Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.

Revolução Francesa - Professor Menezes

2.806 visualizaciones

Publicado el

  • Sé el primero en comentar

  • Sé el primero en recomendar esto

Revolução Francesa - Professor Menezes

  1. 1. REVOLUÇÃO FRANCESA (1789) Resumo Professor Menezes
  2. 2. A Burguesia pretendia ter poder político As idéias Iluministas haviam sido difundidas pela sociedadeAs idéias Iluministas haviam sido difundidas pela sociedade
  3. 3. 05/05/1789 – Convocação dos Estados Gerais (para aprovar ou não a cobrança de impostos dos notáveis). Porém o Voto era por Estado e não por cabeça, o que fazia com que o povo nunca vencesse. O 3 ºEstado se revolta e exige uma Nova Constituição e Votação por cabeça. O povo do 3º Estado invade o Palácio da Bastilha (prisão e também arsenal) Em 14/07/1789 acontecesse a Queda da Bastilha (primeira vitória do povo) e tomada do poder
  4. 4. Havia três Partidos Políticos da França: Girondinos – alta Burguesia, defendiam poucas mudanças e uma Monarquia Constitucional); Planície – profissionais liberais que mudavam conforme o governo; Jacobinos - Pequena Burguesia, Camponeses e Pobres, defendiam mudanças radicais e a República.
  5. 5. Assembléia (1789 a 1792) - A burguesia chegou ao Poder. Fase conhecida como “Grande Medo”. Neste período foi feita a Declaração Universal dos Direitos do Homem e do Cidadão Houve confisco dos bens do clero; fuga dos Aristocratas para outras nações, principalmente para a Áustria (por causa das Invasões das terras pelos pobres) A Constituição de 1791 instituiu a Monarquia Constitucional; Voto Censitário; Proibição das Greves; Divisão dos Três poderes; Igualdade Jurídica. As camadas mais pobres não aceitaram as medidas que não as privilegiavam, como o voto por renda, e com isso ocorre uma revolta, ... e é instituída a Convenção.
  6. 6. Convenção (1792 a 1795) - A pequena Burguesia e os pobres estão no Poder (Jacobinos) no poder, apoiados pela Comuna de Paris, com o líder Robespierre. Em 1793 foi feita a Constituição do Ano I, com medidas populares como Voto Universal (masculino); distribuição de terras; abolição da escravidão nas colônias; educação obrigatória e gratuita. Foi montado o Comitê da Salvação Pública (12 líderes). Um dos mais queridos e influentes, Robespierre, conspira e toma o poder sozinho. O Governo de Robespierre ficou conhecido como Período do Horror, pois com medo dos inimigos, o líder começou a mandar matar todos que ele achasse serem traidores.
  7. 7. A insatisfação não era só dos burgueses, como também da própria população, e em 1795, ocorreu o Golpe do Nono Termidor (Ação Termidoriana), que levou ao poder novamente os Girondinos. Diretório (1795 a 1799) - Com os girondinos no poder, as conquistas populares foram anuladas pela nova Constituição do Ano III. Algumas das medidas fizeram voltar a escravidão nas colônias (o que gerou revoltas por exemplo no Haiti, que faz uma Guerra por Independência). Volta também o voto censitário; propriedade privada, entre outras. Em 1799, a burguesia, para conter a população e se manter no governo, alia-se a Napoleão Bonaparte (militar muito querido pelos franceses e carismático), no chamado Golpe do 18 Brumário. Napoleão passa a ser o líder político da França
  8. 8. 18 DO BRUMÁRIO Foi um golpe de Estado comandado por Napoleão Bonaparte na França. No calendário revolucionário francês, este dia ocorreu em 18 de Brumário do ano IV (9 de novembro de 1799 no calendário gregoriano). Através deste golpe, Napoleão colocou fim ao Diretório e iniciou a ditadura na França. Após a queda do Diretório, foi criado o Consulado e Napoleão se tornou o primeiro-cônsul da França, governando com poderes absolutos. Como ocorreu Mesmo com uma grande instabilidade política e econômica na França, Napoleão recebeu forte apoio da burguesia que defendia um governo forte para pacificar o país e gerar um ambiente de ordem.
  9. 9. Os políticos do Diretório deram a Napoleão o apoio necessário, e propuseram o uso da força militar para que ele assumisse o governo. A burguesia no poder Com apoio da burguesia, dos políticos e do exército, Napoleão deu o golpe, fechando a Assembléia do Diretório. Foi a consolidação da burguesia no poder, que já vinha acontecendo desde a Revolução Francesa de 1789. O governo de Napoleão Bonaparte durou de 1799 a 1815. - Sendo o Consulado (de 1799 a 1804), e o Império (de 1804 a 1815).
  10. 10. CONCLUSÃO O Lema da Revolução Francesa foi a Liberdade, Igualdade e Fraternidade. Porém, pelo curso das ações, pode-se ver que a burguesia buscava poder e fazia de tudo para não reconhecer a igualdade de direitos para os pobres. Todas as conquistas que seguiram o lema revolucionário foram perdidas, e o povo continuou na condição anterior. Alguns direitos foram reconhecidos, mas não foram implementados. Apenas a burguesia saiu fortalecida. A população pobre continuou lutando pelos direitos que almejava. Não podemos negar, entretanto, que a Revolução Francesa acabou com os privilégios da nobreza, e abriu as portas para a adoção do regime democrático.

×