Se ha denunciado esta presentación.
Utilizamos tu perfil de LinkedIn y tus datos de actividad para personalizar los anuncios y mostrarte publicidad más relevante. Puedes cambiar tus preferencias de publicidad en cualquier momento.

Depressão

3.689 visualizaciones

Publicado el

Diagnóstico e intervenção na depressão e distimia

Depressão

  1. 1. DepressãoOFICINA DE PSICOLOGIA
  2. 2. COMO SABEMOS SEESTAMOS DEPRIMIDOS?
  3. 3. SENTE-SE TRISTE EABATIDO, DURANTE GRANDEPARTE DO DIA, QUASE TODOSOS DIAS?
  4. 4. AS COISAS QUE OINTERESSAVAM E LHE DAVAMPRAZER DEIXARAM DE OSATISFAZER?
  5. 5. DÁ POR SI A PENSAR QUE NÃOTEM VALOR, QUE PERDEUQUALIDADES, E QUE OS OUTROSGOSTAM MENOS DE SI?
  6. 6. SOFREU, RECENTEMENTE, UMAALTERAÇÃO SIGNIFICATIVA NO SEUPESO? E O SEUAPETITE, AUMENTOU OU DIMINUIDRASTICAMENTE?
  7. 7. PRECISA DE DORMIR MUITO MAISQUE PRECISAVA? OU DÁ POR SI ATER DIFICULDADE EM ADORMECEROU TER UMA NOITE DE SONOCOMPLETA?
  8. 8. SENTE-SE EXCESSIVAMENTECULPADO?
  9. 9. DÁ POR SIAGITADO, INQUIETO?
  10. 10. SENTE QUE ESTÁ MAISLENTO, FÍSICA EINTELECTUALMENTE?
  11. 11. SENTE-SEFATIGADO, ESVAZIADO DEENERGIA?
  12. 12. JÁ TEVE IDEIAS DE SUICÍDIO, OUPELO MENOS FANTASIOU EMACABAR COM A VIDA?
  13. 13. SE A RESPOSTA A BOA PARTEDESTAS QUESTÕES FORSIM...
  14. 14. É BASTANTE PROVÁVEL QUESE ENCONTRE DEPRIMIDO.
  15. 15. AFINAL, COMO EXPLICAR ADEPRESSÃO?
  16. 16. Normalmente, temos... Acontecimento de perda Redução do Percepção de nosso nível de culpa ou produtividade e falhanço actividades de pessoal lazer Crenças negativas Tristeza e acerca de si retraimento próprio e de outros
  17. 17. QUANDO AS NOSSASCIRCUNSTÂNCIAS SE ALTERAM DEFORMA NEGATIVA, COMEÇAMOS A VER-NOS A UMA LUZ NEGRA...
  18. 18. E invadem-nos uma série de pensamentos Quem olhe para mim só vê um farrapo, uma sombra...Não valhonada... Nunca vou voltar a ser a mesma pessoa!A vida assim não vale a pena viver! Se outros sofrem tanto, que direito tenho eu de estar assim? É tudo culpa minha! Nunca vali... Ninguém me compreende, nem gosta realmente de mim... Se nem uma coisa tão simples consigo fazer, não consigo fazer nada! Para quê fazer seja o que for, nada vai correr bem! Esta tristeza é terrível, e nunca me vou ver livre dela! Nem nunca vou valer!
  19. 19. ESTES PENSAMENTOS SÃOAUTOMÁTICOS, APARECEM SEMNOS DARMOS CONTA!
  20. 20. E SÃO INTRUSOS, POR MUITOQUE TENTEMOS NÃO VÃOEMBORA!
  21. 21. Pensamentos automáticos• Surgem de forma automática, involuntária, inconscient e.• Como uma voz que nos sussurra ao ouvido e nos diz como interpretar a realidade.• Baseados nas nossas aprendizagens e experiências prévias.• Correm o risco de sofrer distorções.
  22. 22. Ora AUMENTAM o problema“Se foi assim desta vez, vai ser assim sempre”“É uma catástrofe que assim seja!”“Nunca consigo atingir os meus objectivos!”“Se ela me disse que não, é porque não gosta de mim!”“Sei que não vou conseguir, nem vale a pena tentar!”
  23. 23. Ora os diminuem sucessos de“Só me elogiou porque tem pena mim...”“Até consegui, mas isto não importa para nada...”“Talvez tenha conseguido, mas esse já não sou eu...”“Oh, e que importância tem? Qualquer um consegue...”
  24. 24. QUANTO MAIS NOS SURGEMESTES PENSAMENTOS...
  25. 25. Piores os nomes que nos chamamos!Inútil Velho Fraco Choramingas Falhado Mau pai Incompetente Burro Cobarde Gordo Feio Egoísta Lamechas
  26. 26. Cada nome destes pesa mais de 100 kg!
  27. 27. E pesa-nos no coração! Ficamos tristes, mesmo muito tristes! E às vezes muito zangados, irritáveis!
  28. 28. E quanto mais tristes ficamos... …pior pensamos de nós!
  29. 29. Começamos a fechar-nos cada vez mais... Não conversamos no trabalho Não vamos ter com os amigos e família Desinteressamo-nos pelos pequenos prazeres, como a comida, ou o sexo Deixamos de querer fazer exercício físico Largamos os passatempos Só queremos estar na nossa conchinha
  30. 30. Tudo isto sem sabermos....
  31. 31. Que a casa é o ninho da depressão! Percepção de falhanço Ausência de Desmotivaçãoestímulos positivos Inércia e isolamento
  32. 32. Quanto menos fazemos... Mais tempo passamos com os pensamentos negativos Mais profundamente mergulhamos na tristeza Mais nos sentimos falhados por não fazer as coisas Menos oportunidades temos de fazer actividades que nos devolvam auto-estima Mais nos desligamos das pessoas que nos podem dar “colo”
  33. 33. E temos um novo estilo de vida...Com depressão Sem depressão Desorganização  Organização rigorosa Ausência de planos  Planos diários e semanais Falta de horários  Horários rigorosos Procrastinação  “Não deixar para logo o que posso fazer agora!” Rendição à “moleza”  Actividade
  34. 34. E fecha-se o “ciclo vicioso”! Acontecimento Comportamento Pensamento Emoção
  35. 35. Como sair daqui?
  36. 36. Truques e dicasTenha uma agenda! Certifique-se que preenche o seu dia com actividade, e dê os parabéns a si próprio pelos objectivos atingidos.Saia de casa, mesmo que não tenha nada para fazer.Recupere hobbies antigos.Entre em contacto com as pessoas de quem gosta.
  37. 37. Truques e dicas Envolva-se em actividades que o façam sentir-se competente e um “tipo fixe”. Nutra as suas relações com os outros. Também nutre a sua relação consigo, assim. Pratique exercício físico. Muito! Faça uma alimentação regrada e equilibrada. Escreva os seus pensamentos negativos. Depois “brinque aos detectives” e arranje provas contra eles!
  38. 38. Se assim não for lá...Procure ajuda! Quanto mais cedo melhor!
  39. 39. Oficina de Psicologia Psicoterapia para todosPsicoterapia individual e de grupo para depressão
  40. 40. Olhamos por si!WWW.OFICINADEPSICOLOGIA.COM

×