Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.

Isa redux 2018

297 visualizaciones

Publicado el

Abordamos nesse papo o processo que utilizamos durante diversos projetos voltados para inovação em empresas muito tradicionais.
Apresentação realizada por Nasser Said e Giselli Brasil no ISA Redux 2018, organizado pelo IxDA SP.

Publicado en: Diseño
  • Sé el primero en comentar

Isa redux 2018

  1. 1. Março, 2018 Redux ISA2017.Design como meio para inovação
  2. 2. Agenda. 1. Quem fala. 2. Por quê UX?. 3. Processo.
  3. 3. Quem fala. 1
  4. 4. 4 QUEM FALA Nasser Said Experience Lead na XP Investimentos.
  5. 5. 5 QUEM FALA Giselli Brasil Product Manager na tropikal. By Accenture Interactive
  6. 6. Por quê UX. 2
  7. 7. Design Centrado no usuário. “A prática de criar produtos de forma que os usuários sejam capazes de utilizá-las com o mínimo de stress e o máximo de eficiência” Woodson, 1981
  8. 8. Por que UX?
  9. 9. Porque estamos expostos a uma complexidade cada vez maior.
  10. 10. Família assistindo TV nos Anos 50. Família assistindo TV em 2018.
  11. 11. 13 Recebemos 5x mais informação do que há 30 anos.
  12. 12. 14 Uma pessoa comum gera um volume de informações equivalente a 6 jornais por dia.
  13. 13. E como projetamos uma experiência digital que acomode essa crescente complexidade?
  14. 14. Não tem uma fórmula mágica.
  15. 15. Acreditamos em alguns princípios e métodos que ajudam a conceber 
 produtos vencedores.
  16. 16. Processo. 3
  17. 17. 19 O processo de Design Thinking. D escoberta D efinição D esenvolvim ento Brief Expandir Focar Expandir FocarEntrega Implementação
  18. 18. Como é usado na prática?
  19. 19. 21 Expandir D escoberta Brief O processo de Design Thinking.
  20. 20. “Tendemos a projetar nossa racionalidade e nossas crenças 
 na racionalidade e nas crenças 
 dos outros.” ― Don Norman, The Design of Everyday Things
  21. 21. Precisamos imergir no universo do outro. 23
  22. 22. 24 Entrevistas com Stakeholders. Entender os principais objetivos de negócio e metas estratégicas da empresa.
  23. 23. 25 Dados de Acesso. Número de visitas, páginas mais acessadas, duração de sessão, principais pontos de entrada e saída.
  24. 24. 26 Desk Research. Análise de publicações acadêmicas e estudos de mercado para entender o cenário econômico, comportamentos e tendências presentes no setor.
  25. 25. 27 Benchmark. Análise da experiência digital de competidores locais e globais, além de players de outras indústrias que possam servir de inspiração.
  26. 26. 28 Pesquisas Online. Usuários respondem a uma lista de perguntas pré-determinadas.
  27. 27. 29 Grupos Focal. Um grupo de usuários discute temas, guiado por um moderador.
  28. 28. 30 Customer Intercepts. Ir até os lugares em que os usuários interagem fisicamente com a marca, como agências e lojas.
  29. 29. 31 Listening Labs. Composição de métodos para entender o contexto dos usuários, suas necessidades e a relação com o produto que estamos estudando.
  30. 30. Investigar reflete uma maneira de ver, compreender ou explicar o mundo.
  31. 31. 33 D escoberta D efinição Brief Expandir Focar O processo de Design Thinking.
  32. 32. O foco determina a melhor solução estratégica para os problemas encontrados.
  33. 33. Qual é o Problema?
  34. 34. 1. Quero um fluxo de acesso. 2. Preciso de um sistema. 3. Quero um aplicativo. 4. O usuário não permanece no meu produto.
  35. 35. 37 Processo colaborativo de análise. No Design Thinking quanto mais interdisciplinaridade melhor para a ideação.
  36. 36. 39 Personas. Arquétipos que representam os tipos de usuários que encontramos durante as pesquisas. Prático. Descrição da pessoa Dedicado. Descrição da pessoa Descolado. Descrição da pessoa Racional. Descrição da pessoa
  37. 37. 40 Jornada do Usuário. Mapeamento da jornada do usuário a partir da primeira interação com a marca para entender as motivações, necessidades e os ‘pain points’ dos usuários.
  38. 38. Visão Estratégica. R E S U LTA D O Documento com a compilação dos principais findings para nortear o desenvolvimento do projeto e do produto. 41
  39. 39. 42 Driving Mode Skin Evolution Web Analytics Small improvements 6 MESES Monitoring Localizar carro Acionar câmera interna Acionar câmera externa Gas Station Localizar postos Suporte a decisão Abastecimento em tempo real Informações sobre o Posto de Gasolina Postos favoritos Qualidade do combustível Avaliar abastecimento Parking Buscar vaga em estacionamento Buscar vaga na ruas Avaliação do estacionamento Integrations Melhor rota para o compromisso Integrar Redes sociais Rota de Navegação Integrar E-mails Home automation Integrar Google Now Integrar Spotify e outros apps de músicaDrive Coach Coaching de direção Favoritar modo de direção Portability Importar dados Exportar dados / Certificado de revenda Payments eWallet Extrato de pagamento Gestão da carteira Detalhe do serviço Detalhe da concessionária Cotação de serviço Agendamento de serviço Status de serviço Avaliar serviço Maintenance Sincronizar carro Painel (dashboard) Personalizar informações Estatísticas Relatórios do diagnóstico Relatório por perfil Car diagnostics Saldo de pontos Extrato de pontos Recompensas Loyalty Cálculo de risco Cotação de seguro Aquisição / Renovação Adicionar seguro Aviso de sinistro Informações médicas Insurance Consultar multas Legal Configurações do carro Abertura de portas do carro Car settings MLP WAVES B A C K L O G FEATURES L3C Onboarding Login Cadastro do veículo Cadastro do usuário Showcase do carro Status de produção User Manual Avaliar conteúdo Enviar dúvida Diversidade de conteúdo Support Channel Chat Pesquisa Roadside assistance Global Recuperar senha Busca Notificação Configurações Gerenciar Perfis de usuário Parking Mode User Manual Recomendação
  40. 40. 43 D escoberta D efinição D esenvolvim ento Brief Expandir Focar Expandir O processo de Design Thinking.
  41. 41. “Interface é a materialização do produto.”
  42. 42. Geração de ideias. Muitos sketches = muitas ideias. O time faz muitos rascunhos para discutir caminhos visualmente. 45
  43. 43. 46 Wireframes. Rápidos para mostrar fluxos, melhores ainda para testar novas formas de interação.
  44. 44. Layout. O layout é materialização visual do produto construído nas etapas anteriores. 
 Mesmo nesta etapa, ainda há espaço para discussões e mudanças, e também há muita troca entre profissionais de especializações diferentes. 47
  45. 45. 48 Prototipação. Protótipos funcionas feitos com ou sem código, com objetivo de documentar corretamente as interações das interfaces ou fazer testes com usuários.
  46. 46. 49 Prototipação (quase) sem código. InVision. Principle. Framer.
  47. 47. 50 Teste de usabilidade. Usuários realizam tarefas em um site ou protótipo e o time observa suas dificuldades.
  48. 48. Mas o processo de criação vai além das metodologias.
  49. 49. Um projeto inovador. 53 Técnica. Conceito. Originalidade. Maestria na técnica e na direção de arte. Uma motivacão inteligente e que faça sentido. Ousadia para procurar soluções que ainda não foram tentadas.
  50. 50. 54 D escoberta D efinição D esenvolvim ento Brief Expandir Focar Expandir FocarEntrega Implementação O processo de Design Thinking.
  51. 51. 55 MVP.Miminum viable product.
  52. 52. 56 MVP.Miminum viable product.
  53. 53. 57 MLP.Miminum lovable product.
  54. 54. 58 Vamos priorizar experiências completas. Not like this. Like this.
  55. 55. 59 MVP. MLP.
  56. 56. Lovable é sobre criar conexões e despertar sentimentos. 60
  57. 57. 61 Evitar reuniões desnecessárias
  58. 58. 63
  59. 59. Dúvidas?
  60. 60. Tks.Março, 2018. Design como meio para inovação

×