Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.

Atenção Básica: Brasil e Mundo

6.078 visualizaciones

Publicado el

Apresentação de Rondinelli Salvador Silva no Nesp - Núcleo de Estudos em Saúde Pública de Marília/SP, sobre o tema Atenção Básica

Publicado en: Salud y medicina, Tecnología
  • Inicia sesión para ver los comentarios

Atenção Básica: Brasil e Mundo

  1. 1. Rondinelli Salvador Silva Daca - Famema Coordenador Científico Nacional – DENEM rondinelli.salvador@gmail.com
  2. 2. Atenção Básica Atualmente Unidades de Saúde da Família – USF Unidade Básica de Saúde Programa Agentes Comunitários de Saúde Programa Saúde da Família
  3. 3. Estrutura do SUS
  4. 4. Século XIX Europa como centro econômico mundial Grande desenvolvimento do conhecimento Humano Grandes Conflitos Ideológicos
  5. 5. Século XIX
  6. 6. Concepções em Saúde
  7. 7. Resultado Grã – Bretanha gera embrião de Sistema de Saúde 1922
  8. 8. Serviço Nacional de Saúde - 1946
  9. 9. Saúde Preventiva
  10. 10. Mágica dos Sistemas de Saúde
  11. 11. Crise dos anos 1970 Crise do Petróleo – 1973 Reorganização dos investimentos públicos nas áreas sociais Movimentos sociais ao redor do mundo demandam mudanças na assistência a saúde Teóricos do campo da saúde buscam referências diversas para explicar as falhas da assistência Novas profissões na atenção a população
  12. 12. Como as forças econômicas se chocam?
  13. 13. Encontros Decisivos 37ª Assembléia Mundial da Saúde – 1977 – “Saúde para todos no ano 2000” Conferência Internacional sobre Health Primary Care – Alma Ata (Cazaquistão) – 1978 Primeira Conferência Mundial sobre Promoção da Saúde – Ottawa - 1986
  14. 14. Health Primary Care Regionalização Descentralização Justiça Solidariedade Internacional Uso adequado dos recursos públicos
  15. 15. Afinal?
  16. 16. As palavras tem poder
  17. 17. Enquanto isso o SUS...
  18. 18. Programa Agente Comunitário de Saúde
  19. 19. Em 1994
  20. 20. Por quem dobram os sinos?
  21. 21. O PSF no Mundo Inglaterra Canada Mexico Brasil
  22. 22. Atenção Básica = PSF? Atenção Básica : um conjunto de ações de saúde, no âmbito individual e coletivo, que abrangem a promoção e a proteção da saúde, a prevenção de agravos, o diagnóstico, o tratamento, a reabilitação e a manutenção da saúde. É desenvolvida por meio do exercício de práticas gerenciais e sanitárias democráticas e participativas, sob forma de trabalho em equipe, dirigidas a populações de territórios bem delimitados, pelas quais assume a responsabilidade sanitária, considerando a dinamicidade existente no território em que vivem essas populações. Utiliza tecnologias de elevada complexidade e baixa densidade, que devem resolver os problemas de saúde de maior freqüência e relevância em seu território. É o contato preferencial dos usuários com os sistemas de saúde. Orienta-se pelos princípios da universalidade, da acessibilidade e da coordenação do cuidado, do vínculo e continuidade, da integralidade, da responsabilização, da humanização, da equidade e da participação social. (Brasil, 2006)
  23. 23. Atenção Básica = PSF ? PSF : O Programa de Saúde da Família é a estratégia prioritária do Ministério da Saúde para organizar a Atenção Básica – que tem como um dos seus fundamentos possibilitar o acesso universal e contínuo a serviços de saúde de qualidade, reafirmando os princípios básicos do SUS: universalização, descentralização, integralidade e participação da comunidade – mediante o cadastramento e a vinculação dos usuários.
  24. 24. Programa Saúde da Família Recursos humanos Recursos de Gestão Recursos Físicos
  25. 25. Abrângência 94% das cidades são atendidas 23.710 equipes Atende 49% da demanda da Rede (fonte = DataSUS, 2010)
  26. 26. Desafios Forte Presença das OSS Centralidade na Família Atuação na Comunidade Reforço do discurso livre da Cidadania Relação Demanda x Estrutura determina o planejamento das ações Fragmentação das Ações (Criança, Adolescente, Adulto e Idoso) Horário de Atendimento Não intervencionismo (Saúde do Trabalhador, etc)
  27. 27. Desafios: Grande diversidade regional Falta de mão de obra preparada para atuação Precarização do serviço / Plano de Carreira Política de investimentos deficitária Fragmentação das Ações (Criança, Adolescente, Adulto e Idoso) Horário de Atendimento Não intervencionismo (Saúde do Trabalhador, etc)

×