Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.
O ENSINO-APRENDIZAGEM DO TEMA SUSTENTABILIDADE EM MICROBACIAS HIDROGRÁFICAS URBANAS NO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução:   A ...
Próxima SlideShare
Cargando en…5
×

Mostra Científica da ANPG - Associação Nacional de Pós-Graduandos

789 visualizaciones

Publicado el

Publicado en: Educación, Tecnología
  • Sé el primero en comentar

  • Sé el primero en recomendar esto

Mostra Científica da ANPG - Associação Nacional de Pós-Graduandos

  1. 1. O ENSINO-APRENDIZAGEM DO TEMA SUSTENTABILIDADE EM MICROBACIAS HIDROGRÁFICAS URBANAS NO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução: A dimensão teórica do conceito sustentabilidade se apresenta como uma questão ambiental que aponta para novos paradigmas. Olhar para a natureza, dando um salto qualitativo ao transcender o seu modelo predatório, para além da sua condição de “objeto”, é uma tarefa que requer esforços também no trabalho na sala de aula, no ensino formal. Objetivos: promover a assimilação do conceito sustentabilidade em microbacias hidrográficas urbanas, por meio da  elaboração, teste e avaliação de atividades didáticas relacionadas a geociências, como trabalhos de campo, confecção de maquetes e aulas teóricas e práticas. Tendo o professor como mediador no processo de ensino-aprendizagem, esta pesquisa procura desmistificar a falsa noção de progresso e desenvolvimento presentes na gestão da ocupação urbana. Metodologia : A microbacia estudada para o desenvolvimento desta pesquisa de mestrado em andamento é a do córrego Cambuí-Putins, na cidade de São José dos Campos – SP, junto aos alunos de uma 9º série da EMEF “Profª Maria N. de M. Veronese”. Este córrego sofre com o processo de assoreamento, causado pela retirada da vegetação original, que vem se acelerando nos últimos anos a custas do forte crescimento urbano. Alagamentos em vários pontos do córrego são conseqüências deste processo que, em geral, não é percebido pelas populações adjacentes, fato demonstrado pela pesquisa prévia realizada com os alunos. Quando perguntados sobre qual o motivo das enchentes acontecidas no bairro, mais de 90% das respostas demonstram a falta de conhecimentos geocientíficos relacionados às enchentes, pois respondem que estas são causadas apenas pelo lixo jogado nas ruas, entupindo a rede de águas pluviais. A partir desta pesquisa, o professor, elaborou atividades buscando fazer os alunos pensarem, por meio de textos, vídeos, confecção de uma maquete de relevo, trabalho de campo, figuras e explicações, os problemas comuns que ocorrem na ocupação urbana em bacias hidrográficas. Conjuntamente, foram realizadas atividades que despertassem o compromisso individual com o meio ambiente e com o tema sustentabilidade, como, por exemplo, a visita a um hipermercado e ao aterro sanitário, atividades estas pensadas a partir da colocação de um problema apontado pelos próprios alunos: o lixo. Luciano Rodolfo Machado (1): luciano@ige.unicamp.br Maurício Compiani (orientador) (2): compiani@ige.unicamp.br (1) Programa de Pós-Graduação em Ensino e História de Ciências da Terra / Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP (2) Departamento de Geociências Aplicadas ao Ensino / Instituto de Geociências, Caixa Postal nº6152 / Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP / 13083-970, Campinas, SP, Brasil CONCLUSÕES PRELIMINARES: A pesquisa tem evidenciado aos alunos as verdadeiras causas das inundações na região onde moram, podendo assim pensar as soluções para os problemas ocorrentes no processo de ocupação urbana, principalmente no que tange a preservação dos recursos hídricos. O professor como mediador no processo de ensino-aprendizagem, demonstra o seu importante papel ao procurar desmistificar a falsa noção de progresso e desenvolvimento presentes nos modelos de planejamento de ocupação urbana, debatendo alternativas para o desenvolvimento sustentável e a atuação individual e coletiva no crescimento das cidades. RESULTADOS PRELIMINARES: Apesar de ainda não termos concluído a pesquisa, as atividades tem demonstrado proporcionar a reflexão crítica dos modelos de ocupação urbana e as suas conseqüências para o meio ambiente e para a população. A análise detalhada dos dados obtidos será concluída no segundo semestre de 2008. Abaixo, desenhos dos alunos demonstrando os processos de assoreamento e impermeabilização do solo. Área de Conhecimento: Ensino de Geociências Figura 1: Gráfico de respostas dos alunos. Figuras 2 e 3: Visita a um hipermercado e ao aterro sanitário da cidade. Figuras 4 e 5 : Trabalho de campo. Figura 6 e 7: Cartas de Drenagem e Urbanização . Figuras 8, 9, 10 e 11: Confecção da maquete de relevo . Figuras 12 e 13: Desenhos dos alunos Ana Clara e Afonso.

×