Se ha denunciado esta presentación.
Se está descargando tu SlideShare. ×

O advento do cristo

Más Contenido Relacionado

O advento do cristo

  1. 1. ESE Cap. VI – O Cristo Consolador GEC – 12/01/2019 Selma Instruções dos Espíritos
  2. 2. Itens: 1 e 2 O Jugo Leve 3 e 4 O Consolador Prometido (João 14: 15,17 e 26)
  3. 3. item 8 Deus consola os humildes e dá força aos aflitos que a suplicam.
  4. 4. Seu poder cobre a Terra, e por toda parte, ao lado de cada lágrima, põe o bálsamo que consola.
  5. 5. S.M. Ação de ser devoto de alguma doutrina ou de alguém. Substantivo Renúncia da própria vontade; desapego do interesse próprio; generosidade com sacrifício; altruísmo, isenção. “O devotamento e a abnegação são uma prece contínua e encerram profundo ensinamento: a sabedoria humana reside nessas duas palavras.”
  6. 6. Possa todos os Espíritos sofredores compreender estas verdades, em vez de reclamar contra as dores, os sofrimentos mortais, que são aqui na Terra o vosso quinhão.
  7. 7. “Tomai, pois, por divisa, essas duas palavras: devotamento e abnegação, e sereis fortes, porque elas resumem todos os deveres que a caridade e a humildade vos impõe.” Psicografou mais de 450 livros, vendido mais de 50 milhões de exemplares e sendo o escritor brasileiro de maior sucesso comercial da história, mas, sempre cedeu todos os direitos autorais dos livros, em cartório, para instituições de caridade. Também psicografou cerca de dez mil cartas, nunca tendo cobrado algo ao destinatário. Seus empregos foram vendedor, tecelão e datilógrafo.
  8. 8. O sentimento do dever cumprido vos dará a tranquilidade de espírito e a resignação. O coração bate melhor, a alma se acalma, e o corpo já não sente desfalecimentos, ...
  9. 9. Hospital espiritual Casa de Dom Inácio na pequena cidade de Abadiânia (GO) desde 1976. Antes de fundar a Casa, João peregrinava pelo país fazendo cirurgias espirituais. O motivo da correspondência era o fato de terem começado a surgir, naquele ano, complicações em torno da atuação do médium. Na época, João foi alvo de denúncias de exercício ilegal da medicina. João Teixeira de Faria
  10. 10. Na caminhada da vida, aprendi que nem sempre temos o que queremos. Porque nem sempre o que queremos nos faz bem. Foi preciso sentir dor, para que eu aprendesse com as lágrimas. Foi necessário o riso, para que eu não me enclausurasse com o tempo. Foram precisas as pedras, para que eu construísse meu caminho. Foram fundamentais as flores, para que eu me alegrasse na caminhada. Foi imprescindível a fé, para que eu não perdesse a esperança. Foi preciso perder, para que ganhasse de verdade. Foi no silêncio que me escutaram com clareza. Pois sem provas não tem aprovação. E a vitória sem conquista é ilusão. E a maior virtude dos fortes é o perdão.

×