A unificação alemã e italiana 2m2

5.014 visualizaciones

Publicado el

Trabalho de história 2M4 "Renato Pacheco" G6

  • Sé el primero en comentar

  • Sé el primero en recomendar esto

A unificação alemã e italiana 2m2

  1. 1. A unificação Alemã e Italiana<br />Ramon Nascimento, Ana Beatriz, Márcia Araújo, Amanda Menezes, MayharaHespanha, Kristiellen Rebuli, Thais Teixeira , Thamara Santana<br />2M4<br />garibaldi<br />bismarck<br />
  2. 2. O NACIONALISMO<br />O nacionalismo é um sentimento de pertencer e ser leal a uma nação. <br />Durante os séculos XIX e XX o nacionalismo era uma força poderosa que podia: <br /><ul><li>Criar nações com países separados (ex: Itália e Alemanha) ou separar uma nação soberana em muitos países (ex: Áustria e Turquia) </li></li></ul><li>O NACIONALISMO<br /><ul><li>Causar uma guerra (ex: Primeira e Segunda Guerra mundial)
  3. 3. Incentivar colônias a independência (ex: Índia, Indonésia e países da África) etc.</li></li></ul><li>Unificação Alemã<br />
  4. 4. Principais Conflitos<br /><ul><li>Guerra dos Ducados (1864), contra a Dinamarca
  5. 5. A Guerra Austro-Prussiana (1866)
  6. 6. Guerra Franco-Prussiana (1870-1871)</li></li></ul><li>Unificação Alemã<br /><ul><li>Antes da Revolução Francesa haviam mais de 300 estados alemães dos quais os maiores eram Prússia e Áustria
  7. 7. O Congresso de Viena reduziu o numero de estados para 39 e um numero menor desses estados incentivarão sentimentos nacionalistas na população. </li></li></ul><li>Barreiras para unificação Alemã<br /><ul><li> A Áustria sabia que a Prússia era o Estado mais poderoso;
  8. 8. Os estados menores tinham medo de perde força-política com a unificação;
  9. 9. A rivalidade entre os Católicos e os Protestantes;
  10. 10. Diferenças de economia entre parte dos estados. </li></li></ul><li>Fatores incentivando a unificação<br /><ul><li>Napoleão incentivou a unificação alemã com a confederação do Reno sob o Código Napoleônico.
  11. 11. Apoio dos intelectuais da época: Heinrich vonTreitschke previu a pátria alemã, Goethe e Schiller viram uma nacionalidade comum para todos os alemães.
  12. 12. O congresso de Viena uma confederação alemã composta de 39 estados.
  13. 13. Zollverein para aumentar o comércio, e reduzir os problemas de muitos governos estatais (criou impostos, moedas e correios)</li></li></ul><li>Bismarck e a unificação<br />
  14. 14. Bismarck e a unificação<br /><ul><li>A Prússia conduziu a unificação alemã liderada por Bismarck como primeiro ministro (nomeado em 1848 pelo rei William I );
  15. 15. Bismarck foi conservador não permitindo ao povo a democracia , defendia o Estado absolutista monárquico de direito divino e manteve a igreja Luterana protestante;
  16. 16. Liderou com a Realpolitik (Política da realidade) e sem idealismo.</li></li></ul><li>Política do “sangue e ferro”<br />“Não por discursos e por definições das maiorias são decididas as grandes questões do tempo mas é decidida por cima – pelo sangue e ferro”. <br />(Otto von Bismarck)<br />
  17. 17. Unificação alemã<br /><ul><li>Não podia persuadir o parlamento.
  18. 18. Declarado primeiro-ministro governaria sem o consentimento do parlamento e sem um orçamento legal
  19. 19. Aliou-se a Austria para atacar a Dinamarca a Schleswig e Holstein
  20. 20. A vitória rápida aumenta o nacionalismo prussiano.</li></li></ul><li>Unificação alemã<br /><ul><li>Prússia controla Schleswig, Austria e Holstein .
  21. 21. Isso conduziria a agitação e poderia causar conflitos entre a Austria, Schleswig e Holstein.
  22. 22. A Áustria declara guerra na Prússia em 1866: A qual durou sete semanas e teve como resultado a Prússia anexar mais territórios
  23. 23. Prússia oriental e ocidental unem-se pela primeira vez.</li></li></ul><li>Estratégia de Bismarck para a França<br /><ul><li>O trono espanhol é oferecido a um parente do rei da Prússia após lideres da revolta espanhola remover seu líder
  24. 24. Luis Napoleão, sobrinho de Napoleão Bonaparte, imperador da frança convence o príncipe alemão a recusar coroa e a seguir envia uma mensagem para convencer William I da Prússia para não aceitar a coroa.
  25. 25. Da cidade Ems, William enviou um telegrama a Bismarck informando-o sobre o pedido e o chamando para ir a Ems.
  26. 26. Bismarck,aproveitando essa oportunidade, reformula o telegrama e publica nos jornais.</li></li></ul><li>O plano deu Certo<br /><ul><li>Com esses fatos o prussianos ficarão revoltados com as injustiças ao seu rei; Os franceses são insultados pela Prússia. França declara guerra uma guerra mesmo sem condições.
  27. 27. A Prússia adquiriu assim:
  28. 28. As províncias de Alsácia e Lorena e com isso dinheiro para cobrir o custo da guerra.
  29. 29. Os estados do sul unem-se com o norte para lutar contra a França
  30. 30. A guerra Franco-Prussiana termina com a unificação da Alemanha
  31. 31. 1871: O império alemão toma forma, William I da Prússia torna-se imperador.</li></li></ul><li>As Políticas de Bismarck<br /><ul><li>Torna o Socialismo ilegal
  32. 32. Melhora as condições de trabalho
  33. 33. Minorias nacionais e religiosas perseguidas (principalmente católicos)
  34. 34. Nos negócios Estrangeiros, tentar isolar a França fazendo amizade com a Áustria e a Rússia
  35. 35. Uso da política real: na política real as decisões da política externa de Bismarck não é baseada em considerações ideológicas ou morais e sim no interesse pessoal. </li></li></ul><li>William I<br />
  36. 36. Unificação Italiana <br />
  37. 37. Principais Conflitos<br /><ul><li>Guerra Franco-Austríaca (1859)</li></li></ul><li>Barreiras para unificação<br /><ul><li>As montanhas cortam o oeste e o leste da Itália e o rio Pó o Norte e Sul além de ser cercada pelo mar;
  38. 38. O analfabetismo ( a maioria da população não sabia ler), que tornava difícil a propagação da propaganda nacionalista;
  39. 39. O papa que achava que a Itália unida faria diminuir sua força( do papa)
  40. 40. Os italianos discordavam entre si do tipo de governo que deveria ser adotado e o líder;
  41. 41. Falta de apoio do restante da europa pois as nações européias pensavam que a Itália unificada iria interfiri em alguns planos ;
  42. 42. Era dividida em nove Estados (em sua maioria com diferentes lideres)</li></li></ul><li>Fatores incentivando a unificação<br /><ul><li>Cultura e costume próprios;
  43. 43. Orgulho pela herança (incluindo o Renascimento italiano)
  44. 44. O desejo de não serem conquistados novamente (coisa que Napoleão fez);
  45. 45. Os esforços de três homens: Mazzini, Garibaldi e Cavour </li></li></ul><li>Giuseppe Mazzini<br /><ul><li>Era um membro do Carbonari (grupo secreto que usava de violência para obter o que queria;
  46. 46. Deu “forma” a Nova Itália (grupo de jovens com objetivo de despertar o nacionalismo);
  47. 47. Tentou realizar uma revolução a qual falhou.</li></li></ul><li>Giuseppe Gribaldi<br /><ul><li>Garibaldi invadiu primeiramente a Sicilia, e depois incita-os para juntar-se a Piemonte-Sardenha sob a liderança de Victor Manuel.
  48. 48. Garibaldi cedeu todas as terras conquistadas a Victor Emmanuel. </li></li></ul><li>Unificação<br /><ul><li>Victor Emmanuel conquista os Estados Papais;
  49. 49. Garibaldi avançou
  50. 50. Em 1860: as eleições foram realizadas em toda a Itália, exceto Veneza e Roma;
  51. 51. 1861: na cidade de Turim, representantes da nova nação deu posse a um parlamento e proclamou o surgimento da Itália sob a liderança de Victor Emmanuel II
  52. 52. Em 1866 Veneza foi incorporada após a vitória da Prússia juntamente com a Itália sobre a Áustria e Roma só foi anexada em 1870 assim terminando a unificação Italiana</li></li></ul><li>Victor Emmanuel II<br />

×