Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.

Aula

5.948 visualizaciones

Publicado el

  • Sé el primero en comentar

Aula

  1. 1. Imunologia ClínicaImportância e parâmetros em Sorologia Professor: Vitor Y. Obara
  2. 2. Nesta aula veremos:O que é sorologia e qual sua importância?Quais são os parâmetros para validar um teste sorológico? Vitor Y. Obara 2
  3. 3. 1 Importância dos testes sorológicosO que é doença?O que causa uma doença?Como identificar o estado patológico? Dados clínicos. Vários sintomas comuns. Dados laboratoriais. Quais dificuldades? Qual grau da doença? Qual prognóstico? Qual critério para cura? Vitor Y. Obara 3
  4. 4. 1.1 Pesquisa de Ac no Diagnóstico individualElucidar processos patológicos com sinais e sintomas clínicos confundíveis;Diferenciar a fase da doença;Diagnosticar doença congênita (IgM);Seleção de doadores de órgãos (sg, medula, órgãos); Vitor Y. Obara 4
  5. 5. 1.1 Pesquisa de Ac no Diagnóstico individualAvaliação do prognóstico da doença;Avaliar eficácia terapêutica e suspensão medicamentosa;Avaliar imunização e imunidade;Verificar o agravamento da patologia; Vitor Y. Obara 5
  6. 6. 1.2 Pesquisa de Ac em Inquéritos EpidemiológicosEstabelecer a prevalência da doença;Verificar a erradicação da doença;Verificar a reintrodução de novos casos em áreas consolidadas. Vitor Y. Obara 6
  7. 7. 2 Parâmetros para validaçãoAvaliação para garantir que um novo método analítico gere informações confiáveis e interpretáveis sobre as amostras (RIBANI, 2004). Vitor Y. Obara 7
  8. 8. 2 Parâmetros para validaçãoValidade intrínseca: Validade extrínseca:Desempenho de um Desempenho do teste resultado encontrado sobre uma população com um teste de e situação da referência; população;Sensibilidade; Reprodutibilidade, especificidade e acurácia e precisão. eficiência. Vitor Y. Obara 8
  9. 9. 2.1 Validação intrínseca4 possibilidades: Verdadeiro positivo (VP); Falso positivo (FP); Verdadeiro negativo (VN) e Falso Negativo (FN). Vitor Y. Obara 9
  10. 10. 2.1 Validação intrínseca DOENÇA – Diagnóstico verdadeiroTESTE presente ausente Verdadeiros Falsos positivospositivo positivos (VP) (FP) Falsos negativos Verdadeirosnegativo (FN) negativos (VN) Total VP + FN FP + VN Vitor Y. Obara 10
  11. 11. 2.1 Validação intrínsecaSensibilidade: proporção de VP entre os (+)s. ≠ sensibilidade da técnica. Sensibilidade = VP / (VP + FN)Especificidade: proporção de VN entre os (-)s. Epítopos obtidos por recombinação genética. Especificidade = VN / (VN + FP)Sensibilidade e especificidade relativa: Comparação com outro método. Vitor Y. Obara 11
  12. 12. 2.1 Validação intrínseca DOENÇA – Diagnóstico verdadeiro TESTE presente ausente Total positivo 19 99 118negativo 1 1881 1882 Total 20 1980 2000Sensibilidade = 0,95Especificidade = 0,95 Vitor Y. Obara 12
  13. 13. 2.1 Validação intrínsecaCaso 1:Sensibilidade = 0,70Especificidade = 0,95Caso 2:Sensibilidade = 0,95Especificidade = 0,70 Vitor Y. Obara 13
  14. 14. 2.1 Validação intrínsecaEficiência: Relação entre os valores verdadeiros em uma população estudada. Eficiência = VP + VN / (VP + VN + FN + FV) Calcular a eficiência com os valores da tabela anterior. Eficiência = 0,95 Vitor Y. Obara 14
  15. 15. 2.2 Valor preditivoValores que dependem da sensibilidade, especificidade e da Prevalência.Prevalência = Proporção de indivíduos doentes (VP + FN) em uma população.Valor preditivo positivo (VPP): Possibilidade da doença se o teste é positivoValor preditivo negativo: Probabilidade da ausência da doença se o teste é negativo Vitor Y. Obara 15
  16. 16. 2.2 Valor preditivoCaso 1:Pc proveniente da MI, soroteste p/ HIV = (-)voVPN?Caso 2:Pc do ambulatório, soroteste p/ HIV = (-)voVPN? Vitor Y. Obara 16
  17. 17. 2.2 Valor preditivoCaso 3Pc proveniente da MI, soroteste p/ HIV = (+)voVPP?Caso 2:Pc do ambulatório, soroteste p/ HIV = (+)voVPP? Vitor Y. Obara 17
  18. 18. 2.3 Validação extrínsecaPrecisão Concordância dos resultados obtidos, quando um teste é realizado várias vezes. Mede o erro acidental (erro acumulado)Acurácia (Exatidão) Capacidade de se aproximar ao valor verdadeiro. Detecta erro sistemático. Vitor Y. Obara 18
  19. 19. 2.3 Validação extrínsecaReprodutibilidade: Resultados obtidos de uma mesma amostra realizados por pessoas e locais diferentes. Reprodutibilidade intra teste: ensaios em replicata (ao mesmo tempo) Reprodutibilidade inter teste: mesma amostra, laboratórios diferentes, dias diferentes Vitor Y. Obara 19
  20. 20. 2 Resumindo...Validade intrínseca: Validade extrínseca: Sensibilidade Reprodutibilidade Especificidade; Acurácia; Eficiência. Precisão. Vitor Y. Obara 20
  21. 21. 3 Aplicação de testes diagnósticosLimiar de reatividade (Cut off) doentes não-doentes Frequência Título Vitor Y. Obara 21 não-reagente reagente
  22. 22. 3 Aplicação de testes diagnósticosLimiar de reatividade (Cut off) doentes não-doentes Frequência Título Vitor Y. Obara 22
  23. 23. 3 Aplicação de testes diagnósticosLimiar de reatividade (Cut off) > sensibilidade > especificidade Frequência Título Vitor Y. Obara 23
  24. 24. 3 Aplicação de testes diagnósticos Populaçãodoentes Vitor Y. Obara 24
  25. 25. 3 Aplicação de testes diagnósticos População doentes Vitor Y. Obara 25
  26. 26. 4 ConclusãoSorologia: Identificar pc doente; Avaliar o prognóstico da doença; Avaliar imunização e imunidade; Verificar o agravamento da patologia; Estabelecer a prevalência, erradicação e reintrodução de uma determinada doença em uma população. Vitor Y. Obara 26
  27. 27. 4 ConclusãoValidação de testes sorológicos: Validação intrínseca: Desempenho de teste comparado a um teste de referência; Validação extrínseca: Desempenho do teste frente a uma população.Aplicação dos testes diagnósticos: Cut off. Vitor Y. Obara 27
  28. 28. ReferênciasRIBANI, M. et al. Validação em métodos cromatográficos e eletroforéticos. Química Nova. v. 27, n. 5, pp.771-780, 2004.FERREIRA, A.W.; ÁVILA, S.L.M. Sorologia: Importância e parâmetros. In: ____. Diagnóstico laboratorial: das principais doenças infecciosas e auto-imunes. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2 ed. Cap. 1, pp. 1-8, 2001. Vitor Y. Obara 28

×