Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.
Fundação de Ensino Superior de Olinda – FUNESOUnião de Escolas Superiores da FUNESO - UNESF              INSULINOTERAPIA  ...
INSULINA• Hormonio responsável pela redução da glicemia,  ao promover a entrada de glicose nas células.• É produzida nas i...
TIPOS DE INSULINAS A principal característica que distingue os diferentes tipos de insulinas disponíveis no mercado é a su...
TIPOS DE INSULINAS•   Insulina de ação Ultra- lenta;•   Insulina de ação Lenta;•   Insulina de ação rápida;•   Insulina de...
Insulina de Ação Ultra- Rápida.(Lispro)• Estas insulinas são análogos da insulina humana,  obtidas por tecnologia DNA reco...
Insulina de ação rápida(Regular)• Estas insulinas também designadas por insulinas  solúveis, regulares ou cristalinas, con...
Insulina de ação LentaNPH• Este tipo de insulinas podem ser obtidas pela  mistura da insulina regular com protamina  (form...
Insulina de ação Ultra- lenta(Glargina)• Estas insulinas são obtidas através da adição de  um excesso de zinco à insulina ...
Tempo de Ação das Insulinas
Locais de Aplicação (Via Subcutânea)
OBRIGADO...
Insulinoterapia
Próxima SlideShare
Cargando en…5
×

Insulinoterapia

11.729 visualizaciones

Publicado el

Aula de semiologia e semiotécnica II.

Publicado en: Educación
  • Sé el primero en comentar

Insulinoterapia

  1. 1. Fundação de Ensino Superior de Olinda – FUNESOUnião de Escolas Superiores da FUNESO - UNESF INSULINOTERAPIA E CONTROLE GLICÊMICO Prof. Rodrigo Abreu
  2. 2. INSULINA• Hormonio responsável pela redução da glicemia, ao promover a entrada de glicose nas células.• É produzida nas ilhotas de Langerhans, células do pâncreas endócrino.• Quando a produção de insulina é deficiente, a glicose acumula-se no sangue e na urina, destruindo as células por falta de abastecimento, caracterizando um quadro de diabetes mellitus.
  3. 3. TIPOS DE INSULINAS A principal característica que distingue os diferentes tipos de insulinas disponíveis no mercado é a sua farmacocinética. Ou seja, variam consoante o seu início de ação, a sua duração de ação e o tempo necessário para atingir a sua concentração máxima. As insulinas podem ser de origem humana, bovina, suína e sintética.
  4. 4. TIPOS DE INSULINAS• Insulina de ação Ultra- lenta;• Insulina de ação Lenta;• Insulina de ação rápida;• Insulina de Ação Ultra- Rápida.
  5. 5. Insulina de Ação Ultra- Rápida.(Lispro)• Estas insulinas são análogos da insulina humana, obtidas por tecnologia DNA recombinante.• Via de Administração: sub-cutânea.Início de acção: 15 minConcentração máxima: 40-60 minDuração de acção: 2-4 h
  6. 6. Insulina de ação rápida(Regular)• Estas insulinas também designadas por insulinas solúveis, regulares ou cristalinas, contêm a molécula de insulina não modificada em solução.• Origem Humana ou animal.• Via de administração: sub-cutânea e Endovenosa.Início de ação: 30 min.Concentração máxima: 2 hDuração de ação: 4-8 h
  7. 7. Insulina de ação LentaNPH• Este tipo de insulinas podem ser obtidas pela mistura da insulina regular com protamina (formando-se um complexo insulina-protamina pouco solúvel) ou com zinco, reduzindo o tempo de absorção.• Origem Humana ou animal.• Via de administração: Sub-cutânea.Início de ação: 1,5 hConcentração máxima: 4-8 hDuração de ação: 18 h
  8. 8. Insulina de ação Ultra- lenta(Glargina)• Estas insulinas são obtidas através da adição de um excesso de zinco à insulina solúvel na presença de um tampão acetato, obtendo-se então uma suspensão relativamente insolúvel.• Via de Administração: Sub-cutânea.Início de ação: 5 hConcentração máxima: 20 hDuração de ação: 30 h
  9. 9. Tempo de Ação das Insulinas
  10. 10. Locais de Aplicação (Via Subcutânea)
  11. 11. OBRIGADO...

×