Figuras de pensamento

1.391 visualizaciones

Publicado el

0 comentarios
0 recomendaciones
Estadísticas
Notas
  • Sé el primero en comentar

  • Sé el primero en recomendar esto

Sin descargas
Visualizaciones
Visualizaciones totales
1.391
En SlideShare
0
De insertados
0
Número de insertados
228
Acciones
Compartido
0
Descargas
15
Comentarios
0
Recomendaciones
0
Insertados 0
No insertados

No hay notas en la diapositiva.

Figuras de pensamento

  1. 1. As figuras de pensamento consistem emapresentar as idéias progressivamente.
  2. 2. •Antítese: Ocorre, quando há aproximação de palavrasou expressão de sentidos opostos.Ex: A palavra pesada abafa a idéia leve.•Apóstrofe: Ocorre quando há invocação de umapessoa ou algo, real ou imaginário, que pode estarpresente ou ausente. Corresponde ao vocativo daanálise sintática e é utilizada para da ênfase naexpressão.Ex: “Deus! Ó Deus! Onde estás que não respondes?” (Castro Alves)
  3. 3. • Paradoxo ou Oxímoro: Ocorre não apenas naaproximação de palavras de sentido oposto, mastambém na de idéias que se contradizem referindo-seao mesmo termo. É uma verdade com sentido dementira.Ex: Amor é fogo que arde sem se ver;É ferida que dói e não se sente;É um contentamento descontente;É dor que desatina sem doer; (Camões)
  4. 4. • Eufemismo: Ocorre quando uma palavra ouexpressão é empregada para atenuar uma verdadetida como penosa, desagradável ou chocante.Ex: “ E pela paz derradeira(morte) que enfim vai nosredimir Deus lhe pague” (Chico Buarque)• Gradação: Ocorre quando há uma sequência depalavras que intensificam uma idéia.Ex: “Aqui... Além... Mais longe por onde movo umpasso.” (Castro Alves)
  5. 5. • Hipérbole: Ocorre quando há exagero de uma idéia,afim de proporcionar uma imagem emocionante e deimpacto.•Ex: “ Rios te correrão dos olhos, se chorares!” (Olavo Bilac)• Ironia: Ocorre quando, pelo contexto,pela entonação,pela contradição de termos, sugere-se o contrário doque as palavras ou vocais parecem exprimir. A intençãoé depreciativa ou sarcástica.•Ex: “Moça linda, bem tratada, três séculos de família,burra como uma porta: um amor.” (Mário de Andrade)
  6. 6. Prosopopéia: Ocorre quando se atribui movimento,ação, fala, sentimento, enfim características de seresanimados a seres desanimados ou imaginários.também a atribuição de características humanas aseres animados, que é comum nas fábulas e nosapólogos.Ex: “...Os rios vão carregando as queixas do caminho.” (Raul Bopp)Ex: “Um frio inteligente(...) percorria o jardim...” (Clarice Lispector)
  7. 7. Perífrase: Ocorre quando se cria um torneio depalavras para expressar algum objeto, acidentegeográfico ou situação que não se quer nomear.Ex: “Cidade maravilhosa/ Cheias de encantosmil/ Cidade maravilhosa/ Coração do meu Brasil.” (André Filho)

×