Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.

Osteoartrose ac basico

Osteoartrose basico AC

  • Sé el primero en comentar

Osteoartrose ac basico

  1. 1. SERVIÇO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA IMIP/HMA OSTEOARTROSE ANDRÉ CIPRIANO – MR1 2017
  2. 2. ROTEIRO • INTRODUÇÃO • EPIDEMIOLOGIA • ANATOMIA • FISIOPATOLOGIA • QUADRO CLÍNICO • EVOLUÇÃO • ACHADOS RADIOLÓGICOS • TRATAMENTO
  3. 3. INTRODUÇÃO • A osteoartrose (OA) é uma doença crônica, caracterizada pela degradação da cartilagem e pela neoformação óssea nas superfícies e margens articulares. • Artrose, osteoartrite, doença degenerativa articular, artrite degenerativa • Afeta principalmente: quadris, joelhos, mãos e pés
  4. 4. EPIDEMIOLOGIA • Doença reumática mais prevalente entre indivíduos com mais de 65 anos de idade • EUA: 50 milhões de pessoas apresentam hoje esta enfermidade • Brasil > 60 anos: 19 milhões; 2050: 64 milhões
  5. 5. EPIDEMIOLOGIA • Aos 75 anos: 85% das pessoas tem evidência radiológica ou clínica da doença • 30 a 50% dos pacientes com alteração radiológica queixam de dor crônica • Fatores de risco: – idade, sexo, obesidade, stress mecânico, trauma articular, desordens congênitas, afecção articular inflamatória, doenças endocrinometabólicas
  6. 6. ANATOMIA • Cartilagem articular: dividida em 4 zonas: - 1ª - Superfície de deslizamento - 2º -Transição (proteoglicanas e fibras colágenas) - 3º - Profunda (pouca água, muito colágeno) - 4ª - Calcificada (separa cart. Articular do osso subcondral)
  7. 7. FISIOPATOLOGIA • Cartilagem articular: degeneração precoce e fragmentação • Membrana sinovial: congesta e fibrosada • Osso subcondral: ↑ vascularização e neoformação óssea • Cistos: no osso subcondral • Osteófitos • Fibrose e hiperemia da cápsula • Alterações hemodinâmicas: ↓ drenagem venosa - ↑ pressão intra-óssea
  8. 8. FISIOPATOLOGIA Esquema de articulação normal à direita e com osteoartrite à esquerda
  9. 9. QUADRO CLÍNICO • QUADRIL - Dor contínua em quadril, pode ser referida em face interna coxa e joelho - Acentua com carga, movimentos do quadril, frio e umidade - Associação com dor lombar - Amplitude de movimentos diminuída, rigidez articular, crepitação e aumento volume articular • JOELHO - Dor no joelho que piora com atividade física e melhora com repouso - Hipotrofia do quadríceps - Déficit de força muscular - Marcha em flexo do joelho com rotação interna da perna (varo) - Crepitação ao movimento ativo e passivo - Limitação da mobilidade • Mãos: nódulos de Bouchard e nódulos de Heberden
  10. 10. QUADRO CLÍNICO AO Joelhos. Obesidade. Sobrecarga. Déficit circulatório. AO Joelhos. Genu-varo bilateral.
  11. 11. EVOLUÇÃO • Evolução progressiva • Classificação: - Osteoartrose primária - Osteoartrose secundária: • artrite reumatóide, diabete, necrose da cabeça femoral, artrite séptica, displasia do desenvolvimento quadril, uso de medicamentos • O estresse biomecânico pode predispor a degeneração articular
  12. 12. ACHADOS RADIOLÓGICOS • RAIO - X • Estreitamento do espaço articular • Esclerose subcondral • Presença de osteófitos marginais • Cistos
  13. 13. ACHADOS RADIOLÓGICOS A associação entre o Índice de Massa Corpórea (IMC) e OA de joelhos é de grande relevância, pois a OA dos joelhos tem grande relação com o ambiente metabólico altamente inflamatório encontrado na obesidade.
  14. 14. JOELHO
  15. 15. QUADRIL • Etiologia: – Mecânica – Metabólica – Combinada • Morfologia: – Súpero-Externa – Concêntrica – Interna – Ínfero-Interna • Reação Biológica – Atrófica – Normotrófica – Hipertrófica • Amplitude de Movimento: – Rígido – Hipomóvel – Móvel CLASSIFICAÇÃO DE BOMBELLI
  16. 16. QUADRIL CLASSIFICAÇÃO DE KELLGREN E LAWRENCE PARA COXOARTROSE (ALTERAÇÕES RADIOGRÁFICAS)
  17. 17. TRATAMENTO SINTOMÁTICO Identificação fatores de risco • obesidade, stress mecânico, trauma, inflamação articular, desordens congênitas e doenças endócrinas
  18. 18. TRATAMENTO • Dieta e atividade física • Medicamentoso • Artroscopia • Osteotomias • Próteses • Artrodese Sociedade Internacional para Pesquisa da Osteoartrite (OARSI)
  19. 19. TRATAMENTO CONSERVADOR • Medicamentos (AINE, corticóides) • Fisioterapia • Medidas para redução da carga sobre articulação
  20. 20. TRATAMENTO Artroscopia Remoção de corpos livres e fragmentos da articulação
  21. 21. TRATAMENTO CIRÚRGICO • Fatores: - Idade - etiologia da doença - atividade do paciente - amplitude de movimentos - bilateralidade ou não
  22. 22. TRATAMENTO CIRÚRGICO • Objetivos: - Alívio da dor - Restauração do movimento - Correção da deformidade - Estabilidade
  23. 23. TRATAMENTO CIRÚRGICO • Osteotomias: visam corrigir o desalinhamento articular e evitar a concentração de carga • Artroplastias: em estágios mais avançados e em pctes mais idosos (durabilidade) • Artrodese: casos excepcionais
  24. 24. TRATAMENTO CIRÚRGICO – Artroplastia do Joelho ROSSETE (ATJ) - INDICAÇÕES - Idade > 60 anos - Arco de movimento mínimo de 90º, flexo máximo de 5 º - Patologia restrita a um compartimento articular - Integridade do LCA CONTRA-INDICAÇÕES - Obesidade - Atividade física intensa - Deformidade angular > 15º
  25. 25. TRATAMENTO A artroplastia total de quadril foi considerada a cirurgia do século 20 pelo jornal Lancet pelo forte impacto positivo que é capaz de gerar na qualidade de vida do paciente.
  26. 26. TRATAMENTO A artroplastia total de quadril foi considerada a cirurgia do século 20 pelo jornal Lancet pelo forte impacto positivo que é capaz de gerar na qualidade de vida do paciente.
  27. 27. TRATAMENTO Abdução/adução: neutra Rotação externa: 0 a 5º Flexão: 20 a 40º ARTRODESE
  28. 28. REFERÊNCIAS Conceitos atuais em osteoartrite (acessado 04/02/2017 – 22:03h) http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-78522013000200010 Revista Brasileira de Reumatologia (acessado 04/02/2017 – 22:23h) http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0482-50042004000600009
  29. 29. OBRIGADO Itaueira - PI

×