Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.
MODELO PARA ELBORAÇÃO DO MEMORIAL FINAL
Capa: Proteção externa de um trabalho científico (monografias, dissertações, teses...
NOME
Folha de rosto: a folha de rosto deverá conter as seguintes informações: vinculação institucional,
dados da disciplin...
MEMORIAL DE VIDA ACADÊMICA E PROFISSIONAL
TERMO DE APROVAÇÃO
Aluno:
Curso: Código: Período/Ano:
Tipo: Memorial de Vida Aca...
_____/_____/_______
Katyusco de Farias Santos
Coordenador Geral do Curso Técnico em Secretaria
Escolar -
_____/_____/_____...
AGRADECIMENTOS (Opcional)
Exemplo:
A todos os professores que proporcionaram todo conhecimento e aprendizado necessário pa...
LISTA DE ILUSTRAÇÕES (Opcional) fazer paginação manualmente
A Lista de ilustrações e tabelas não são obrigatórias, mas cas...
LISTA DE TABELAS (Opcional) fazer paginação manualmente
Exemplo
Tabela 1 - Memórias de leitura/alfabetização: onde aprende...
LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS (Opcional)
Exemplo
AOL América Online
ABNT Associação Brasileiras de Normas Técnicas
CE Cea...
SUMÁRIO (Obrigatório)
Sumário: Enumeração das principais divisões do trabalho, feita na ordem em que as mesmas
aparecem no...
11
1 – Apresentação
A apresentação do memorial constitui a parte introdutória do escrito. É importante para
orientar aquel...
12
nesta seção é importante situar o leitor em relação:
a) Ao campo de atuação pela caracterização da(s) instituição(ões) ...
13
Nesta seção é importante refletir sobre o exercício de relatar e analisar a própria prática
profissional, em estreita a...
14
REFERÊNCIAS (obrigatório)
(Títulos sem indicativo numérico, devem estar centralizado)
Aqui, neste ponto, você irá regis...
15
CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Institui a duração e a carga horária dos cursos de
licenciatura, de graduação plena, de ...
16
Anexos
(Títulos sem indicativo numérico, devem estar centralizado)
De acordo com a regra da ABNT - NBR 14.724/2011 que ...
17
Apêndices
(Títulos sem indicativo numérico, devem estar centralizado)
De acordo com a regra da ABNT - NBR 14.724/2011 q...
18
Modelo de memorial pps
Próxima SlideShare
Cargando en…5
×

Modelo de memorial pps

5.733 visualizaciones

Publicado el

Modelo de memorial

Publicado en: Educación
  • Sé el primero en comentar

Modelo de memorial pps

  1. 1. MODELO PARA ELBORAÇÃO DO MEMORIAL FINAL Capa: Proteção externa de um trabalho científico (monografias, dissertações, teses e trabalhos similares) devendo conter, somente, os elementos necessários à sua identificação. Na capa do trabalho deverão conter as informações básicas sobre:  instituição à qual é submetida;  nome completo do autor;  título do trabalho;  subtítulo (se houver);  local e data (mês e ano). INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA (IFPB) NOME MEMORIAL DE VIDA ACADÊMICA E PROFISSIONAL Campina Grande – PB 2015
  2. 2. NOME Folha de rosto: a folha de rosto deverá conter as seguintes informações: vinculação institucional, dados da disciplina a ser validada (código, nome do acadêmico e professores), título do memorial, especificação do trabalho acadêmico realizado conforme modelo abaixo: MEMORIAL DE VIDA ACADÊMICA E PROFISSIONAL Memorial de Vida Acadêmica e Profissional apresentado como requisito para obtenção da nota final da disciplina Prática Profissional Supervisionada (PPS), do Curso Técnico em Secretaria Escolar (CTSE), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba – IFPB, como parte dos requisitos necessários à obtenção do Diploma de Técnico de Nível Médio. Prof. Ms. Xxxx Campina Grande – PB 2015
  3. 3. MEMORIAL DE VIDA ACADÊMICA E PROFISSIONAL TERMO DE APROVAÇÃO Aluno: Curso: Código: Período/Ano: Tipo: Memorial de Vida Acadêmica e Profissional PARECER Memorial de Vida Acadêmica e Profissional foi submetido à Coordenação do Curso Técnico em Secretaria Escolar (CTSE), do IFPB- Campus Campina Grande, para análise e aprovado como requisito necessário à conclusão do Curso e obtenção do Diploma de Técnico de Nível Médio, em Xxxx em xx de xxx de 2015. _____/_____/_______ _____/_____/_______ XXXXXXXX Professor Orientador _____/_____/_______ Márcia Gardênia Lustosa Pires Professor Formador da Disciplina Prática Profissional Supervisionada - PPS Golbery de Oliveira Chagas Aguiar Rodrigues Coordenador Adjunto do Curso Técnico em Secretaria Escolar -
  4. 4. _____/_____/_______ Katyusco de Farias Santos Coordenador Geral do Curso Técnico em Secretaria Escolar - _____/_____/_______ Marcos Vinicius de Andrade Coordenador da Rede E-TEC Profuncionário - _____/_____/_______ Anderson Silva Diretor de EAD _____/_____/_______ Cícero Nicácio do Nascimento Lopes Reitor do Instituo Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba – IFPB -
  5. 5. AGRADECIMENTOS (Opcional) Exemplo: A todos os professores que proporcionaram todo conhecimento e aprendizado necessário para minha formação acadêmica, profissional e pessoal. (Espaçamento duplo sem margem)
  6. 6. LISTA DE ILUSTRAÇÕES (Opcional) fazer paginação manualmente A Lista de ilustrações e tabelas não são obrigatórias, mas caso o aluno queira ilustrar seu memorial será necessário colocar uma lista com a ordem na qual as ilustrações parecem no documento. Exemplo Quadro 1 – Os paradigmas da informação 19 Quadro 2 – Evolução dos serviços e produtos 25 Gráfico 1 – Fontes de Informação 37 Fotografia 1 – Demonstração do SIABI para Usuários 55
  7. 7. LISTA DE TABELAS (Opcional) fazer paginação manualmente Exemplo Tabela 1 - Memórias de leitura/alfabetização: onde aprendeu a ler 33 Tabela 2 - Memórias de leituras/alfabetização: onde aprendeu a ler 34
  8. 8. LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS (Opcional) Exemplo AOL América Online ABNT Associação Brasileiras de Normas Técnicas CE Ceará IBCT Instituto Brasileiro de Informação da Ciência e Tecnologia HTML Hypertext Markup Language
  9. 9. SUMÁRIO (Obrigatório) Sumário: Enumeração das principais divisões do trabalho, feita na ordem em que as mesmas aparecem no texto. 1 APRESENTAÇÃO ............................................................................................................ 14 1.1 REGISTRO DE VIDA PESSOAL .................................................................................. 14 1.1.1 ............................................................................................................................................. 14 1.1.2 ............................................................................................................................................. 14 2 REGISTRO DA VIDA ESCOLAR................................................................................14 2.2 ............................................................................................................................................. 15 2.3 ............................................................................................................................................. 15 2.4 ............................................................................................................................................. 15 2.5 ............................................................................................................................................. 15 3 REGISTRO DE SUA FORMAÇÃO ACADÊMICA E IMPLICAÇÕES PARA A PRÁTICA ROFISISONAL.......................................................................................................... 16 4 REGISTRO DE OUTRAS EXPERIÊNCIAS DE FORMAÇÃO COMPLEMENTAR.......................................................................................................................16 5 CAMPO DE ATUAÇÃO...........................................................................................................................17 5.1 Projeto de atuação profissional......................................................................................21 5.2 Objetivos de minha atuação profissional no ....21 6 Experiência Profissional........................................................................................................17 6.1 O que foi feito? 6.2 Por que foi feito? 6.3 Como foi feito? 6 REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA PROFISSIONAL..........................................................20 6.3 Qual a aprendizagem com as atividades desenvolvidas?.......22. 6.4 Resultados esperados................................................22 7CONSIDERAÇÕES FINAIS......................................................................................................23 REFERÊNCIAS (OBRIGATÓRIO).............................................................................................. 24 ANEXO ............................................................................................................................................. 25 APÊNDICES......................................................................................................................................26
  10. 10. 11 1 – Apresentação A apresentação do memorial constitui a parte introdutória do escrito. É importante para orientar aquele que vai ler o memorial. Deve abordar o assunto de maneira generalizada e breve, apresentando o trabalho ao Leitor. É a primeira página que apresenta numeração impressa e seu número deve ser o total de páginas anteriores, com exceção da capa. Nesta seção deve constar: (MEMORIAL I) o Identificação Pessoal: Nome e profissão referentes a identificação do aluno e indicação das finalidades do memorial e do período ao qual ele se refere; o Principais atividades que exerce e outros aspectos que você julgue relevante em sua trajetória pessoal que contribuíram com sua escolha profissional; EXEMPLO Neste memorial relato minha trajetória de vida acadêmica e profissional percorrida no..................Este dossiê está dividido em X partes, a primeira secção apresenta o memorial acadêmico por meio da explanação do meu curriculum vitae, bem como minhas experiências pessoais, tendo por objetivo montar o relato de um percurso acadêmico/profissional, por meio da seleção de experiências que reconstruo, em forma escrita. 2 Registro da Vida Escolar  Lembranças da vida escolar  Práticas pedagógicas dos professores 3 Registro de sua Formação Acadêmica e Implicações para a Prática Profisisonal 4 Registro de outras experiências de formação complementar:  nessa seção você deve ressaltar as vivências de sua experiência ao longo do Curso (Até aqui você já registrou no MEMORIAL I) 5 Campo de atuação:
  11. 11. 12 nesta seção é importante situar o leitor em relação: a) Ao campo de atuação pela caracterização da(s) instituição(ões) (aspectos históricos, socioeconômicos e culturais; infraestrutura física, administrativa; função social da instituição a qual você desenvolve suas atividades laborais, dentre outros aspectos que considerar importantes; b) Projeto de atuação profissional c) Objetivos de minha atuação profissional 6 Experiência Profissional: a) Apresentar em forma de texto as experiências profissionais destacando os fatos marcantes e as ações demandadas na realização das atividades laborais. b) Sistematizar as ações que são realizadas no cotidiano profissional, para que se possa ter a dimensão do que foi realizado, tendo em vista ações futuras.  O que foi feito?  Por que foi feito?  Como foi feito? 7 Reflexão sobre a prática Profissional: a) Destacar a prática profissional como um espaço de aprendizado e de formação. b) Refletir teoricamente sobre a própria prática profissional é um momento importante para que se possa ter a dimensão do que foi realizado. c) Qual a aprendizagem com as atividades desenvolvidas? d) Resultados esperados (Até aqui você já registrou no MEMORIAL II) 8 Considerações Finais: (obrigatório)
  12. 12. 13 Nesta seção é importante refletir sobre o exercício de relatar e analisar a própria prática profissional, em estreita articulação com o percurso de formação no Curso de Secretaria Escolar. Sugerimos, portanto, a você aluno, analisar criticamente os resultados dessa formação em sua vida e as implicações para seu crescimento intelectual e profissional, destacando as mudanças percebidas no decorrer da formação. Apresente, nessa etapa do texto, o que você considera ter contribuído mais para a sua formação pessoa e profissional. Faça observações sobre a atividade, trazendo sugestões e críticas. Caso seja pertinente, sugerimos apontar os campos nos quais você considera ter tido maior crescimento e as áreas nas quais o seu conhecimento ainda permanece limitado, apresentando, então, sugestões para trabalhos e/ou formações futuras.
  13. 13. 14 REFERÊNCIAS (obrigatório) (Títulos sem indicativo numérico, devem estar centralizado) Aqui, neste ponto, você irá registrar as referências da bibliografia utilizada ou consultada na elaboração do seu memorial. Atente para o fato de que tudo o que foi citado ou mencionado no texto e que seja extraído de outra fonte deverá ser referenciado, conforme recomenda a ABNT, NBR 6023, que trata sobre a elaboração das Referências de um documento. Esta norma específica orienta os pesquisadores na compilação de referências utilizadas na produção de documentos e para inclusão em bibliografias, resumos, resenhas, recensões e outros. Assim, orientamos que, ao final da escrita, se faz necessário apontar as referências utilizadas no aprofundamento teórico de suas reflexões, notadamente as descritas e analisadas no memorial. Modelo de REFERÊNCIAS BRASIL. Ministério da Educação. Dá nova redação ao Parecer CNE/CP 21/2001, que estabelece a duração e a carga horária dos cursos de Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Parecer CNE/CP 28 de 02 de outubro de 2001. Relatores Carlos Roberto Jamil Cury, Éfrem de Aguiar Maranhão, Raquel Figueiredo A. Teixeira e Silke Weber. Disponível em <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/028.pdf>. Acesso em 01 jul. 2014. BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Parecer CNE/CP 9 de 08 de maio de 2001. Relatora Raquel Figueiredo Alessandri Teixeira. Disponível em <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/009.pdf>. Acesso em 01 jul. 2014. BRASIL. Ministério da Educação. Dá nova redação ao item 3.6, alínea c, do Parecer CNE/CP 9/2001, que dispõe sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Parecer CNE/CP 27 de 02 de outubro de 2001. Relatora Raquel Figueiredo Alessandri Teixeira. Disponível em <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/027.pdf>. Acesso em 01 jul. 2014.
  14. 14. 15 CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Institui a duração e a carga horária dos cursos de licenciatura, de graduação plena, de formação de professores da Educação Básica em nível superior. Resolução CNE/CP 2 de 19 de fevereiro de 2002. Disponível em <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CP022002.pdf>. Acesso em 01 jul. 2014. CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Resolução CNE/CP 1, de 18 de fevereiro de 2002. Disponível em <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_02.pdf>. Acesso em 01 jul. 2014. SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 22. ed. rev. e ampl. de acordo com a ABNT. São Paulo: Cortez, 2002.
  15. 15. 16 Anexos (Títulos sem indicativo numérico, devem estar centralizado) De acordo com a regra da ABNT - NBR 14.724/2011 que normatiza a apresentação de trabalhos acadêmicos, os anexos são textos ou documentos não elaborados pelo autor do trabalho, que servem para fundamentar, comprovar e ilustrar o escrito. .
  16. 16. 17 Apêndices (Títulos sem indicativo numérico, devem estar centralizado) De acordo com a regra da ABNT - NBR 14.724/2011 que normatiza a apresentação de trabalhos acadêmicos, apêndice é um texto ou documento elaborado pelo próprio autor, com a finalidade de complementar sua argumentação. (poema, música, patente, material técnico, didático, etc..). (Até aqui você já registrou no MEMORIAL III)
  17. 17. 18

×