Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.

Desafios da gestão de projetos na administração pública.

Aula sobre desafios da gestão de projetos na administração pública.
Ministrada pelo Professor Yuri Morais, no curso de pós-graduação "MBA em Gestão de Projetos", do Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), escola de governo do Senado Federal.

  • Inicia sesión para ver los comentarios

Desafios da gestão de projetos na administração pública.

  1. 1. Tópicos Especiais em Gerenciamento de Projetos Julho/2017 Prof. Yuri Morais yuri.morais@senado.leg.br
  2. 2. Apresentação – Prof. Yuri Morais • Mestre em Ciência da Computação (UFPB) • Atualmente: – Analista Legislativo – TI – Gestão de Projetos de software (Prodasen) – Chefe do Serviço de Contratações do Prodasen (até dezembro/2016) • Fui Auditor da Controladoria-Geral da União (CGU) – Instrutor de cursos em Contratações de TI (CGU) – Professor Universitário – Professor para Concursos (vídeo aulas) • Certificado em Gestão Ágil de Projetos (Scrum) e Gestão de Serviços de TI (ITIL)
  3. 3. Disciplina • Tópicos Especiais em Gerenciamento de Projetos • 40 horas/aula - em 13 aulas • Aulas durante todo o curso • Objetivo Geral: – Aprofundamento e discussões em temas atuais e de caráter mais prático relacionados à gestão integrada de projetos, abordando desde os desafios da gestão de projetos na administração pública, até o impacto das novas tecnologias na gestão de projetos.
  4. 4. Ementa • Aprofundamento e discussões em temas relacionados à gestão integrada de projetos – passando pela gestão estratégica, gestão de portfólios e gestão de programas. • Integração entre os aspectos de sustentabilidade e o gerenciamento de projetos.
  5. 5. Ementa • Ética e Responsabilidade profissional: A ética integrada à gestão de negócios nas organizações; a dimensão ética e moral do gerente de projetos; – código de ética; a contribuição do código de conduta ética para a sustentabilidade; consciência moral e raciocínio ético; – o papel do gerente de projeto na prática efetiva do código de conduta ética.
  6. 6. Programação das aulas 1. Desafios da Gestão de Projetos na Administração Pública 2. Gestão de Pessoas: desafios, engajamento, formação de equipes, formação de líderes 3. Planejamento Estratégico, Gestão de Portfólio e Programas 4. Metodologias Ágeis de Gestão de Projetos: Scrum, Kanban... 5. Contratações de Bens e Serviços 6. Ética na administração pública e na Gestão de Projetos 7. Sustentabilidade e a Gestão de Projetos
  7. 7. Desafios da Gestão de Projetos na Administração Pública Julho/2017 Prof. Yuri Morais
  8. 8. Sumário 1. De volta para o futuro: “Novos” Desafios – Orçamento e Pessoal 2. Mudanças de Paradigma – A “Nova Economia” 3. Oportunidades – Novas formas de Gestão de Projetos – Papel do servidor público – Serviços Públicos Digitais
  9. 9. Desafios • Enxugamento do Serviço Público é uma realidade – Em 2010  1,1 milhão de servidores – Hoje  632 mil servidores da ativa – Até 2020  232 mil estarão em condições de se aposentar http://blogs.correiobraziliense.com.br/papodeconcurseiro/232-mil- servidores-podem-se-aposentar-ate-2020-segundo-o-planejamento/
  10. 10. Quantitativo de Servidores - Senado • Até 2020  teremos mais de 700 aptos a aposentar
  11. 11. Orçamento Orçamento do Prodasen 2014 2015 2016 TOTAL GERAL : R$ 58.382.257,51 R$ 47.642.144,22 R$ 39.384.790,66 TOTAL GND 3 : R$ 20.917.816,00 R$ 28.862.106,88 R$ 30.500.854,80 TOTAL GND 4 : R$ 37.464.441,51 R$ 18.780.037,34 R$ 8.883.935,86 R$ 0.00 R$ 10,000,000.00 R$ 20,000,000.00 R$ 30,000,000.00 R$ 40,000,000.00 R$ 50,000,000.00 R$ 60,000,000.00 R$ 70,000,000.00 2014 2015 2016 Orçamento do Prodasen TOTAL GERAL : TOTAL GND 3 : TOTAL GND 4 : LDO 2017: a execução da Lei Orçamentária de 2017 terá como limite a despesa primária efetivamente paga em 2016 (...) corrigida pela variação do IPCA em 2016.
  12. 12. Mudanças de Paradigma: 4ª Revolução Industrial, Transformação Digital, Nova Economia
  13. 13. Forum Econômico Mundial "Estamos a bordo de uma revolução tecnológica que transformará fundamentalmente a forma como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos. Em sua escala, alcance e complexidade, a transformação será diferente de qualquer coisa que o ser humano tenha experimentado antes" - Klaus Schwab, Chairman WE Forum
  14. 14. 4ª Revolução Industrial
  15. 15. 4ª Revolução Industrial
  16. 16. Marcas mais valiosas do Mundo
  17. 17. Mudança de Paradigma • “Nova Economia” [Novo paradigma socioeconômico] – Foco  Conectar Pessoas e Organizações – Acesso (experiência) X Posse (compra) – Informação, Conhecimento e Velocidade. • A qualquer momento, em qualquer lugar... – Colaboração • Compartilhamento • Eliminação de intermediários • Plataformas abertas – Demanda puxando a Oferta Exemplo: Under Armour www.mettodo.com.br/pdf/Nova_Economia_Novo_Consumidor.pdf
  18. 18. E o que temos com isso ?? • A Sociedade está mudando  e o Governo? • Vamos conduzir os projetos do Senado da mesma forma? • Qual o perfil do servidor público para enfrentar esse cenário? • E as Contratações (licitações)? • Não basta manter em funcionamento – Entregamos muito menos do que a Sociedade espera – Custo, Prazo, Qualidade... • Precisamos SER a mudança na Organização – Não esperar ela vir de cima
  19. 19. O que fazer diante disso tudo?
  20. 20. Oportunidades de melhoria 1. Adequar o papel do servidor
  21. 21. Papel do servidor efetivo • Decreto-Lei nº 200/67: – Adm. deve focar em tarefas de planejamento, coordenação, supervisão e controle – desobrigar-se da realização material de tarefas executivas  recorrer ao mercado • desde que exista iniciativa privada desenvolvida e capacitada • TCU, COBIT, Governança Corporativa: – Papéis e responsabilidades bem definidos – Identificar processos e atividades sensíveis – Identificar pessoal-chave – Estabelecer políticas e procedimentos para pessoal contratado
  22. 22. Da Vedação à Contratação de Serviços Instrução Normativa nº 05/2017 - MP Art. 9º Não serão objeto de execução indireta na Administração Pública federal direta, autárquica e fundacional: I - atividades que envolvam a tomada de decisão ou posicionamento institucional nas áreas de planejamento, coordenação, supervisão e controle; II - as atividades consideradas estratégicas para o órgão ou entidade, cuja terceirização possa colocar em risco o controle de processos e de conhecimentos e tecnologias; III - as funções relacionadas ao poder de polícia, de regulação, de outorga de serviços públicos e de aplicação de sanção;
  23. 23. Papéis Sensíveis / Estratégicos Governança / Planejamento Gestão de Projetos Gestão de Serviços / Processos Planejamento de Contratações ... Gestão de serviços terceirizados • Exclusivo para servidores efetivos – Acórdãos TCU 2471/2008, 1382/2009, 380/2011 Planejamento, Gestão, Contratações, Fiscalização..
  24. 24. Para refletir... • Apenas 16% dos órgãos utilizam procedimentos técnicos para definir o quantitativo necessário de pessoal por unidade organizacional; • Apenas 20% das organizações identificam o perfil profissional requerido ou desejado para as ocupações críticas; *Levantamento GovPessoas TCU • Estamos alocando nosso pessoal em atividades-chave ? – Precisamos de mais servidores ? – Vamos conseguir repor a força de trabalho ?
  25. 25. Identificando Atividades-chave • Atividades-Chave (Key Activities) – Técnica utilizada na Gestão Empresarial – Identificar todas as atividades sem as quais não seria possível entregar valor à organização / cliente / sociedade Estratégica/ Decisória Qualificada / Sensível Básica / Rotineira / Padronizável
  26. 26. E o que não é Sensível ou Estratégico? • Identificar o que é “Terceirizável” – Parte do que fazemos pode ser passado ao mercado • Mapear o negócio / processo / atividade • Definir os critérios de aceitação • Assegurar qualidade • Entregar o serviço Mão de obra Posto de trabalho Mensuração e pagamento por entregas Critérios de Qualidade Modelo Híbrido Evolução do Modelo de Terceirização na Adm. Pública
  27. 27. Oportunidades de melhoria 2. Mudar a forma de Gerir Projetos
  28. 28. Repensando a Gestão de Projetos • A Gestão de Projetos tradicional foi pensada no século passado... – PMBOK 1ªed. (1996), MS Project (1985) • O que mudou de lá para cá? – O mundo era focado em padronização, previsibilidade – Era desconectado, centralizado, especializado • Comando-controle ainda funciona?
  29. 29. Gerenciamento Tradicional (premissas) • Cria-se o plano de forma detalhada e todo o projeto é guiado através deste plano (“Plan- Driven Process”). • Mudanças no “Plano” são desvios – Devem ser controladas por um comitê • Sucesso = aderência ao plano (escopo, custo, cronograma)
  30. 30. Gestão de Projetos “Tradicional” • Plano é definido no início – projetos podem durar anos • Gestão centralizada – Gerente faz o “Plano” e as estimativas – Equipe não participa – Define as tarefas e atribui às pessoas • Resultados são entregues somente no final – O mundo está mudando muito rápido, não?!
  31. 31. Gestão Ágil ou Management 2.0
  32. 32. Gestão Ágil ou Management 2.0 • 80% dos projetos de software (no mundo) são gerenciados com métodos ágeis – De acordo com o Gartner Group • PMI criou a Agile Certified Practitioner – É a certificação de maior crescimento do PMI “Organizations that are highly agile and responsive to market dynamics complete more of their projects successfully than their slower- moving counterparts — 75% versus 56%” (PMI)
  33. 33. Gestão Ágil – novas premissas
  34. 34. Gestão Ágil - O que muda? • Envolve descoberta e investigação – Parte de uma Visão – Evolução dos requisitos ao longo do desenvolvimento do produto • Entrega Valor em ciclos curtos – Planos e premissas são reavaliados (sempre) – Entrega de Valor é o principal Indicador • Engaja clientes  interações frequentes e propriedade compartilhada • Equipe faz parte da Gestão – Define “Como fazer” e faz as Estimativas
  35. 35. Gestão Ágil – ciclo de um projeto
  36. 36. Gerenciamento Ágil de Projetos (GAP) • Conjunto de valores, princípios e práticas que auxiliam equipes de projeto a entregar produtos ou serviços de valor em um ambiente complexo, instável e desafiador Highsmith (2004) • Nova plataforma de gerenciamento de projetos, aplicável a ambientes voláteis e desafiadores, sujeitos a mudanças frequentes, em que o processo prescritivo e padronizado acaba não apresentando-se como a opção mais adequada Chin (2004)
  37. 37. Entregar valor é mais importante ÁGIL
  38. 38. Gestão Ágil • Onde a Gestão Ágil é aplicável? – Criação de Produtos ou Serviços novos – Transformação de processos de negócio • Exemplos: – Desenvolver (ou reformular) um sistema – Reformular o processo de Contratações do Senado – Campanhas aproximação com o cidadão por redes sociais – Adequar a Estrutura de Pessoal do Senado
  39. 39. Scrum https://www.administradores.com.br/artigos/negocios/como-este-piloto-me- ensinou-a-render-o-dobro-na-metade-do-tempo/103787/
  40. 40. Oportunidades de melhoria 3. Repensar as Compras Públicas
  41. 41. Repensar as compras • O que muda? – Investimento inicial, Operacionalização, pessoas, manutenção,... • Exemplos: – Carro (frota) – Impressora / Equipamentos – Gráfica – Infraestrutura de TI TaxiGov Cloud services Google Cloud Comprar Alugar Outsource
  42. 42. Repensar as compras - Racionalizar • Racionalizar os processos • Compro junto ou separado? – Café, açúcar e adoçante – Material de expediente – “Gadgets” de informática • Mapear o que se compra todo ano – Retirar etapas do que é “comum” e de baixo risco – Contratação Pré-aprovada, Parecer padrão...
  43. 43. Oportunidades de melhoria 4. Fazer de forma conjunta
  44. 44. Fazer de forma conjunta: Compras • Compras e Projetos Conjuntos • Central de Compras – Telefonia móvel, agenciamento de viagens, equipamentos de informática... – § 1º As licitações para aquisição e contratação de bens e serviços de uso comum pelos órgãos da administração pública direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo federal serão efetuadas prioritariamente por intermédio da Central de Compras.
  45. 45. Fazer de forma conjunta: Sistemas • Aproveitar sistemas de outros órgãos – Software Público – Ouvidoria, RH, Help Desk, Patrimônio, Gestão de Projetos / Estratégia, Contratos, gestão de processos, contabilidade, workflow, etc... – Apenas 17% dos softwares implantados na APF são soluções prontas (TCU – Acórdão 2362/2015) – 57% dos órgãos nunca tentou usar o Portal do Software Público (CGU – RAG nº 04/2015)
  46. 46. O que mais é possível fazer de forma conjunta?
  47. 47. Oportunidades de melhoria 5. Repensar os serviços públicos
  48. 48. Nova Lei dos Serviços Públicos (13.460/2017) • Diretrizes e critérios para defesa dos direitos dos usuários – vale para os três Poderes, em todas as esferas • Carta de Serviços ao Usuário - passa a ser obrigatória a todos os órgãos • Assegura a participação do cidadão na avaliação periódica dos serviços públicos • Atuação integrada e sistêmica na expedição de atestados, certidões e documentos comprobatórios de regularidade; Exemplo: http://portal.tcu.gov.br/ouvidoria/servicos-ao-cidadao/
  49. 49. Avaliação continuada dos serviços públicos Art. 23. Os órgãos e entidades públicos abrangidos por esta Lei deverão avaliar os serviços prestados, nos seguintes aspectos: I – satisfação do usuário...; II – qualidade do atendimento...; III – cumprimento dos compromissos e prazos...; IV – quantidade de manifestações de usuários...; V – medidas ... para melhoria e aperfeiçoamento da prestação do serviço. § 2o O resultado da avaliação deverá ser integralmente publicado no sítio do órgão ou entidade, incluindo o ranking das entidades com maior incidência de reclamação dos usuários...
  50. 50. Serviços Públicos • A forma de fazer as coisas mudou: – Comprar passagem – Pagar as contas – Comprar coisas online – Ouvir música, assistir filmes – Pedir um táxi • E os serviços do governo vão continuar analógicos ? – Processos Administrativos, balcão de atendimento, documentos autenticados...
  51. 51. Serviços Públicos Digitais
  52. 52. Participação da Sociedade
  53. 53. • Mais alguns projetos governamentais que merecem destaque: – BigData do Governo: GovData – Painel de Preços – Painel Estatístico de Pessoal • Poder Executivo vedou a compra de equipamentos servidores (sala-cofre) – A ordem é ir para nuvem (cloud)!
  54. 54. Quais serviços o Senado poderia / deveria disponibilizar ao cidadão ?

×