Se ha denunciado esta presentación.

1 2 fontes_estab_gab_nobreak

1

Compartir

Próximo SlideShare
Fontes e no break
Fontes e no break
Cargando en…3
×
1 de 32
1 de 32

Más Contenido Relacionado

1 2 fontes_estab_gab_nobreak

  1. 1. FONTESFONTES http://tecnologia.hsw.uol.com.br/fonte-computador.htm
  2. 2. FONTES DE ALIMENTAÇÃOFONTES DE ALIMENTAÇÃO A fonte de alimentação é  o  dispositivo  responsável  por  fornecer  energia  elétrica  aos  componentes  de  um  computador.  Portanto,  é  um  tipo  de  equipamento  que  deve  ser  escolhido  e  manipulado  com  cuidado,  afinal,  qualquer  equívoco  pode  resultar  em  provimento inadequado de eletricidade ou em danos à máquina. 
  3. 3. Com a fonte ligada, outros circuitos entram em ação: Capacitores e indutores filtram a rede  elétrica  de  poluentes  elétricos,  além  de  evitar  que  a  própria  fonte  devolva  para  a  energia  outros poluentes. O circuito PFC ajuda na principal função da fonte: Fazer o 110v da rede virar 12V/5V/3V em  corrente contínua e, então, alimentar as peças.  FONTES DE ALIMENTAÇÃOFONTES DE ALIMENTAÇÃO Os circuitos PFC também tem “sub-funções”: Ajudam a  corrigir problemas na rede, além de estabilizarem automaticamente a energia. 
  4. 4. TIPOS DE FONTES - ATXTIPOS DE FONTES - ATX Assim  como  qualquer  tecnologia  produzida  por  mais  de  um  fabricante,  as  fontes  de  alimentação  devem  ser  fornecidas  dentro  de  padrões  estabelecidos  pela  indústria  de  forma  a  garantir  sua  compatibilidade  com  outros  dispositivos  e  o  seu  funcionamento  regular.  No  caso  das  fontes,  o  padrão  mais  utilizado  nos  dias  de  hoje  é  o ATX (Advanced Tecnology Extendend),  que  surgiu  em  meados  de  1996  e  que  também  especifica  formatos de gabinetes de computadores e de placas mãe.
  5. 5. TENSÕES TENSÕES  Os níveis típicos de tensões de alimentação das fontes chaveadas são: 3,3  volts, 5 volts e 12 volts. Os circuitos digitais utilizam tensões de 3,3 e 5 volts, enquanto a tensão de  12 volts é utilizada para fazer funcionar os motores dos drivers de disco e  das ventoinhas. Especificação: watts
  6. 6. POTÊNCIAPOTÊNCIA Esse é o aspecto mais considerado por qualquer pessoa na hora de comprar uma fonte. E  deve  ser  mesmo.  Se  adquirir  uma  fonte  com  potência  mais  baixa  que  a  que  seu  computador necessita, vários problemas podem acontecer, como desligamento repentino  da máquina ou reinicializações constantes. O ideal é optar por uma fonte que ofereça uma  certa "folga" neste aspecto. Mas escolher uma requer alguns cuidados. Tensões => +3,3 V +5 V +12 V (1) +12 V (2) -12 V +5 VSB Carga 28 A 30 A 22 A 22 A 0,6 A 3 A Potência combinada 160 W 384 W 7,2 W 15 W 477,8 W 22,2 W 500 W
  7. 7. POTÊNCIAPOTÊNCIA Rótulo descritivo na lateral de uma fonte ATX FITEL
  8. 8. POTÊNCIAPOTÊNCIA Mas você deve estar se perguntando: como saber a potência adequada para o meu computador? Você já  sabe que terá problemas se adquirir uma fonte com potência insuficiente. Por outro lado, se comprar uma  fonte muito poderosa para uma PC que não precisa de tudo isso, vai ser como comprar um ônibus para  uma família de 5 pessoas. Item Consumo Processadores medianos e top de linha 60 W - 110 W Processadores econômicos 30 W - 80 W Placa-mãe 20 W - 100 W HDs e drives de DVD ou Blu-ray 25 W - 35 W Placa de vídeo com instruções em 3D 35 W - 110 W Módulos de memória 2 W - 10 W Placas de expansão (placa de rede, placa de som, etc) 5 W - 10 W Cooler 5 W - 10 W Teclado e mouse 1 W - 15 W
  9. 9. POTÊNCIAPOTÊNCIA Como já dito, processadores e placas de vídeo são os dispositivos que mais exigem energia. Para piorar a situação, essa medida pode variar muito de modelo para modelo. Por isso, é importante consultar as especificações desses itens para conhecer suas médias de consumo. Suponha, por exemplo, que você tenha escolhido a seguinte configuração: Processador 95 W HD (cada) 25 W + 25 W Drive de DVD 25 W Placa de vídeo 3D 80 W Mouse óptico + teclado 10 W Total 260 W Veja que o total é de 260 W, sem considerar outros itens, como placas-mãe, pentes de memória, etc. Neste caso, uma fonte com pelo menos 400 W reais seria o ideal (lembre-se da dica de sempre contar com uma "folga").
  10. 10. EFICIÊNCIAEFICIÊNCIA Suponha que você tenha um computador que exige 300 W, mas a fonte está extraindo 400 W. A eficiência aqui é então de 75%. Os 100 W a mais que não são utilizados são eliminados em forma de calor. Quanto maior a eficiência da fonte, menor é o calor gerador e menor é o desperdício de energia, fazendo bem para o seu bolso e evitando que seu computador tenha algum problema causado por aquecimento excessivo. Fontes com eficiência entre 70% e 80% são até aceitáveis, mas abaixo disso não são recomendadas.
  11. 11. CONECTORESCONECTORES FITEL Conector de placa-mãe com 24 pinos, sendo que uma parte, com 4 pinos, é separada. Isso existe para garantir compatibilidade com placas-mãe que utilizam conectores de 20 pinos. FITEL
  12. 12. CONECTORESCONECTORES Conector utilizado em dispositivos como HDs e unidades de CD/DVD que utilizam a interface PATA, também conhecida como IDE. Esse padrão está caindo em desuso, pois foi substituído pelas especificações SATA: FITEL FITEL
  13. 13. CONECTORESCONECTORES FITEL Conector de energia do atual padrão SATA FITEL Encaixe SATA na parte traseira de um disco rígido
  14. 14. CONECTORESCONECTORES FITEL Chamado de ATX12V, o conector visto abaixo conta com 4 pinos, deve ser encaixado na placa-mãe e geralmente tem a função de fornecer alimentação elétrica para o processador. Há uma versão mais atual, denominada EPS12V, que utiliza 8 pinos e que pode ser formada também pela união de dois conectores de 4 pinos. FITEL
  15. 15. Boa parte das fontes disponíveis no mercado, principalmente as de baixo de custo, utilizam uma ventoinha que fica em sua parte traseira, de forma que é possível visualizá-la ao olhar a parte de trás da máquina. Por outro lado, há modelos de fonte que utilizam uma ventoinha maior, que fica instalada na parte de baixo, de forma que só é possível vê-la com a abertura do gabinete da máquina VENTOINHAVENTOINHA Aspecto importante: BARULHO! FITEL
  16. 16. ESTABILIZADORESESTABILIZADORES http://manualdatecnologia.com/informatica/estabilizadores-porque-nao-e-uma-boa-usa-los/
  17. 17. ESTABILIZADORESESTABILIZADORES Um estabilizador tem a função de estabilizar a tensão da rede elétrica. Em outras palavras, ele tenta manter em suas saídas um 110V/220v constante, enquanto que a entrada pode ter certas variações. Como grande parte de nós sabemos, a rede elétrica brasileira é uma verdadeira confusão. Todos os tipos de “poluentes elétricos” são encontrados, e em grandes quantidades. Além da tensão nunca ser estável (normalmente varia entre 80v e 135v).
  18. 18. FUNÇÃOFUNÇÃO O estabilizador vai fazer sua função: Tentar ao máximo transformar aquele 80v ou 135v da tomada em um 110v “utilizável” para você fazer suas coisas funcionarem. Como eles fazem isso? Os estabilizadores usam relês, que selecionam uma “opção” que deixe a saída mais próxima possível de 110v.
  19. 19. VISÃO INTERNAVISÃO INTERNA Parte interna de um estabilizador. Não há nada aqui, muito menos circuitos de proteção.
  20. 20. NO-BREAKNO-BREAK http://www.hardware.com.br/dicas/entendendo-nobreaks.html
  21. 21. NO-BREAKNO-BREAK A função básica de qualquer nobreak é manter o PC funcionando em caso de falta de energia, permitindo que você tenha algum tempo para terminar o que está fazendo e evitando perda de dados. Existem vários tipos de nobreaks. Os mais comuns no mercado são os offline e os line-interactive. Existem alguns nobreaks online, geralmente modelos bem mais caros, destinados a uso industrial ou em data-centers, além dos line-boost, que incorporam uma espécie de estabilizador interno.
  22. 22. NO-BREAKNO-BREAK Atividade Faça uma pesquisa sobre os tipos de nobreaks existentes e suas principais características, vantagens e desvantagens. Depois discutiremos em sala de aula.
  23. 23. GABINETEGABINETE http://pt.wikipedia.org/wiki/Gabinete_(inform%C3%A1tica)
  24. 24. GABINETEGABINETE
  25. 25. GABINETEGABINETE Um gabinete de  computador,  também  conhecido  como case, caixa, chassis ou torre, é o compartimento que contém a maioria  dos  componentes  de  um computador (normalmente,  excluindo  o monitor, teclado e mouse).  Um case de  computador,  às  vezes,  é  referido  como CPU, referindo-se a um componente situado dentro da caixa.  Cases, geralmente, são construídos em aço ou alumínio. Plástico é, por vezes,  utilizado.
  26. 26. TAMANHOSTAMANHOS O  tamanho  e  a  forma  de  um  gabinete  de  computador  é  geralmente  determinada  pelo fator de forma da placa-mãe, uma vez que é o maior componente da maioria  dos computadores.  Um case projetado  para  fontes  e  placas-mãe ATX pode  assumir  várias  formas  externas. •Mid-tower •Mini-tower •Full-tower •MicroAtx
  27. 27. LAYOUTLAYOUT
  28. 28. Cases de  computador  geralmente  incluem  chapas  para  as fonte  de  alimentação e  compartimentos  de  unidade  ópticas,  bem  como  um  painel traseiro que  pode  acomodar  periféricos  dos slots da  placa-mãe  e  de  expansão.  A  maioria  dos cases também  tem  um  botão  ou  interruptor  de power,  um  botão  de reset e LEDs para  indicar  o status da  máquina  ligada,  bem  como  mostrar  as  atividades  de rede e  a  unidade  do disco  rígido.  Alguns cases incluem  portas I/O (entrada/saída) internas (para serem usadas como portas USB e de fone  de ouvido) na frente do case. Nesse caso, também incluirá os fios necessários para  se conectar a essas portas, interruptores e indicadores em LEDs da placa-mãe. LAYOUTLAYOUT
  29. 29. LOCALIZAÇÃO DOS PRINCIPAIS COMPENENTESLOCALIZAÇÃO DOS PRINCIPAIS COMPENENTES A placa-mãe,  geralmente, é  parafusada no case ao  longo de sua área maior,  que poderia ser a parte  inferior ou do lado  do case, dependendo do  fator de forma.
  30. 30. LOCALIZAÇÃO DOS PRINCIPAIS COMPENENTESLOCALIZAÇÃO DOS PRINCIPAIS COMPENENTES Fatores de forma,  como ATX fornecem um painel  traseiro com recorte de furos para  expor as portas de I/O fornecidas  para os periféricos integrados, bem  como slots de expansão, que  opcionalmente podem expor portas  adicionais fornecidas por placas de  expansão.
  31. 31. LOCALIZAÇÃO DOS PRINCIPAIS COMPENENTESLOCALIZAÇÃO DOS PRINCIPAIS COMPENENTES Fontes de alimentação são,  frequentemente, alojadas na  parte superior traseira do case;  Geralmente, eles são anexados  com quatro parafusos para  suportar seu peso. Mas os  gabinetes modernos vêm agora  com suporte para instalar as  fontes na parte inferior traseira  do gabinete.
  32. 32. LOCALIZAÇÃO DOS PRINCIPAIS COMPENENTESLOCALIZAÇÃO DOS PRINCIPAIS COMPENENTES •A maioria dos cases incluem  as baias na parte frontal do  case; um caso típico ATX  inclui baias de 5,25" e 3,5".  Em computadores  modernos, o primeiro é  usado principalmente para  unidades ópticas (Leitor de  DVD/CD), enquanto os  outros são usados para  discos rígidos, drives de  disquete e leitores de cartão.

×