérnia de Disco

Hérnia de Disco
Lombalgia

Audiolibros relacionados

Gratis con una prueba de 30 días de Scribd

Ver todo
  • Sé el primero en comentar

  • Sé el primero en recomendar esto

Hérnia de Disco

  1. 1. Hérnia de Disco Dr. André Cipriano
  2. 2. INTRODUÇÃO - Grande problema de saúde pública (alto custo social) - Dor musculoesquelética é o principal motivo de consulta médica - Geralmente é uma condição crônica - Ganho secundário e depressão devem ser sempre avaliadas no paciente com dor lombar
  3. 3. EPIDEMIOLOGIA - 80% das pessoas vão apresentar episódio de lombalgia - Principal causa de limitação de atividade em indivíduos < 45 anos - Mais comum em homem - Mais frequente nos pacientes de menor grau educacional - Não há relação com raça
  4. 4. ANATOMIA - Duas estruturas principais - Núcleo pulposo - - Mais permeável e mais gelatinoso - - Origem na notocorda - - Rico em matriz e pobre em células - Ânulo fibroso de colágeno e cartilagem Fica entre as placas terminais de cartilagem de cada vértebra
  5. 5. ANATOMIA
  6. 6. ANATOMIA
  7. 7. ANATOMIA - Raízes motoras são ventrais às raízes sensitivas em todos os níveis - Até C7 o pedículo sai acima da vértebra correspondente - C8 sai entre as vértebras C7 e T1 A partir do pedículo T1, elas saem abaixo da vértebra correspondente
  8. 8. HISTÓRIA NATURAL DA DOENÇA – 03 ESTÁGIOS 1º Disfunção 15-45 anos Lesões circunferenciais ou radiais no disco Sinovite localizada 2º Instabilidade(a doença degenerativa discal eh mais comumente encontradas nesse estágio) 35-70 anos Desarranjo interno e reabsorção do disco Erosão articular Frouxidão ligamentar e subluxação 3º Estabilização > 60 anos Neoformação óssea e anquilose
  9. 9. TIPOS - Protusa - Extrusão - Sequestrada - Foraminal - Extraforaminal - Centro-lateral
  10. 10. EXAME FÍSICO
  11. 11. EXAME FÍSICO
  12. 12. EXAME FÍSICO
  13. 13. EXAME FÍSICO
  14. 14. EXAMES COMPLEMENTARES RADIOGRAFIA - Não é muito útil nos casos primários agudos - Incidências oblíquas e em flexão e extensão da coluna cervical podem ser úteis - AP com 20º de angulação caudocefálica Útil para avaliar compressão produzida por L5 contra o sacro
  15. 15. RADIOGRAFIA QUANDO PEDIR?
  16. 16. *Campbell - Cirurgia Ortopédica - 12 ed
  17. 17. TOMOGRAFIA - Exame muito útil - Não mostra tumores e aracnoidite de forma eficaz RNM Padrão-ouro
  18. 18. - Tumores - Neuropatia compressiva periférica (fator extrínseco) - Síndrome temporomandibular (fator extrínseco) - Impacto e lesão do manguito rotador (fator extrínseco) - Artrose - Estenose do canal (fator congênito) DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL
  19. 19. TRATAMENTO CONSERVADOR - Indicado para a maioria dos pacientes Repouso Aines e analgésicos Mobilização ativa precoce Fisioterapia e exercícios para a musculatura Cervical, ombro e lombar
  20. 20. TRATAMENTO CIRÚRGICO - Indicações: Falha do tratamento conservador da dor(principal) 6-8 semanas Déficit neurológico progressivo Mielopatia cervical que previsivelmente progredira
  21. 21. - Artrodese Consiste na remoção de todo ou parte do disco degenerado e a fusão das vértebras de cima e de baixo através da consolidação óssea.
  22. 22. - DISCECTOMIA
  23. 23. RESULTADO: 46-97% bons resultados COMPLICAÇÕES: 0-10% REOPERAÇÃO: 4-20%
  24. 24. REFERÊNCIAS - Campbell Cirurgia Ortopédica, 12 ed - Faloppa - Propedeutica Ortopedica e Traumatologica, 1ed - Ortopedia e Traumatologia - Geraldo Motta e Tarcisio Barros - Atlas de Ressonância Magnética do Sistema Musculoesquelético - HEUCK, Andreas; STEINBORN, Marc; ROHEN, Johannes W.; LÜTJEN-DRECOLL, Elke-1 - Netter Atlas De Anatomia Ortopedica, 2 ed
  25. 25. OBRIGADO

×